Sociedade

RELATÓRIO ANALISA CENÁRIO DE INVESTIMENTO EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Num docuporto.jpgmento enviado ao Téla Nón, o Instituto da Terra na Universidade norte americana de Columbia e o centro de investimento internacional sustentável vale ligado a mesma universidade americana, faz uma avaliação do cenário de investimentos em São Tomé e Príncipe. O lançament6o pelo Presidente da República Fradique de Menezes do guia do investidor em Washington, é focalizado no despacho, onde o director executivo do centro de investimentos internacional sustentável vale- universidade de Columbia, Karl P. Sauvant, considera que o arquipélago está fora do horizonte da maior parte dos investidores. 19 de Setembro de  2008 (Nova Iorque) – O Instituto da Terra na Universidade de Columbia (The Earth Institute at Columbia University) e o Centro de Investimento Internacional Sustentável Vale-Universidade de Columbia (Vale Columbia Center on Sustainable International Investment), uma parceria entre a Faculdade de Direito da Universidade de Columbia (Columbia Law School) e o Instituto de Terra (The Earth Institute), lançam hoje o Guia do Investidor para São Tomé e Príncipe em Nova Iorque, Washington D.C., Lisboa e em São Tomé e Príncipe.

“São Tomé e Príncipe está fora do horizonte da maior parte dos investidores. Eles devem estar perdendo algumas oportunidades interessantes” afirmou Karl P. Sauvant, Director Executivo do Centro de Investimento Internacional Sustentável Vale-Universidade de Columbia.

O Guia do Investidor para São Tomé e Príncipe analisa oportunidades de investimento para investidores nas áreas de agricultura (cacau, flores, frutos e legumes para exportação), aventura e ecoturismo, pescas, ponto regional de transbordo e  serviços para o sector do petróleo.

São Tomé e Príncipe é uma democracia estável e em progresso, dotada de um sistema multipartidário dinâmico e possui uma das elevadas em taxas de alfabetização e de esperança de vida África subsariana, além de não enfrentar conflitos de origem étnica, linguística, religiosa ou tribal.

Além disso, o país encontra-se estrategicamente localizado no Golfo da Guiné, no centro geográfico dos grandes mercados da África Ocidental e Central. E o governo tem se comprometido em promover a transparência, boa governação e crescimento com base no sector privado. “Oferecemos excelentes oportunidades na agricultura, turismo, pesca, serviços regionais, apoio à exploração petrolífera e produção de electricidade e estamos abertos a quaisquer outras sugestões que queira apresentar-nos,” comentou o Exmo Sr. Fradique de Menezes, Presidente da República Democrática de São Tomé e Príncipe. “Estamos disponíveis para ajudar potenciais investidores a encontrar oportunidades que proporcionem benefícios mútuos” afirmou o Presidente.

O Guia do Investidor para São Tomé e Príncipe está disponível online nos seguintes endereços:www.vcc.columbia.edu e www.earth.columbia.edu/cgsd/STP.  Esta iniciativa tem o apoio do Governo de São Tomé e Príncipe, do Corporate Council on Africa (CCA), do European Business Council for Africa and the Mediterranean (EBCAM), da AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, em colaboração com diversos profissionais de vários países.

“Apesar de não ser o único motor de desenvolvimento e crescimento, o investimento directo estrangeiro representa um contributo fundamental,” disse Jeffrey D. Sachs, Director do Instituto da Terra (The Earth Institute). “Para além do capital, que é profundamente necessário, pode também trazer know-how, tecnologia e acesso aos mercados estrangeiros. Por outro lado, contribui para a competitividade das empresas nacionais, que devem constituir a base de todo o crescimento”. Sachs comentou ainda que ao mesmo tempo em que Guia do Investidor pretende dar a conhecer melhor São Tomé e Príncipe aos investidores, “esperamos que possa ser também útil à comunidade de desenvolvimento, à sociedade civil, às missões diplomáticas e a outros grupos”.

O Guia do Investidor descreve em detalhes a economia diversificada Saotomense, que vai desde o cacau orgânico de elevada qualidade e espécies abundantes de peixes até eco turismo e o contracto recém assinado para construção de um novo porto de águas profundas que tornar o país um centro nevrálgico na África Ocidental.

São Tomé adoptou um novo código de investimento que permite que investidores recebam incentivos. Ademais o país tem também diversos acordos bilaterais de comércio, o que inclui acordos com Angola, Gabão e Nigéria. E tem também acesso preferencial a União Europeia e ao mercado dos Estados Unidos.

Para mais informações:

Faculdade de Direito da Universidade de Columbia (Columbia Law School)

Erin St. John Kelly 1-212-854-1787 (o), 1- 646-284-8549 (c), ekelly@law.columbia.edu

Departamento de Relações Públicas (Public Affairs Office) 1-212-854-2650

Instituto da Terra (The Earth Institute)

Paulo Cunha 1-646-884-7422, pmc2105@columbia.edu

Desde meados de 2003, Instituto de Terra (The Earth Institute) na Universidade de Columbia tem liderado uma equipa de diversos especialistas que oferecem assistência a São Tomé e Príncipe em como atingir o crescimento económico e desenvolvimento sustentado, promovendo a transparência e a boa governação.

O Centro de Investimento Internacional Sustentável Vale-Universidade de Columbia              (The Vale Columbia Center on Sustainable International Investment) promove aprendizagem, ensino, pesquisa voltada para políticas públicas e trabalho prático na área de investimento direto estrangeiro, com foco especial no aspecto do desenvolvimento sustentado deste investimento. É uma parceria entre a Faculdade de Direito da Universidade de Columbia (Columbia Law School) e do Instituto da Terra (The Earth Institute) na Universidade de Columbia.

A Faculdade de Direito da Universidade de Columbia (Columbia Law School) foi fundada em 1858 e permanece na vanguarda do ensino jurídico e do Direito na sociedade global.  A instituição agrega áreas tradicionais como o direito internacional e comparado, direito constitucional, direito administrativo, direito comercial e direitos humanos ao trabalho pioneiro em áreas como propriedade intelectual, tecnologia digital, sexualidade e género e direito penal.

Recentemente

Topo