Destaques

Acordo: Cabo Verde forma 45 jovens são-tomenses já a partir de Setembro

45 Jovens são-tomenses vão ser formados em Cabo Verde a partir de Setembro próximo, nos domínios de hotelaria e turismo, energias renováveis e outras áreas de formação profissional. É um dos pontos do Protocolo d Cooperação assinado esta manhã entre os Ministros de Emprego de São Tomé e Príncipe, Carlos Gomes e de Cabo Verde Janira Hopffer Almada.

assistênciaO acordo considerado histórico pelo Ministro são-tomense, abre novas oportunidades para a juventude são-tomense no mercado de emprego. «O contrato ora assinado abre perspectivas para formação de cerca de 45 jovens são-tomenses em Cabo Verde, já no mês de Setembro deste ano na Escola de Hotelaria e Turismo, no Centro de Energias Renováveis e nas escolas do Instituto de Emprego e Formação Profissional de Cabo Verde em áreas de formação que o nosso país não dispõe», anunciou o Ministro do Emprego de São Tomé e Príncipe, Carls Gomes.

A parte cabo-verdiana prometeu rigor e responsabilidade na execução do protocolo de cooperação. «Este protocolo de cooperação e depois os protocolos de execução terão que garantir os impactos. Porque serão estabelecidas as metas, serão definidos os indicadores, serão partilhadas as responsabilidades, acordados os prazos para que possamos garantir de ambas as partes uma excelente performance sempre em prol das melhores condições dos nossos respectivos povos», pontuou a Ministra cabo-vediana Janira Hopffer Almada.

O protocolo define também como outr prioridade a promoção da formação de formadores são-tomenses, para reforçar as capacidades locais, no sentido de garantir a sustentabilidade do sector.

Funcionários do Ministério do Emprego, também vão ser capacitados em Cabo Verde.

Abel Veiga

    2 comentários

2 comentários

  1. Alerta PT

    14 de Agosto de 2015 as 10:55

    Um Conselho apenas, como minha contribuição, como meu alerta ao PT.
    Senhor Patrice, por favor peca ao seu ministro do trabalho para quando puder entrar para uma casa comercial, ou uma farmácia, ou ainda quando tiver uma viagem ao estrangeiro para comprar bons sabonetes e desodorizantes.
    Desculpem, mas o homem manda ai um cheirete….. E isto e uma vergonha par o Governo. Ja agora este alerta vai também para o Roberto Raposo. Ele tem o mesmo problema.
    Minha contribuição.

  2. Fia

    14 de Agosto de 2015 as 17:09

    Francamente… Que contribuição a sua meu caro. Talvez surge a necessidade de questionar? O senhor conhece realmente os ministros que fez referência? Porquê nao é possível. Aposto que o senhor entende bem de “cheirete “como disse…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo