Destaques

7792 militantes do MLSTP elegeram Aurélio Martins para Presidente

O único candidato às eleições directas para a Presidência do maior partido da oposição o MLSTP, conseguiu arrecadar 85% dos votos expressos nas urnas no último domingo.

Aurélio Martins, mereceu a confiança da maioria dos militantes do MLSTP. Dos 13942 militantes inscritos no caderno eleitoral, 9164 exerceram o direito de voto.

Segundo Fernando Maquengo, Presidente da Comissão Eleitoral do partido, dos militantes que votaram pelo menos 7792 deles, apostaram no homem de negócios são-tomense baseado em Angola, para liderar o partido.

O acto eleitoral do último domingo registou 1115 votos nulos. No próximo fim de semana o partido MLSTP reúne os seus militantes em congresso para celebrar a vitória de Aurélio Martins que será investido oficialmente como novo líder da oposição em São Tomé e Príncipe.

Abel Veiga

    19 comentários

19 comentários

  1. MLSTP para Frente

    16 de Novembro de 2015 as 8:32

    É uma pura mentira a vitória do camarada Aurélio Martins porque quem ganhou foi abstenção e votos nulos.
    Pelo menos até por voltas das 19 horas de ontem antes do telejornal da TVS, o homem só tinha um pouco mais de 5.000 votos contra um pouco mais 4.000 votos nulos (votos da Camarada Elsa Pinto) e restantes abstenções.

    Este indivíduo não pode representar o MLSTP porque números de votos que o mesmo obteve não atingiu 50%+1 conforme decisão saída da última comissão política.

    Este número de votos apresentado na TVS é forçado. Portanto, quem sai a ganhar é o ADI porque o camarada Aurélio Martins não tem legitimidade para fazer oposição porque a partida, é um líder da oposição sem transparência e um justo vitorioso forçado administrativamente no Gabinete.

    Oposição que é oposição tem que ter princípios.

    Viva MLSTP
    Viva Elsa Pinto
    Viva Democracia e Transparência
    Diga não a fraudes no MLSTP
    Viva STP

    Este líder não pode representar o nosso grandioso MLSTP.

  2. Luz

    16 de Novembro de 2015 as 9:18

    Eis que o partido histórico da libertação de S. Tomé e Príncipe, deu um passo gigantesco com a eleição deste senhor para sua presidência, na descida vertiginosa para o abismo.
    A corrupção, ganancia, e o dinheiro venceram.
    Prevejo que em 4 anos, este site anunciará a morte deste partido.
    Quem viver, verá.

  3. STP a subir

    16 de Novembro de 2015 as 9:28

    Agora sim terremos uma oposição construtiva.

  4. eu

    16 de Novembro de 2015 as 11:23

    Gente vcs com vcs isto esta assim, o k o povo podera pensar ?Meu Deus….

  5. "beleza africana"

    16 de Novembro de 2015 as 11:31

    Eis a vitoria de “uma morte anunciada”.Daqui a 4 anos havemos de ter a mesma conversa, esperemos neste mesmo palco.

  6. Nando

    16 de Novembro de 2015 as 11:33

    Começou mal. Pelo visto só a minoria votou no Aurélio Martins. Num momento em que o partido precisa de se reestruturar e procurar consenso entre os militantes, aí vem a contenda ainda na fase embrionária da dita mudança. Deixem de ganancia, de corrupção do «dinheirismo»,de vassalagem dentro do partido e passem a respeitar e dar dignidade aos vossos Militantes.Fui.

  7. domingos viegas

    16 de Novembro de 2015 as 11:37

    Congratulo com todo processo em volta da eleição do camarada AuréliomMartins. A eleição foi justa, não tá manchado de fraude. Militantes votaram e depositaram sua opção de voto em reuniu e apresentou melhor proposta. Vamos as mãos e juntos construir novo rumo pra mlstp /psd. Todavia, confesso que meu sonho é um dia virmos eliminar o sufixo PSD. A fim de ficar apenas MLSTP. Parabéns novo presidente. Viva MLSTP, viva democracia, junto vencemos

  8. Macóia

    16 de Novembro de 2015 as 11:41

    Qeum viver verá. O MLSTP entrou num estado de desgraça e suicidio coletivo. Agora é sempre a descer até a vitória final. Por isso meus amigos, preparem-se.
    Fui

  9. Rui Pereira

    16 de Novembro de 2015 as 11:50

    Bom dia camaradas. O MLSTP mais uma vez demonstra a sua capacidade de inovar.A eleição directa é um facto consumado. Essa é a verdadeira democracia. Dar voz ao militantes.De baixo da chuva os nosso militante foram votar onde o resultado é a vontade dos militantes. parabéns MLSTP

  10. joaquina

    16 de Novembro de 2015 as 13:24

    Eu sou do pcd e nunca na vida votarei no Mlstp, mais alguém tomou meu bilhete de identidade e pois meu nome do caderno eleitoral em Mezochi e deu me 400 contos e mais 50 conto no domingo para eu votar no Aurélio Martins domingo chegaram em minha casa deram um boletim já preenchido só tinha que ir disfarçado e colocar na urna! Comi meu ferro e pronto. Quer saber de MLSTP para alguma coisa , por mim podem acabar hoje!

    • sotavento

      16 de Novembro de 2015 as 15:31

      há sempre um(a) engracado(a)…em STP todos se conhecem , inventa outra.

  11. Raimundo Guedes

    16 de Novembro de 2015 as 14:48

    Muitos militantes do ADI, amigos próximos de irmãos Monteiro, também fizeram o mesmo. Eu próprio me coloquei neste patamar. Se há ferro, come-se. E acabou a conversa. Isso não é coisa de outro mundo. Agora, se Aurélio ir-se juntar ao ADI, como se diz aqui fora, isso é que é muito perigoso. Isso, sim, o MLSTP deve agir, em conformidade. Mas há necessidade de injecção de novas figuras no seio do MLSTP, e novas responsabilidades e estratégias.
    Bem-haja ao MLSTP.

  12. Eusebio Neto

    16 de Novembro de 2015 as 18:11

    Ou mortalmente me engano ou começou o desaparecimento físico do partido da independência nacional, MLSTP. A historia encarregar-se-á de julgar os militantes desse partido que, incompreensível e impavidamente assiste o falecimento da sua organização. O Aurélio Martins não tem para dar, não saber fazer e não conhece o que e dirigir uma agremiação política. O MLSTP sofre irremediavelmente um fortíssimo KO com a “eleição” do seu novo “líder”. E o pais que sai a perder pois a nossa praça política fica mais pobre porque milhares de santomenses que deixam de ser competente e condignamente representados nas disputas políticas nacionais. Aos militantes do MLSTP, somos obrigados de chamar COBARDES. Cobardes porque se encolheram sob os milhões do Aurélio Martins em vez de irem a luta para salvar o seu partido colocando a direcção em uma cabeça qualificada e experimentada, gente que não falta.
    PAZ A ALMA DO MLSTP.

    • Vexado

      17 de Novembro de 2015 as 8:46

      Com a eleição do Aurelio Martins, poderá ter como missão convencer jovens a ingressar as fileiras do partido em concorrencia com o ADI. No entanto, deve-se frisar que o partido é um conjunto de individuos que lutam por uma finalidade.
      Tenho lido de tudo, mas ninguém tocou na questão união partidaria, uma nova atitude ou uma nova forma de fazer politica.

      Há um conflito interno muito grande derivado da existencia de muitos militantes com sede de atingir o patamar mais alto do partido.
      O mesmo irá acontecer ou já acontece com o ADI.

  13. conobia

    16 de Novembro de 2015 as 22:01

    Meus caros o que se passou foi simplesmente isso:
    1. O MLSTP está a alterar o paradigma. Mudar e manter sempre os mesmos;
    2. Vamos fazer uma oposição construtiva pensando no país e não concentrar toda a energia apenas na resolução de problemas individuais;
    3. Aqueles que estão a criticar o processo não têm a noção do que realmente aconteceu; as eleições ganham se com o apoio do povo;
    4. A elite que está instalada no MLSTP tem que entender que os tempos são outros. É preciso abrir espaço para novas soluções. Há quanto tempo não vencemos umas eleições. Está elite não tem estado sempre no poder? Não é inteligente fazer sempre as mesmas coisas e com resultados antecipadamente conhecidos!!!!
    5. O Aurélio Martins é homem do povo. A ver vamos! Hoje a política se faz de resultados. Vamos dar tempo que esta liderança certamente irá dar provas.

  14. Elsa Borges

    17 de Novembro de 2015 as 12:44

    Vejam para o comentário da “Joaquina” !!
    gente como ela é fácil manipulável, não tem escrúpulo, vendível, apesar que não acredito na versão dela. Ela se não quisesse votar no Aurélio Martins, podia, mesmo com lápis inutilizar o boletim, tornando o voto nulo. Este argumento não colhe. Espero Aurélio Martins, faça algo diferente.

  15. Elsa Borges

    17 de Novembro de 2015 as 12:54

    Se o MLSTP não abandonar esta velha estória de “históricos”, será como Lula. há gente que goza da prerrogativa de ser filho MLSTP. Gente isto já acabou. Cada homem é um voto. Principio geral das cooperativas e não as Sociedades de quotas!
    Erro crasso é os ditos iluminados desprezarem quase 8000 boletins de votos!! Aurélio Martins não sozinho, faça uma mea culpa, vossas ações no partido, deste tempo da FDJ, os apoios todos consumidos em proveito próprios, etc

  16. luisó

    17 de Novembro de 2015 as 14:00

    (…apostaram no homem de negócios são-tomense baseado em Angola, para liderar o partido…)
    Esperem, deixem-me rir um pouco….
    Ok, já está.
    Quais negócios e onde estão ?
    Gibela faliu… e ficou a dever…
    Até a casa da passadeira onde fez copo de água á angolana foi para banco por penhora…
    Em Angola está queimado…
    Por isso a única solução para o homem era o partido senão era a travessia do deserto.
    Abram os olhos senão esse partido vai acabar para sempre…

  17. Elsa Borges

    17 de Novembro de 2015 as 16:48

    Tem muita razão aqueles senhores e senhoras que viveram na sombra do parido único nas lojas de povo, estudaram e renovaram a bolsa, é normal que vivem uma espécie de angustia. Consideram o MLSTP, coisa de família e por isso ninguém pode ser Presidente. É isso mesmo o reino foi desmoronado, Que pena! Muitas nem são militantes, nem fazem politica, apenas gestores e malandros, só porque a irmã lhe deu criação e a mesma era esposa do chefe, ninguém pode ser Presidente do MLSTP! Convenhamos!!
    Só conta quem está presente!!, Ok

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo