Ministério Público avança com mandado de detenção contra as pessoas implicadas no processo do desembaraço da embarcação Therese no porto de São Tomé

Publicado em 18 Set 2008
Comentários; fechado

O Téla Nón aterese.jpgpurou junto ao ministério público que está em curso um inquérito judicial para apurar responsabilidades no acidente marítimo, que vitimou dezenas de pessoas, estando mais de uma dezena ainda desaparecida no mar. A polícia de investigação já entrou em acção. Pelo que o Téla Nón apurou, o comandante da embarcação que foi socorrido na noite de terça-feira, já está sob a custódia da polícia, assim como a proprietária do barco Therese. O capitão-mor, também está a ser ouvido pela polícia. O número de pessoas que está na mira da PIC, é grande. Segundo a fonte do Téla Nón, os agentes da capitania dos portos que fizeram o registo da quantidade de carga e de passageiros, poderão ser detidos, assim como os membros da polícia fiscal e aduaneira, que deveriam fiscalizar todo o processo de carregamento do navio. Em declarações ao Téla Nón, o Director da PIC, manifestou-se preocupado com a situação que vitimou dezenas de cidadãos nacionais.