Destaques

Patrice Trovoada e o investimento da empresa chinesa Guangxi verdade ou mentira?

Na sua comunicação por ocasião dos 100 dias de Governação, no passado dia 2 de Março, o Primeiro-ministro e Chefe do Governo Patrice Trovoada, anunciou que os representantes da empresa chinesa Guangxi Hidroelectric Construction Bureaux, vencedor do concurso público em Agosto de 2014, para realizar as obras de extensão da cidade de São Tomé, por 211 hectares não manifestaram vontade de seguir com o projecto. «Eu recebi essa empresa, e a empresa não manifestou a vontade, muita vontade, de seguir com este projecto», declarou o Primeiro-ministro na conferência que concedeu a imprensa Estatal.

Patrice Trovoada disse mais, que não se trata de um projecto de investimento privado. «Primeiro é preciso saber que neste projecto São Tomé e Príncipe deveria por 15% do valor na mesa e ir a procura da dívida, por isso não é um investimento privado. Não é. Seria uma dívida para o Estado», frisou.

Antes disso nos primeiros dias da governação em Dezembro de 2014, numa conversa no programa STP  Real, o Primeiro-ministro, pôs em causa a continuidade das obras lançadas pela empresa chinesa Guangxi em Outubro de 2014 na zona de Gongá.  «Nossa cidade precisa de muito cuidado e muita atenção. Daí que uma nova cidade não é prioridade», referiu Patrice Trovoada em Dezembro de 2014.

Já na conferência de imprensa de 2 de Março de 2015, Patrice Trovoada negou que o seu Governo pôs em causa a continuidade das obras. «Nós não travamos», afirmou.

No entanto contactos feitos pelo Téla Nón junto a uma fonte próxima da administração da empresa, para melhor compreensão do súbito desinteresse no projecto, resultaram na seguinte declaração. «A verdade é que na reunião com o Primeiro-ministro e Chefe do Governo e o representante da Guangxi Hidroelectric Construction Bureaux, no dia 16 de Janeiro de 2015, foi dito aos representantes da empresa que o Governo não conhecia o projecto de prolongamento da cidade de São Tomé, e que além disso esse projecto não é prioritário», precisou a fonte.

Por isso a fonte acrescentou que «é muito estranho e contraditório», o Chefe do Governo anunciar que a empresa manifestou pouca vontade em prosseguir com o projecto.

Na conferência de imprensa dos 100 dias de governação no dia 2 de Março, Patrice Trovoada, disse que a empresa chinesa «tem a intenção agora de apresentar um novo projecto de instalação no país e de investir. Sem que seja dívida para o Estado. Eles vão investir e são bem-vindos, mas vão investir no país, vão trazer capital, vão trazer máquinas, e vão segundo a nossa exigência criar postos de emprego e formação da mão-de-obra local»..

O Téla Nòn apurou junto a empresa de capital chinês, que os outros projectos a serem executados em São Tomé e Príncipe, e que terão levado Patrtice Trovoada a anunciar a instalação da Guangxi no país, não nascem com as orientações do XVI Governo Constitucional.

Tais projectos estruturantes, que envolvem o prolongamento da cidade de São Tomé, fazem parte de um e único pacote de investimento privado chinês, devidamente delineado e acordado durante o ano 2014 com o XV Governo Constitucional.

Dentre os projectos, destaca-se a imediata instalação da Hainan Airlines – STP, uma companhia de aviação destinada a melhorar as deslocações de e para São Tomé e Príncipe. «Digam-me que um representante dessa companhia de aviação chinesa não visitou São Tomé e Príncipe entre os dias 30 de Setembro e 2 de Outubro para avaliar as condições da pista e colher sensibilidades das autoridades são-tomenses», desabafou a fonte próxima a administração da empresa Guangxi.

