Evaristo convocou José Diogo, Patrice e Silva Cravid para concertação

O Presidente da República Evaristo Carvalho reuniu-se esta manhã com todos os titulares dos órgãos de soberania do país. O Chefe de Estado chamou os presidentes da Assembleia Nacional, José Diogo e do Supremo Tribunal de Justiça Manuel Silva Cravid, assim como o Primeiro-ministro Patrice Trovoada para um pequeno-almoço na sua residência oficial no Morro da Trindade.

Antes da conversa descontraída sobre a situação actual do país, Evaristo Carvalho conduziu os seus convidados numa visita guiada a residência oficial do Chefe de Estado.

A partir do Morro da Trindade tem-se uma vista panorâmica de toda a região oriental da ilha de São Tomé. Os titulares dos órgãos de soberania, maravilharam-se com a vista numa exercício de descontracção, antes da conversa entre os 4, convocada pelo mais alto magistrado da nação, Evaristo Carvalho.

Consensos e sincronia entre os órgãos de soberania no sentido de impulsionar o desenvolvimento nacional. deverá ser o objectivo, que o Presidente da República persegue, reunindo-se na mesma mesa com os outros três pilares do poder são-tomense.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Original Responder

    Um Presidente com mão no queixo a pensar qual tem sido o seu papel desde que foi eleito

    Um 1º Ministro ao telemóvel e a pensar na próxima viagem

    Um Presidente de Assembleia a ver para chão como se não estivesse presente.

    É o que nos brinda com este foto.

    • img
      Fernando Responder

      Senhor Original, eu fartei-me de rir com o seu escrito. Há pessoas que têm jeito de fazer os outros rirem e o senhor tem este jeito. heheheheheheheheheh

    • img
      WXYZ Responder

      Seja imparcial! Porquee que o Silva Cravid nao foi comtemplado?

      • img
        Original Responder

        Esqueci de dizer que o Silva Cravide como era o mais indesejável do grupo olhou para lado como quem tivesse dito: não estou no vosso bobo.

  2. img
    ADEUS A ULTIMO SUBREVIVENTE Responder

    Depois de Bomba de Júlio Neto + o Explosivo do Adelino Cardoso no Jornal Telanon a grande Entrevista dos advogados na radio jubilar dentro outros Assunto como Agressão verbal do Ministro Daio, agressão dos Policias contra as Zungueira (Palaie) essas que ja vestiram a desgraça e estão na beira da falência ao olhos de quem quer ver. O Presidente da Republica senti-se um pouco desconfortado (Pau Mandado) e pedi o comandante para reparar que o barco deve ser que não esta no Rumo Certo.fuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

  3. img
    CNN Responder

    Esse exercício foi e é uma artimanha promovida pelo Patrice Trovoada, Evaristo de Carvalho nunca atreveria a chamar chefe Patrice para uma conversa na presença do Do Silva Cravid.

    Silva Cravid, cuidado com aquilo que comes e aonde comes.

    Este “kalulu” tem ‘ango” mal pisado.
    Espero estar muito enganado, normalmente não engano nessas coisa.
    Deus saberá o resto!

  4. img
    EX Responder

    A iniciativa é boa, mas seria de algum valor ou de acrescimo se as ideias do Presidente da Republica fosse indipendente, sem viciação.

    Esse encontro até parece que querem convencer o Presidente de STJ, a se alinhar a eles com Promessas.

    Já que esta na moda em STP, gravar conversas, o Silva deveria gravar as conversas.

  5. img
    explicar sem complicar Responder

    SR Presidente,
    Tira mão de queixada.
    Dá impressão que os 3 estão vendo o tamanho da cova!?
    Patrice Trovoada acha que deve diminuir o tamanho, por isto está a fazer os cálculos com a calculadora do telemóvel.
    Sabem porquê ? porque ele estará em Libreville-Gabão nesta altura.

  6. img
    explicar sem complicar Responder

    SIlva CRAVID,
    Atenção. não se distraia.
    VEja sempre pra frente, SENÃO!

  7. img
    Quilixe Furtado Responder

    Querem mais é amarrar o Juiz na vossa teia maléfica.
    Deus é Todo Poderoso.

  8. img
    Martelo da Justiça Responder

    Finalmente uma boa iniciativa do PR Evaristo de Carvalho. Não se conhece o assunto tratado pelos titulares dos 4 Órgãos de soberania. Tudo leva a querer que se tenha discutido a criação do Tribunal Constitucional e que o Presidente tenha apelado ao bom senso e sugerido a não criação deste Tribunal nesta fase e em moldes em que o mesmo esta sendo feito. Estou a espera para conhecer mais detalhes sobre o encontro.

    • img
      Martelo da Justiça Responder

      Meus Senhores, suspendam já essa brincadeira da criação do Tribunal Constitucional. Se não for essa a intenção, esse encontro não tem valor nenhum. Seria apenas uma manobra de diversão.

  9. img
    seabra Responder

    Cadê o meu comentário sobre este artigo? As respostas são selecionadas,mesmo quando não são”insultantes”.

  10. img
    ROSTOV Responder

    A sociedade civil esta acordando e os dirigentes começam a ter insónia.

  11. img
    sotavento Responder

    A foto do artigo é demais….que figura…

  12. img
    ANCA Responder

    É necessário sentido de Estado, sentido de organização Coordenação Planeamento, o País(Território,População, Administração), vive como sempre viveu, sobretudo nesta conjuntura interna e internacional situação econômica financeira, difícil, incerta e difícil, quanto a atração de investimento externo, o que significa que temos que olhar para coordenação organização e trabalho gestão de recursos internos, através de reformulação de alguns objetivos, sociais, culturais, desportivos, ambientais, energéticos, de gestão da água, políticos, econômicos e financeiros.

    Necessário nalguns setores, a liderança e pensamentos antecipado inovador para o desenvolvimento e organização social, cultural, desportiva, ambiental, energética, da gestão da água, político, econômico e financeiro, que se pretende sustentável.

    Se se quer atrair investimento externo, temos hoje e agora de implementar ações conjugadas com potencialidades, que o Território, População, Administração dispõem ou que possam vir a dispor, mediante alteração do estado em que se encontra determinado setor da vida administração do País.

    Chega de protagonistas, politiqueiros e politiquices, altura é de olhar para o Território, População, Administração, com sentido de responsabilidade, sentido de Estado, Ordem, Rigor, Coordenação, Organização, União, Coragem, Força de Espírito e de Pensamento, sem ver a cor política, existe um Território, População, Administração, para organizar melhorar e fazer progredir, há que antecipar o pensamento a organização de Como? Onde? Hoje e Agora, com muita dedicação, muita força de vontade, muito muito trabalho árduo, pela frente, nem todo se resolve com dinheiro, mas com inteligência de pensamento, sentido critico, do modo e estado das coisas, dos modos de ser estar, com liderança, saber e saber fazer, rigor organização, planeamento antecipado, trabalho, muito trabalho, há um mandato do povo para alterar algumas situações que se podem modificar, através da liderança e mobilização da dinâmicas setoriais .

    Primeiro Ministro, tenho que lhe tecer algumas considerações, há problemas estruturais sérios de liderança, orgânica organização, coordenação, nas varias instituições(pois que temos instituições débeis e fracas) do País(Território, População, Administração), para os quais, a resolução, jamais se restringe ao monetário e financeiro, estamos a falar de Homens, para qual há que capacita-los, estamos a falar de Tecnologias Informação e Comunicação, que apesar da conjuntura devem ser massificadas, para isso necessário pois resolver questão energéticas.

    O senhor viaja para vários países, viu e conhece como funciona várias instituições internacionais, será que custa tanto ter sentido critico fazer implementar modificações em termos de funcionamento no nosso(Território/População/Administração) nas nossas instituições, se há dificuldades peça colaboração da ONU, de Portugal, de outros Países mais avançados, em coordenação sintonia acompanhamento dos Técnicos Superiores nacionais, discuta, debata colhe sensibilidades e contributos sociais e partidários, para resolução dos problemas, pois que ninguém é dono da verdade, a razão o pensamento absoluto jamais existe, tivemos esta experiência no passado, é bom frisar.

    O Sr. Primeiro Ministro peca quando sorri, demasiado perante audiências e visitas.

    Aqui fica um ditado Popular muito Antigo.

    Quem muito ri, pouco acerta. Pois que ri e brinca demasiado, para os que estão observar, percebem a distancia que tipo de pessoa se trata.

    Pode ser-se simpático, sem se estar sempre a rir.

    Ria menos e faça mais com sentido de responsabilidade sentido de Organização sentido de Estado, sentido de trabalho.

    Faça com que sua ação e comportamento seja condizente com Homem de Estado que é, Estado este que a todos pertencemos.

    A mão que está por baixo é nossa, País é pobre, andamos a pedir, há que organizarmos melhor, mediante saber e saber fazer, há que fazer para que se produza e trabalhe mais e melhor no País(Território/População/Administração) São Tomé e Príncipe, para qual a organização instrução/educação/formação, sentido critico positivo fundamentais para empreendedorismo progresso sustentável.

