Política

15 milhões de dólares doados por Taiwan para 2014 vão ser aplicados na saúde agricultura e turismo

O programa de cooperação entre São Tomé e Príncipe e Taiwan para o ano 2014, foi assinado na tarde de terça – feira no Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação. São 15 milhões de dólares, que o Governo são-tomense decidiu investir nos sectores da Saúde, Agricultura e do Turismo.

A Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação Natália Umbelina que assinou o programa de cooperação pela parte são-tomense, destacou o papel que Taiwan desempenha na luta contra o paludismo, o que permitiu ao país ser homenageado por instituições internacionais como bom exemplo no combate contra a doença.

Para 2014, o financiamento de Taiwan vai continuar a contribuir para o recuo do paludismo. «A China Taiwan tem sido para nós o grande parceiro no combate ao paludismo», declarou a Ministra para depois apontar o caso da Região Autónoma do Príncipe, onde o financiamento de Taiwan vai permitir a drenagem de dois pântanos, e a reconstrução do hospital Manuel Quaresma Dias da Graça. «Numa perspectiva de melhorar o saneamento do meio e permitir melhor saúde a população, e para o caso da ilha do Príncipe que está na fase de pré-eliminação do paludismo que possa avançar para a eliminação da doença», precisou, Natália Umbelina.

O sector da agricultura, onde Taiwan desempenha papel fulcral na produção de gado suíço, no apoio as comunidades produtoras de milho e outros produtos alimentares, com vista a garantia da segurança alimentar, assim como a melhoria das condições habitacionais nas roças, recebe uma boa fatia dos 15 milhões de dólares. «O ano 2014 foi declarado pela União Africana como o ano da agricultura e da segurança alimentar, razão pela qual também com Taiwan temos projectos estruturantes no domínio da agricultura e da segurança alimentar», enfatizou a ministra dos negócios estrangeiros e cooperação.

O Ministério do Turismo, Comércio e Indústrias, é outro alvo prioritário do pacote financeiro de Tiwan para 2014. «Certamente com a assinatura deste programa todos os projectos terão um avanço mais rápido e dinâmico para atender as necessidades prioritárias do povo são-tomense», declarou o embaixador de Taiwan em São Tomé e Príncipe, Jack Chen.

De recordar que após a visita do Presidente do Presidente de Taiwan a São Tomé e Príncipe, os dois países definiram alguns projectos estruturantes que deverão ser objecto da comissão mista prevista para este mês de Abril em Taipei.

Abel Veiga

    26 comentários

26 comentários

  1. Barão de Água Izé

    9 de Abril de 2014 as 10:28

    A cooperação que Taiwan tem prestado é de reconhecer e aplaudir.
    Mas quando surgirá o tempo que tudo o que fizermos for resultado da produção da Economia Sãotomense e não de ajudas e cooperações permanentes que denotam a fraqueza de STP, como nos estivesse-mos especializado em técnicas de caridade.
    Um país não é de facto independente se não conseguir auto sustentar-se pelos seus próprios meios.

    • ferpenapandopo

      9 de Abril de 2014 as 22:37

      Vão ser aplicados na saúde e bem estar dos governantes,isso sim.
      Porque o povo esse,vai continuar sem medicamentos e com graves carências alimentares…

  2. Faminto

    9 de Abril de 2014 as 11:37

    É agradecer ao governo de Taiwan e aplicar este montante com inteligencia para o bem de STP e nunca por nem Bano nem Delfim Neves a frente disto!

    • Homem do campo

      9 de Abril de 2014 as 14:46

      Pior será deixar para Patrice, Varela, Vila Nova, Levy

      • zito

        9 de Abril de 2014 as 16:06

        Deixa pra o Juvem…pelo menos este precise mais

      • Pão com Chouriço

        9 de Abril de 2014 as 17:05

        Gostei desta!!!!!!

  3. Luis

    9 de Abril de 2014 as 11:50

    http://www.telanon.info/economia/2012/12/11/11993/peritos-taiwaneses-avaliam-projecto-da-pesca-semi-industrial-em-sao-tome-e-principe/

    só uma pergunta.

    nas vésperas do Governo da ADI ser exonerado ficou apalavrado uma linha de crédito de Taiwan para um centro nacional de pescas na Ilha do Principe.

    tudo isso está documentado neste jornal online Tela Non, na Televisão de STP e na RTP/Africa.

    Será que o dito projecto foi rejeitado por ter sido inicialmente aceite pelo anterior Governo?
    E o Povo ? não será mais importante no meio dos jogos da partidocracia?

    • pedro

      9 de Abril de 2014 as 15:38

      Na Ilha de São Tomé, muito em breve vaí ter 3 centros de pesca semi-indústrial, o último será financiado pelo Japão.
      Na Ilha do Principe onde o mar é mais rico nem 1
      Principense, sofreeeee

      • Eterno Madiba

        10 de Abril de 2014 as 8:55

        Eu ouvi três centros de pesca na ilha de S. Tomé financiado pelo Japão, desde os meus tempos de Liceu. E hoje tenho 47 anos de idade.

  4. Homem Terra

    9 de Abril de 2014 as 12:06

    Sr. faminto, este espaço é para aproveitares e dar a tua opinião para o bem de São Tomé e Príncipe e dos seus povos, não para provocar ódios e matar a tua fome…..

  5. Cabalo

    9 de Abril de 2014 as 12:09

    Tenha cuidado com valor recebido.

  6. Saudoso Francisca

    9 de Abril de 2014 as 12:12

    Que seja benvindo!
    Esperemos que Projectos fantasmas não sejam criados de forma a dilapidar este dinheiro. Que a verba seja mesmo canalizada para lá onde é necessário e que o governo de Taiwan proceda a fiscalização permanente sobre as modalidades de utilização deste fundo.Sabemos que inventam muitos Projectos a volta dos fundos de Taiwan e o zé povinho nada vê.

  7. observador Atento

    9 de Abril de 2014 as 12:13

    Muito bem. Mas nao esquecam o prometido centro de homodialise em STP! Ha muitos compatriotas que sao obrigados a viverem no estrangeiro por falta deste centro.

  8. Antonio Costa Carlos

    9 de Abril de 2014 as 13:00

    É melhor não tocarem nesse montante e deixarem para o governo que sair das proximas legislativas. Se calhar o futuro goveno terá ideias concretas com pés assentes no chão e poderá fazer algo de visivel e benéfico para a população que está farta de projectos/intervenções cirurgicas populistas.
    E quanto ao futuro governo, é bom que se ponham a pau porque tudo indica que o Partido do ex-presidente Fradique está numa aspiral crescente muito séria.

  9. arelitex

    9 de Abril de 2014 as 13:00

    o que me assusta é que nada é feito , com o nosso esforço e inteligência . á de chegar o dia em que nos vêm cobrar tudo isso . em STP muita coisa pode ser feita com pouco dinheiro ,basta por a cabeça a trabalhar , mesmo as ajudas que vêm pode-se fazer três ou quatro vezes mais coisas . temos que aprender a utilizar a nossa inteligência ,e sermos bons gestores com essas ajudas . temos de conseguir dar a volta ao sistema . esta vida de pedintes nâo nos vai levar a lado nenhum .

    • arelitex

      10 de Abril de 2014 as 11:35

      para completar .eu sempre fui bastante realista .e aprendi que na vida ninguém dá nada a ninguém .o que pode existir sâo interesses .o sermos pobres nâo significa ,que tenhamos que vender aos bocados o nosso país . quando der-mos por ela ,ou temos as nossas áreas marítimas nas mâos destes países , ou a nossa economia . eu concordo com ajudas honestas ,mas tudo com pés e cabeça . e tentarmos saber o vâo querer em troca .

  10. António Silva

    9 de Abril de 2014 as 13:06

    Desta forma como são dados, sou contra. Se não houver um controlo efectivo, estes valores todos acabarão nos bolsos de cada um. Penso eu que não estamos a aproveitar muito bem esta cooperação com Taiwan. Apresentem-lhes mais projectos ( Ex.novo Hospital) e peçam financiamentos. De certeza que não faltarão. Para a dimensão do país, Taiwan, somos um “grãozinho” de areia. Continuamos no léve-léve e a caravana passa.

  11. FEXA PATA

    9 de Abril de 2014 as 15:19

    Tristeza isse montante já esta desviado não se pode dar essas pessoas dinheiro mas sim perguntar o que querem e fazer isso já se viu muitas vezes e nada foi feito. Triste povo.

  12. Arnaldo

    9 de Abril de 2014 as 17:18

    Taiwan, tem vindo a ser um bom parceiro com STP, e de louvar, viva Taiwan, viva STP!!!

  13. madalenas

    9 de Abril de 2014 as 22:00

    A classe política deve ser responsável por estes fatos, em véspera de eleição, 15 milhões, deve haver muita transparência.

  14. Manuel Vicente Sousa

    10 de Abril de 2014 as 8:02

    Assumindo a despesa da conversa,começo por dizer que, é uma utopia ou se não mesmo demagogia tangerem que STP se desenvolveria com o turismo de financiamento parco.
    Não são com essas miseras quantias que se desenvolverá o turismo no nosso país.
    Um turismo de verdade, necessita em primeira mão, de uma boa infraestrutura, facto que em STP ainda é uma miragem. Uma pobreza extrema desencoraja um turista sensível, o preço exorbitante dos bens de consumos e para mais de pouco requinte afujenta um turista viajado.
    Por outro lado o governo por si só, não consegue desenvolver o turismo em STP, tem que haver uma colaboração da massa Empresarial.
    STP, efectivamente, possui qualidade geofísicas e culturais para oferecer um turismo de qualidade e não se cingir apenas ao turismo caseiro. afinal de contas temos que seguir a evolução.
    Vou terminar com as seguintes exortações: amarrar-se a tradição, é demagogia,é humildade exagerada,é uma neo-colonização, é estagnação, é falta de visão, de vontade, é inercia. E se a tradição não é nada disso, então continuaria-mos a viver nas cavernas.

  15. Manuel Vicente Sousa

    10 de Abril de 2014 as 8:23

    Quero aproveitar este ensejo para pedir ao governo, que abra uma excepção nos aludidos destinos dessa verba,afim de construírem uma lavandaria pública na localidade de Montalegre(perto de Bom Bom), uma vez que o poder local está divorciado com esta zona. Minimizando assim o sofrimento das mães e homens solteiros ai residentes.
    MUITO OBRIGADO

  16. manuel soares

    10 de Abril de 2014 as 8:59

    Bom dia povo de STP, bem haja Taiwan , seu governo e seu povo que muito tens nos ajudado.Estou de acordo com as áreas escolhidas para o investimento destes 15 milhões de dólares mas tenho uma preocupação, e o sector da energia? Será que temos outro parceiro a altura das nossas necessidades prioritárias e urgentes neste sector?
    Vamos esperar pelas eleições mas devemos ser sérios, eficientes e eficazes, pragmáticos, conscientes, inteligentes e termos uma visão estratégica e agirmos de forma sustentada.

  17. Chingá

    10 de Abril de 2014 as 9:33

    Caro António Costa Carlos, o 1º parágrafo do seu comentário, aceita-se pela lógica! No entanto cai no ridículo a partir do 2º parágrafo, pois que este partido que refere foi enterrado e esquecido por este povo! Jamais…Nem com a melhor retroescavadora será desenterrado, muito menos ressuscitado!!

  18. Vicente Andrade

    10 de Abril de 2014 as 18:01

    Proponho ao governo que use quatro milhões desta verba para finalizar a central hidroeléctrica de Bombaim, que irá produzir cerca de 5 Megas o que contribuirá de formasignificativa para melhorar a situação de saúde e educação no país.
    Sem energia não haverá boa saúde nem boa educação
    Vicente

  19. Os revoltosos

    11 de Abril de 2014 as 8:24

    Esse montante já esta desviado

    Coitado do povo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo