00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

Evaristo Carvalho começou II volta em Batepá

O candidato do partido no poder ADI, às eleições presidenciais deu início a segunda volta da corrida presidencial na vila de Batepá, região centro da ilha de São Tomé. Prometeu aos seus apoiantes estabilidade. Garantiu que vai promover a unidade dos são-tomenses, e destacou a necessidade de trabalho para que o país avance.

Acompanhado por membros do Governo e da Direcção do seu partido, Evaristo Carvalho, deixou claro que não é um homem de polémicas. Por isso mesmo preferiu não se envolver na polémica que se instalou no país, em torno dos resultados das eleições presidenciais de 17 de Julho.

Resultados provisórios divulgados pelo Presidente da Comissão Eleitoral Nacional, Alberto Pereira que inicialmente consagraram-no como Presidente da República Eleito, e depois pela mesma Comissão Eleitoral Nacional, foi retirada tal vitória, e lançada a segunda volta das eleições.

Segundo o candidato da ADI, toda a aposta deve agora ser feita no próximo dia 7 de Agosto.

Abel Veiga

 

 

Notícias relacionadas

  1. img
    definitivo Responder

    Força e coragem Presidente Evaristo Carvalho. Que Deus te abençoe e te proteja da maldição do PC e MN. Força.

  2. img
    CMC Responder

    Em debate
    Presidente da Republica em Exercicio pode dissolver a Assembleia?

    Essa questão foi lida por mim no Jornal tela nom, levantada por parte de alguns individuos que talvez por emoçao ou frustraçao, e numa tentativa de incitaçao a violencia apelam pelo Presidente em exercicio até então candidato a segunda volta das eleçoes presidenciais de 7 de Agosto de 2016, para uma dissoluçao parlamentar!
    Fiquei estupefacto com este raciocinio que logo no inicio pensei que so podia ser brincadeira!

    Bem, na tentativa de aclarar a minha mente resolvi estudar o assunto.
    Como ja havia dito, o Presidente da Republica em Execicio tem apenas uma funçao figurativa, tendo perdido a sua titularidade. As suas decisões não são vinculativas podendo todos os seus actos executados serem desfeitos quando o titular assumir.Trata-se apenas de uma fase transitorio, não podendo haver vazio no poder!
    Dai que vasculhei a Constituiçao Portuguesa que é seguramente a fonte de inspiraçao da nossa, sendo ela o pai, e encontrei a chave da resoluçao do problema baseado na « regra dos seis meses».
    Segundo esta regra , o Presidente da República está impedido pela Constituição de dissolver a Assembleia e de convocar eleições antecipadas na recta final do seu mandato e nem o próximo Presidente o poderá fazer no imediato porque o Parlamento não pode ser dissolvido nos primeiros seis meses a contar da sua eleição.
    A Assembleia da República não pode ser dissolvida nos seis meses posteriores à sua eleição, no último semestre do mandato do Presidente da República ou durante a vigência do estado de sítio ou do estado de emergência.
    Retirar esse limite ao poder de dissolução parlamentar do Presidente [o tal prazo de seis meses] equivaleria a reforçar extraordinariamente o poder do Presidente da República de rejeitar soluções de governo que lhe não agradem“.
    Portanto, estando fixado na lei esse limite, ja não há outro caminho a percorrer! Ou comparecer na segunda volta das eleicoes ou ir directamente para casa!

  3. img
    CMC Responder

    Indo mais longe, encontrei este artigo.
    o artigo 103º da CRDSTP no seu úmero 2 diz o seguinte:
    “A Assembleia Nacional não pode ser dissolvida nos doze meses posteriores à sua eleição, no último semestre do mandato do Presidente da República ou durante a vigência do estado de sítio ou do estado de emergência”.
    Não, o Presidente da Republica em exercício não pode de maneira alguma dissolver a assembleia; se isto acontecer, o ato por se só seria inconstitucional.
    A norma que impede o Chefe de Estado de dissolver o Parlamento nos últimos seis meses repousa não tanto numa diminuição de legitimidade na fase final do seu mandato, mas sim para impedir, entre outras coisas, que o Presidente, disposto a candidatar-se para segundo mandato, procure, através da proximidade de ambas as eleições – a parlamentar e a presidencial – uma coincidência de maioria, frustrando, assim, a separação política de Presidente e Parlamento, ou seja, esta restrição temporal visa impedir e combater eventuais tentações do Chefe de Estado de contrariar os resultados das eleições e de tentar impor as suas preferências.
    Já a proibição de dissolução nos doze meses posteriores à eleição destina-se não só a salvaguardar um mínimo de tempo de funcionamento da Assembleia e a evitar a constante repetição de eleições, mas também a prevenir uma eventual pressão do Presidente da Assembleia da República sobre o eleitorado no sentido de a Assembleia a eleger vir a estar em sintonia com ele.
    Há alturas excecionais que requerem medidas excecionais, para que os malabaristas não se armarem em chicos espertos.

  4. img
    EX Responder

    VIVA, AGORA DIA DA CRIANÇA MUDOU DE DATA, Essa figura diz não ser Polémico, na realidade não tem como ser Polémico, uma pessoa que não tem opinião própria, como pode ser polémico. O que irias dizer que estas arrependido e que te obrigaram a estar nessa situação?.

    Eu imagino como é vergonhoso fazer campanha, contra si mesmo, um candidato que não tem adversário a fazer campanha, isso é falta de auto estima, Vai pra casa descansar cabeça que lhe basta um voto, o seu Próprio o Senhora já será eleito Presidente da tua Própria Republica. Tas a convencer quem mais? o que tas a fazer é ridículo.

  5. img
    Revoltado com ADI Responder

    Pinto Costa, tem que dimitir o Governo do ADI. Presidente não pode disolver Assembleia, mais pode fazer cair o Governo. PT está a abusar de mais…Esse abuso não pode continuar! É de mais!

  6. img
    caduco Responder

    Pinto da Costa já não pode demitir o Governo e nem dissolver a Assembleia Nacional, isto porque o mambo dele já não é rijo. Agora ele tem mambo mole. PC que fique quieto, sossegadinho no seu cantinho, esperando o dia 3 de Setembro de 2016 para fazer entrega da pasta ao Presidente Evaristo Carvalho na sua tomada de posse.

  7. img
    voto Responder

    Agora quem tem mambo rijo é o nosso Presidente Evaristo Carvalho.

  8. img
    jojo Responder

    Caros analistas e comentadores….

    Total de eleitores Santomenses
    Evaristo de carvalho obteve 34522 votos

    Apenas 31,04% dos Eleitores escolheram Evaristo de Carvalho PR.

    Logo, 68,96% dos Eleitores não escolheram Evaristo de Carvalho para Presidência da República, o que representa 76.700 Eleitores…

    Isto significa muita coisa.

  9. img
    Filho do Povo Responder

    Meus irmãos. Eu penso que esta situação política que o país vive hoje provocada pela situação do Patrice Trovoada e os seus sócios, só pudera por fim o Presidente em exercício o Sr. Dr. Manuel Pinto da Costa.
    Se na realidade a lei permite que o Presidente em exercício possa dissolver este governo corrupto, seria melhor. Porque o Patrice Trovada mais o seu escravo Evaristo Carvalho, juntos puderam trazer sangue para o país com esta brincadeira.
    Até parece que o Patrice Trovoada e o seu sócio Evaristo Carvalho, quando eram crianças muito pouco brincaram com coisas destas e agora na velhice decidiram recordar o passado.
    Não vamos dormir e ajuntarmos todos em volta da paz, amor e sucessos para o nosso pais a volta do candidato de paz e unidade Pinto da Costa.
    Aos diábolos Satanás que Deus os empuxe ao inferno.

  10. img
    Alvaro Trovoada Responder

    Este país pelo que vejo mergulhou numa crise com consequências muito graves e imprevisíveis. ADI pretende passar o Evaristo à força e à pressa. Evaristo de Carvalho como Presidente não terá legitimidade e a capacidade de congregação e diálogo que o país precisa nesse momento.
    A única saída é anular estas eleições. Por o processo eleitoral de volta nos carris.

  11. img
    alerta Responder

    Povo o Pinto da Costa e Maria das Neves têm um plano para o dia 7 de Agosto. Eles estão a organizar um piquenique em Porto Alegre impedindo que os seus simpatizantes votem no dia 7 de Agosto.

  12. img
    Admirado Responder

    N entendo o pk desse bla bla bla.
    A segunda volta podera ser tanto de um candidato ou de outro, pois estando a maria fora do baralho os eleitores dela provavelmente votaram a favor do candidato Manuel Pinto Da Costa.
    Embora nem eu esteja sastisfeito com a actual crise, acho que o sr presidente deveria assumir a sua campanha e deixar de bla bla bla, pois o sr podera muito bem ganhar as eleições.
    Parece que as pessoas n conseguem perceber que nem O sr Evaristo nem o sr Pinto tem a bola do jogo.
    O mais importante a se fazer e garantir a transparencia da segunda volta e ponto final.
    Sr presidente se for necessario convoque observadores Europeus ou mesmo Americanos, mas terminem logo com essa gerra e vão trabalhar.
    Que raios pha!

Deixe um comentario

*