Destaques

Cooperação militar STP-Brasil reforça efectivos de fuzileiros navais para defesa marítima 

40 militares que pertenciam ao exército, a guarda costeira e a guarda presidencial, iniciaram hoje a formação no domínio de fuzileiros navais. A primeira unidade de fuzileiros navais de São Tomé e Príncipe, foi criada no ano passado pela cooperação brasileira, que para além da formação dos primeiros fuzileiros, apetrechou a unidade com materiais de aquartelamento e espingardas de assalto.

O início do segundo curso de fuzileiros navais comprova o aprofundamento da cooperação militar entre os dois países, ainda mais numa altura em que o Governo são-tomense dá prioridade ao mar, tendo ligado o mar ao sector da defesa.

Um artigo que vai ser desenvolvido dentro de instantes…

    1 comentário

1 comentário

  1. Gabriel Furlani Schultz (Rio de Janeiro - RJ)

    1 de Agosto de 2015 as 18:12

    Boa notícia. Nós os brasileiros apoiamos quaisquer medidas que promovam o fortalecimento e o bem-estar do povo são tomense. A Missão Naval do Brasil em STP deverá em seguida avaliar o fornecimento de sistema de monitoramento do mar territorial de STP e de uma flotilha de lanchas patrulheiras LAEP – as mesmas usadas pelas patrulhas daqui – à Guarda Costeira são tomense. A meta é assegurar a STP uma significativa autonomia no controle de seu mar e na capacidade de dissuadir operações ilegais em seu mar territorial, inclusive com ações de abordagem a embarcações pesqueiras clandestinas, cuja atividade é preocupante.

    No âmbito externo, a formação de uma companhia de Fuzileiros Nacionais proporciona a STP uma possibilidade de atuação futura tanto no quadro da ZOPACAS (Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul), CPLP, ou mais imediatamente na ONU, o que em contrapartida gera visibilidade e recursos e projetos ao país. Isso somados aos projetos de cooperação socioeconômica e cultural só agregam positivamente à busca do maior desenvolvimento de STP.

    O Brasil hoje tem um orçamento militar correspondente a 1,5% do seu PIB. O valor em 2014 foi cerca de U$D 31,500.000.000 (31 bilhões e 500 milhões de dólares). É o décimo primeiro maior do planeta, correspondendo sozinho a metade do orçamento da América do Sul e cerca de 15 vezes maior que o orçamento militar português. Com essa capacidade orçamentária o quadro de cooperação militar com o país irmão STP é promissor. Que mais boas ações como essa avançem.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo