Eleições presidenciais

ADI defende revisão da lei eleitoral

Alguns casos que marcaram as últimas eleições presidenciais, despertaram o partido no poder, para a necessidade de se rever a lei eleitoral. Idalécio Quaresma, líder da bancada parlamentar da ADI, propôs a Assembleia Nacional a revisão da lei eleitoral.

Na sua intervenção o líder da bancada parlamentar da ADI, pediu reflexão da casa parlamentar em relação a alguns casos que marcaram as eleições presidenciais. «Neste acto eleitoral como nas anteriores constatamos algumas questões que do nosso ponto de vista, merecem uma reflexão profunda. Desde logo a própria lei eleitoral, que deve ser revista e adequada a realidade do país», afirmou Idalécio Quaresma.

A bancada parlamentar da ADI, saudou a eleição de Pinto da Costa ao cargo de Presidente da República, e avisou que agora é «hora de partimos ao trabalho, com afinco e dedicação em prol do desenvolvimento de São Tomé e Príncipe, tendo em conta a difícil situação económica e financeira que o mundo atravessa», realçou o líder da bancada parlamentar.

Após a expressão popular nas urnas, a ADI considera que estão criadas as condições para projectar o país no caminho do desenvolvimento. «Neste momento todos os órgãos de poder da república foram renovados. O que nos resta, é somente trabalho, muito trabalho. É com trabalho dedicação e disciplina que conseguiremos levar de vencida a batalha pelo desenvolvimento de STP».

Idalécio Quaresma, recordou que a Estabilidade é o principal alicerce para a conquista do desenvolvimento. «O nosso lema de campanha foi a estabilidade. Escolhemos a estabilidade porque achamos que a falta da estabilidade, tem condicionado de forma negativa o nosso processo de desenvolvimento. O maior desafio que temos pela frente, senhores deputados é combater a instabilidade. E foi com agrado que assistimos que todas as candidaturas presentes no pleito eleitoral tinham como slogan a palavra estabilidade», pontuou.

Abel Veiga

    19 comentários

19 comentários

  1. povo

    17 de Agosto de 2011 as 11:20

    nao podemos esquecer da luta contra corupicao

    • Reforma da Imunidade Parlamentar isso sim

      19 de Agosto de 2011 as 6:46

      Em vez de estarem com muito bla-bla-bla, deviam ser mais directo. Reforma da lei elitoral e constitucional ao fim ao cabo só vem a beneficiar os partidos políticos a terem mais deputados em cada distrito e mais poderes compartilhados entre os mesmos. Em concreto não beneficia em nada o povo. O povo quer é reforma das leis concernente a imunidade parlamentar. Isso sim. Reforma das leis sobre os deveres e responsabilidades dos deputados para com o povo. Quem roubar o povo (corrupcao) deve ser ouvido e punido e mais nada. Sem rodeio algum, muito prático.

  2. O Visionario

    17 de Agosto de 2011 as 11:55

    Huuum!!!

  3. fakire

    17 de Agosto de 2011 as 11:59

    Acho que na revisão enquadrarão também o Banho a boca de urna como estratégia do ADI. So assim nas próximas eleições o ADI talvez terá alguma chance.

    • Observador

      17 de Agosto de 2011 as 23:16

      É curioso que o ADI não fale do banho que o seu candidato promoveu desenvorgonhadamente na primeira e na segunda volta das presidenciais. Será que querem rever a lei para acabar com o fenómeno? É que não se consegue perceber o que o partido do governo quer alterar na lei eleitoral e com que propósito.

  4. Biboss

    17 de Agosto de 2011 as 12:08

    Concordo plenamente com a posição defendida pelo partido ADI,precisamos de re-pensar ,sobre o sistema eleitoral e o Sistema de Governo.O actual sistema de governação não se enquadra com as realidade do nosso País,por isso é que estamos sempre num ciclo vicioso de instabilidade política no País.
    Este é o primeiro passo,se quisermos contribuir directamente para o desenvolvimento prospero de STP.
    obs:(A estabilidade política é a fonte que atrai investimento directo externo para qualquer País).Tenho dito.

    • Conóbia cumé izê

      18 de Agosto de 2011 as 10:59

      É necessário que os deputados do Banho da Assembleia Nacional de STP adopte o País de reformas profundas a saber:- Reformas eleitoral do banho ? O ADI consegue eleger deputados em STP sem banho ?… O ADI ficou com os carros da DROGA apreendidos há tempos pela PIC,significa que o ADI é da droga ? o ADI ainda não deu explicações ao País dessa situação !?… Será que o ADI é o resposável pela introdução da droga em STP ? Estes fundos que o ADI exibe na compra de conciência para obter votos é da droga ? Que Reformas ADI pretende fazer da lei eleitoral ? É para afastar os partidos sem assento parlamentar e confiscar os direitos das minorias ? O sistema eleitoral santomense não assenta só nos partidos políticos, mas também na sociedade civil, podendo cidadãos idónio com 100 assinaturas e na base um programa eleitoral concorrer as eleições caso eleito governar o País. O ADI pretende acabar com todos esses direitos? conforme fez com os partidos sem assento parlamentar.O ADI é mesmo democratico ? ou Domonocratico ?… STP tem um sistema dos mais avançados do mundo! O Sistema que não esgota somente nos partidos ,mas também na sociedade civil.Os Partidos do banho compram votos teem legitimidade de afasterem os outros de exercerem os seus direitos congrassagrados na constituição? Um regime democratico que não respeite direito das minorias em se representarem como o caso da COMISSÃO NACIONAL ELEITORAL? O ADI é um partido da malandragem! O ADI sem banho consegue elegar deputados? OS Agentes internos e externos que financiam ás eleições em STP, Os corruptos deste País conseguem ser eleito pela expressão popular genuína? sem banho ? O POVO de STP, já lhes deu a nota negativa a muito tempo;razão pela qual só votam com banho.É preciso fazer ressurgir uma nova liderança e patriotica que dê garantias ao nosso Povo.A Revisão Contitucional sobre o sistema de governação, deve ser simi-Presidencialista de pendor presidencial tendo em conta que as áreas da defesa,politica externae, e o Presidente sendo responsável pelo regular funcionamento das instituições e o mais alto magistrado da nação, não pode ser uma letra morta na magistetura do Estado e do País. Que se adopte um disposivo que o presidente da república só dimite o governo e dissolva a assembleia em caso de grande crise política e institucional ouvindo o Conselho do Estado e parecer do tribunal constitucional. Esta é a minha visão.Fui

    • Conóbia cumé izê

      18 de Agosto de 2011 as 11:43

      É necessário que os deputados da Assembleia Nacional de STP adopte o País de reformas profundas reformas eleitorais:
      O ADI conseguirá fazer reformas da lei eleitoral ? O ADI consegue eleger deputados em STP sem banho ?…

      A caso do banho, onde O ADI vê tanto dinheiro que exibe nas eleições na compra de consciência aos eleitores? será que o ADI que teria ficado com os carros da DROGA apreendidos em tempos pela PIC,significa que o ADI é da droga ? o ADI ainda não deu explicações ao País dessa situação !?… Será que o ADI é o resposável pela introdução da droga em STP ? Estes fundos que o ADI exibidos de que origem ? branqueamento de capitais ? Lavagem de dinheiro ? Dinheiro mágico ? O ADI ao faezer reformas da lei eleitoral para continuar a comprar conciência dos eleitores, devemos adotar uma posição !!!…Não se pode continuar a obter votos com fundos da máfia ou provalvelmente da droga ? Que Reformas ADI pretende fazer ? É para afastar os mais fracos ? Confiscar os direitos das minorias ? O sistema eleitoral santomense é dos mais avançados do mundo. não assenta só nos partidos políticos, mas também na sociedade civil, podendo um grupo cidadãos idónio com 100 assinaturas na base um programa concorrer as eleições, caso eleito governar o País. O ADI pretende também acabar com esse dispositivo de direito constitucionalmente a todos esses direitos? conforme fez com os partidos sem assento parlamentar? O ADI é mesmo democratico ? ou Domonocratico !… O Sistema democratico em STP não esgota somente nos partidos ,mas também na sociedade civil.Os Partidos do banho que compram votos teem legitimidade de legislar? Aguém com carta de codução comprada, diploma e outros, estão habilitados aos da Lei exercer ou conceber algo ? STP, que tristeza !Afastam os outros de exercerem os seus direitos congrassagrados na constituição num regime democratico só porque não oportunidades para todos.E não respeitam direito das minorias.Prova disso, é exclusão da COMISSÃO NACIONAL ELEITORAL pelo o ADI dos partidos sem assento parlamentar. A malandragem! do ADI sufucante.O ADI não consegue elegar deputados em STP sem banho !!!…OS Agentes internos e externos financiam ás eleições dos corruptos deste País serem eleitos sem expressão popular genuína? sem banho ? O POVO de STP, já lhes tinha dado nota negativa a muito tempo;razão pela qual só votam com pagamento de ajguma coisa. ” O banho “. É preciso fazer ressurgir uma nova liderança e patriotica que dê garantias ao nosso Povo.A Revisão Contitucional sobre o sistema de governação, deve ser simi-Presidencialista de pendor presidencial tendo em conta que as áreas da defesa,politica externae, e o Presidente sendo responsável pelo regular funcionamento das instituições e o mais alto magistrado da nação, não pode ser uma letra morta numa magistetura real do Estado e do País. Que se adopte um disposivo que o presidente da república só dimite o governo e dissolva a assembleia em caso de grande crise política e institucional ouvindo o Conselho do Estado e parecer do tribunal constitucional. Esta é a minha visão.Fui

    • Conóbia cumé izê

      18 de Agosto de 2011 as 14:16

      É necessário reformular a mente dos deputados da Assembleia Nacional de STP adoptar o País de reformas mentais profundas e não reformas da Lei eleitoral:O ADI conseguirá fazer reformas da lei eleitoral ? O ADI consiguirá eleger deputados em STP sem banho ?…Onde é que O ADI vê tanto dinheiro que exibe nas eleições ? A proposito o ADI teria ficado com os carros da DROGA há tempos apreendidos pela PIC,significa que o ADI é o partido da droga em STP ? É preciso que o ADI dê explicações ao País sobre essa matéria !!! … Será que o ADI é o resposável pela introdução da droga em STP ?

      Os fundos exibidos pelo ADI nas camapnhas eleitorais de que origem são? Branqueamento de capitais ? Lavagem de dinheiro ? Dinheiro mágico ? Da droga ?…O ADI pretende fazer reformas da lei eleitoral, que reformas ? adotar uma Lei que crie defacto um Órgão independente para COMISSÃO NACIONAL ELEITORAL ? Vai legalizar sobre essa matéria ? Ou a obtenção de votos com os fundos da máfia provavelemnte da droga ? Que Reformas ADI pretende fazer ? É para confiscar e afastar os mais fracos do seu caminho ? Os Direitos das minorias estão defendidas pelo o ADI ? Que sistema eleitoral pretende o ADI? O Sistema Eleitoral santomense é dos mais avançados do mundo. Assenta nos partidos políticos e na sociedade civil, podendo grupos cidadãos idónio concorrer às eleições desde que obtenham 100 assinaturas na base de um programa.Se for eleito, governa o País.

      O ADI pretende também acabar com esses direitos consagrados constitucionalmente a todos, como fez aos partidos sem assento parlamentar?
      O ADI é um partido verdeiramente democrático? Os valores da Democracia assente no Povo e para o Povo.Não nos interesses da máfia organizada que é o caso do ADI… Os Partidos dos votos comprados/ banho representados na Assembleia não teem escrúpulos e nem legitimidade para legislar? Alguém que tenha obitido uma carta de codução comprada,um diploma ou outros documentos quaisquer, estarão legais perante a LEI ? Estão habilitados ? Podem conceber ou legislar ? Que tristeza STP !… São males que o ADI causou a STP.Desde da sua existencia nunca se pronunciou para criação de um pograma de desenvolvimento de cruto,médio e longo prazos,que ancorasse nos eixos fundamentais da economia e do desenvimento sócio-económico do País . É só esquemas !!!… O lider do ADI é altamente perigoso, useiro e viseiro das pessoas, natural do gabão, mafioso, orrogante,extremamente rancoroso. Qui-sá pela religião que professa ; é de acautelar o seu radicalismo. afasta os outros que tropessarem no seio caminho ou sugerem outros modelos no ADI. Olhe pelos os verdadeiros fundadores do ADI que durante 10 anos com 16 deputados susteram a base polita do seu pai TROVOADA. ? O ADI não é um partido político,nem está a serviço de regime democratico, mas sim, dos interesses dos Trovoadas e nada mais… O ADI meteu banho em STP 1996 para que Miguel trovoada fizesse o 2º. mandanto !?… É esse o unico projecto de desenvolvimento que o ADI introduziu em STP!!!… Não há oportunidades para todos na lógica do ADI nem de um STP para todos. Não há direito das minorias na estratégia do ADI. Prova disso, é exclusão dos outros. “Primeiro acto do ADI após a tomada de posse da sua maioria simples na Assembleia Nacional,foi a de afastar na COMISSÃO NACIONAL ELEITORAL os mais fracos”. O ADI não um partido democratico,é uma empresa para defender interesses dos TROVOADAS.STP não terá com o ADI ao serviço de interesses particulares. A malandragem! do ADI é sufucante.O ADI não é dos santomenses e não pensa em STP. OS seus Agentes internos e externos financiam ás suas eleições, são crinosos e corruptos . Olhem quem foram e são amigos dos Trovoadas e tirem ilações!… Deste País que tanto nos amamos é preciso ressurgir a expressão de um voto popular genuína. sem banho . O POVO de STP escolherá uma nova liderança patriotica de valores patrioticos e democratico que dê garantias ao nosso Povo e ao desenvolvimente que garanta a estabilidade e as liberdades fundamentais dos dos filhos de STP.
      A Revisão Contitucional deve ser sobre o sistema de governação simi-Presidencialista de pendor presidencial; tendo em conta que as áreas da defesa,politica externae, e o presidente responsável pelo regular funcionamento das instituições e o mais alto magistrado da nação, não pode ser uma letra morta numa magistetura que tem ser real para crebilidade do Estado e do País nas relações internans e internacionais. Que se adopte um disposivo que o presidente da república só dimite o governo e dissolva a Assembleia Nacional em caso de grande crise política e constitucional, ouvindo o Conselho do Estado e o parecer do Tribunal Constitucional. Esta é a minha visão.Fui

  5. João Pedro

    17 de Agosto de 2011 as 15:59

    Mas qual é a proposta, substancialmente falando? O ADI propõe que alterações em concreto? Que aspectos da lei?

    Portanto, solicitaria ao Jornal que procurasse desenvolver este importante assunto, procurando, por exemplo, junto do referido partido, saber quais as orientações de alteração serão levadas a discutir no Parlamento.

    Obrigado.

  6. Coisas & Lugares

    17 de Agosto de 2011 as 16:00

    Sem dúvida!Concordo plenamente com a opinião do amigo e sr.Biboss e permitam-me que eu acrescente, dizendo:É a peça que está a faltar,assinando em baixo na certeza de que,se sentirmos o País e optarmos por uma cultura de trabalho e de atitude certa, S.Tomé e principe vai vencer!Coisas & Lugares.

  7. cuidado

    17 de Agosto de 2011 as 20:44

    Concorda plenamente com esses malandros e entrar na fila de arogante e ser pau mandado daqueles que acham que o dinheiro é tudo, digo mais concordo com o partido MLSTP/PSD e o Partido PSD que estou correcto neste aspecto e dizer que revisão da lei eleitoral e outras que pode ser violada ou melhor esta sendo ja violada, acho que é urgente que tratemos disso agora e dizer ao sr. patrice trovaoda que essa dirrata é o começo do vosso desaparecimento.

    pratice e levi vçs fizeram muito mal em fazer o que contra o DRº Manuel Pinto da Costa, agora como perderam taão felicita-lo com elegio, porque, tudo isso, so tenho a dizer-vos que estão arrumados ok

  8. cuidado

    17 de Agosto de 2011 as 20:44

    arogantes

  9. Jovem Santola

    18 de Agosto de 2011 as 3:59

    Isso, Biboss. DISSESTE A VERDADE QUE PARECE NÃO EXISTIR EM STP. Ninguém quer investir num país onde o governo, parceiro ou facilitador ou ainda padrinho de projectos, de iniciativas, de investimentos não tiver vida longa (4 anos pelo menos). Por causa da instabilidade, nunca se sabe o que acontecerá amanhã de manhã, então ninguém investe mesmo…isso é tão óbvio…….

    Agora, parece-me que a bancada parlamentar da ADI está a ouvir a voz do povo…concordo plenamente que é necessário criar-se leis mais sérias que vão de acordo com a nossa realidade. O sistema político está arquitectado de tal forma que muitas pastas deviam ser cortadas…É MUITA GENTE PARA GERENCIAR TÃO POUCA COISA, GENTE!! STP é tão pequeno, porque é que não conseguimos colocar as coisas em ordem?? Falta de recursos? Tudo bem, mas o Japão tbm importa todos os recursos….e é a potência que é….será que eles são mais inteligente do que nós???

  10. sulila miranda

    18 de Agosto de 2011 as 7:19

    Sábias palavras! Estou plenamente de acordo, sr Idalécio, acho que tudo deve ser revisto, tudo mesmo! porque não se admite que um grupo de larápios tenham tomado o país e posto nesta situação.Espero que o sr tenha falado em consciência, porque acreditei nas suas palavras. Vamos mudar tudo isso! Não sou deputada mas votei para que vocês lá estivessem, por isso espero que esse aspecto e outros mereçam o consenço da maioria no parlamento.
    Eu estaria muitissimo preocupada se o ADI tivesse também a Presidência da República, porquanto assim seria muito difícil, mas como está o chadrêz, vocês deputado terão que mudar também para poderem mudar as coisas se quizerem continuar onde estão. E lembre-se sr Idalécio, acima de tudo está o POVO das Ilhas de São Tomé e Príncipe!

  11. Mimi

    18 de Agosto de 2011 as 12:05

    Boa! Mas faltou dizer o quê exatamente se propoe rever: penalizaçao do banho, por exemplo, que vergonhosamente manchou as eleiçoes?

  12. Buzio sem pena

    18 de Agosto de 2011 as 12:33

    Também acho que devi-se fazer revisao dessa velharada toda currupta no parlamento.
    Fui…

  13. keblancana

    21 de Agosto de 2011 as 8:57

    Ora meus caros!
    O País é pobre, então tenham a coragem de seguir este exemplo:
    Os deputados são eleitos para defenderem o povo. Partindo deste simples princípio, como a Assembleia não é empresa publica nem privada, os deputados não deviam receber salario nenhum como acontece em alguns Paises desenvolvidos, nem tão pouco deveriam ter regalias, desde secretarias e carros do povo, morotoristas, acessores, etc.
    Apenas deveriam ser remunerados pelas horas de trabalho permanentes nas sessões parlamentares.
    já imaginaram o quanto o Estado poupava…Apenas com este exemplo, já teriamos dinheiro suficiente para recuperar o Liceu Nacional e mante-lo em pleno funcionamento com dignidade.

  14. Fijalatao

    27 de Agosto de 2011 as 22:54

    É SÓ POLITICA ESQUECENDO DO ESSENCIAL

    Em S.Tomé e príncipe todos os partidos só conhecem o povo e a Diáspora de 4 em 4 anos quando precisam de uns votos para alcançarem o bem bom que é a política do saque!

    O Título deste artigo, refere-se a um estudo da revisão da lei eleitoral!

    Esse mesmo estudo irá beneficiar os políticos e nunca o povo sairá beneficiado nestas coisas!

    Ainda agora saímos de uma eleição presidencial; porque não estudar O CASO DE CIDADÃOS SANTOMENSES QUE ESTÃO SENDO PREJUDICADOS NA DIÁSPORA POR NÃO POSSUÍREM UM PASSAPORTE ORDINÁRIO?

    Os nossos técnicos, estudantes e outros elementos na Diáspora estão a comer o pão que o diabo amassou ” passo a expressão” porque as nossas embaixadasm só emite um passaporte provisório de três páginas, podendo eventualmente o cidadão que queira ter um verdadeiro passaporte se deslocar a S.Tomé para o efeito!

    Já viram o desperdício e a desgraça em que metemos nos ditos passaportes biométricos?

    Quem não tem condições não inventa moda!

    S.Tomé não tem condições de adquirir nova tecnologia nesta área, devia conversar com os paises parceiros e paises mais interressados na sua segurança como Estados Unidos e Europa no sentido de os mesmos nos fornecerem esses aparelhos, pelo que se não aceitassem, o país não estáva disposto a satisfazer necessidade de terceiros, prejudicando os seus nacionais sobretudo os que estão fora do país, destruindo os antigos passaportes substituídos pelos biométricos cuja tecnologia é altamente dispendioso e o país não tem condições para tal e apenas possui um aparelho destes no país e em nenhuma embaixada do nosso país não há um único aparelho deste!

    Infelizmente os nossos políticos só estão interessados em eles e as politiquices como esta do título deste artigo!

    Seria bom que o presidente recentemente eleito tivesse como o seu primeiro trabalho esta matéria constituindo um inquérito para averiguar em que condições o nosso país e o nosso povo ficou prejudicado com este negócio e até que ponto alguém não esteja a receber luvas por este serviço prestado a Europa e Estados Unidos que consideram o nosso país muito vulnerável ao refúgio de terroristas internacionais a ponto de ficarem bem na fotografia e nós estarmos feios e mal encarados por empregadores na Diáspora, que não nos dão emprego nem contratos se não tivermos um passaporte verdadeiro!

    Cabe aos partidos políticos do nosso país discutirem na assembleia esta questão em primeiro lugar e deixar para 2º plano a revisão da lei eleitoral!

    Quem vos pede é o povo na diáspora.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo