Contas da cooperação portuguesa no ano do PEC com STP  

A parceria estratégica entre São Tomé e Príncipe e Portugal, está viva e de boa saúde. É assim que Teresa Ribeiro, Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação de Portugal, define um ano de execução de projectos de cooperação com o arquipélago, a luz do Programa Estratégico assinado entre os dois países em Setembro de 2016.

Segundo a secretária de Estado de Portugal, de Janeiro de 2016 à 31 de Maio de 2017, acções de vulto foram realizadas no sector da saúde. «Realizamos cerca de 300 mil consultas, 25 missões de especialidade, cerca de 600 intervenções cirúrgicas. Temos um conjunto de 30 pacientes são-tomenses em Portugal, que recebem tratamento de hemodiálise», declarou.

Dados recolhidos pelo Téla Nón indicam que cada doente que é submetido ao tratamento de hemodiálise, implica custos para o sistema de saúde português na ordem de 25 mil euros anuais.

Teresa Ribeiro, destacou o entrosamento no sector da defesa e segurança, que permitiu a realização de exercícios e missões de fiscalização e defesa do mar territorial do arquipélago.

Protecção do ambiente é outra prioridade da cooperação portuguesa. Cerca de 1 milhão de euros, financia projectos de água e saneamento do meio em São Tomé e Príncipe.

No sector da educação, registo para a formação de 470 professores, e cerca de 120 técnicos do ministério da educação. «Inaugurou-se a escola portuguesa, e temos cerca de 200 são-tomenses a estudar em Portugal», detalhou.

Segundo a secretária de Estado, Portugal financia também bolsas de estudo internas, ou seja, em centros de formação local, para estudantes são-tomenses.

Abel Veiga

 

 

Notícias relacionadas

  1. img
    luisó Responder

    Continuem a falar mal dos portugueses……

Deixe um comentario

*