Mais ainda, no quadro dos projectos estruturantes a desenvolver em São Tomé e Príncipe, a empresa Guangxi Hidroelectric Construction Bureaux, analisou com o anterior governo, a possibilidade de alargar a pista do aeroporto internacional de São Tomé, e melhorar as infraestruturas aeroportuárias para adapta-las a recepção de aviões de grande porte e servir de placa giratória de voos de ligação.

Para além da instalação de um banco privado de investimentos, cujos contactos já tinham sido feitos com a Governadora do Banco Central, Maria do Carmo Trovoada, a empresa Guangxi, diz que aposta na internacionalização dos meios de pagamento em São Tomé e Príncipe, para que seja possível fazer pagamentos em cartões de crédito como master card, visa, entre outros.

Concessão de bolsa de estudo para formação de 10 jornalistas são-tomenses, para numa primeira fase servirem de correspondentes da CCTV, como forma de divulgar São Tomé e Príncipe num canal de televisão de grande audiência, «e sem os custos idênticos à divulgação de São Tomé e Príncipe num jornal Alemão», salienta a fonte do Téla Nón.

O rol de projectos estruturantes projectados pela  Guangxi Hidroelectric Construction Bureaux inclui a instalação de fábricas de vários materiais como tubos PVC, Hidronil, Postes de Alta e Baixa Tensão para transporte de energia e tubos para saneamento básico.

A empresa chinesa, tem forte penetração em vários países africanos nomeadamente Angola, aliás foi pelas mãos do Grupo de Investimentos e Projectos Angolanos em São Tomé e Príncipe que a Guangxi veio ao mercado nacional. «Esperemos que o Primeiro-ministro não venha dizer, que com o anterior Governo não foi igualmente abordado uma eventual participação da empresa na construção do porto em águas profundas, ou na construção de um porto comercial na zona de Uba Budo», sublinha a fonte.

O contacto do Téla Nón com a fonte ligada a empresa terminou com a seguinte declaração, «Estávamos convencidos que já havia acordo com o Centro de Formação Profissional de Budo Budo, para a formação de quadros nacionais, que iriam trabalhar na construção da nova cidade e isso feito antes do novo governo tomar posse. Será que tudo isso, estava mal feito e o novo e clarividente governo, é que sabe fazer tudo bem? Ou não será que alguém está a nos colocar dedo nos olhos?», interrogou.

Abel Veiga

    34 comentários

34 comentários

  1. santomense

    10 de Março de 2015 as 14:21

    Este Patrice Trovoada e o ADI causa-me arrepios e vómitos. Este homem é mau, cínico, mentiroso e muito mais. Toda gente deve se lembrar que este homem desde o inicio do seu governo disse no programa fantoche Pais Real, que a obra da cidade nova não é prioridade. Este homem desde de inicio não queria os chineses cá em S:Tomé. Agora vem com a sua cara de pau dizer que os chineses não estão mais interessados neste investimento. Por não ter sido Patrice Trovoada a negociar com os chineses desde o inicio, ele já não consegue tornar-se sócio destes e tirar dividendos monetário com os mesmos. Por isso para ele a construção da cidade nova não é prioridade.Este senhor Patrice ignorou por completo o povo santomense quando decidiu mandar os chineses embora, nem quis saber que este investimento daria emprego a muitos santomenses que clamam por um emprego.

    • Lucas

      11 de Março de 2015 as 16:21

      Quem Planta ADI, Colhe Patrice Trovoada…

    • Seja Parcial

      11 de Março de 2015 as 18:34

      Noticia vem noticia vai, o que sei, e que só para mim sei, é que o TELANON já não me atira areia nos olhos com as suas noticias, nem os 6/12 de comentaristas ai presentes. Desafio o TELANON a postar uma noticia positiva ou a favor de PT nos tempos vindores, ja que nunca(NUNCA), se o fizer provara que é um jornal que subiu de nivel -1 para 0, como dizia um treinador ao treinador do benfica : “Na vida um vintém é sempre um vintém e um cretino é sempre um cretino.” TELANON e os Seus permaneceram sempre os Seus.

  2. Fuba com bixo

    10 de Março de 2015 as 15:06

    Sem comentários! A verdade sempre chega leve o tempo que levar.

  3. Manuel Pinto Morais de Sousa

    10 de Março de 2015 as 15:07

    Este Patrice Trovoada é demais. Há piores coisas que vão acontecer brevemente em STP. Este povo ignorante saberá quanto vai-lhe custar a vida. Os famosos barcos gigantes que andaram nas nossas aguas na base de um negocio já estão de novo nas nossas aguas. Estes ADI e Patrice Trovoada são terríveis.

    • Estudante

      10 de Março de 2015 as 18:32

      O combinado foi 10 anos…Pelo menos vamos lhe deixar 4 anos pra ele mostrar o que realmente ele é.
      Ainda é cedo… 😀

    • SEABRA

      11 de Março de 2015 as 11:28

      Senhor Manuel P.Morais, li com muita atençao o seu comentàrio sobre o governo atual, especialmente ao lider PT da ADI, e concordo 100% com o que diz, porque é uma constataçao, embora muitos nao querem admitir esta REALIDADE preocupante.
      Para concluir sobre a situaçao de STP deixo aqui uma frase de reflexao:
      “COM O TEMPO, UMA EMPRESA CINICA,MERCENARIA,DEMAGOGICA E CORRUPTA, FORMARA UM PUBLICO TAO VIL COMO ELA MESMO”.

      Joseph PULITZER
      Porque estes Cràpulas dividem os pais,poêm uns contra os outros com MESTRIA, demanipuladores que sao…o povo segue cegamente!!!

  4. Maria silva

    10 de Março de 2015 as 15:29

    Pois é! Será que tudo isto, estava mal feito e só o atual governo ( patrice trovoada) é que sabe fazer td bem?
    Ou seja nós ” povo ” é que temos que sair a rua e expulsar este tipo , já que o mesmo tem a maioria absulota , sendo assim deixando a oposição de mãos atadas e o Presidente da República sem voz , então que façamos
    nós saindo a rua para darmos um fim neste imaturo e inconsequente sem mínima noção de oque significa governar !

  5. Tango

    10 de Março de 2015 as 15:35

    pois já está na hora dos partidos politicos n aoposição começarem a fazer trabalho de casa.
    Não se pode aceitar um Primeiro Ministro dizer mentiras e calunias sobre uma empresa internacional e ninguem sai a rua para dizer nada.
    O povo bem ou mal elegeu deputados para defender os enteresses do povo e não para defender as acções caluniosas de um individuo. por outro lado já esta na hora para o povo sair a rua e exigir explicações a esse governo.
    Não se pode aceitar que até esta altura num pais democratico e que se quer “Avançar” não ter o orçamento de estdado para funcionar.
    Se não há orçamento de estado onde saiu 250 milhoes de dobras que alugou avião para principe para fazer orçamento dp cidadão…senhores deputados defendem o povo e não fazem brincadeira com o pão de cada um….

  6. Martelo da Justiça

    10 de Março de 2015 as 15:43

    É vergonhoso e triste essas manobras!!!Isto tem que ser denunciado com vigor.

  7. Leopaldo

    10 de Março de 2015 as 16:36

    É visível que o Patrice não quer que os chineses entram em ST…. por única razão …. o seu pai Miguel Trovoada que assinou o acordo com a china taiwan … e o Patrice quer continuar com a politica do pai ….

  8. Pumbu fresquinho

    10 de Março de 2015 as 16:43

    Se realmente a situacao esta assim como relata este artigo, entao estamos fritos que nem sardinhas!!! …
    Temos que ter maturidade, ser realistas e saber aproveitar das oportunidades para o bem do povo que nos confiou, confia e confiara o seu destino.

  9. vagi Lemo

    10 de Março de 2015 as 21:17

    Meus Senhores o Gabriel negou comprar medicamentos na Empresa Infarma só porque pensava que eram interesses do ADI…enquanto o povo morria no hospital por falta de medicamento e agora o que e que querem…. dente por dente olho por olho… quem não gostou chora… Viva o partido do povo pequeno… Chora no podi….

    • Ben ni wê mali ni tlachi

      11 de Março de 2015 as 17:09

      Vagi Lemo vc não sabe o que diz…pensa só outra pessoa que vai ajudar vcs a sofrerem…atrasado…

  10. Malobrado

    10 de Março de 2015 as 22:14

    Eu avisei para termos cuidado com essa personagem, agora vamos ver o diabo a assar sardinha.O povo santomense tem que começar a ser visionários,não iludir com frases e palavras, mesquinhice de campanhas eleitoral,isto ainda vai nos sair caro.

  11. Transparencia

    10 de Março de 2015 as 22:53

    Francamente. O Patrice Trovoada nunca me enganou. Nem ele nem os seus comparsas.Muita falta de seriedade por parte dessa gente. Quando era o governo da Troika andaram a dizer que o arroz de Japão só estava sendo vendido por gente de PCD e MLSTP. Diga-nos agora quem tem recebido grande quantidade de arroz para vender? Olha o Ivo Mendonça recebeu 1000 sacos de arroz, Welio medico que vive em S. Joao da Vargem recebeu 400 sacos e Vava Junqueira de Agua Arroz recebeu 1000 sacos. Onde está a seriedade e coerencia senhor Levy. diga-me por favor. Vocês estão a fazer a mesma coisa.Agora os adeistas viraram.se todos para o negocio de venda de arroz de Japao.

    • Floga Bodon

      12 de Março de 2015 as 15:22

      Meu caro Transparência, agradeço a sua denuncia, ao qual acrescento que na localidade de Pêma-Pêma, onde se localiza a padaria Sardinha, o tal vocalista da banda”Relíquia”, o Sr. José Sardinha como é Comissário político do ADI para região noroeste de Água Grande compreendendo Pantufo e arredores, recebeu 50 sacos de Arroz… sinceramente gostava que imaginassem quantos vendeu: Zero. E como se não bastasse sumiu com todos os sacos. Sinceramente… muita decepção e assim… ainda bem que Pinto da Costa relembrou que o ”POVO MANDA NA URNA”. Acrescento para alertar este saudoso slogan: POVO PÕE POVO TIRA”. Fui.

    • Sem politiquises

      17 de Março de 2015 as 11:04

      E isso foi de graça? Compraram ou receberam? Tenho conseguido, na qualidade de povo comprador, adquirir o arroz em qualquer parte de S. Tomé. Conheço comerciantes da nossa praça que, embora não estejam satisfeito com o preço que se tem praticado (obviamente por não render muito lucro), têm aplaudido o acesso a aquisição do produto. Entretanto, acho que a melhor gestão era a anterior, que depois de vender a um preço bem alto canalizou a verba para a “compra” de um outro cujo consumo foi impossível, e claro está, não será o povo a pagar por isso. Porque em STP quem falha, paga. Pensemos com cabeça e não com os olhos.

  12. Lôçu Tlêze Contu

    10 de Março de 2015 as 23:37

    Na lista dos donos de arroz faltam :
    Milton chefe de armazém de arroz : mais de 1000 sacos.
    Amadeu diretor do comércio : mais de 1000 sacos.
    Sabem aonde estão armazenados?
    Ká ndá Ká puntá.

  13. Madofolo

    11 de Março de 2015 as 8:45

    Minha gente! O MLSTP, PCD e simpatizantes não sabem descansar e fazer outra coisa? Querem matar Patrice e voltarem ao poder? STP é vossa herança? Vejam se aproveitem esta temporada para estudarem, cultivar horta, dar aulas, conferencias, enquanto aguardem pela próxima legislativa. O desespero está a levar muitos cidadãos europeus e não só á se enfileirarem no “estado islâmico”, não caiam nesta. Será tudo ou nada para vocês? Se não podem governar STP, então ninguém governará? Que vergonha!

  14. André

    11 de Março de 2015 as 9:30

    Este governo está sem rumo, sem ideias e sem recursos humanos válidos. A equipa governamental é a mesma coisa. Uma quantidade de ignorantes funcionais. Onde é que já se viu que o Carlos Stock tem capacidade para ser ministro? Onde é que já se viu que o Olinto Daio percebe alguma coisa da Educação? Onde é que já se viu que a Maria de Jesus Trovoada percebe alguma coisa da Saúde. O que é que este Américo percebe de finanças? Uma quantidade de incompetentes que vai atrasar o país. Até o Varela é um autêntico bluff. Não sabe nada para além de superficialidades. Como é que o país pode desenvolver assim? Estamos tramados.Fui.

  15. Quintilhano Sousa

    11 de Março de 2015 as 9:51

    Eu já estou farto desta brincadeira neste país. Nunca vi tanta incompetência junta. O Patrice Trovoada não sabe muito bem o que anda a fazer como primeiro-ministro. Os ministros, na sua quase totalidade, são fraquinhos. Não se vê um discurso articulado sobre qualquer política sectorial concebida de acordo com os problema que o país apresenta. Só se vê e ouve banalidades sem qualquer sentido programático ou estratégico. Não se um impulso transformador para o país. Não há empenho, interesse, motivação nem inovação. Só vê vulgaridades e paleio de ministros nas suas viaturas dando voltas no centro da cidade como demonstração do seu poder.Parece-me que alguns não sabem muito bem o que andam lá a fazer. O país assim não pode desenvolver. Sé se discute arroz e incompatibilidades de deputados no país. Esta merda já me começa a cansar.

  16. Edney Almeida

    11 de Março de 2015 as 11:29

    O Partice Trovoada só está a procura de protagonismo e preparar a campanha para eleição presidencial de 2016, e estes investimento iria atrapalhar as suas contas porque o actual presidente que é o arquiteto deste projecto com a sua deslocação a chipa popular apois mais de 20 anos de corte de relação pretende recaditar e os mesmo projecto e o balao de oxigenio para reeleção do Pinto da Costa

  17. Ministro

    11 de Março de 2015 as 11:52

    O que é que esperavam destas pessoas. É mais um grupo para comer e deixar o país mais descalço quando irem-se embora. Há muito tempo que eu ando a dizer que a seleção dos nomes para o governo deveria ser uma das nossas maiores exigências. Não se pode incutir na mente das pessoas, consciente ou inconscientemente, que qualquer pessoa pode ser ministro neste país. Ser ministro deveria ser algo exigente só admitido para pessoas que já demonstraram algo na área para qual são recrutadas. Num país sério o senhor Carlos Stock nunca seria ministro. Num país sério nunca o Vila Nova seria ministro. Num país sério nunca o senhor Américo seria ministro. Mas enfim estamos em S.T.P. Quem viver verá…

    • Secretaria

      12 de Março de 2015 as 10:37

      Concordo consigo Sr. Ministro.
      Num país serio os que deveriam ser ministro são Helio Almeida, Américo do Banco central José Maria Maria das neves Elsa Pinto Jorge Amado e outros do MLSTP. francamente deixam de lamentar, esse país esta assim por causa dos críticos do tela nom que não sabem fazer outra coisa, certamente andam a procura de tacho para se calarem. Deixa o ADI trabalhar no fim quem deve fazer as contas é o povo. Todos os partidos já estiveram lá um sempre mas competente do que outro, um sempre menos corrupto que o outro. mesmo assim o país esta como está. MEUS SENHORES DEIXAM DE CHORAR DEIXA O POVO DECIDIR. POVO POIS POVO TIRA. QUEM VIVER VERÁ

  18. Ambrósio

    11 de Março de 2015 as 13:45

    Meu caro amigo, eu também já estou farto destes políticos de meia tijela. Aqui em S.Tomé toda a gente pode ser ministro. Quando chegam aos ministérios nem sequer sabem escrever um texto simples sem erros. Não conseguem fazer um organigrama simples com funções específicas para os seus colaboradores. Não se debruçam sobre o conteúdo de um programa governativo como meio para implementação de políticas para o desenvolvimento do país. Chegam a Assembleia não sabem fazer um discurso objetivo com conteúdo político para o povo ouvir e dizer sim senhor. Só sabem viajar, pedir subsídios, dar migalhas ao povo, receber nos gabinetes as clientelas e outras coisas. É isso, por exemplo que o senhor Carlos Pires anda a fazer. Todos os dias recebe amigos no seu gabinete e distribui dinheiro e mordomias. Não é assim que se governa um país. Há ministros neste governo que nem sequer seriam fiel de armazém em certas empresas. Mas como estamos cá em S.Tomé estas pessoas podem ser ministros.

  19. Ildeberto batista

    11 de Março de 2015 as 15:39

    Este governo quis chantagear chineses com paragem do Centro Comercial em construção localizado no local do balneário público inoperante onde vendiam drogas,armas de todo tipo,centro de prostituição,centro noturno de delinquentes,ladrões,bandidos ,bêbados e de todo tipo de negócios sujos!!!!
    sabem o que aconteceu???????
    A companhia exigiu a PATRICE Trovoada IMEDIATA DEVOLUÇÃO de todo capital investido com ameaças ao Tribunal Internacional.
    PATRICE TROVOADA foi encostado na parede e a ÚNICA saída foi deixar os chineses continuar a obra do CENTRO COMERCIAL.
    E quem quiser que passe perto da Igreja da Sé e veja como o ex centro de NARCOTRÁFICO está se transformando!!!!!!!!
    Onde está o ANDIM MÉDIA,Padre Olinto,Tâmara Águas,Gomes Bandeira??????Que fizeram tanto barulho aquando da demolição???? recrutou e pagou candongueiros e Palaiês para darem entrevistas?
    Onde está a RDP Africa agora para fazer notícias sobre esta bela infra-estrutura?
    Onde está o JORNAL PARVO e Ambrósio Quaresma que fez também tanto barulho?

    Tela Nón POR FAVOR!
    Publica uma Foto ANTES e AGORA deste local.
    O POVO TEM QUE SABER QUEM É QUEM NESTE PAÍS.
    Ficaria muito agradecido ao Senhor Abel Veiga.

    Não podemos continuar com brincadeiras,AFUGENTANDO investidores devido a interesses pessoais que é a única coisa que este governo de Patrice Trovoada sabe fazer.
    Obrigado TelaNon pela oportunidade.

    • Ildeberto Batista

      11 de Março de 2015 as 21:38

      Corrijo:

      igreja da Conceição então da Sé.

      • Ildeberto Batista

        12 de Março de 2015 as 9:58

        Igreja da Conceição e não igreja da Sé. Sorry.

  20. LÔÇÔ TLÊZÊ CONTO - IRMÃO P.TROVOADA

    12 de Março de 2015 as 1:21

    Meus caros santomenses despertam-se! O Patrice Trovoada é o MAIOR MALANDRO q surgiu em STP nos últimos tempos. Só está a pensando no seu bolso! Vai continuar a travar todos os investimentos q n lhe tragam proveitos pessoais! Foi ao Rio Lima acompanhado do seu filho VARELA legitimar a evasão das terras, aproveitando a oportunidade para retirar um grande lote para si e os seus sem tomar em consideração os investimentos de mais de 20 anos feitos pela proprietária! Não é por acaso q ele veda acesso a comunicação social! Precisamente para q povo n tome conhecimento do q está acontecendo! COMO DEUS É GRANDE,ESSE POVO HÁ-DE SABER O PERIGO Q ESTE SR. REPRESENTA PARA STP!

  21. templa seco

    12 de Março de 2015 as 11:24

    Não é de hoje que o povo vem sendo enganado pelos Senhores políticos do ADI. Quem está fora nunca tem a mesma noção do que acontece no país. Eu hoje também encontro-me a residir fora de S.Tomé, não por opção mas por motivo de saúde. Mas não posso me calar ou fingir de sego com as coisas que passam e S.Tomé. O país é só perseguição e mentida da parte do ADI.A Senhora Elisabete Rodrigues que tem feito papel de Advogada do DIABO no forum face book ela que vá morar em S.Tomé e ver o que se passa lá de verdade e deixar de ser sega com as coisas que acontecem. Ou melhor do seu lado deve estar tudo a correr a mil maravilhas por isso tem que continuar a fazer o seu trabalho de advogada do DIABO. baixo a Corrupção, abaixo os corruptos e viva a Democracia resposável

  22. cassandra will frantz fanon

    12 de Março de 2015 as 11:33

    mas minha gente, até quando este tipo de comportamento, sera que os governos existem par trabalharem no espirito de competicoes, ou devem trabalhar segundo as necessidades e prioridades do pais, minha gente que vejemos bem as coisas toda gente nao tem a mesma visao e a mesma capacidade de realizaçao, todos podemos pintar uma parede mas so o artista pintor sera considerado, tendo em conta que cada um tem o seu don nao continuemos sempre por ai a criticar e que nada avança melhor é mesmo sendo da oposiçao procurar com o partido no poder as margens que podera nos levar ao centro ninguen é melhor que ninguen ninguen sabe mais que outro ninguem é mais do que outro devemos so dar valor e respeito a quem merece eu tenho notado que sempre que o ADI chega ao ultimo patamar muitos ficam ao lado lhe balançando e quando ele cai nao é so ele é o pais em geral tendo em conta que para chegar no ultimo patamar tinha que fazer convencer o povo das suas capacidades e ai deixe nos trabalhar que vamos fazer avançar o pais que coisa é esta toda hora Patricio a esquerda Patricio a direita ADI a esquerda ADI a direita final da conta querem o que nao estiveram no mesmo patamar se desceram é porque nao sao capazes entao “laisse nous avance”bandes des rigolos

  23. verdade

    12 de Março de 2015 as 15:35

    Meus Caros, O ADI ganhou as eleições a 12 de Outubro do ano passado, já la vão 5 meses e governo deste partido ainda não tem o orçamento para 2015 se quer elaborado. Em vez de sentar e trabalhar, decidiram fazer um passeio do cidadão que não é mais que a continuação da campanha eleitoral (embora tenha ganho com maioria absoluta). O Primeiro ministro deste partido se transformou num flá só que não para no País, vai até Congo buscar financiamento. Neste ritmo iremos até Haiti buscar financiamento. Estão a distrair o povo e ganhar tempo até as eleições presidenciais. No final do ano irão dizer que o orçamento saiu tarde e não se conseguiu executar as obras, de ai a tentativa de se apropriar dos louvores do anterior Governo para fazer o povo ver que tudo estava mal feito, primeiro parando a obra do centro comercial que a empresa diz até hoje nunca ter recebido qualquer notificação e agora com a questão da nova cidade.
    Deixem de trafulhices e trabalhem, vocês pediram maioria e o povo vos deu, mas para trabalhar e não para estarem a passear.
    Desta vez não vão poder culpar a troika, nem a oposição já que têm a maioria absoluta. O primeiro ministro passou toda a campanha eleitoral falando do arroz a 13 contos e agora o que temos são 13 contos sobre o arroz; “arroz casado” arroz militante”, etc…
    Atrasaram a tomada de posse do Governo, agora estão a atrasar o orçamento porque não sabem onde ir buscar o dinheiro, mas não pensem que vão enganar o povo, ADI tem a maioria absoluta e tudo será culpa vossa e só vossa, desta vez não vão conseguir jogar culpa em ninguém…. Trabalhem!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo