Destaques

Barricadas na Ribeira Funda

A comunidade agrícola da Ribeira Funda localizada no norte da ilha de São Tomé, a beira da estrada pública que liga cidade de Neves a capital são-tomense, decidiu boicotar as eleições.

Os moradores ergueram barricadas, e não aceitaram a entrada das urnas na comunidade. Contestam a falta de energia eléctrica, e exigem a construção de diques que possam impedir o avanço das águas que inundam a comunidade nos dias de chuva.

Os moradores dizem que várias promessas já foram feitas pelas autoridades nacionais, no sentido de resolver o problema, mas até agora nada feito. Por isso, só decidiram que só votam quando as autoridades resolveram as suas necessidades.

Abel Veiga

    5 comentários

5 comentários

  1. bintoudjalo

    12 de Outubro de 2014 as 13:33

    Excellent! Eles têm razao.

  2. elton

    12 de Outubro de 2014 as 14:55

    eles tem razão;

  3. Melba de Ceita

    13 de Outubro de 2014 as 6:43

    Eu apoio estes jogens e outras localidades deveriam fazer o mesmo. A único mal é de não aceitarem a entrada da urna. Porque se notar, os politicos antes de ter a posse, prometem mundos e fundos, mas quando recebem a posse, já não cumprem o que prometeram. Nenhum politico santomense cumprem o que prometem.
    Antes da votação deveria ser assim, quem quer voto primeiro trabalha no terreno.

  4. Manuel Vicente Sousa

    13 de Outubro de 2014 as 7:44

    Estou solidário com vocês caros compatriotas. A cidadania não é só votar.

  5. Nitócris Silva

    13 de Outubro de 2014 as 15:05

    Fazem muito bem povo,
    Porque razão não foi feito isso durante esses dois anos? Acho muito bem que o povo pegue na única coisa que tenha para poder ver assegurada algumas condições de vida. Em pleno século XXI isso não devia acontecer, uma vez que a nossa constituição não diz primeiro ter jipes novos para senhores diretores andarem ao fim de semana, e só depois é que está o povo. Aonde está o senhor Pinto da Costa?
    Que a maioria atribuída ao partido ADI venha ajudar a por um pouco de travão em alguns abusos como esses, existentes no nosso país.
    Espero bem que a comunidade de cabaça água tenha aproveitado para fazer o mesmo, uma vez que têm uma estrada por alcatroar a mais 8 anos, só lembram por brita quando chega eleições. O povo só tem direito ao passeio, porque eles São do ADI.
    Mas afinal estamos nalguma república das bananas?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo