Destaques

 MDFM exige esclarecimento público ao Governo

Os 30 milhões de dólares que o Governo são-tomense emprestou a empresa do chinês Sam Pa com sede em Hong Kong, é um dos assuntos para o qual o partido MDFM, exige esclarecimento público do Governo de Patrice Trovoada.

O crédito contraído em nome do Estado são-tomense no ano 2015, envolve cada cidadão nacional no seu pagamento, daí a necessidade segundo o MDFM do esclarecimento público.

Num comunicado, o partido sem representação parlamentar, diz que se reuniu no último sábado em comissão política, e exige também que o Governo dê explicação ao povo de São Tomé e Príncipe, sobre o negócio em torno do gás «cujas botijas foram largadas em Neves».

Exige por outro lado, que o governo de esclarecimento público, «ao real negócio e ao real ponto de situação dos navios catamarans, o ponto de situação relativo às ajudas de facto da China Popular bem como a situação das obras de estradas e outras de natureza pública, cujas pedras foram lançadas durante as campanhas presidenciais», refere o comunicado do MDFM.

Por outro lado, o MDFM diz que condena a jogada política do Governo e do partido ADI, no sentido de instalar de forma volátil, um Tribunal Constitucional Autónomo. «Condenar de forma veemente a forma como o Governo e os deputados da ADI, pretendem criar as pressas o Tribunal Constitucional cuja a entrada em funcionamento acarretaria custos ao Estado, numa altura em que ainda se tem por resolver os problemas que deram origem a greve dos funcionários do Ministério Público e dos Tribunais, bem assim como os compromissos assumidos junto da polícia nacional», frisa o comunicado.

MDFM, acusa o Governo de penalizar o empresariado nacional, «numa demonstração clara de ausência de uma política credível que possa fazer alavancar o país quer no plano económico como social, ao contrário do que fora propalado durante as campanhas de 2014».

Aumento do desemprego e da descrença e da pobreza, é uma realidade indesmentível no país, que leva o MDFM a exortar o governo de Patrice Trovoada e da ADI, «no sentido de travar todas aquelas medidas que directa ou indirectamente, estejam a contribuir para acentuar os índices da pobreza no país», lê-se no comunicado do MDFM.

Abel Veiga

 

    14 comentários

14 comentários

  1. FOCOTO

    12 de Junho de 2017 as 15:02

    Não há Ministério Público nesta terra!!!!! Credo!!!

  2. Raul Costa Cruz

    12 de Junho de 2017 as 16:01

    Pelas movimentações que se vêm fazendo sentir quer no terreno quer na sede do MDFM, já era previsivel que o Partido do Fradique decidiu sair do casulo e recomeçar a mostrar a sua face.
    Na verdade as coisas não vão bem, nem mesmo para os militantes da ADI, dai que os alertas feitos ou deichados pelo MDFM não deixam de ser um contributo.
    Esse posicionamento do MDFM ao meu ver deveria ser dos partidos com assento parlamentar que mais parecem moribundos e de vez em quando demostram alguma complacencia com a forma como o país vem sendo gerido com uma total falta de transparência.

    • Mister One

      12 de Junho de 2017 as 22:24

      Mano o povo ordenou nas urnas para que os partidos ficassem calados.

      Quando a maioria era relativa e tomavam medidas , diziam deixam homem trabalhar , agora que é absoluta, hã não porque esses gajos não fazem nada. Vão fazer o quê se estão de mãos e pés atados ? e digo mais até estão a fazer muito mais do que deviam .

      O povo esta a colher o que plantou nas urnas . agora só resta 2018 para voltar a respirar de esperança, que já anda moribunda .

    • Mister One

      12 de Junho de 2017 as 22:28

      O povo esta a colher o que plantou.

      A onde já se viu cair neste babete de Dubai .

      Sempre que lembro deste povo , também lembro de uma musica de um rapper angolano que diz :

      Povo burro , povo burro , povo burro .

      É a vida

  3. ADEUS A ULTIMO SUBREVIVENTE

    12 de Junho de 2017 as 16:12

    Meu caro Abel Viega. o Patrice Trovoada é um feiticeiro e feitiço dele é forte tem sacrificado muita gente. o homenzinho tem feito coisa anormal a olhos de muita gente, se reparares bem, todo mundo esta parvo e sereno aguardando resultado que não vai ser animador, e não é o mesmo que acontecia quando o ADI estava na oposição. não sei qual o papel que oposição esta fazendo.

  4. Armenio santos

    12 de Junho de 2017 as 16:57

    O MDFM na verdade andou a vegetar durante muito tempo, mas quem sabe se não foi uma estrategia?
    Pode na verdade ter sido uma estrategia do dono do partido para depois agora ressurgir das cinzas e posicionar-se como alternativa, já que naquele celeiro politico santomense os partidos políticos da oposição nem tocam nem mujem. Recentemente estava eu a felicitar a radio jubilar pelo seu trabalho de debate aos sabados com boas analises e boas contribuições e vem agora o MDFM fazer alertas e exigencias ao governo e ao partido que o sustenta. Muito bem, sinal de que uns e outros estão a contribuir e despertar enquanto os chamados grandes partidos na verdade continuam com crise de liderança e de afirmação.

  5. Homem Grande

    12 de Junho de 2017 as 18:31

    Uma oposição desorientada,sem criatividade n tem forças para combater o Estrategista actual que tem ditado os destinos do povo Sãotomense,talvez porque o conto ainda n está suficientemente apertado.
    Este actual Governo está a meter a mão no bolso dos Santo Mendes de uma forma agressiva e supostamente legal.
    Sim é justo que todos os santo Mendes que exercem uma actividade comercial paguem impostos!Será que de acordo a realidade actual essas actividades geram uma receita que possibilita o suposto comerciante alimentar a sua família condignamente?
    Vemos outros países com políticas que estimulam os emigrantes a investirem no seu País,sempre vimos S.Tomé com uma política contrária e agora com este Governo pior está com a subida dos impostos alfandegários.
    Porquê que as empresas promissores como por exemplo a Satocao e HBD que davam emprego a muitas famílias Sãotomenses despediram um número considerável de trabalhadores? Mais uma vez a resposta está por detrás dos impostos que ganharam volumes insustentáveis para essas mesmas empresas.Ora isso n é meter a mão no Bolso dos Sãotomenses para tirar esse pouco do dia a dia?
    O valor que foi supostamente Furtado pelo segurança do Actual Primeiro Ministro está declarado nas Finanças,qual é a proveniência do mesmo?
    Bem concluindo todos os sucessivos governos que foram passando pelo nosso Glorioso S.Tomé e Príncipe pisotiaram o povo desta ou aquela forma,mas este actual governo vai fazer em menos tempo o que os outros levaram 15,20,30 anos a fazer..

  6. Martelo da Justiça

    12 de Junho de 2017 as 18:36

    Ainda existe este Partido Político???Onde é que para Fradique de Menezes??? Garanto-vos que a ADI vai ter o mesmo destino dentro de 2 anos.

  7. Ferro Forro de Ototo

    13 de Junho de 2017 as 9:05

    Longe da terra estou, a vigiar a terra estou, a ter noticias da terra sempre.
    Caros compatriotas, porque não ver na verdade para o MDFM e o PCD que já deram provas de conseguir manter a estabilidade financeira, economia e social de STP e voltar a se apostar neles?
    Pelos relatos que se tem no exterior é que STP nunca esteve tão mal. Todos empobreceram, todos reclamam, os paridos com assento parlamentar ficaram boboioco, o proprio governo esta com graves problemas financeiros e não tem conseguido governar senão cobrar impostos e vender sonhos, enfim, o meu pais nunca esteve pior. Vão as minhas felcitações para o MDFM que eu pensava que já estava morto, mas que felizmente nos trouxe agora algum alento, pois que assumiu uma posição e estar agir como força politica defensora dos interesses publicos e do povo. Tenho dito.
    Força malta, brevemente estarei na grota.

  8. Z.b

    13 de Junho de 2017 as 9:33

    Esse primeiro ministro ainda vai vender sao tomè com nós todos la dentro…

  9. Jorge Alberto

    13 de Junho de 2017 as 12:01

    “Quando o chefe perde a vergonha, os empregados perdem o respeito”
    Na Câmara de Cantagalo, ganha pelo partido ADI os desmandos se acentuam.
    Depois de terem vendido terrenos que nem sequer lhes pertencem como foi o caso na Praia das Sete Ondas, recentemente foi a venda da casa dos pecadores de Santana pelo presidente da edilidade e os seus cúmplices, nomeadamente o Ademir Costa, vulgo “Mulato”, Isidoro Félix, vulgo “Dôdô”.
    Ontem, os pescadores, revoltados com a situação, apresentaram queixa ao Comando Distrital esperançados que se venha a fazer justiça.

  10. Homem Grande

    13 de Junho de 2017 as 15:11

    Pela minha Ignorância o actual partido no Poder pretende governar no mínimo 3 anos.
    Tempo mínimo Suficiente para todos e mais alguns prepararem a sua reforma.
    As condições estão minimamente criadas:
    # Maioria Absoluta.
    # Criação de Tribunal Constitucional.
    # Foi detectada falhas graves no registo eleitoral,noutros países vemos partidos de oposição solicitando auditoria externa para se saber ao certo o miolho dessas falhas,mas não é o caso da Oposição Sãotomense.
    # Vemos entradas de tropas Ruandesas para dar formação as nossas forças armadas que n estavam disponível para tal formação.Facto para dizer que estamos a ser intimidados timidamente,ou seja tudo foi e está pensando até ao mais ínfimo detalhe.

  11. Arlecio Prazeres

    14 de Junho de 2017 as 9:06

    Muito bem…..
    Finalmente uma força politica acordou do profundo sonho.
    Seria bom que as outras forças politicas também acordassem desse tão longo sonho que já é um pesadelo. Seria bom que o povo santomense em geral também despertasse.
    Viva a democracia que nos permite expressar através deste jornal. Viva o tela-nom e parabens ao Abel Veiga.
    Fico no entanto triste com todos os outros ditos jornalistas santomenses que o ADI escolheu para ser seus marionetes como oscar medeiros, mateus fereira pó-torto, maximino tomba tonga, mario rodrigues, ambrosio quaresma, e todos outros que deveriam ter vergonha na cara. Também fico triste por outros bons profissionais do jornalismo santomense que ADI preferiu meter na gaveta e marginaliza-los, mas tenham força porque cada dia é um dia e o ADI já esta em queda livre, cavando o seu proprio burado.
    Viva democracia. Parabens MDFM, parebens Abel Veiga.

  12. Reflexão

    16 de Junho de 2017 as 13:41

    Não obstante ter-se feita algumas melhorias no q concerne ao sistema de iluminação, abastecimento de água potável em muitas localidades, vias d comunicação, é sempre bom que o governo esclareça o destino das verbas concedidas para q o povo conheça de facto como foram investidas e em que sectores. Assim estar-se-á a respeitar a Democracia e aos filhos desta terra como prova de uma boa governação.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo