Destaques

PCD insta MP a investigar crime ambiental face a impotência do Governo

O partido PCD que convocou uma conferência de imprensa para segundo o partido denunciar a Ditadura instalada no país e a consecutiva violação da constituição política, comentou também o enigma que o Governo anunciou em relação ao surgimento de gasóleo no subsolo e no riacho do bairro Saton.

«Denunciar a atitude irresponsável e negligente do Governo em relação ao caso de danos ambientais que se tem vivido na zona de Santo Amaro e Saton», afirmou Danilson Cotu, líder da bancada parlamentar do PCD.

A explicação dada pelo governo indicando que o garimpo de gasóleo no local, é um enigma não satisfaz ao partido da oposição. «É inadmissível, inconsequente e até mesmo imoral ouvir do Governo que desconhece a origem do gasóleo que transformou aquelas localidades numa autêntica área de garimpo onde se retira cerca de 200 litros de gasóleo por dia», reforça o PCD.

A terceira força política são-tomense, pede intervenção do Ministério Público, para esclarecer as origens do que considera ser um crime ambiental. «Tratando-se no nosso entender de um crime ambiental grave e face a impotência deste executivo, instamos o Ministério Público a investigar esse crime e promover acções que visam penalizar os culpados por essa acção totalmente perniciosa ao nosso meio ambiente», concluiu o PCD.

Abel Veiga

 

 

 

    2 comentários

2 comentários

  1. Estefânia Pires daCosta Tingue

    27 de Outubro de 2017 as 15:55

    desde que nasci até a data não conheço nenhuma política de empregabilidade em São Tomé e Príncipe para jovens de baixa renda que pode proporcionar a diminuição da pobreza extrema.A pobreza extrema é um dos factores ou ingredientes para destruição de qualquer ambiente natural. não é agradável para ninguém viver sem as três refeições em condições ou levantar sem saber o que comer nem tão pouco dormir sem comer. Tudo o que dá dinheiro para a sobrevivência do pobre é bem vindo. o desemprego é a fonte de tudo o que é ruim.

  2. Toussaint L'Ouverture

    27 de Outubro de 2017 as 20:49

    Um dia, conheceremos as consequências do gasóleo refinado que ”nasce do nosso chão.” Não sei se tardará muito. Espero, sinceramente, que o preço não seja alto demais. Mas já sei que não nos sairá barato. Infelizmente, o MP tem muito pouca serventia, no nosso país.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo