Destaques

Orçamento do Estado aprovado na generalidade quase sem debate

Por lei o debate na generalidade do Orçamento Geral do Estado e as Grandes Opções do Plano, tem a duração mínima de dois dias. Por cada dia o debate deve demorar 5 horas.

Mas nesta segunda- feira e pela primeira vez o debate demorou cerca de 1 hora, quando o tempo previsto era de 5 horas. No meio do silêncio o Presidente da Assembleia Nacional, José Diogo, decidiu avançar convidando os líderes parlamentares a proferirem as suas declarações políticas, e logo de seguida encerrou a sessão plenária.

No entanto antes da sessão silenciosa o Primeiro-ministro Patrice Trovoada que apresentou o Orçamento do Estado, também designado de Orçamento do Cidadão, indicou as prioridades. Energia absorve a maior fatia 13,1%. O Governo pretende levar energia eléctrica a todo o país, nos próximos 7 meses. Pois na sua intervenção Patrice Trovada, prometeu que o Orçamento do Cidadão será executado nos próximos 7 meses. Garantiu que é exequível.

A nível da educação, o Chefe do Governo anunciou a construção de um novo liceu no distrito de Lobata, assim como a reabilitação e construção de escolas de ensino básico. Segundo Patrice Trovoada, com a execução do Orçamento na ordem de 154 milhões de dólares, a economia nacional vai crescer 5%. A inflação que em 2014, atingiu o nível histórico de 6%, vai baixar, segundo o Primeiro-ministro para 5,5%.

No entanto o Chefe do Governo, anunciou que a massa salarial é pesada. Segundo Patrice Trovoada, 51% das receitas correntes do Estado, são encaminhadas para o pagamento de salários a nível da função pública. Prometeu alargar a base tributária. No entanto explicou que o processo não vai atingir os sectores populacionais como os pescadores, vendedores ambulantes, e outros, que até agora não estão abrangidos pelo fisco. Patrice Trovoada, disse que prefere ir buscar receitas por cobrar, avaliadas em mais de 200 mil milhões de dobras.

Com toda calma e silêncio, o Orçamento foi aprovado na generalidade com 31 votos a favor, sendo 30 da bancada da ADI e 1 voto a favor da UDD. O resto foram abstenções, 13  da bancada do MLSTP e 4 da bancada do PCD.

A sessão plenária quase em silêncio prossegue esta terça feira com a análise na especialidade do Orçamento Geral do Estado e as Grandes Opções do Plano .

Abel Veiga

    24 comentários

24 comentários

  1. António Mendes

    27 de Abril de 2015 as 14:45

    Pois é, e assim vai o silencio durante os próximos quatro anos e o PT fazendo das suas…….

  2. Aníbal

    27 de Abril de 2015 as 15:45

    É verdade que OGE seria aprovado, tendo o partido do governo maioria no parlamento.
    Mas agora digam-me: os nossos políticos saberão ou estarão em condições de discutir, debater, analisar, contrapor ou propor o que quer que fosse?
    Eles além burros, são desavergonhados. Sendo eles farinha do mesmo saco, todos da mesma casta, casta esta, das mais antigas que se conhece, aqueles que mudam de partido de cada vez que há eleições não se poderia esperar mais nada.
    Não se preocupem porque mais uma vez a comunidade internacional vai garantir a verba para OGE, pensando que será para resolver problemas do país e do povo.

  3. verdade

    27 de Abril de 2015 as 16:01

    sera que este OGE é de 2015 ou de 2016 esto com duvidade este governo ñ tem amor ao seu povo,como pode fazer OGE agora

  4. António

    27 de Abril de 2015 as 16:19

    está tudo em silêncio, nem terás grandes comentário nessa matéria.

  5. luisó

    27 de Abril de 2015 as 18:35

    Como é que é possível a oposição na assembleia deixar passar o orçamento sem pedir explicações e tirar dúvidas e ainda por cima absterem-se na votação ?

  6. Peneta

    27 de Abril de 2015 as 21:27

    Há uma verdade que é preciso dizer: O PT está a implementar o OGE antes de o apresentar a parlamento, o que fere de forma brutal as leis da Nação. Mais do que isso, é crime! Estou a espera do Tribunal de Contas, e do Ministério Publico. Nenhum país civilizado do mundo age deste modo. E, segundo o lambe-botas Abenilde, isto é Dubai sendo construindo…! Pasmem-se!!!!Para que serve levar o OGE ao parlamento? O Governo comprou casa do Patrice Trovada, sem concurso publico e sem Orçamento para os Juízes ( a ex casa Benfica). Quantos crimes há neste acto? O governo comprou viaturas para juízes e para pessoal do governo, também sem orçamento aprovado. Quem pode julgar este acto?!
    Alguém , no seu perfeito juízo acha que investidores sérios, que não estejam a lavar dinheiro virão a nossa querida terra? Estamos desgraçados.

  7. Quilixe Furtado

    28 de Abril de 2015 as 1:19

    Atenção povo pequeno,
    Como o homenzinho vos apelidou de povo pequeno, estava já a vos dizer que este orçamento em aprovação só agora não é para resolver o vosso problema. Já vamos praticamente ao meio ano. Isto é apenas para fazer o inglês ver. O homenzinho está a preparar a bufunfa para comprar, mais uma vez, a vossa consciência, e até àlguns, a própria alma e saltar com o grosso da massa para a corrida as presidenciais 2016, fazendo a sua campanha, ele e sua gente. O tipo estudou bem a vossa fraqueza e quer dar o golpe de mestre, magi ê sa anzu mama antauó.
    Outro Bobo: os Taiwaneses estão metido com o gajo até ao pescoço. O que é isso? Ainda há dinheiro pra comer? Vou queixar Chan Kai Chek! o Gostei do silencio da Oposiçºao. Vamos vendo até aonde quer ir o malandro. Povo Biliuêooo

  8. Qilixe Furtado

    28 de Abril de 2015 as 1:22

    Este UDD! Já sabia que iriam lamber a bota do miudo. Farinha do mesmo tacho

  9. Zé Boina

    28 de Abril de 2015 as 7:21

    30 + 1 +13 +4 = 48.
    Faltam 7 deputados, faltaram???

  10. Geremias Costa

    28 de Abril de 2015 as 8:48

    Sinceramente que fiquei pasmo como ouvi ontem as declarações de um mediocre deputado, Abnilde Oliveira a dizer que sim que o PT vai fazer de STP um Dubai!
    Sinceramente que o maior burro é o burro-estupido ignorante. O que é que esse rapaz sabe do Dubai, do seu processo de desenvolvimento da sua organização de Estado e a forma como está posicionado no ranking das Nações desenvolvidas.
    Esse coitado do Abnilde só conseguiu chegar à Moçambique graças a Armanda Cunha que enquanto ministra da Educação lhe facilitou deixar o seu muquifo em Trindade e subir para o avião rumo à Maputo. Mesmo em Maputo foi um mau aluno. Tentem buscar seus resultados no ISP de Moçambique. Sabe-se que esse rapaz, ignorante de uma figa tem cartão de militante do MDFM, mas é deputado do ADI. Que sem vergonhice!……
    Menino Abnilde, cresça e apareça e náo tente passar manteiga derretida ao Patrice Trovoada porque ele não gosta disso, ele não é gay, ou seja ele parece não gostar de homens. Faça o seu trabalho porque o povo que te elegeu é o povo que temos. Se um dia tiveres coragem suficiente, então passe a usar saias e assim tudo ficará mais claro.
    Tu assumes sempre como um autentico bajulador. Ainda és muito novo para isso e este país é muito complicado, Basta ADI um dia deixar de ser poder, o Patrice regressa as suas origens e tu ficarás por ai pendurado. Tu nem tens familia que seja considerada de tradição. Assim náo tentes fazer o que faz Levy Nazaré, porque este tem familia.
    Assumo o que escrevi e se quiseres me ver estou na Direcção dos Portos de S.Tomé. Aliás um sector agora gerido pela ADI e que vai dar muito que falar. Basta começarem a fazer as contas de quanto é que se vem pagando mensalmente ao senhor Oscar Medeiros como assessor da ENAPORT. A porca ainda vai torcer o Rabo. E quando chegar a hora de certeza que o PT também vai limpar suas mãos porque tudo indica que ele quer transparência e seriedade. Acho eu.

    • Aníbal

      28 de Abril de 2015 as 15:14

      Caro Geremias quem fala assim, não é gago. A porca vai mesmo torcer o rabo mas é um dia que o povo acordar pra realidade. Dubai, Dubai cú do perú!

  11. Almeida santos

    28 de Abril de 2015 as 10:19

    Este povo está condenado a entrega cabeça .
    já começou com o curandeiro de Patrie. Trovoada que caiu com carro em ribeiraafonso. Matou gente.
    as contas já começaram.

    • Helton Borges

      29 de Abril de 2015 as 10:36

      Meu caro este tipo de campanha já não cola em pleno seculo XXI. Povo santomense agora esta com olho aberto, agora há RTP Africa, Há parabólica livre e há internet. Inventa outra, porque este tipo de politica não vai ajudar a oposição. Este truque é muito velho….Kikikikikiki

  12. Sampnha

    28 de Abril de 2015 as 12:02

    Orçamento Geral do Estado
    Quanto ao Orçamento Geral do Estado já foi elaborado há muito tempo.O Orçamento do Cidadão é apenas um elemento para o governo ganhar tempo enquanto fica à espera pela garantia dos dadores face ao angariamento de Fundos para o próprio Orçamento.
    É necessário que o povo miúdo abra os ouvidos e escutam os outros, façam a vossa análise, abram bem os olhos e vejam,compreendendo seriamente o que se passa no nosso País.Não apenas amor ao próximo por mais trapalhada que ele faça.
    Essas inaugurações,os carros de alto gama para os magistrados, reabilitação de casa comboio, antiga casa Benfica,reinício de estradas San Finícia e outras infraestruturas sem O Orçamento do Estado não seriam possíveis ou o Governo anterior deixou o cofre do Estado cheio de valores (dinheiro).
    Quanto ao papel de Oposição em estar calado penso eu e elogiou por isso, que faz muito bem. Já se viu qual seria comportamento das populações afectos ao líder do ADI? Diriam logo. Lá estão eles de novo, não querem deixar trabalhar o Patrice. Aliás o Bulauê Chão, Chão tem uma música que passa diariamente na Rádio Nacional, sobretudo na madrugada”Querem acabar com Patrice, eu não sei porquê”Para depois o Senhor Primeiro Ministro Patrice Trovoada vir falar em “Forças de Bloqueio”.
    O que eu esperava do Senhor Deputado Levi Nazaré na Assembleia, é a semelhança do resultado ” as populações já têm energia e viram o Futebol Club do Porto a esmagar o Bayern de Munique” no Estádio das Antas Em Portugal por três bolas a Uma.
    Não fez o mesmo, aproveitando a sessão seguinte para falar “A Internet grate para os Jovens ainda não chegou à todos os Distritos, por isso o Bayern de Munique esmagou o Futebol Club do Porto por seis bolas à uma. Assim vai a nossa Assembleia.

  13. Kanimambu

    28 de Abril de 2015 as 12:08

    Queremos avançar, deixem-nos trabalhar e o resto são cantigas!

  14. Santomense

    28 de Abril de 2015 as 15:11

    A oposicao fez muito bem manifestar pouco, concordo plenamente.Assim Patrice T. nao podera dizer que a oposicao nao deixa o governo trabalhar. Estava explicito no discurso de apresentacao do OGE proferido pelo PT que este nao estava interessado na opiniao da oposicao.

  15. Acalmia Neves

    28 de Abril de 2015 as 17:45

    Vamos, por favor aguardar sem qualquer tipo de pessimismo.

  16. Seabra

    29 de Abril de 2015 as 0:02

    ” À vrai dire”, nada me admira nesse governo ADI-PT/A.Varela,especializados no roubo do Estado idiota. Andam por aí….ainda! Que aproveitem,enquanto é tempo.
    Gente que nunca teve nada, nem conseguiu ser proprietário de um quintal ,que viviam com uma mão à frente e uma outra atrás,hoje porque entraram na política, de repente fazem parte do governo,ambição obriga, um posto importante ,desvios daqui,desvios de lá e começa a manifestar sinais de riqueza. Para quem nunca teve, nada é ENORME…
    Gente, há provas e tudo isso vai explodir….salve-se quem puder.
    Onde já se viu um país onde o Estado deixa as estradas RODOVIÁRIAS em tais condicoes que expõe os automobilistas em PERIGO….estradas curvas, concovas com buracos, ruas sem passadeiras etc. É obvio, que provocam acidentes (para os pioes também ) , e é um inferno conduzir em tais condições.
    Quem diz o contrário? Quem diz que esses acidentes nada têm a ver com a política?
    Não há nenhuma preocupação sobre a segurança, da parte do Estado (dos responsaveis políticos).
    A questão do orçamento para STP,é um detalhe que pouco interessa o governo ADI-PT. A banda A.Varela , está é virada para a campanha presidencial, onde o pequeno Varela espera ambiciosamente o posto prometido, de pm do présidente PT.
    ….é um mau presagio!

  17. Abel Cupertino

    29 de Abril de 2015 as 8:52

    A RDP-África é uma pouca vergonha de rádio. Faz campanhas absurdas para o ADI e o Patrice Trovoada, descaradamente.
    Meus senhores não brinquem com a desgraça do povo. Onde é que está água para todos. Se nos locais onde o precioso líquido corria normalmente agora só pinga de quando em vez, não obstante tanta chuva.
    O P.T. nem sabe como este projecto chegou à S.T.P.. Foi graça ao presidente pinto da Costa e os parceiros Sul africanos.
    Também este senhor só sabe fazer campanha com os feitos dos outros.
    Ex: neste domingo o lambebotas Maximino Carlos, abre o jornal das 13H00 da RNSTP,anunciando:-Graças ao p.m. P.T, o sinal da rádio volta a região autónoma do Príncipe, 3 anos depois.
    O que é isso?
    Trataram-se de demarches do então secretário do estado Adelino Lucas. Só que o equipamento demorou a chegar.
    Senhor Patrice Trovoada apresente uma coisa em benefício do povo pequeno que fêz nos últimos 5 meses da sua governação, a não ser:
    1- viaturas para juízes em detrimento de carros para bombeiros.
    2-Venda da sua própria casa para o governo que chefia, em vez de arroz de 13 contos e muito mais.

  18. truquim sun deçu

    29 de Abril de 2015 as 9:26

    Precisamos termos calma seja como for o governo esta a trabalhar, então não esta a ver como o povo pequeno estão a lamentar imposto de viaturas aumentam de forma assustadora cada um sabe como vive procura o mínimo para pagar o seu imposto que n esta ser fácil com um salario magro imposto sai de 500,000,00 para ultrapassar mais de 5 dias para 1.255.000,00, que brincadeira é esta, mas é mesmo isso nós escolhemos agora na de reclamar todo povo esta a comprar arroz de 13 mil dobras à-vontade ainda mais coisas vamos ver é só esperar até isso transformar em Dubai

  19. Blagabota

    30 de Abril de 2015 as 11:33

    Estou muito satisfeito que este incio de Dubai

  20. Samponha

    30 de Abril de 2015 as 17:13

    Dia 30 de abril de 2015

    SAMPONHÃ
    O Governo e as Forças Armadas
    Passados que foram noventa dias (três meses) sem que se tenha encontrado o substituto do brigadeiro Justino Lima, afastado em circunstâncias um tanto ou quanto nebulosas, continuámos a aguardar pacientemente pela publicitação dos resultados do inquérito.
    A designação do Chefe do Estado Maior das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe, é urgente tendo em atenção as características da instituição, que funciona em cadeia de comando (mando vertical) não deve e nem pode estar decepada, não esqueçamos da velha máxima, “Rei morto, Rei posto”
    A longa demora, pode ser reflexo da falta de articulação entre as instituições responsáveis, embora que a maior culpa seja atribuída ao Governo, como estipula a Lei da Defesa Nacional.
    Para o afastamento do Chefe do Estado Maior das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe, o Senhor Ministro da Defesa e do Mar, de conformidade com o Despacho Nº 1/2015, datado de 15 de Janeiro de 2015, no seu Artigo 1º, diz textualmente o seguinte:
    1-É criada uma comissão de inquérito integrada pelos senhores Coronel Eugénio Paiva-Presidente, Tenente Coronel Heitor Carvalho – Vogal e Tenente Riquito Quaresma-Secretario, para inquirir os factos;
    2-A Comissão dispõe do prazo de 72H00, para apresentar o resultado do inquérito.
    Depois de 105 dias da (15 de Janeiro a 30 de Abril de 2015) data do Despacho do Senhor Ministro da Defesa e do Mar, tudo parece estar de molho, não temos conhecimento dos resultados do inquérito, e o mais grave é a não nomeação do novo Chefe do Estado Maior das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe.
    Os senhores que fazem política e os grandes vencedores com maioria absoluta, o (Governo) devem respeitar os princípios que regem a instituição, e particularmente as Forças Armadas de São Tomé e Príncipe, que vive momentos difíceis e principalmente na sua liderança.
    A instituição militar tem regras e princípios, e uma das regras basilares, é o respeito pela antiguidade, pois ficamos com a sensação de que o Governo, está lidar com uma direção da instituição pública, munido de uma lupa na busca de encontrar alguém da sua coloração e confiança política.
    Vamos Estar atentos e como bom observadores, para não sermos surpreendidos com a nomeação do subintendente Elísio Teixeira, para o cargo de Chefe do Estado Maior das FASTP.
    É bom salientar e recordar que o brigadeiro Justino Lima, Chefe do Estado Maior das Forças Armadas, na reunião do Conselho Superior de Defesa Nacional, ao anunciar a sua intenção de por o seu cargo à disposição das autoridades competentes, enumerou uma série de acontecimentos, que segundo o brigadeiro apontava a existência de mãos de políticos e de agentes instrumentalizados semiocultos no seio da instituição.
    As suspeitas do brigadeiro Justino Lima, deixa claro quanto a necessidade dos inquéritos serem conclusivos e isentos de qualquer proteção de padrinhos dos bastidores.
    A situação de impasse que atualmente vive as Forças Armadas, com ausência de uma liderança, é, e continuará a ser da responsabilidade do Governo, que muita lentamente busca uma solução. O arrastar deste ambiente nas FASTP, influenciado pelo alto nível de indisciplina com que confronta a nossa sociedade terá reflexos diretos e indiretos na instituição militar.
    Viva as FASTP
    Tenho dito, bem-haja.

  21. Santomense

    1 de Maio de 2015 as 21:25

    Tendo o governo feito um oge de acordo com a vontade popular, não valia apena um debate em torno do oge, para amanha virem dizer a oposição nao deixou os mesmos trabalharem, eles fizerem muito bem, porque neste país existem pessoas que preferem pão do que nao saber como se o pão…..

  22. REALISTA

    20 de Novembro de 2015 as 11:58

    Estou de acordo com oposicao, deixa ELES governar pra nao dizer na campanha presidencial k nao estao a deixar trabalhar para povo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo