Destaques

Espírito de Natal no Morro da Trindade

Espírito do Natal, reuniu mais de duas centenas de crianças de todos os níveis de ensino do país numa confraternização com o Presidente da República Manuel Pinto da Costa. O Chefe de Estado são-tomense, chamou a atenção das crianças, para o facto de serem as sementes do futuro do país.

As crianças de todos os distritos, ocuparam o jardim do Morro da Trindade, residência oficial do Presidente da República numa festa de pão, paz e amor. Pinto da Costa, incentivou as crianças a serem cidadãos honestos e respeitadores dos mais velhos. «Nós os adultos temos uma responsabilidade muito grande. Fazer tudo para que quando vocês estiverem crescidos estejam em condições de poder ajudar este país, a ir cada vez mais para frente, e com muito bom comportamento para com os mais velhos», afirmou o Presidente da República.

Uma conversa amena com as crianças, que antecedeu o almoço como Ceia Natalícia, e a distribuição de brinquedos.

As mais de duzentas crianças, receberam prendas de natal, e consideraram a confraternização com o Presidente da República como sendo importante para a infância são-tomense.

Recorde-se que o espírito do Natal, já levou Pinto da Costa a reunir-se também com as crianças e idosos da Roça Sundy na Ilha do Príncipe.

Abel Veiga

    2 comentários

2 comentários

  1. ANCA

    24 de Dezembro de 2015 as 17:55

    Aproveito para desejar ao Presidente da República, ao Chefe de Governo, Ministros, membros de Governo, Presidente da Assembleia Nacional, Presidente e membros Governo da Região Autonoma do Príncipe, Deputados, Responsáveis de Instituições Nacionais, caros concidadãos, votos de Feliz Natal.

    Atenção devida deve ser dada a questão, das condições de natalidade nacional(Maternidades, Cuidados de Saúde Materno Infantil de modo a reduzir ainda mais os riscos de morte à nascença, tanto das mães bem como dos recém nascidos, após o nascimento, bem como do primeiro ano de vida até aos cinco anos.

    Atenção devida deve ser dada aos registos de nascimentos, registos civil, que deve deixar de ser em papel para era da digitalização, pois trata-se de direito a cidadania.

    Ainda falando de Registos atenção devida deve ser dada à questão de Registo de Propriedade, é preciso pôr cobro a especulação, usurpação, venda ilícita de bens e propriedades.

    Imperioso a Lei sobre Direito e Dever Familiar, à responsabilização parental pelos filhos, no acompanhamento educação/formação, direito pensão de sobrevivência estipulado pela lei em caso de separação, em caso de morte de um dos Cônge, bem como se possível no futuro o equacionar pelo Estado(da qual todos fazemos parte) à atribuição de subsídio infantil até a idade de 17 anos.

    Atenção devida deve ser dada às questões, de violência domestica, de violência/violação infantil, abandono escolar pelas mães adolescente vitima de assédio violação sexual, gravidez precoce, questão de alternativa no emprego para efectivos femininos com baixa escolaridade, bem como emprego feminino, nos serviços e Instituições Nacionais.

    Atenção devida deve ser dada, a efectivos populacionais com incapacidades físicas psíquicas motoras, pessoas com deficiências, invisuais, adoptar mediadas e incentivos, imperioso fazer adaptações físicas nas instituições nas vias públicas de modo, a inserção, autonomia dos mesmos.

    Atenção devida deve sr dada a efectivos de Terceira Idade, aos Reformados.

    Atenção devida deve ser dada a questões de Segurança Integridade Marítima/Territorial/Populacional. Combate à crime organizado, Pirataria, Trafico de drogas de pessoas ou Órgãos Humanos.

    A questão do Paludismo, Doenças epidiomológicas, como Paludismo, Diarreias, Cóleras, doenças de transmissão sexual, as DST,s como o SIDA.

    A vendas nos passeios, o controlo da vendas de produtos importados quanto a sua validade, bem como a segurança alimentar dos produtos vendidos no mercado essencialmente os frescos, sem garantia de higiene e conservação.

    Questão de Organização/Estruturação/Modernização/Progresso

    Se se queremos ver o País(Território/População/administração) bem

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  2. cabalo

    5 de Janeiro de 2016 as 13:18

    Tinha se que esperar o natal para conviver com as crianças. E outros dias? R: não vos conheço.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo