MLSTP : Agostinho Rita juntou-se a Elsa Pinto

Num comunicado lido a imprensa na terça – feira, Agostinho Rita ladeado por Elsa Pinto, anunciou a sua retirada da corrida para a presidência do MLSTP.

Acto contínuo decidiu fundir a sua candidatura com a de Elsa Pinto. «Fundir as duas candidaturas numa única candidatura em torno da camarada Elsa Teixeira Pinto posicionada no quadradinho número 1».

Agostinho Rita e Elsa Pinto, comprometeram-se em impulsionar a unidade no seio dos aderentes das duas candidaturas, «para que votem massivamente na candidatura única», diz o comunicado.

Assim para as primeiras eleições directas para a presidência do MLSTP, neste domingo, só existem 2 candidatos, nomeadamente Elsa Pinto e Aurélio Martins.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Descamizado Responder

    Concordo plenamente com essa fusão.
    A candidatura da Dra Elsa Pinto, é uma candidatura de confiança. O MLSTP/PSD, precisa de uma candidatura forte credível e de difícil manipulação.
    Na política, sobretudo em S.Tomé e Príncipe um empresário é mais fácil de ser manipulado porque se
    se ele nao for forte poderá ser manipulado pelo poder. Neste caso concreto pelo actual líder do partido ADI.
    Há tempo não muito remoto, o cidadão Aurélio Martins deu a título devolutivo um valor incalculável ao cidadão Patríce Trovoada para compra de uma viatura. Logo à partida já está refém um do outro. Depende sobretudo como foi o negócio.Como sabeis todo o negócio que envolve dinheiro tem a contra partida.O cidadão Aurélio Martins até poderia ser um bom candidato se não fosse essa imaturidade política. Confundir a política com negócio para um partido como é o MLSTP/PSD é levá-lo a queda. Quem poderá justificar esta minha análise é o senhor Fradique de Menezes, líder do Partido MDFM/PL.O partido ADI poderá ir um dia para o mesmo destino. O cidadão comum recorda o que o senhor Miguel Trovoada antes de ser Presidente da República fez? Necessitou do Partido PCD. Os seus militantes estavam no poleiro. Assim que se ocupou da cadeira do Presidente da República manda passear o PCD. Quando isto acontecer, porque a ambição do cidadão Patrice Trovoada é ser Presidente do País, os seus militantes mais próximos estarão ricos.
    Todos os militantes e simpatizantes do MLSTP/PSD com a candidatura de Elsa Pinto. Pensem e decidam.

  2. img
    MLSTP para Frente Responder

    Assino em baixo.
    Com Aurélio Martins o MLSTP não terá pernas longas. É um empresário candongueiro autêntico. O PT vai o engolir todo e de olhos fechados com seus dotes de dólares, euros e moedas de DUBAI.
    O MLSTP é um partido histórico e tem responsabilidade com este país pela sua própria história de libertação. Precisa de ser um partido forte, uma oposição firme e convicta de si própria, devolvendo a sua confiança ao povo de STP. Desta análise, o Aurélio não tem capacidade de levantar o MLSTP como partido alternativa de Governação. Ele vai confundir as coisas e facilitando a vida ao ADI através do dono do ADI, PT. Ele já declarou que não vai fazer críticas sem antes apresentar soluções. Como? Onde já se viu? O ADI quando esteve na oposição alguma vez apresentou soluções as suas críticas?
    Caros camaradas! Se for com esta postura que o Aurélio quer trazer para o MLSTP, nunca MLSTP vai acordar. Para o bem do MLSTP enquanto partido que o povo quer ver aparecer como alternativa, vamos dizer não ao Aurélio Martins. Quanto não, o PT estará na sua casa, no seu Gabinete a rir-se e a festejar a vitória do camarada Aurélio Martins,um garoto e brinquedo.

  3. img
    JB Responder

    Caros candidatos: Drª Elsa Pinto e Aurélio Martins
    Estas eleições para escolha do presidente do partido MLSTP/PSD, mais uma vez esqueceram que existem militantes do partido na diáspora (Portugal) e com os respectivos cartões de militantes ou seja também se poderia realizar o recenseamento dos militantes para que tenhamos a hipóteses de votar nos supracitados candidatos. Como sempre o MLSTP/PSD é um partido de imensa ingratidão, porque talvez só precisam da diáspora para as eleições presidencias,nós na diáspora em Portugal já tivemos a experiência com o Drº Pinto da Costa, dado que foi os votos da diáspora que ele foi eleito e notamos que nunca teve a amabilidade de agradecer. Portanto em jeito de aviso, o MLSTP/PSD poderá ter a certeza que nas próximas eleições presidenciais seja quem for o candidato poderá não contar com seus militantes na diáspora de Portugal para organizar reuniões de mobilização para votação. Tenho dito.

  4. img
    Eusebio Neto Responder

    Parabens Drs Elsa Pinto e Agostinho Rita

    A vossa decisao ja e uma grande vitoria pois demonstra o nivel de responsabilidade que atribuem a essas eleicoes e a uniao do vosso partido. E mais, mesmo se nao ganherem, quem for eleito tera mais ligitimidade e sabera que o seu mandato nao deixara a toa e sem controlo.tambem.

    Boa sorte

Deixe um comentario

*