Destaques

MLSTP constatou preocupações do PR sobre a Mesa Redonda e o momento político

O MLSTP/PSD maior partido da oposição diz que a falta de comunicação do Governo sobre o conteúdo da mesa redonda com os doadores internacionais, prevista para segunda semana de Outubro em Londres, é uma das grandes preocupações do Presidente da República.

A liderança do MLSTP que foi recebida esta manhã por Pinto da Costa, preferiu não revelar as razões que levaram o Chefe de Estado são-tomense, a cancelar a sua participação na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Após mais de uma hora de conversa com Pinto da Costa, a liderança do MLSTP diz que ficou esclarecida sobre as questões da actualidade política, que motivaram o cancelamento pelo Presidente da República da sua participação na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Segundo Jorge Amado, Presidente do MLSTP a acção do Chefe de Estado são-tomense em auscultar os partidos políticos, visa fortalecer a democracia, através da promoção do diálogo.

Ainda mais quando, ficou claro que o momento político, é marcado por falta de comunicação entre os órgãos de soberania. «O Presidente passou a preocupação em primeiro lugar, relacionada com a mesa redonda que vai ter lugar em Londres. Há necessidade de pormo-nos de acordo para que o país saia a ganhar. Embora se trate de uma mesa redonda desconhecemos o conteúdo. As forças da oposição, a sociedade civil e demais entidades desconhecem o conteúdo da mesa redonda», relatou o Presidente do MLSTP.

O Presidente da República, que poderia promover o grande evento nacional, durante a Assembleia Geral das Nações Unidas, caso não cancelasse a sua participação, também não conhece o conteúdo da mesa redonda. «O Presidente da República também não está informado, também não tem informação sobre o conteúdo da mesa redonda. Mas está preocupado com o sucesso da mesa redonda. Gostaria ele que a mesa redonda tivesse sucesso, porque está preocupado com o desenvolvimento do país», acrescentou o Presidente do MLSTP.

Os motivos da ausência de Pinto da Costa na Assembleia Geral das Nações, também foram detalhados durante a reunião com o MLSTP. «O Presidente explicou-nos e convenceu-nos. Mas neste momento interessa mais a nós essas explicações, do que transmiti-las ao público. Foi importante para nós essas explicações dadas pelo Presidente», conclui Jorge Amado, no átrio do Palácio do Povo.

O Presidente da República já se reuniu em separado com os três partidos da oposição com assento parlamentar. Na terça – feira recebe a ADI que Governa São Tomé e Príncipe com uma confortável maioria absoluta.

Abel Veiga

    15 comentários

15 comentários

  1. Mé Zemé

    28 de Setembro de 2015 as 16:29

    Os nossos políticos gostam todos de esconder informação verdadeira, desenformar. Porquê que o presidente não foi a mesa redonda da ONU? E porquê a conferência dos doadores que o governo está a preparar, apenas o governo está engajado na operação e não todas as forças ativas da sociedade?…

  2. Xico Dende

    28 de Setembro de 2015 as 17:07

    MLSTP em linha com o que sabe fazer de melhor: Boicotar o desenvolvimento de São Tomé e Príncipe!!!
    Não faz nem deixa fazer…
    Porque não fizeram o mesmo quando lá estiveram!?

  3. carlos

    28 de Setembro de 2015 as 17:08

    SR Gorge amada vai a you tube e ve a entrevista do jornalista Abilio Neto com o Sr primeiro ministro la ta td bem claro sobre evento de londres

    • Coblo

      28 de Setembro de 2015 as 22:18

      Senhor Carlos. Desculpe, mas em um pais serio, tanto o Presidente da Republica quanto a Assembleia deveriam ser informados dos conteúdos dos dossiers a serem apresentados aos potenciais doadores. Não digo em detalhes, mas pelo menos em linhas gerais. Acrescenta-se o fato que a sociedade como um todo deveria estar a par dessas linhas. A não ida do PR a Nova Iorque garantiu alguma economia aos cofres do Estado.

    • nossa terra

      29 de Setembro de 2015 as 9:18

      Sr Carlos,

      Um lider do maior partido de oposição, o senhor acha que deve saber dos assunto de mesa redonda no facebook ou youtube ?
      vala serio, meu cara.

    • Burnifacio

      29 de Setembro de 2015 as 9:36

      Não concordo consigo.

      Coenrente, seria o primeiro ministro explicar na Assembleia da Republica e narrar a sua estrategia para a mesa redonda. Aquele comentador e apresentador do canal online não é mais do que Presidente nem Assembleia da Republica, embora ambos tenham passados comuns ( P. trovoada e Abilio Neto em que os pais foram vitimas de abusos politicos do partido unico chefiado pelo actual presidente)

      Está em causa o principio da interdependencia, colaboração entre instituições, principio de transparencia e de publicicidade.

      Na minha humilde opinião, acho que o primeiro ministro deveria, como manda a constituição, de dar explicações aos deputados representantes que por sinal são representantes do povo, que seria suficientes para colocar em sentido o Presidente, e não actuar islodamente.

      Mera hipotese, o facto dos deputados do ADI terem informações sobre actuação do Governo, não quer dizer que todo o parlamento saiba.

      Fica a duvida:
      Será que o Governo vai a busca de fundos para o seu orçamento ou de atracção de investimentos?

