PR apela as FASTP a não se desunirem por influência político-partidária

O Presidente da República Manuel Pinto da Costa, apelou as forças armadas a não se desunirem por influência político-partidária. Enquanto Comandante Supremo das Forças Armadas, Pinto da Costa, que visitou o quartel-general, na última sexta – feira, para entregar equipamentos de música a banda militar, pediu disciplina e harmonia no seio dos militares.

«Nas forças armadas tem que haver disciplina. Sem disciplina não teremos umas forças armadas dignas desse nome», declarou o Presidente da República.

honra-600x467Influência político-partidária, é um inimigo que as Forças Armadas têm que combater. «Não haja divisões nas nossas forças armadas. No momento em que os partidos entram nas forças armadas, então corremos o risco de não ter forças armadas, mas termos uma plataforma de partidos políticos», frisou o comandante supremo das FASTP.

Harmonia é também uma necessidade, tanto nas fileiras das forças armadas como na sociedade civil «A diversidade de pensamento é uma riqueza. O importante é saber gerir essas adversidades para que elas não criem confrontos. ….Mas no momento em que pensamos que temos muita força e queremos impor as coisas aos outros, aí entramos em desarmonia. E por maior que sejam os nossos músculos, um pequenino ainda tem possibilidades de atirar fundá, e criaremos problemas muito graves. Daí a necessidade de termos harmonia entre nós», apelou.

O Chefe de Estado, visitou o quartel-general, para entregar instrumentos de música, a banda militar que tem encantando o país e os seus visitantes. «Durante todos esses anos fui assistindo a actuação da banda, principalmente no momento da apresentação das cartas credenciais, e confirmo que todos os nossos visitantes ficam admirados e estasiados, com a nossa banda, e apesar das dificuldades», sublinhou Pinto da Costa.

As acções para melhorar o equipamento da banda de música, tiveram eco junto ao Presidente dos Camarões, Paul Biya, que ofertou ao seu homólogo são-tomense, o conjunto de instrumentos de música agora ao serviço da Banda Militar.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Ledi di Alami Responder

    BRAVO::///…????.

  2. img
    VERÍDICO! Responder

    Assim é que é sr. PR, toca pra frente e aconselhando! Muito bem!!!!!

  3. img
    santomense Responder

    `Sr Presidente, é esta sua forma sábia de levar as coisas que o Patrice Trovoada tem invenja. No fundo Patrice Trovoada quer ser o senhor, queria ter a sua presença e a sua voz. Força PR.

  4. img
    MÉ SOLO Responder

    Um gesto do Presidente da República que merece o meu parabéns.
    Que este gesto sirva de exemplo para os demais dirigentes do país.
    Peçam ajuda para melhorar os nossos hospitais, as nossas escolas, as nossas polícias, os nossos mercados, as nossas estradas, a nossa energia, a nossa àgua, etc.
    Peidr não é roubar por isso não tenham vergonha.

    • img
      Atento Responder

      Meu caro MÉ SOLO.
      Tinha algo aqui em mente para escrever sobre o seu comentário. Mas acredite que penso não valer a pena escrever muito, somente uma frase, no máximo duas.
      Primeiro, diz o MÉ SOLO que “pedir não é roubar, por isso não tenham vergonha”, olhe eu tenho tanta vergonha que nem vou comentar a sua frase, já que infelizmente não temos feito outra coisa desde a independência, ou seja pedir tudo a todos.
      Segundo, O que se pede ( já que perdemos a vergonha de viver de esmolas) acaba sempre nos bolsos ou nas contas bancárias sempre dos mesmos. Eu tenho muita vergonha da minha terra, tenho mesmo muita vergonha destes politiqueiros que se governam mais depressa que rastilho de pólvora, sempre que recebem as ajudas de mão estendida tal como se mendigos fossemos todos.
      Afinal somos um pais independente ou um pais dependente????
      Diga-me MÉ SOLO por favor o que somos afinal?
      E fico por aqui.
      Tenho dito.

  5. img
    Maria silva Responder

    Que sirva de exemplo para os demais ” politiqueiros” e tambem como diz a vossa ex-• , na politica na existe inimigo mas sim adverssarios !!!
    Bravoooo!

  6. img
    Original Responder

    Esta advertência vem mesmo na hora porque muitos militares evergam 2 uniformes:

    um uniforme de partido político por baixo e outro de militar por cima,por essa razão muitos são vira casacas e camaleões e utilizam
    fardamento militar como disfarce,dando cabo da instituição a que pertencem.O fardamento e patente não dignifica ninguém se a pessoa não é fiel aos princípios que rege aquela Instituição.

  7. img
    malebobo Responder

    muito obrigado sua exª SR.Pr, por ter dado alguns puxões de orelhas em alguns militares neste quartel, em que se transformaram o quartel nas varais sedes de partidos políticos, estamos consigo senhor presidente da pr

  8. img
    Fernando Castanheira Responder

    O Sr Pinto da Costa e PAI GRANDE. O Patrice tem muito que aprender. Isto e normal. Voce ja viu Pinto entrar em conflito de palavras?

  9. img
    lider Responder

    para qdo do novo brigadeiro

Deixe um comentario

*