Gabriel quer salvar Palácios Coloniais no fim do seu mandato

A maioria das antigas casas dos Patrões das Roças já ruiu. As autoridades assistiram impávidos a desgraça que enterrou grande parte da memória colectiva do país. O mais recente episódio foi o desmoronamento de uma parte do antigo hospital da Roça Agostinho Neto, ex-Rio do Ouro.

No entanto no âmbito da semana nacional do turismo, o Primeiro-ministro Gabriel Costa, anunciou no último Domingo que o seu Governo com menos de dois meses de mandato, vai lançar um concurso público internacional, para salvar cerca de duas dezenas dos antigos palácios das roças. «O governo está empenhado em lançar um concurso internacional para que possamos por um lado preservar o património arquitectónico dessas casas coloniais, mas também para o desenvolvimento do turismo rural e ecológico, para que a nossa população participe activamente no desenvolvimento dessa forma de turismo», declarou o Chefe do Governo.

Sem piedade, o país devorou os recheios das antigas casas de Patrão das Roças, e assistiu o desmoronamento das mesmas. A maioria delas foi apoderada por gentes nacionais que preferiram conviver com o cenário de escombros, parecido com um lugar que sofreu bombardeamento aéreo, do que agir no sentido da manutenção das casas, de valor arquitectónico e histórico.

O Primeiro-ministro reconehece, que os palácios que existiam nas roças, são de grande importância histórica. «Representam um passado histórico, um património daqueles que com o seu sangue e suor regaram as plantações e cacau e café. Essas casas estão abandonadas é preciso que não deixemos morrer aquilo que eu considero ser a nossa memória colectiva», sublinhou.

Resta saber se o tempo que as autoridades nacionais deram oportunidade, para devorar as casas que representam a memória colectiva, será complacente com o Primeiro Ministro, para tentar pelo menos abrir o concurso público da salvação.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Mé Zemé Responder

    Concurso público para construção de uma nova cidade na região de Gongá, concurso público para reabilitação das antigas casas coloniais com arquitectura históricas…ó sr primeiro ministro, sejamos sérios o povo já está mais esperto, deixa de vender ilusões, faça campanha com coisas concretas.

  2. img
    Colomba Responder

    Era bom que fosse verdade. É uma medida que já se impõe há muitos anos. Embora estes edifícios carreguem com a carga negativa do colonialismo, o que é um facto é que para além de fazerem parte da história desse país, têm um valor incalculável para o turismo. Esperemos que não sejam só palavras lançadas ao vento ou propaganda eleitoralista…

  3. img
    pedro neto Responder

    Gabriel ganha juizo homem. Você fala parece quem caiu de madeira.

  4. img
    Danilo Torpedo Responder

    Senhor Primeiro-Ministro beba com moderação.

    • img
      bintoudjalo Responder

      Respondo aos 2 marmanjos do Neto e Torpedo. Estimo que responder ao artigo segundo a vossa opinião é legítimo…mas de lá a faltar respeito até chegar ao insulto é demais. Será que vocês, homens adultos e responsaveis , acham que podem servir de modelo para os + jovens, para os vossos filhos? Podemos dizer tudo, expor as nossas opiniões opostas com vigor, mas com respeito , sem insulter….não , o Gabriel não bebeu “connard’” (uso o vosso método), é um projeto que ele sempre quis concretizar, ja dizia ele ainda estudante em França, que se um dia tivesse ocasião salvaria os monumentos históricos do país… Pelo menos ele tenta fazer algo de bem que é de uma importância capital para STP. De todos os governos qual deles propôs de fazer algo de importante para a história do país? Dos Pinto, Trovoada, Fradique , R.Branco, Varela etc…. Às vezes dá-me a impressão que certos indivíduos não querem que STP saia deste marasma , apraz-lhes ver STP no “stand – by” para poderem continuar a criticar , a protestar, porque sem isto à vida não tem sentido pra eles…é de pensar!

    • img
      bintoudjalo Responder

      Torpedo, é o pm Gabriel da Costa que bebe, mas é você que fica bêbado….ou de cabeça, visto a sua insolencia !

  5. img
    Boateiro Responder

    Só falta o sr Flá Só dizer que amanhã Jesus Cristo visitará S.Tomé! Quer dizer, nem na fase terminal deste indivíduo ele consegue ficar calado, que se assim fizesse não estaria senão a
    fazer um grande fazer aos Santomenses que já andam fartos dele há mais de doze meses!

    • img
      bintoudjalo Responder

      Porque tanto odio e rancor contra o Gabriel…ele tomou algo seu? Está num posto de trabalho que devia ser o seu? Como pode o país avançar tendo gente com sentimentos maus, injustos, de ódio contra alguém que talvez nem sabe que à pessoa em questão existe. Certeza que o Gabriel ignora quem é você. Eis uma das razões da máit onda em STP, energias negativas, gente de má indola. Mas o GABIKA está super bem protegido, gente. Os maus olhados que vocês põem nele, vira-se vocês “en puissance 1000″.

  6. img
    Jerónimo Xavier de Sousa Pontes Responder

    Caros! A vida de um governo vai do seu empossamento à data da estipulação por lei, que poderá ser impedido antes da sua concretização por expedientes outros, também constitucionais, como foi o caso do governo do Partido ADI, que não chegou a cumprir o seu mandato. Quero com isto referir que o governo em funções não está inibido de proferir declarações sobre isto ou aquilo, relacionado com o âmbito da sua governação.
    Agora, poder-se-á levantar questões da MORAL e da ÉTICA, de quem detém cargos de responsabilidade. Se for somente para ganhar votos, resta-me saber se os outros também não andam a fazer exatamente o mesmo, EMBORA ERRADO.
    Por estas e outras razões, eu defenderia que, caso dirigentes políticos, sem estarem devidamente credenciados, com toda a documentação relevante, fizessem coisas do género, que fossem proibidos de fazer política, para além de COIMA fixada pelos tribunais.
    Quanto ao conteúdo em si, é louvável. Quantos aos recheios, isto é os mobiliários e outros, sabemos onde estão. Vamos buscá-los aos museus, às casas dos antigos ministros da Agricultura e os antigos Directores das roças, aos senhores que decretaram o fim das roças, outros em poder até de particulares (estes últimos podem vender ao Estado esses objectos em leilão em asta pública).
    Bem, se o Senhor Primeiro-Ministro conseguir esse feito, estaria a SALVAR SÃO TOMÉ E Prícipe. Acredito que o Senhor Gabriel Costa, que me parece um indivíduo sério, friso, BASTANTE SÉRIO, seja leviano, ao ponto de proferir uma declaração que não consegueria honrar.

    • img
      bintoudjalo Responder

      Jerônimo, você falou justo . Gostei! Faz um enorme bem de ler comentários honestos e sem ódio…como TENHO estado a ler. Ódio gratuito, mais por inveja, ciúmes, cobiça. Enfim, o país ficará sempre atrás como o “rabo da cabra”,

    • img
      Nilton de Almeida Responder

      Buasso folo bem falado

  7. img
    londres genuino Responder

    Gabriel Costa está a fazer bluff para campanha.

    Ele não tem tempo sequer de preparar o caderno de encargo para a abertura do concurso público.

    • img
      bintoudjalo Responder

      Quando é que um forró genuíno pode transformar-se em “londres genuíno”? O seu comentário é 0/20.

    • img
      SEABRA Responder

      BAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZAAAAAAAAAAAAA, Londres de Santola, vai colher gafanhotos…onde o Gabriel da Costa poe o RABIOSQUE o L.G.nao poe a CARA. Isto diz tudo;

  8. img
    Militar Responder

    Vai tarde demais Sr.Primeiro ministro.

  9. img
    bintoudjalo Responder

    …mais vale tarde do que nunca. Seja como for , o Gabriel já lançou a idéia, o próximo governo poderá e terá tempo para concretizar o projecto . Afinal, todos os cidadãos e homens políticos podem e devem aderir à este magnífico projecto da salvar estes monumentos coloniais porque e salvar STP . É um bem precioso que o país possède. O Gabriel fez bem em levantar esta excelente questão….é um grande progresso para o país. Espero e desejo que se realiza…esqueçamos os imbecis invejosos que nada sabem da vida e da sociedade. Vamos continuar à trabalhar!

  10. img
    Rodrigo Cassandra Responder

    Este país esta assim pela ausência de continuidade de estado alguns estúpidos aparecem a dizer que esta tarde ,, isso é mesmo de gente ruim pois mesmo a faltar um dia para entrar novo governo é possível lançar concurso quantas não foram obras lançadas pelo governo de ADI e que este governo concluiu ,, temos é que deixar de pessimismo Abraços

  11. img
    bintoudjalo Responder

    Continuo a pensar e a dizer que este país,STP, tem montes de gente que não deseja (no fundo deles,mesmo tendo discurso outro), ver o progresso do país….São malvados, invejosos, pessimistas, falsos, intriguistas, intéresseiros…! É um horror. É preciso de educar, de mobilisar, senão nada feito.

  12. img
    badiudisãotomé Responder

    Badiu de São Tomé, vai abrir um concurso público para reabilitação de todas as habitações (antigas sanzalas)nas Roças de São Tomé, com objetivos de dar mais dignidade os idosos e de garantir um futuro saudável as crianças e os jovens que habitam naquelas roças. Só se aceitam candidaturas das empresas pertencentes aos políticos santomenses com residência no Campo de Milho e São Gabriel.

  13. img
    arelitex Responder

    seja como for o colonialismo , bom ou mau fez obra . roças de muito valor independentes e organizadas sem lhes faltar nada ,mesmo em termos de saúde ( de certeza que o povo vivia melhor nessa época do que agora ) . e mostrou ao mundo que o nosso país tinha alguns produtos vindos da terra ,como os melhores de todo o planeta . deixou-nos uma herança de valor nas nossas mâos ,e para nós termos respeito por ela . mas desde a independencia até aos dias de hoje . nâo conseguimos preservar nada ,e pelo contrário destruímos tudo . a ideia de restaurar esses palácios , é logico que é de louvar .é o mínimo que podemos fazer é termos respeito á nossa história . o senhor Gabriel Costa no mínimo está a mostrar ter respeito pela nossa história ( que também é de todos nós. tenho pena que o nosso país em vez de políticos com valor , tenha macacos ignorantes vindos do mato .

    • img
      bintoudjalo Responder

      Muito obrigaaaaaaado pelo seu formidabel, verdadeiro e Bom comentario. Bravissimo. Excelente. Os nossos países da África lusófona (salvo Cabo Verde), está bem pior do que durante a época colonial, onde havia + respeito de uns para os outros…a dignidade existia, embora eu pertenco a uma familia que sofreu durante à colonizacao ,pela PIDE, prisoes etc, mas era assim visto os meus fazerem parte dos revoltados . Mesmo assim era melhor, era uma boa guerra no respeito do Outro.

  14. img
    Capiango Matade Responder

    Deixem em paz o 1º ministro. Estão a persegui-lo tanto, mas fiquem sabendo que todos aqueles o perseguem, Santo António padroeiro fará Sua justiça.Não tenha pressa , porque as eleições vão ser já no mês de Outubro. Afinal querem mesmo trabalhar? Nunca vi e nem ouvi de que pessoas fazem confusão para trabalhar, pelo contrário. Não tenham pressa. Leve-leve…

  15. img
    Danilo Torpedo Responder

    sr Bintoudjalo, Gabriel Costa já foi quase tudo neste país e PM 2 vezes, ok? Falar é fácil, fazer é outra coisa. Vê se exerga, irmão. O tacho que ele te arranjou deixou-te cego. Agora faz me um favor ganhe Juizo.

    • img
      Bintou Responder

      Eu , seu irmao!? Felizmente que nao se “enxerga” pelo internet que estàmos utilizando (o sitio tela non). Nunca gostaria de ter alguém como vocessemecê como contatcto , digo relaçao, muito menos como irmao (se responde pelo que escreve, imbecil). Creio que o senhor (trato-o assim pelo respeito oas que vao ler…)é daqueles invejosos, que cobiça o que é o Gabriel, mas que é incapaz de fazer algo da sua vida estùpida e cheiinha de mediocridade…., eu nao preciso do Gabriel, nem de seja quem fôr, para viver dignamente, digo para ganhar correctamente a minha vida? Por esta e mais razao é que me permito de abrir os olhos aos influenciados que lêem as besteiras que você a alguns menos esclarecidos escrevem.
      Nao vou perder mais o meu tempo com baixarias que o Torpedo Trapalhao escreve. Você continua a falar com a malta do meu quintal, que têm o mesmo perfil que o seu…lamentàvel! Baaaaaaaaaaazaaaaaaaa!

  16. img
    joão Kibonda Responder

    Por favor, chamem-nos tudo, menos parvos e estúpidos.Dizer que querem salvar os antigos palácios coloniais, depois de a menos de um ano verem o hospital de Agostinho Neto, outrora hospital de Rio de Ouro a desmoronar?! É mesmo que chamar este povo de ignorante. Só agora é que querem salvar os ricos patrimónios deixados pelos colonos? As pessoas que assim dizem, acompanharam de perto as degradações dessas jóias que herdamos e que não soubemos manter. Até parece que esses palácios coloniais e não só, estão fora de STP. Não temos vergonha! Até que ponto chega a vontade de se manter ou de conquistar o poleiro! Tudo por causa da eleição?! Às vezes até é preciso saber fingir. Mas essa de querer reabilitar as casas coloniais,é que eu não acredito. Todos os santomenses acompanharam, acompanham e acompanharão a degradação paulatina de tudo de bom que tínhamos. Existem pessoas que só querem é criar riqueza para si e para todos os seus até a quinta geração.Sejam felizes! Não tardará muito, outra parte do citado edifício que ainda está de pé desmoronará.

  17. img
    Fuba Cu Bicho Responder

    Para quem acompanhou a incapacidade de gestão entregues aos Comités após a nacionalização de bens coloniais vê-se que esta decisão é mais uma propaganda eleitoral e não mais. O Senhor Gabriel Costa fez parte da geração da Cívica, logo, da primeira República que desenhou a destruição das coisas coloniais e vem surgir agora como tábua de salvação, é sinal de arrependimento, ou aproveitamento ideológico de Patrice Trovoada? Já foi primeiro ministro e nunca se ouviu falar disto! A verdade é que homem manda com tempo e Deus manda para sempre.

    • img
      SEABRA Responder

      ….aquele que nao pecou, que deite a primeira pedra. Ao menos ele, o Gabriel da Costa, refletiu e quer remediar o mal do passado. Dizia o grande Amilcar CABRAL”…um homem recupera-se”.Porque nao reconhecer quando um HOMEM faz algo de bom? Eis porque STP nao avança, é apenas a critica negativa que prevalece, mas quando estao no cambalacho permanente , é elogio…P.T.

  18. img
    JOAQUIM SILVA Responder

    Sr. Primeiro- Ministro, ontem li neste jornal as qualificações que ostenta, assim como as instituições de ensino que frequentou e parece não terem sido obtidas com estudos à porta dos exames, com estudos de véspera, como se diz na gíria …então porquê quer agora “colar com cospe” esta fase derradeira do seu mandato?!!!! A história natural da sua legislatura deve ter outro desfecho, que estas promessas inacabadas e inconclusivas. Saia de forma aprumada e airosa. Não engane este povo, pois, não é para isto que vamos ao estrangeiro buscar conhecimento. Sei que, para um político a realidade é outra, mas, andam por aí pessoas dizendo que seu governo foi medíocre… não os ajude a ter razão!!!

  19. img
    Xuxanti Responder

    Esse ai esta maluco da cabeça ja consegeui oque keria arumar a massa

  20. img
    Falar verdade Responder

    Grandes preguiçosos,

    Tiveram as casas de graça e não as conservaram! Um amigo meu mandou para aí uns vinhos e um tal de Arq. Eudes Aguiar ficou de os vender, segundo dizem o Arq. Roubou os vinhos e não pagou ao meu amigo. Será verdade?

  21. img
    Grande pergunta Responder

    Será que se houvesse um referendo em STP sobre a hipótese de serem portuguese o sim ganhava? Com acesso a fundos europeus, com passaporte europeu.

  22. img
    Atento Responder

    Anularam o que escrevi, o que prova que a censura ainda existe na minha querida terra.
    Mas agora aqui vai mais uma vez, o que sinto na alma.
    Façam referendo ao povo se quer ser ou não português e os nossos políticos vão ficar todos no desemprego.
    Lutei muito pela independência do meu pais, mas agora acho que não valeu de nada.
    Se soubesse o que sei hoje, teria lutado por uma região de Portugal mas com autonomia administrativa e financeira.
    Sempre seria melhor para todos nós.

    • img
      N. Silva Responder

      Do genero Açores e Madeira (ilhas portuguesas)?
      Com governo autonomo?
      Sinceramente acho que seria o melhor para São Tomé e Principe.
      Porque Portugal de hoje nada tem a ver com o Portugal colonial.
      Não esquecer que o povo portugues também foi vitima do colonialismo/facismo.
      Mas não tenhamos ilusões, o crescimento de um país é sempre lento, demora decadas. Haveria melhorias (turismo principalmente) mas não milagres.De forma o acesso a ajudas europeias era mais fácil e garantido.
      Hoje em dia o problema da independencia nem se coloca.
      Qualquer país democratico, aceita a decisão popular. Se São Tomé estivesse ligado a Portugal (ou outro país europeu) e quisesse voltar a ser independente, bastava fazer um referendo em que a população votasse favoravelmente.

  23. img
    Blôxido Responder

    Todos Voces estão Criticar o que?
    Simplesmente o Grabiel Costa Veio concluir a bela Porcaria que o governo do Patrice Trovoada vinha fazendo.

  24. img
    Arlindo mendes rodrigues Responder

    Guada ue iska bi pia qua

Deixe um comentario

*