    E aqueles que tentem tirar partido político do que aqui escrevo, tenham em atenção estamos no mesmo barco, de nada adianta ter partidos políticos instituições se jamais têm pensamentos de organização interna e do Território/População/Administração, porque de resto é somente Clientelismo, vaidades políticas internas.

    Se se queres ver o teu País(Território/População/Administração) bem

    Acredita em ti

    Tu és capaz

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

    • img
      ANCA Responder

      Ainda no quadro do que escrevi acima.

      Há que reconhecer, o governo tem levado algumas ações, sobretudo o plano de formação/educação/sensibilização, que é fundamental para a capacitação da População, bem como reforço das instituições, mais o caminho é longo, nem tudo vai bem.

      Relativa a critica construtiva que fiz quanto a sorrir, nas audiências, como forma de simpatia do Sr. Primeiro Ministro, tenho de lhe transmitir a seguinte mensagem.

      Olhe para sua própria imagem, veja se puder com olhos de outros, o Sr. Primeiro Ministro, juntamente com seus ministros, membros do governo dirigem um País(Território/População/Administração), pobre, onde a população vive na miséria, fome e pobreza extrema, País que depende a 90% ou a 100% de ajuda externa, o Sr. Primeiro Ministro, mostra uma imagem de estar bem alimentado e constituído, sinônimo de muito jantares e convívios, como é habitual na política, bom vinho boa comida, viagens, etc,…normal em política, agora preste atenção, a sua própria imagem quando da sua audiência na viagens ou no seu gabinete, sempre a sorrir, …que imagem estará a transmitir para fora para um País,(Território/População/Administração), que vive na miséria, pobreza fome, há crianças a passar fome no País, continua haver quem não consegue fazer uma a duas refeições por dia, é verdade que herdou, uma situação estrutural, complexa para gerir e dar respostas, e acredito que jamais conseguira dar respostas a todas elas, mas mas nunca se vanglorie do que está sendo feito, seja responsável e humilde, postura e sentido de Estado, a sua Imagem percorre o mundo e é interpretada de diversas maneira, e lembre-se que os outros conhecem bem a nossa estatísticas e dificuldades, econômica e financeira, lembre-se da postura do Nelson Mandela, dos Moçambicanos dos Moçambicanos, Samora Marshel, Joaquim Chissano, do Angolano Agostinho Neto, Obama, etc,… revê as posturas, sentido de Estado e de Liderança, pensa na sua imagem olhe para aquela criança, que vai a escola e nada come, naquele local onde o Sr. Hoje Primeiro Ministro já fez campanha,…então está a rir-se de quê? Do poder que lhe foi concedido pelo povo? Pois que o poder está no povo, no território, na boa administração, nas instituições fortes, e poder é para o povo que deve ser dirigido.

      Quem muito ri, pouco acerta.

      Vaidade política, vangloria para quê, quando o povo está na miséria, tem fome e encontra-se na pobreza extrema?

      Ria menos e faça mais com sentido de responsabilidade sentido de Organização sentido de Estado, sentido de trabalho.

      Faça com que sua ação e comportamento seja condizente com Homem de Estado que é, Estado este que a todos pertencemos.

      A mão que está por baixo é nossa, País é pobre, andamos a pedir, há que organizarmos melhor, mediante saber e saber fazer, há que fazer para que se produza e trabalhe mais e melhor no País(Território/População/Administração) São Tomé e Príncipe, para qual a organização instrução/educação/formação, sentido critico positivo fundamentais para empreendedorismo progresso sustentável.

      E aqueles que tentem tirar partido político do que aqui escrevo, tenham em atenção estamos no mesmo barco, de nada adianta ter partidos políticos instituições se jamais têm pensamentos de organização interna e do Território/População/Administração, porque de resto é somente Clientelismo, vaidades políticas internas.

      Esta lição deve servir para todos quanto tenham responsabilidade institucional nacional.

      Saibamos ser estar, saibamos saber e saber fazer, para o bem do nosso País(Território/População/Administração), hoje agora.

      Se se queres ver o teu País(Território/População/Administração) bem

      Acredita em ti irmão SãoTomense

      Tu és capaz, podemos fazer mais e melhor

      Pratiquemos o bem

      Pois o bem

      Fica-nos bem

      Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  13. img
    Vexado Responder

    A intenção é subornar o Silva cravid.
    Estão a cercar o Silva cravid para o ageitar na coisa e suborna-lo.
    A conversa foi qual é o teu valor, nada mais.

    Acho que o Silva cravid não tinha que ser chamado a este encontro, porque tribunal não governa. Evaristo deve chamar Patrice para saber o estado do país e não criar encontros.

    Estavam presentes duas pessoas que pensam com a sua própria cabeça Silva cravid e Patrice trovoada. A conversa foi entre estás duas personagens.

    Os outros foram figurinos nesta novela.

  14. img
    Homem Grande Responder

    Água mole em Pedra dura tanto bate até que fora.. O Presidente do Tribunal n tem nada que entrarar em “concertação” com Ninguém… O Entrar em concertação significa comer Goiabas do Mouro da Trindade e depois pensar e agir como eles. Basta ver a foto que fala por si.
    Por isso se n foi dessa vez, preste atenção e não fique “destraído”porque vão continuar a tentar até que comece a dançar a musica Orquestrada pelo “Messias”!…

  15. img
    Martelo da Justiça Responder

    Acabei a pouco de ver e ouvir no Repórter África da RTP Africa uma notícia sobre a primeira pedra para a construção de uma Cidade Universitária em Cabo Verde, financiada pala Republica Popular da China. Para alem desse projeto está também previsto para breve o financiamento pela China Popular de uma Zona do Comercio em Cabo Verde.
    Permita-me esse desabafo aqui, que não tem nada a ver com o tema em discussão para enfatizar o seguinte: Se tivermos em conta o numero de projeto já financiado por esse Pais em Cabo Verde, pergunto porque que São Tomé e Príncipe há 20 anos cortou as relações com a China Popular para reconhecer o Taiwan? Não teríamos mais vantagem se permanecêssemos com a China Popular? Provavelmente essa conclusão levou o atual Governo a reatar agora as relações com a China Popular.
    Curiosamente, o atual Primeiro Ministro Patrice Trovoada foi um dos protagonistas desse rompimento de relações com a China Popular, pois na altura era Assessor do seu pai Miguel Trovoada. É o mesmo agora que expulsou os Taiwaneses. Realmente com esse comportamento ninguém confia em nós e a China Popular tem todos motivos para estar desconfiado. Somos mesmo muito ingratos! Lembro-me que quando reconhecemos o Taiwan limpamos todas as marcar da China Popular. Da mesma forma o Governo esta agora a fazer com Taiwan. A propósito disto constatei através da foto exibida no Facebook na feira de saúde em Cantagalo que uma das tendas, provavelmente fornecida pelo Taiwan. tinha a bandeira daquele Pais. Teria sido um desafio as autoridades São-Tomenses? No meu entender fizeram muito bem.
    É preciso lembrar que a China Popular apoiou São Tomé e Príncipe na sua luta de libertação desde a primeira hora. Por isso é que a nossa atitude revelou-se numa ingratidão lamentável. Segundo o meu ponto de vista o reconhecimento de Taiwan trouxe benefícios para a classe politica no poder, mais do que para o Pais. Alias, provavelmente teria sido essa a intenção. Não me venham dizer que o contexto naquela altura era mais favorável esse reconhecimento. Porque é que era para São Tomé e Príncipe e não era para Cabo Verde, por exemplo? A diferença é que Cabo Verde sempre teve dirigentes sérios e que sempre quiseram o melhor para o seu Pais.
    Quero concluir dizendo que Cabo Verde está a dar aos dirigentes São-Tomenses uma grande lição de como se desenvolve o Pais independentemente da opção politica dos diferentes Partidos políticos. O resultado está a vista; Cabo-Verde hoje é um Pais que está a desenvolver-se duma forma que dá gosto. Parabéns Cabo-Verde!! Peço aos Governantes São-Tomenses que aprendam com os Cabo-verdianos.

  16. img
    Felisberto Bandeira Responder

    Mas um encontro entre Patrice Trovoada e os seus dois servos , Evaristo de Carvalho e José Diogo, para um acerto de contas,meus conterrâneos , reparem bem nas camisas que o presidente da republica e presidente da assembleia estao vestidos ,e tirem as vossas conclusões .porque que eles sao tao obediente ao Patrice Trovoada e inútil ao Pais prestam um péssimo serviço a Nação

    • img
      Martelo da Justiça Responder

      O Serviço de protocolo não funcionou. Devia diligenciar quanto a indumentária a ser apresentada nessa atividade. Não damos a importância e esses pormenores lamentavelmente. O Presidente da Republica e o Presidente da Assembleia de camisa estampada e os outros de fato. Que tristeza!

  17. img
    Homem Grande Responder

    Ainda continua -se a espera de um a tomada de decisão do messias em relação ao comportamento do Falso Padre.. No mínimo manda-lo para o Balneário mais cedo.
    Porque tirar um homem do mato e colocar Batina é fácil, agora tirar o mato de um homem que ainda por cima usa Batina é difícil.

Deixe um comentario

*