00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

STP lidera CPLP

Maria do Carmo Trovoada Silveira, é desde a última terça – feira a nova Secretária Executiva da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. A consagração da figura são-tomense para dirigir a CPLP nos próximos 2 anos, aconteceu durante a cimeira de Chefes de Estados e de Governos da CPLP, que decorreu no Brasil.

Maria do Carmo Silveira, ex-Primeira Ministra, e até esta semana Governadora do Banco Central de São Tomé e Príncipe, defendeu na sua investidura a necessidade de conferir a CPLP novos instrumentos de política e de gestão, e a abertura da comunidade lusófona à sociedade.

Em Brasília, a nova Secretária Executiva da CPLP, considerou que a organização que já tem 20 anos de existência não pode estar a margem dos reais problemas que afectam os seus cidadãos, «nomeadamente a nossa juventude, as nossas mulheres, os nossos estudantes, empresários entre outros», afirmou.

Maria do Carmo, substituiu o Moçambicano Murade Murargy, na liderança da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

São Tomé e Príncipe fez-se representar na cimeira de Brasília pelo Presidente da República e Chefe de Estado, Evaristo Carvalho.

Abel Veiga

 

Notícias relacionadas

  1. img
    Manuel Quaresma Costa Responder

    Ouvi a primeira entrevista desta senhora, após a sua nomeação. Ela foi de um nível muito baixo e em algumas passagens vergonhosamente insuficiente. Rezemos para que STP saia bem nesta aventura.

    • img
      seabra Responder

      Estimado To,é de facto lamentàvel constatar a que ponto é que STP
      desceu. Os dirigentes politicos nao so sao incompétentes, como por cima incapazes (de coragem, de determinaçao, de iniciativa e sobretudo de boa vontade…)e demasiadamente corruptos. Nota, sabendo quem està na direçao de STP( TROVOADA e A.Varela and so…), nao é de admirar.
      STP està entregue aos Laràpios-Cambalacheiros-Vagabundos. Eis
      a realidade e ninguém ousa dar um “pio”, para denunciar ABERTAMENTE o jeito como o PT e Companhia estao destruindo STP e maltrantando o seu POVO…ninguém!
      Quero lembrar-te, que o teu caro primo Gabriel Costa, colaborou completamente para esta situaçao, quando em França aceitou encontrar e particiapar (corpo e alma)na campanha de REGRESSO dos Trovoada (Miguel e familia), traindo os principios da JOTA(membro n°1)e o Pinto da Costa que lhe formou politicamente…e tantas outras pessoas que ele destruiu na sua passagem,porque a ambiçao dele passava antes de tudo.Hoje, como deves saber, o PT e o Gabriel Costa, sao rivais, dir-se-ia mesmo, inimigos n°1…o PT barrou as portas “da politica saotomense” ao Gabriel.Ele parece ter as maos e os pés atados, e sobretudo a BOCA, pois jà nao se ouve mais o Gabiel Costa(homem prometedor politicamente, inteligente…).
      Quem conheceu o Gabriel Costa outrora, jà nao se lhe reconhece. Ele era um individuo corajoso, competente, entusiasmado, criativo e combativo ,tinha (que tem ainda)muiot a dar à STP.
      Dir-se-ia que os Trovoada lavaram o cérebro do Gabriel Costa (com feitiços, com magias…serà?). Enfim, ele precisava de ter um bom parceiro e/ou uma boa parceira, que lhe desse apoio, lhe abrisse os olhos, despertà-lo do que se passa à volta dele, de encorajà-lo.
      Compreende-se melhor, porque razao os “T” emiuscuiram na vida pessoal do Gabriel para isolà-lo, desviando-lhe de pessoas que nao lhe deixariam, nunca, cair nesta armadilha preparada e calculada dos “T”; colocando no caminho dele gente incapaz de lhe abrir os olhos (visto estas pessoas nao terem os seus proprios olhos abertos, para além de serem malandras e viciadas, vazias de masa cinzenta). Agora, o Gabriel està a pagar as consequências do egoismo e da ambiçao desmedida dele, junto dos “T”, em quem ele repousou a confiança dele,seguindo segamente os conselhos (para agradà-los, talvez), até na sua propria vida sentimental, prejudicando outras pessoas. “Cà se faz, cà se paga”, é a ssim a lei,està ele a pagar pelo prejuizo que provocou na vida de muitos seres (cujas onsequências sao irremediàveis).
      Afinal, ele merece bem o que està a viver atualmente.
      Em suma, a situaçao de STP, hoje em dia, tem como um dos responsàveis o Gabriel Arcanjo Ferreira da Costa…contra factos nao hà argumentos!!!

  2. img
    Coelho Responder

    Com todo o respeito, esta senhora é muito fraquinha para ocupar este cargo. Sou Sãotomense mas tenho de reconhecer isto. Ela não demonstrou em parte nenhuma por onde passou, qualidades acima da média para ocupar estas funções. Como esta senhora o país tem milhares de pessoas. O nosso problema é exatamente este:falta de pessoas com qualificação acima da média, bem preparadas técnica e culturalmente para a representação do país nestes cargos. Provavelmente teremos meia dúzia de pessoas nesta situação. O país ressente-se disto nos mais variados níveis. Basta ver a qualidade dos ministros e governantes que temos, a começar pelo próprio primeiro-ministro. Comparando com Cabo Verde estamos ainda na idade média. Perdoem-me se disse alguma coisa que não deveria ter dito ou se ofendi alguma pessoa. Esta é a minha opinião franca.

  3. img
    ANCA Responder

    Viva Patrice Trovoada e viva Maria do Carmo!É chegado a hora da verdade, sobre de do País. País este que sofre de dupla insularidade, é pequeno na sua dimensão populacional e física, se encontra distante dos grandes centros de decisão, politico, económico financeiros mundiais, onde suas instituições são fracas, pouco nada organizadas, agravante questão social em relação a cultura do trabalho, falta de solidez no núcleo familiar São-tomenses, etc, etc,…

    O desenvolvimento social, cultural, ambiental, desportivo, político, económico e financeiro, pode ser um processo introduzido externa ou internamente, aliado ao crescimento económico externo ou interno.

    Esperar que o crescimento económico, o desenvolvimento , seja somente um processo exógeno, é uma visão limitada, uma pressa de chegar com bases, pouco solidas e organizadas.
    O crescimento económico, introduzido por ajudas externas, investimentos externos, pedidos de empréstimos, jamais devem constituir por si só em cada ano económico e financeiro, o fim único de trazer o mais rápido possível o bem estar desenvolvimento social, cultural, ambiental, desportivo, político, económico e financeiro.

    Pois que o crescimento e desenvolvimento social, cultural, ambiental, desportivo, político, económico e financeiro, advém também de realidades, culturas, cronologias, sincronias endógenas. E há que estar atentas a elas, explora-las melhoradas, actualiza-las.

    A que ter em conta aliar os factores sociais culturais internos, como a falta cultura planeamento, organização, estatísticas sociais, familiar, económicas e financeiras, adopção de cultura gosto pelo trabalho, a cultura de responsabilidade e responsabilização, ter noção das desvantagens ou vantagens do pequeno estado insular que nos caracteriza, a localização estratégica, a questão da limitação dos recursos, naturais humanos, a questão do rigor, a questão da poupança interna, a questão da segurança alimentar, a organização das instituições internas.

    Esta é a consciência que nós os Cidadãos/Instituições São-tomenses devemos ter.

    Neste mundo ninguém da nada a ninguém sem esperar ter algo em troca. Assim acontece com o investimentos, ajudas externas e empréstimos contraídos.

    Com cultura organização trabalho planeamento, se faz mudar realidade.

  4. img
    Triste Responder

    Mas numa coisa ela é boa: esquemática e malabarista . Mas do que ela…só o primo dela PM. Vai nos envergonhar. Afundar ainda mais a nossa imagem.

  5. img
    Atento Responder

    Tão fraquinha, que teremos que dividir o mandato de 4 anos com Portugal, alguém pode me elucidar porque?

  6. img
    Sa cada kua Responder

    Hoje, esta senhora é Secretaria executiva da CPLP por ser prima de Patrice Trovoada, que vergonha minha gente.
    Esta historia de dar tachos em São Tomé, está sendo feita descaradamente.

  7. img
    Paulo Andrade Responder

    Depois da incapacidade demonstrada na condução do Banco Central de S. Tomé e Príncipe, eis que vem o prémio, Secretária executiva da CPLP atribuído pelo primo – Patrice Trovoada de forma esquemática…Julgo ser hora da CPLP rever os Estatutos no concernente a escolha de secretários Executivos, penso que o processo de escolha deve ser aberto e não estar confinado a rotatividade de Países, é hora de as pessoas terem mérito para o cargo que ocupam, tal como foi a escolha de António Guterres na ONU…..

  8. img
    realista Responder

    Desculpa alguem pode m dizer como k essa senhora foi parar aki sabendo k ela era governadora do banco central, isto pra mim mais uma tactica De deixar De ninguem perceber a verdade k esta por baixo De tapete minha gente tamos a ser esmagado com muitas mentiras sera k nao existe mais pessoas com melhor perfil dela para Governo apoiar pra esse tacho. Ainda me lembro perfeitamente k na altura da campanha De 2014 o messias foi a comunicaçao social dizer k Mlstp deu ordem a banco central para desblokiar 2 milhoes De dolares para dar (banho) agora pergunto como k ele teve essa informação. Será k é akilo k estou a pensar.

Deixe um comentario

*