Cerca de 10 mil eleitores não se inscreveram no recenseamento eleitoral de raiz

Após 3 meses de recenseamento eleitoral de raiz, a Comissão Eleitoral Nacional, registou 91.167 mil eleitores em todo território são-tomense. Número inferior, ao registo eleitoral até 2016, em que 101.164 cidadãos estavam inscritos nos cadernos eleitorais.

Segundo Alberto Pereira, Presidente da Comissão Eleitoral Nacional, os dados recolhidos serão processados nos próximos dias. «Provisoriamente temos neste momento na nossa base de dados, 91.167 eleitores. Se compararmos com o número de eleitores em São Tomé e Príncipe, que estavam inscritos na antiga base de dados, que era de 101.164 eleitores, conseguimos recensear cerca de 90% dos eleitores», afirmou o Presidente da Comissão Eleitoral Nacional.

A fase seguinte é de processamento dos dados com vista a elaboração de novos cadernos eleitorais, que serão publicados de 10 a 24 de Junho próximo. Nesta altura os eleitores deverão confirmar os seus nomes nos cadernos.

Segundo a Comissão Eleitoral Nacional constrangimentos de vária ordem, impossibilitaram a realização do recenseamento dos eleitores na diáspora. «Tomando em conta o facto de a diáspora não poder participar no próximo pleito eleitoral, que são as eleições autárquicas e regional, queríamos tranquilizar os nossos irmãos na diáspora dizendo que não estão esquecidos», frisou Alberto Pereira, tendo assegurado que na primeira oportunidade a CEN realizará o recenseamento eleitoral de raiz na diáspora.

A confirmar os dados da CEN, pouco mais de 91 mil eleitores, deverão tomar parte nas eleições autárquicas e regionais previstas para este ano.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Guadalupe Responder

    “No registo anterior eram 101mil e novo 91mil” De facto substima-se que cerca de 10mil não se registaram.
    … Mas como sabe AP que a diferença em relação ao registo anterior é de 10 mil?
    Neste ano de 2017 ninguem completou 18 anos?
    Ou também não houve registo de eleitores activos pela 1ª vez neste registo?
    Acho que estes resultados são muito redondos.
    Os santomenses devem estar atentos com as manobras dessa CEN filhal da Empresa ADI, em benefício próprio e do seu patrono.
    Cá em Paris não é assim.

  2. img
    EX Responder

    Essa diminuição de número de eleitores se deve a falta de Credibilidade e Transparência dessa CEN.

  3. img
    explicar sem complicar Responder

    Este Alberto Pereira quando abre a boca perante as câmaras só serve para apenas criar a sua própria sepultura :
    E ainda bem que o Sr Alberto Pereira sabe que quem visitou a base de dados também foi um profissional Engenheiro da base de dados da CST.
    O sr deveria sim é PEDIR DEMISSÃO porque o sr já tem MUITAS NÓDOAS.
    Malandro.

  4. img
    explicar sem complicar Responder

    Os cerca 10 mil e tal que não foram fazer recenseamentos são MILITANTES REVOLTOSOS DO ADI.
    Estes que já não suportam Patrice Trovoada.

  5. img
    Trovoadatefossa Responder

    Os 10 mil nao registados fazem parte da reserva estratégica…Depois o patrão diz aonde coloca-los…

  6. img
    Mister P Mandado Responder

    Picante..ehhh

    Minha família diz tudo o que pedes eu assino só, eu assino só, dizem que eu pareço pau mandado é assinar só, é assinar só, que eu não penso duas vezes é assinar só assinar só.  Me dizem que eu já nem sei ler, é assinar só assinar só.

    Tudo que vem do Patrice é só para assinar. As coisas que eu faço, nunca fiz para os meus filhos. Dizem que isto é feitiço, que em baixo da cama tem panela. Não tenho muito para vos dizer. Mas uma coisa que vocês têm que saber, Trovoada tem força, tem força

  7. img
    Quidide Responder

    Muita selvajaria durante o resenciamento com empurrões e insultos sem policiamento para disciplinar os eleitores. Pessoas com limitações físicas não tiveram o devido tratamento… Enfim é o que temos no nosso maravilhoso arquipélago. Até parece que não havia de facto interesse em cativar novos eleitores.

  8. img
    Rato Responder

    É importante salientar que só chegou esse número(91mil) por causa das possíveis duplicidades. Se fizerem um pente fino, poderá diminuir ainda mais…

  9. img
    abelha Responder

    Olha é bom mesmo que a CNE seja breve porque queremos eleição o mais rapido se possível….

  10. img
    Manuel Rosário Responder

    Não obstante a algumas discrepâncias que possa existir acho que todos os cidadãos deveriam se inscrever. Somos de um pequeno país de homens e mulheres afáveis. O que acontecerá c aqueles q não se inscreveram? Perderão apenas o direito de votar?

    • img
      Ralph Responder

      É isso. É muito melhor inscrever-se, apesar de alguns problemas, para que a sua escolha possa ser contada nas eleições.

Deixe um comentario

*