      Acho que o MLSTP, neste momento deveria manter-se no silencio, porque tem culpa do porquê do país estar no estado que está.

      http://www.stepinconference.com/

      O homem por detrás do marketing do primeiro ministro e da conferencia. Resta saber o projecto e a iniciativa foi de quem:

      https://lu.linkedin.com/in/luisrebel0 (pode ocorrer erro ao tentar aceder ao perfil)

      Através do perfil pode notar que o memso vem trabalhando na materia STEP IN sensivelmente a 6 meses, o que demonstra uma inercia em não comunicar ao país o que vem fazendo.

      depois de buscas pela net, deu entender que Step in não é marca registada do governo santomense, como deu entender na entrevista, mas sim a primeira do genero a ser realizado por um governo deste país.

      common low – Direito conseutudinario inglês – Direito não escrito. Lucas Lima, homem iluminista, bem falante, estudou em londres, sabe isso.
      Acho que o primeiro ministro não soube transmitir bem a ideia subjacente. Mas passou a mensagem. Mas de alertar que saber inglês não é saber common low como quis dizer.

      Quem vem a stp, sabe ao que vem encontrar. O investidor é constrangido, ai sim, com a burrocracia das entidades publicas e certos entraves administrativos e não com juristas, embora haja alguns que não são recomendaveis.

      Fortes abraços.

      • Burnifacio

        29 de Setembro de 2015 as 22:24

        O perfil do Sr. Luis ribeiro expert em marketing, está inacessível, após divulgação do mesmo.

        É patente o numero de telefone estrangeiro para efeitos de obtenção de mais informações. Por maioria.de razão devia ser um número santomense.

        Quem é o secretário ou staff do step in conference?

        Orçamento da mesma conferência, local da sua realização, coisa muito…

  4. realista

    28 de Setembro de 2015 as 21:55

    Entao pra kee esse segredo todo Sua excelência deveria informar todos os santomense o porquê k não compareceu Na assembleia naçõés Unidas e não passar essaInformação apenas para meia dúzia de representantes de cada partido isto é faltar sociedade nossa respeito.

  5. verdade

    29 de Setembro de 2015 as 0:58

    Hoje vi e ouvi no noticiário da RTP os discursos de vários presidentes mundiais na ONU

    – Obama discursou em Inglês
    – Putin discursou em Russo
    – Cavaco discursou em Português
    – Dilma discursou em Português
    – Manuel Vicente discursou em Português

    – Patrice discursou em Francês…

  6. NOVA-DITADURA-ADI

    29 de Setembro de 2015 as 8:23

    Algo q tem a ver com o desenvolvimento de STP, não pode ser segredo para ninguém e muito menos as forças vivas da nação! A não ser que essa seja mais uma oportunidade para o Patrice Trovoada continuar a encher os seus bolsos! Porque razão, nem o Presidente da Republica é informado? A nossa constituição é muito clara em sublinhar que o Governo responde perante o Presidente da Republica e Assembleia Nacional! Esta é uma republica das bananas! Será q STP merece um 1º Ministro q foge a prestação de contas e coata a comunicação social de emitir informações que todos dizem respeito?

  7. inacio silveira

    29 de Setembro de 2015 as 8:27

    esperava sempre uma oposiçao construtiva, mas a culpa se recai na imcapacidade dos os nossos ditos politicos d se fazerem a politica. A fraca capacidade e ausencia de conhecimento politico q lhes caracteriza em suplimento da larga escala da corrupçao

  8. Tomé cu Tóni

    29 de Setembro de 2015 as 9:34

    Non contá cu Dubai; qua placé ça Siria.
    Tela quâ na ca pô flá fa.

    ZÉME SÓÓÓÓÓ´

  9. Osvaldo Negreiros

    29 de Setembro de 2015 as 11:25

    Em 24h Patrice reuniu com quase uma dezena dos maiores líderes africanos e mundiais. Pergunto: com quantos conseguiria reunir o Pinto se tivesse ido a ONU? Com nenhum! Ninguém conhece Pinto, ele não conhece ninguém e não fala línguas. Em 5 anos de mandato Pinto só saiu de STP para ir a Portugal uma vez! Não foi visitar comunidades são-tomenses nem fazer diplomacia económica, como faz Patrice. Está na hora do velho sair de cena e ir viver para sua casa de Pantufe.

  10. Malé File

    29 de Setembro de 2015 as 11:34

    É verdade k o PC ker mais informações na boca do PT, no k s toca ao assunto relacionado a mesa redonda, muito bem. O k custaria pedi-las quando o PT estava em STP?!!
    A pergunta é:
    Será k o PC não sabe nada sobre a mesa redonda?
    Ou será k ele estaria pensando em fazer o mesmo k Presidente de GB fez?
    Será k ha razão\justificação pra convocar os Partidos políticos com assento parlamentar agora, quando se sabe k a mesa redonda será dentro de duas semanas?
    Meus caros amigos e irmãos, sem querer ou não, essas atitudes põem em causa sim, as ações positivas do governo.
    Xi Lôpa sá zuzo, a ka Labé ni ké i kondidu
    Pense com reflexão e depois comente sobre a situação politica atual.
    Obg

  11. Tony

    29 de Setembro de 2015 as 22:19

    Viva a grande democracia de Stp , um partido tem maioria , porque de facto ganhou eleições, e no fim de nada vale…. Já querem derrubar tudo como sempre fizeram.

    O resultado destes 40 anos é o que se vê, roças destruídas , não se produz nada , não se pode exportar o que se consegue produzir, mas os Senhores da Independência que ficaram com o Patrimônio e com as Terras continuam a decidir… Vergonhoso e criminoso… Somente se passa em Stp porque é um País que é , nem deveria ser.

    Nem conseguem ver o que outros Países que tiveram a independência na mesma altura fizeram até hoje é o lugar onde estão, se calhar também tiveram 16 governos , nem sei se o nr está certo, desde 1992. Ridículo

    Tenham vergonha caros Senhores donos da Terra

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo