Patrice “ Vamos fechar o comércio aos estrangeiros”  

O Primeiro-ministro Patrice Trovoada anunciou que vai fechar o mercado comercial do país, aos estrangeiros. Segundo o Chefe do Governo São Tomé Príncipe só vai permitir a entrada de investimento estrangeiro no sector comercial, a nível de 5 milhões de dólares.

Patrice Trovoada avisou que não é adepto de mercado excessivamente livre. Por isso garantiu que vai travar alguns investimentos estrangeiros sobretudo no sector do comércio. «Eu não sou adepto do mercado livre a 100%. Eu não sou. Temos uma economia muito pequena. E vamos fazer algumas reformas a nível do sector comercial, para acabar com a liberalização excessiva», declarou o Chefe do Governo na última sessão da Assembleia Nacional.

O líder do governo promoveu a livre circulação de estrangeiros no país, através da isenção de vistos de entrada, como forma de promover o turismo e o investimento privado.

Agora , decide travar a penetração dos mesmos no sector comercial são-tomense, para proteger os homens de negócios nacionais. «A nível do comércio, vamos fechar o comércio aos estrangeiros. A não ser que o investimento seja de certo nível. O nacional tem que ser aquele que temos que dar prioridade em termos de comércio. Se o estrangeiro vem e investe 5 milhões não em linha de crédito, mas sim em edifícios etc etc, tudo bem. Mas abaixo disso nós não daremos mais autorização ao estrangeiro para abrir uma tasca aqui na esquina, e fazer concorrência ao nacional», assegurou Patrice Trovoada.

A estratégia de Patrice Trovoada para proteger os comerciantes nacionais, começa a ser implementada em 2017.

Abel Veiga

 

.

 

 

Notícias relacionadas

  1. img
    Sacrifício em 2017 Responder

    Primeiro estrangeiro que o senhor devia fechar a porta é o senhor Ramy, porque pergunto se senhor Ramy tem feito alguma coisa pra fazer desenvolver e crescer a economia senão, para se enriquecer cada vez mais.

    Manda sim fechar a porta ao senhor Ramy e em seguida são empresas Gabonesas de pescas…

    Senhor Ramy está ou não a fazer concorrência aos comerciantes nacionais?

    • img
      Juro Por Deus Responder

      Sacrifício em 2017:
      Sacrifício em 2017, Senhor; Nao sei se O senhor viajou Para Portugal,em Portugal o Comercio a concorrência sao outros Supermercados, concerteza neste Mundo aonde andamos nos todos vivos existe isso.

      Nao ‘e necessario ser apenas em Africa, infelizmente existe, concerteza um Pobre nao abre Comercio em Sao Tome e Principe ou na Europa, ‘e necessario os mesmos investirem e com o tempo ganha seu Lucro, e esse mesmo Lucro da para comprar casa,Carro, e outras coisas mais.

      Eu Pessoalmente nao cconheco o senhor Ramy, se ele ‘e comerciante em Sao Tome e Principe o Mundo de Negocios ‘e assim existe concorrência com outras pessoas, tudo isso existe naEuropa, Concerteza se for comerciante concerteza o mesmo cria Postos de Trabalho para as Pessoas de Sao Tome e Principe.

      O que ele desenvolve concerteza tem haver com a sua area se for aalimentacao supermercado concerteza comida e outras coisas mais tem sempre em sao tome e principe e isso ‘e muito bom.

      Na europa funciona assim, existe supermercado um perto do outro agora depende do preco entre eles o mais barato o Povo vai e tambem a qualidade e Higiene isso conta muito e bom relacionamento com cliente ea psicologia do mesmo quando assim esta a atender as pessoas o que faz o mesmo para assim agradaros seus Clientes.

      Isso tambem acontece para o grupo de Restaurantes,hoteis e qualquer tipo de megocios dentro de sao tome e Principe.

      Os agricultores de Portugal choram dessa forma os Proprios portugueses preferem coisas iguais vindo da vinha Espanha.

      Outro exemplo:
      Em Portugal existe milhares de Bomba de Gasolina para abastecer os carros, certos Portugueses de Portugal Preferem Ir a Espanha abastecer os seus proprios carros.

      ‘e Mesma coisa dizer eles por la em Portugal, fecham as galosineras em espanha porque nao estao a contribuir para a economia de Portugal e sao da concorrência.

      Existe outros tipos de exemplos que o Povo Portugues Como eu assim tem.

      Nao sei qual ‘e o tipo do seu Negocio em Sao Tome o senhor quer experimentar abrir o mesmo Negocio em Portugal e depois me diz qualquer coisa em Relacao a concorrência e outras coisas mais…

      Quem sabe assim o senhor pede o Senhor Cavaco Silva que feche o negocio do Vizinho do lado.
      E o Portugues diz a si o Internacional que ‘e o Senhor de Sao Tome e Principe veio tirar a minha concorrência aqui em Portugal.

      No Seu Ponto de vista ve la e analize se ‘e agradavel se o senhor estando em Portugal viver a mesma situacao que assim escreveu.

      Juro Por Deus
      Reino unido,Lincoln
      United Kingdom,Lincoln

      • img
        Fome muito éééé Responder

        Senhor falou tanto mas não falou nada que presta. Resumindo e concluindo, o senhor Primeiro Ministro está num beco sem saída e acha que a tábua de salvação é a China.

        Mas o senhor Primeiro Ministro deve saber que o maior entrave do país, ou seja, o problema do país é o senhor. Senhor deve demitir-se pra ver se o país arranca ou não….

        • img
          Gomes Responder

          O país é Independente há 41 anos, e sempre foi assim… nunca viu prosperidade. Patrice Trovoada, só começou a ocupar cargos decisivos a partir de 2008, acha mesmo que ele é o “maior entrave do país”? Acha mesmo que o país está como está, está como sempre foi, por causa do atual Primeiro Ministro?
          ps: estou a ser imparcial, racional.

      • img
        Conceicao Responder

        Na Europa nem td foi assim como descreveu porque ainda recordo que no Barreiro mas, concretamento na zona de eis cufe so exixtia Feira Nova , e em Setubal o Jumbo ,,, sem transporte jamais terias acesso a estes supermercado , e na Alemanha tamben era igual digo era porque ja la vao 19 anos que nao visito Alemanha , ja Inglaterra havia liberalizacao e com o tesco a levar isso ate extremo , ao ponto ter aberto tesco expresso em quase todas as ruas pricipais e com isso causando grande prejuisos a propio tesco .
        Jurisprudencia diz nos que viver e deixar viver sera sempre uma forma efecaz

      • img
        rapaz de Riboque Responder

        olha que quem mais jura mais mente e estas a jurar por Deus?

  2. img
    Verdadeiro Responder

    Força

  3. img
    MIGBAI Responder

    POR FAVOR deixa-ma rir!!!!!
    Num pais onde reinam as nacionalizações;
    Num pais em que o primeiro ministro ainda vem falar em necessidade de nacionalizar;
    Vir falar aos investidores que, investimentos só serão autorizados se forem superiores a 5 milhões de dólares, é brincadeira mesmo.
    DESNACIONALIZAR é que é preciso para dar confiança aos investidores e não o contrario.
    ACORDEMMMMMM

  4. img
    são tomé Responder

    Nunca fui com a cara deste sujeito, mas desta vez tendo de concordar com essa política,de facto, a que proteger os nacionais.

  5. img
    3 Macucu Responder

    Eu pessoalmente se fosse governo isto jà poderia contecer a muitos anos estou plenamente de acordo com essa lei força PM dà o sezar oque é de sezar esses pequenos comerciantes estrageiros estao a nos prjidicar e levar toda nossa economia poe fora todos

  6. img
    Martelo da Justiça Responder

    É a primeira vez que estou de acordo com o Primeiro-Ministro Patrice Trovoada. Não se pode admitir que um estrangeiro venha a São Tomé e Príncipe fazer tascas para vender cerveja e pão com chouriço. Esses pequenos comércios devem ser reservados exclusivamente aos nacionais. Se bem que para a nossa pequena economia acho que 5 milhões de Euro é um valor excessivo, o Primeiro-Ministro deve la ter feito as suas contas, todavia, penso que deve ser aceite apenas os investimentos que cria empregos aos são-tomenses. Outro questão é que penso que o Ministério do Trabalho deve estar atento para bloquear a entrada de trabalhadores estrangeiros que pretendam vir trabalhar, cuja profissão temos no Pais com a qualidade exigida. Fico com a impressão que isso não tem sido observado, havendo mesmo algum esquema neste sentido. Não tenho provas é apenas a minha impressão e um alerta a navegação.

  7. img
    Juro Por Deus Responder

    Faltam 2 dias apenas para o Ano 2017, Ficarei Eu a espera se isso se aplica ou nao.

    Algumas reformas se necessita, A feira de Sao Tome e Principe tambem necessita disso,as pessoas que vendem na rua deixar de vender, para dar uma boa imagem, tive em cabo verde de ferias, nao vi pessoas na rua a vender da mesma forma que acontece em sao tome, ele tem um Mercado aonde existe de tudo, Igual ao nosso Mercado Municipal existe sim esse Mercado mais no entanto em sao tome e principe existe tendas ca fora, O Mercado Municpal ‘e a cidade, e um bom aspecto deve se criar…

    Mercado Municipal pode existir fora de cidade, nao tem carro apanha um Taxi ou entao usa o seu Proprio Carro.
    Aquela area de Dois mercados tudo limpo dentro de Mercado apenas.
    NINGUEM CA FORA, SE FOR APANHADO LEVA MULTA.

    POSTO DE TRABALHO TAMBEM CRIA PARA ASSIM MULTAR ESSAS PESSOAS, PARECE QUE NAO ‘E DINHEIRO A ENTRAR NO COFRE DO ESTADO.

    TEMOS QUE DESENHAR TUDO ISSO E MUITO MAIS… SEM MEDO!!!
    QUEREM PAIS MELHOR??? POIS… POVO QUERIDO MEU ESSA ‘E LEI….

    O senhor Primeiro Ministro falou «Eu não sou adepto do mercado livre a 100%. Eu não sou.
    Pessoalmente concordo

    Temos uma economia muito pequena, Tambem concordo, se fosse Grande como seria aquela area de Mercado Municipal? existia mais pessoas na rua a Vender e etc…
    Assim parece Mal, aquela area de Mercado da minha forma de Ver e cada um tem sua openia, seria local de Taxi apenas nada de Vender na rua da forma que ‘e.

    Tudo ditto em Relacao a essa Noticia 100% concord, Temos que criar,negociar, O mundo em que estamos Faz Isso,nao ‘e crime assim o fazer.
    E tambem nao criar Inveja nos outros Povos e Paises o Caso TAWAIN O povo TAWAIN.

    Vejamos:

    O Primeiro Ministro Falou que:

    Se o estrangeiro vem e investe 5 milhões não em linha de crédito, mas sim em edifícios etc etc, tudo bem.

    Se o Estrangeiro se For O Povo de TAWAIN como seria?
    Aqui perto da minha casa tenho como amigos esse Povo e tem comercio, Corte de Relacoes com os Mesmos sera que os mesmos Podem abrir o comercio em Sao Tome????

    O corte com O Povo TAWAIN foi uma noticia que fiquei espantado.

    Eu sendo esse povo fico em duvida Uma coisa:
    Posso Viajar para sao tome e Pricipe abrir um Comercio???

    Pois fica a Minha Duvida.
    Posso ter dinheiro sendo de Tawain, uma Pessoa de Negocio que nada tem haver com o emprestimo que dois governo fez ao outro e um Negou e o Povo Como Fica?

    O senhor Primeiro Ministro acho eu E desculpa que assim o diga deveria ser mais precito em falar.

    Exemplo:

    Sim senhor Cortamos a Relacao com o Tawain:
    Mais no Entanto o Povo de Tawain Pode Investir, ter comprovativos o que vai fazer dentro de Sao Tome e Principe se Vai abrir negocio ou trabalhar e etc…

    Mais No entanto O Primeiro Ministro deveria dizer que Foi Cortado a Relacao Mais o seu Povo pode ca ficar com Comprovativo que estao a colaborar para o desenvolvimento do Pais.

    Quando se Fala do Desenvolvimento tambem ‘e para o Bolso do Comerciante nao apenas para o Pais.

    Tendo dinheiro Eu Posso Construir e vender lojas e etc… ou abrir um negocio mais tarde vou ter sempre lucro.

    Porque nao; eu sendo de Tawain medico, fiquei farto da Minha Terra e vou para Sao Tome com Diploma como Medico que sou e aplicar para assim ter um Trabalho e ficar viver por la emSao Tome e Principe, farto da Europa e etc… muito frio escolhi Sao Tome e Principe, Logico que existe outros Paises que fazem calor mais no entanto escolhi Sao Tome escolha Propria Minha.
    Com esse corte de Relacao Faz a mim Pensar duas Vezes.

    Prospero Ano Novo para Todos ingluindo esse Jornal e Sao Tome e Principe inteiro e Pessoas estrangeiras que andam Por la de ferias ou a Trabalhar ou a Fazer Negocio.

    O senhor Primeiro Minitro tem duas Coisas nas suas Maos Para desenvolver Sao Tome e a Ilha do Principe nao se esqueca disso

    http://www.telanon.info/sociedade/2016/10/20/23021/chuvas-diluvianas-provocam-estragos-na-ilha-do-principe/

    Juro Por Deus
    Reino Unido, Lincoln
    United Kingdom,LIncoln

    • img
      MIGBAI Responder

      Que dor de cabeça ler o que o meu amigo “Juro por Deus” escreveu.
      Para a próxima vez use um tradutor de texto mais atualizado senão ninguém o entende.
      Contudo deixo aqui mais um contributo para todos os infelizes que concordam com esta ideia brilhante do nosso PM.
      Mas será que existem empresários com 5 milhões disponíveis para investir aqui nesta terra de mendigos, corruptos, deficientes mentais espalhados por todo o canto da ilha, trabalhadores que se embebedam constantemente, para além de meterem sempre a mão nos produtos dos empresários, etc. etc.etc..
      Fala-se em 5 milhões de dolares como se falássemos em 5 milhões de dobras.
      Tenham juízo criaturas de DEUS!
      DESNACIONALIZAR e devolver aos donos;
      PRIVATIZAR parte se não a totalidade do quase inexistente aparelho produtivo do estado;
      DIMINUIR os encargos do estado com mordomias a militares, chefias publicas e a políticos.
      Comecemos por aqui e tudo vai melhorar na nossa vida de mendigos/pedintes.
      Agora exigir 5 milhões de dólares??? É BRINCADEIRA!!!!!!

      • img
        MIGBAI Responder

        Só para se ter uma noção do exagero dos 5 milhões de dólares.
        Vejam, esse valor 5 milhões, depositados somente a prazo num banco qualquer da europa, menos na Alemanha, dá a um juro liquido anual somente de 2,5%, o valor de 125.000,00 anualmente, que por sua vez dá mensalmente 10.416,67.
        Digam-me por favor, que negócio comercial em STP dá um lucro, (atenção estou a falar de lucro e não de receita bruta ou volume bruto de negócio,) mensal de 10.000,00 dólares ou seja perto de 250.000.000,00 mensais.
        PAIS DE BRINCADEIRA !!!

        • img
          Mabutú Responder

          Grande Análise! Simples assim.

  8. img
    Original Responder

    O sr.acordou tarde porque não é preciso vir mais ninguém que isto já está entupido como sanita.Os que estão aqui irão criar as suas delegações (revendedores).Os Libaneses que estão cá têm guardado dinheiro em casa como Sr.lhes ensinou e toda dobra é trocado por dólar no nosso mercado e enviado em mãos para os seus Países e só estão imundando mercado com tralhas.Porquê que dinheiro destes homens não vai ao banco e fica mais seguro em casa? O exemplo não partiu do Sr.?

  9. img
    Nuno De Menezes Responder

    Espero que isso tudo seja verdade, momentos tristes e nao so apenas tivemos, existem mais cronicas e video acerca do link que assim esta em baixo.

    A psicologia e a investigacao feita por mim,Sao Tome e Principe tinha que criar e desenhar o seu scenario do governo, reestruturar o seu Proprio Pais.

    ‘E o Governo de Sao Tome e Principe tem que criar e Reestrutrar o Pais, Parque de estacionamento poe a pagar pouco valor,e outras coisas mais que assim existe na Europa aonde o Povo de Sao Tome vive e nem diz nada, ‘e a lei e as pessoas tem que obedecer.

    Todo esse dinheiro entra no cofre do Governo, o Dinheiro GIRA assim e o desenvolvimento do Pais tambem vem dessa parte.
    Parque de estacionamento 50 Dobras apenas.

    Estacionar mal o carro 500 Dobras apenas
    Coisas dessas assim, haver 100% control em relacao a isso, um departamento apenas para essa situaco, placas na cidade apenas 1 hora de estacionamento se assim passar a hora leva uma multa.

    Taxi em Sao Tome, seguro,selo para circular o carro e etc… nao ‘e necessario ser um valor grande igual a Europa.

    Em Troca disso Tambem deve existir estimulos do Governo a Populacao.
    Somos O Povo pobre sim, temos que Habituar as pessoas assim, eu pobre tenho um carro vou estacionar mal aonde diz apenas tem 1 horas, simplesmente estou a meter o meu bolso em Problemas.

    E nao ‘e necessario ser um Pais com grande desenvolvido para assim aplicar.

    O dinheiro o mesmo Gira da volta mao em mao, esse mesmo dinheiro vem do parque de estacionamento que as pessoas pagam, da para ajudar no hospital, medicamento, outras coisas mais na caridade do nosso Proprio Povo e outros mais…apenas um exemplo.

    Para fazer um anuncio de qualquer coisa Na Radio Nacional de Sao Tome e Principe as pessoas Pagam, e concordo, porque nao criar parques de estacionamento e pagarem? nao ‘e necessario ser muito dinheiro, ter ideias… coisas novas… 50 dobras 1 pessoas vezes toda a populacao isso da um valor no total da para ajudar em alguma coisa dentro do nosso pais.Final do Ano tem seu Valor fazendo as contas.

    Fica aqui a minha ideia, todos assim se colaborarem Temos Sao Tome e Principe melhor tanto para nossos filhos e etc…

    Eu Burro ou nao sabendo escrever ou nao, estou na Europa a Ganhar o meu de fundo de coracao gostaria de ver O Pais Sao Tome e Principe Bem, sem inveja ,sem Guerra, e nem criar a situacao Igual a Povo de Taiwan.

    O petroleo e outras coisas mais pode trazer sim o beneficio a Sao Tome e Principe existe outros exemplos de Pais ate trouxeram a guerra e a distruicao.

    Por essa Razao nada de trazer a inveja, Temos que ser 50%/50% sem danificar ou provocar situacoes.

    Foi dito por mim anteriormente, amanha o senhor ministro deixa o Poder pode querer outro Governo continuar com Tawain e sera complicado.

    Atencao nao quer dizer que nao gosto da china.
    Guerra nao ‘e bom para Ninguem,haver respeito,tudo dentro da Lei.

    Nuno Menezes
    Reino Unido,Lincoln
    United Kingdom,Lincoln

  10. img
    EX Responder

    hahahaha kkkk

    Sabe de uma coisa esse ai parece já bebeu qualquer coisa!!!

    Cortou relações com Taiwan, e firmou com China Popular, a China te dá empréstimos ou quer dizer apoios e depois vai enviar os seus cidadãos fazer negócios aqui. e é assim com todos os países em que a China Popular tem parcerias, (A chamada Loja China) eles são como formigas; e agora vens falar em 5 Milhões de Dolar. O Sr PM já crio lei que beneficia investimentos desse calibre e leis que regulam o comercio sem que haja luvas para favorecimentos e leis que evitem os políticos medíocres a querem ser sócios sem dinheiro, apenas com trafico de influência.

    A Ideia é boa mas deve-se pensar na conjuntura do País, Nível Populacional, Poder de Compra da População, Aeroportos e Portos com condições para tamanho investimento. O PT diz ter estudo Economia; “imagina o Sr. sendo Administrador de uma Empresa Estrangeira aconselharias o dono a fazer um Investimento desse no nosso país em situação em que esta?”
    Tens vontade mas não tens pé na Terra, és um PM fantoche.

  11. img
    seabra Responder

    …o primeiro estrangeiro,é sem duvida o pm Patrice Trovoada…é o 1o a dar o fora de STP seguido dos 40 larapios-corruptos.
    Est à tudo dito…STP sem ele e o seu bando de vagabundos-preguicosos da republica estara livre e indépendante.
    Espero que 2017 seja o ano em que os saotomenses porao um termo definitivo à presenca dos Trovoada e corja. BASTA!!!

  12. img
    Pinto Responder

    Se eu tivesse 5 milhoes de dolares, eu era o homem mais rico de Sao Tome

    Fui

  13. img
    Tó Chiguandidi Responder

    Pelos vistos o estrangeiro é só para pedir esmolas

  14. img
    fúria Responder

    Já há anos que eu pessoalmente, vinha pensando nesta medida. Não para dificultar os financiadores externos,mas também não prejudicar os filhos deste arquipélago que tão poucas oportunidades possuem, e que encontram na actividade comercial meio de subsistência.
    Todavia, apelo ao chefe do governo São-tomense para maior ponderação, pragmatismo e recorrência ao soft power quando se trata de relações de cooperação. Acho que o título deveria ser um pouco mais pragmático. Embora a mensagem surja para desviar a atenção dos que já prevêem o peso do pequeno comerciante chinês que vem abafar os nacionais, como tem sido prática noutros países africanos. agora fica a distância entre o discurso e a seu real cumprimento

  15. img
    fúria Responder

    Já há anos que eu pessoalmente, vinha pensando nesta medida. Não para dificultar os financiadores externos,mas também não prejudicar os filhos deste arquipélago que tão poucas oportunidades possuem, e que encontram na actividade comercial meio de subsistência.
    Todavia, apelo ao chefe do governo São-tomense para maior ponderação, pragmatismo e recorrência ao soft power quando se trata de relações de cooperação. Acho que o título deveria ser um pouco mais pragmático. Embora a mensagem surja para desviar a atenção dos que já prevêem o peso do pequeno comércio chinês que vem abafar os nacionais, como tem sido prática noutros países africanos, e não só. agora fica a distância entre o discurso e a seu real cumprimento.

  16. img
    Paulo Andrade Responder

    Não cai bem o titulo da noticia – “vamos fechar o comercio aos estrangeiros”….soa a xenofobia, para um País que tem de atrair investimento estrangeiro, penso que o ideal seria vamos disciplinar o comercio e ai sim, dizer que o estrangeiro só pode investir no mínimo 5 milhões de Euros e mais…..

  17. img
    EX Responder

    Ahhh me lembrei STP IN LONDON, me podem dizer qual era o Objectivo mesmo?

    Tiro no pé.

    Esse PM é a maior tristeza de PM já existente em STP.

    Ele devia é vir ao Publico anunciar créditos, a pequenos Agricultores, Pescadores e Créditos para novos Empreendedores, motivar os jovens a criarem o auto emprego, cria a cultura de transformação dos Produtos para rentabilizar a economia não é ir ao publico e falar parvoíces.

  18. img
    luisó Responder

    Sinceramente mais valia estar calado.
    Então se vai fechar o comércio aos estrangeiros e se em STP não há empresariado nacional como ficamos ?
    Só se o comércio nacional ficar para aqueles que andam nos passeios a vender cueca, pilha, corta-unha……

  19. img
    Arroz subistancia Responder

    Acho bem o investimento de tasca nao vai nos levar ao lado nenhum.

  20. img
    neves Responder

    Antes de mais sou um cidadão Moçambicano que ja esteve em Stp por algumas vezes . Um povo integro muito hospitaleiro um arquipelago deslumbrante . Mas não concordo que se feche o mercado aos estrangeiros . Isso vai declinar a economia do país na colheita de impostos . 5 milhoes de dolares ou euros é uma quantia exorbitante num país que não possui até a vista recursos minerais ou energéticos . Os grandes empresarios nacionais São Tomenses tipo Delfim Dfl Nino Monteiro darão conta do recado sem a presença de estrangeiros no comercio ou serviços ????

  21. img
    H Silva Responder

    Meu Deus,o problema nem esta nas tascas PM,esta na falta de politica fiscal,com uma boa politica fiscal o dito Ramy nao enriquece de forma como ai foi dito.É triste como nao seguimos exemplos(Reino Unido).Tascas em todas esquinas,e quem ganha é a economia.Aposto k nunca fizeram uma inspencao as contas das lojas do Ramy(paga imposto que quizer),ha Nigerianos no mercado k fazem igual aos nacionais(nunca declararam as financças)…(onde anda inspecao economica)…Somos pequeno e nao podemos comprar guerras com outros povos,no nosso Pais mandamos nos,mas tb precisamos dos outros povos.Uma boa politica fiscal rigida muitos candongueiros estrangeiros deixam de fazer a dita concorrencia, porque em td mundo um estrangeiro tem despesas extras em relacao ao nacional,dai k os nacionais ganham vantage nas.Nao sou ninguem diante de PM k julgo ser um economista,mas ai fica a minha visao das coisas.K seja feito o melhor aos nacionalistas.Boas entradas a todo povo de STP.

  22. img
    BARÃO DE ÁGUA IZÉ Responder

    O 1º Ministro tem a ideia o que representam EUR 5.000.00 de investimento para uma economia como a nossa? Só irá impedir o desenvolvimento do País. É um limite mínimo exorbitante.
    A Economia de STP tem que ser totalmente
    liberalizada, acabando de vez com os restos do comunismo que ainda existem, por exemplo nas propriedades agrícolas e muita legislação.
    Quanto às “tascas”, veja-se a “excelente” qualidade
    com muitos saõtomenses nos brindam.
    Monte um dos seus ministros uma “tasca” exemplar!!!
    Os estrangeiros são vitais para o nosso desenvolvimento.

  23. img
    Tozé Responder

    Caros senhores, essa medida do PM só prejudica a economia do Pais, sogiro nas seguintes razões:
    1- As PMEs São motores do desenvolvimento da economia quando num mercado regulado.
    2- Acredito que o Governo de STP deve preocupar com a organização do mercado e criar espaço para os Investidores.
    3-O Governo deve preocupar com a criação de linha de credito para o desenvolvimento do tecido empresarial privado.
    4- O Governo deve criar politicas fiscal que beneficia na cobrança dos impostos como receita do Estado sem afogar as empresas privadas.

  24. img
    derley pietro Responder

    Este pm bebeu antes de ano novo
    Ácha que um empresario com 5 milhoes de dolares vem investir neste país?
    Onde não existe mão de obra profissional
    Onde todas as empresas são roubadas pelos empregados
    Onde a justica não funciona, a pic não funciona, a policia não funciona, o proprio estado não funciona pois manda fazer obras e não as paga, o sr PM ja viu quanto dinheiro deve a investidores estrangeiros, e diz que o estado não tem dinheiro para pagar e depois compra viaturas para juizes corruptos, oh homem deixe de sonhar, o sr PM tem um pais que é uma favela, acha que um empresario com 5 milhoes vem para esta lixeira, onde se apanhar uma doenca não existe um hospital publico em condiçoes? Ou faz como o sr e os seus comparças vai ao estrangeiro tratar se.
    Pense 1 em criar um país limpo, honesto, dê cursos de educacão de profissionalismo que todas as repartiçoes publicas é uma desorganização uma falta de etica profissional.
    Faça leis onde todos paguem os seus impostos, DIGO TODOS,Porque tem um país imundado de quitandas cheias de ratos lixo,dois mercados municipais cheios de lixo dejectos bichos, tudo o que mete nojo, centenas de palaíes e candogueiros que não pagam impostoe depois quer que os estrangeiros paguem tudo tome juizo, mal de STP senão forem os estrangeiros, voces não produzem nada, mas nada mesmo, em vez dos exigir 5 milhoes exija importação de produtos com qualidade, mas ai torna se dificil para si porque vai tocar nos seus amigos libaneses, nos seus amigos nigerianos que so importam lixo.

    • img
      MIGBAI Responder

      Finalmente minha gente, começo a ler comentários ajuizados e com interesse.
      Os primeiros comentários a surgirem sobre a questão eram comentários de pé descalço, que se deixam enganar facilmente e estão sempre bem contudo, desde que ganhem alguma coisa. Eram comentários de pessoas com uma visão tão curta que metem dó.
      Agora sim, venham de lá os comentários de quem pensa!!
      Os meus parabéns para estes colegas de sala.
      Bem vindo ao colega Barão de Agua Izé que tem andado arredado das salas, bem como ao colega derley pietro.
      Vamos elevar finalmente o conteúdo dos comentários, que têm andado muito por baixo. Um bom ano para todos.

  25. img
    Raul Cabral Responder

    Já estive várias vezes em STP. Sou cidadão português.
    A comunidade STP e um povo muito acolhedor. Sente-se que gosta de ajudar para ser recompensado, naturalmente.
    Contudo, desde cedo senti inúmeras barreiras em expandir os negócios em STP. As empresas que representava eram/são lideres em Angola e em Portugal, conseguiram impor-se, conseguiram ir ao encontro das necessidades das populações, são úteis, geram emprego (muitos), o mercado onde operam aceita-as e por conseguinte são rentáveis e economicamente viáveis.
    Em STP tudo foi diferente, para pior por sinal. Perante tais dificuldades, impasses e indecisões decidimos não avançar. Lamentamos, mas felizmente só nos congratula-mos por não ter avançado e o investimento que iria ser canalizado para STP ter sido aplicado em outras economias mais abertas ao desenvolvimento.
    Meus caros e ilustres amigos… Não tenho nenhum e qualquer interesse económico em STP. Muito menos qualquer ambição politica.Contudo, deixo algumas recomendações se me é permitido:
    1) As economias que aspiram a ter sucesso têm que ser liberalizadas, a procura e a oferta têm que se ajustar automaticamente. O governo não deve colocar barreiras, somente deve vigiar. O mercado tem que actuar por si até chegar ao pleno emprego.
    2) Os entraves ao capital estrangeiro é um absurdo ultrapassado no tempo à muito. As micro empresas é que geram emprego e riqueza para uma nação. É impensável ter que investir 5.000.000.00 USD porque as entidades competentes decidiram que se tinha que investir 5 e não 1 nem 2 nem 3 nem 4. Os mercados não funcionam assim meus Senhores.
    3) Com as barreiras à entrada os preços tendem a subir abruptamente, gera-se inflação.
    4) A população irá comprar cada vez menos artigos com a mesma disponibilidade financeira.
    Por fim e em desabafo, informo que as empresas em questão operam no ramo hospitalar (medicamentos e equipamentos hospitalares) e na área da distribuição alimentar.

    Obrigado pelo tempo dispensado, esperando que estas ideias sirvam de reflexão para alguém e contribuam para o não isolamento de STP.

    De quem no passado fez imensas privações pessoais por STP, quis investir, quis criar emprego, quis gerar desenvolvimento e aumentar o bem estar da população e infelizmente não conseguiu por “forças ocultas”.
    Muito obrigado e muito Boa Sorte São Tomé e Príncipe.

    Raul Cabral

  26. img
    derley pietro Responder

    Sr raul cabral o senhor diz que ja esteve em stp algumas vezes e que o povo é acolhedor, e gosta de ajudar para ser recompensafo naturalmente como santomense não concordo em nada consigo.
    1 ponto não somos um povo acolhedor somos ym povo interesseiro e aproveitador do estrangeiro, pelos vistos conhece muito pouco São Tomé, penso pelo seu discurso que a sua vinda não passou de uma estadia num dos bins hosteis da cidade e reunioes com bom vinho estrangeiro acompanhado de umas belas mulatas
    Se não consegui fazer bons negocios no país foi porque pouca vontade havia, abrir uma empresa em stp é na hora, e trazer produtos para stp é do mais facil basta abrir os cordões ao bolso encher os bolsos da enaport e do ministro e diretor do sector em que quer investir. Acho que não preciso de lhe dizer como funciona Africa visto que pelas suas palavras esta em alguns paises africanos a diferença entre StP e outros paises africanos é que os santomenses querem enriquecer logo na primeira luva, o os angolanos vão enriquecendo leve leve.
    Não atire areia para os olhos,de quem conhece este país, onde desde a palaíe ate ao PR todos se vendem por algumas dobras

  27. img
    JACIRE Responder

    e os que estão abertos e dão emprego ao são tomense?

    e quem vai abrir tascas? o são tomense? que o que quer é ficar ao sol à espera que lhe caiam euros dos estrangeiros em cima? o são tomense que trabalhar não sabe, e não quer? o são tomense que nada faz e anda quer fazer? deixem-me rir… se o estrangeiro não vem abrir um negócio pequeno .. vem abrir um de 5 milhões? para quem?

  28. img
    JACIRE Responder

    vai acabar com as empresas que já cá investiram? para ficarmos com mais edificios em ruinas que para nada servem? para ficarmos com mais lixo?

Deixe um comentario

*