Primeiro-ministro desafia quadros técnicos da EMAE

Numa visita na quinta-feira as instalações da empresa de água e electricidade EMAE, o Primeiro Ministro e Chefe do Governo, Patrice Trovoada, desafiou a administração da EMAE e o seu staf técnico a darem provas de competência e resultados já a partir de 2015.

Da análise feita in loco a situação da empresa estatal – EMAE, Patrice encontrou muitas dificuldades, mas registou que apesar de ter muitos quadros superiores (engenheiros) a empresa apresenta um grande défice no seu desempenho técnico.

O governo definiu o sector da energia como uma das prioridades no Orçamento do Cidadão, que foi entregue na última semana a Assembleia Nacional. O sector da energia absorve maior fatia em relação aos outros sectores. Mais de 13% do valor do investimento público.

Patrice Trovoada destacou o empenho do seu governo na melhoria das redes de distribuição de energia, no aumento da produção de electricidade, e a sua respectiva distribuição pelo país. Tudo com base na verba inscrita no Orçamento do Estado(Cidadão), para este ano.

Daí que segundo o Chefe do Governo, os quadros técnicos da EMAE e os respectivos gestores terão que produzir resultados já neste ano, em termos de satisfação das necessidades das populações , que aliás é a razão de ser da existência da referida empresa pública.

A crise cíclica no fornecimento de energia a população, como acontece actualmente, é uma das marcas da EMAE, que o Governo pretende apagar a partir do segundo semestre de 2015.

Abel Veiga

 

Notícias relacionadas

  1. img
    Responder

    gente erada em lugar erado, só produz coisa, , é pra saber, pra deixar de pulitica no seu lugar para os puliticos e dar responsabilidade a homens competentes!!!

  2. img
    arelitex Responder

    bom desafio do primeiro ministro. que venha ao de cima se sao ou nao profissionais.

  3. img
    Africano Responder

    O que EMAE tem é um bando de “bate-chapas” a espera do fim de mês!

  4. img
    luisó Responder

    Engenheiros? Onde?
    Se fossem engenheiros ou técnicos a sério não precisavam de mandar vir gente de fora para as manutenções e avarias…

  5. img
    Filomeno Vieira Responder

    Afinal EMAE tem Engenheiros?
    O que EMAE tem é um conjunto de orelhas de B..ros que defendem apenss os tachos e os grupos de geradores para terem oportunidade de desviarem combustível.
    Engenheiros de maquinas e elétricos que vão de camisas manga punha jogar cartas no computador em vez de estarem na central
    Engenheiros com vinte e trinta anos de experiencia, mass que por uma simples avaria tem que vir estrangeiro concertar.
    Um corja de sem vergonhas
    Primeiro Ministro. Força
    Filomeno

  6. img
    Barão de Água Ize Responder

    Desafia? Devia era obrigar!

  7. img
    Lôçu Tlêze cóntu Responder

    problema de Patrice trovoada ele tem medo de pessoa com formação superior porque:
    1- ele não tem
    2-não é igual a aqueles que ele chama POVO PEQUENO e consegue enganar.

  8. img
    Cobra branca Responder

    O primeiro que ha que fazer é levar a electricidade em baixo de terra para evitar os roubos.

  9. img
    josé correia de sousa Responder

    Muito bem PT estes ditos Engenheiros e Doutores votaram em si. A única diferença que há entre vocês é que eles têm diploma e o Sr. não tem. O Sr. PT devia é desafia-los em o Sr. Patrice Trovoada apresentar o seu diploma autenticado publicamente. É para estes ditos Eng. e Dr. saberem. A maioria votou no ADI. Grandes incompetentes e sabotadores do ADI e PT estes técnicos da EMAE.

  10. img
    Seabra Responder

    Incrível, esse PT usa e abusa da MÁ FÉ…toda esta ASTUCIA é para tentar distrair os seus ” VOTANTES”,sobre as imensas PROMESSAS feitas, como DUBAI, technologia “à gogo”, com internet espalhado em todo o lugar em STP e + e +. Cadê tudo que prometeu ao povo pequeno ?

  11. img
    arelitex Responder

    senhor primeiro ministro do-lhe os meus parabens. por indicar a esta gente,, o caminho correcto do progresso. engenheiros como os que temos cheios de incompetencia e preguica o pais. nao precisa deles para nada . a incompetencia e muito grande. dentro e fora da emae. continue o seu bom trabalho.

  12. img
    realista Responder

    Eletricista em risco credooo dirigentes sem controlo isto alguma vez aki na europa jamais seria aceitável onde k esta bota ou seja ekipamemto de protecção dizem k há muitos engenheiro aí realmente só pra esperar fim de mês Cade a política de saúde e segurança aí desgosto total não vem me dizer k emae não tem 500 mil dobras pra comprar uma bota e uniforme pra esse indivíduo convenhamos

    • img
      Riboque Responder

      Meu caro realista, este compadre no poste está mais para roubo de eletricidade do que outra coisa hehehehe.

  13. img
    Santola Responder

    É bom desafiar sim senhor ministro, mas uma coisa é certa, nunca vi ninguém a fazer omoletes sem ovos….

  14. img
    DESCAMIZADO Responder

    O POVO MIÚDO É FÁCIL DE SE ENGANAR COM
    REBUÇADO
    As inaugurações em que o nosso Primeiro Ministro tem feito,nomeadamente chafariz,estradas, Casas comboio cabem ao Poder Local fazê-las. Quanto não, o Poder local não existe.São as autarquias com o seu esforço, mesmo sem grandes investimentos financeiros fazem jogo de censura para atender as necessidades
    básicas das populações. Como é possível no acto de inauguração são eles que raramente utilizam os microfones da Comunicação Social para exprimirem a sua satisfação as populações que os elegeram.
    O governo do ADI liderado pelo sr. primeiro Ministro, Patrice Trovoada, disse acabar com o clientelismo, amiguismo,familiares e outros compadrinhos, apenas chuta os quadros dos outros partidos políticos, mesmo com competência.
    O sr Levi Nazaré tem irmão,director da Cossil,uma empresa ligada a aprovação dos projectos.Aí tem cacau, grana.O sr. Levi Nazaré tem irmã, directora financeira do Ministério da Saúde. Manuseia grana,gimbulo, Guito. A maioria da família do sr. Levi Nazaré ocupa lugares chaves na função pública da nossa Sociedade.Quem é quem.

  15. img
    Luis Nazaré Responder

    Bom dia.
    Muito engraçado. Será que estamos a falar de uma empresa ou casa de família. Será que existe ou existiu governo que realmente trabalha para melhorar o sector? Que quadros tem EMAE?
    Só políticos a fazer politiquice e nada mais. Quando é que se aposta na competência? Muito bem…façam essa análise, vêem o que passa nas empresas públicas. Deixemos de hipocrisia…voltarei.

Deixe um comentario

*