Sociedade

Hospital Quaresma Dias da Graça, assume o seu estatuto

A intervençpr-ncipe-71.jpgão do projecto saúde para todos, patrocinado pela cooperação portuguesa, elevou o centro de saúde da ilha do Príncipe denominado Quaresma Dias da Graça, a efectiva categoria de Hospital. Para além da estrutura física reabilitada, o hospital conta pela primeira vez com unidades de Raios X e de Ecografia, bem como um serviço de estomatologia. Apenas cirurgias ainda não podem ser realizadas no hospital, uma vez que estão em curso as obras de construção do bloco operatório. O reforço das capacidades de diagnóstico do hospital Quaresma Dias da Graça, é uma mais valia para a população da ilha do Príncipe que antes tinha que viajar para São Tomé para avaliar o nível da diabete, ou então para fazer um exame de ecografia ou de raios X.

Custos elevados para as famílias em particular e para o estado em geral. A intervenção do projecto saúde para todos que começou a operar na ilha do Príncipe em Janeiro de 2008, mudou a situação. 300 mil euros foram investidos na reabilitação do hospital e no seu apetrechamento.

O secretário de estado da cooperação de Portugal, João Cravinho, na companhia do Primeiro-ministro Rafael Branco visitou as instalações do hospital, e anunciou que é possível vencer as dificuldades. «O Presidente do Governo Regional dizia, “nós tivemos um sonho”. Fez lembrar um político americano de umas quatro décadas atrás. E fez-me lembrar, a mim de um político americano de hoje, que diz “sim nós podemos”. Eu creio que este momento de hoje é demonstração cabal para São Tomé de que os são-tomenses podem», afirmou o dirigente português.

O Primeiro-ministro Rafael Branco, que confessou alguma desesperança que ameaça o seu governo por causa das barreiras aparentemente intransponíveis que muitas vezes aparecem a frente, sentiu mais confiança após ter constatado os progressos alcançados pela população do Príncipe. «Devo confessar que nos últimos meses não tenho tido muitas razões para estar feliz. As dificuldades que o país atravessa são conhecidas mas existem momentos como este que gratificam as funções que nós desempenhamos que nos encorajam a vencer dificuldades e a acreditar que é possível melhorar as condições de vida da nossa população», precisou o Chefe do Governo.

O impacto do hospital.jpg projecto de saúde, que para além da assistência médica e medicamentosa as populações colabora com o estado na luta contra as doenças hídricas, através de construção de sistemas de adopção de água, já se faz sentir nos cofres do governo regional. «Com este projecto estamos convencidos que vamos reduzir em mais de 50% os custos de evacuação de doentes para São Tomé. Porque hoje todas as análises complementares, todos os traumatismos poderão ser observados aqui antes de evacuar para São Tomé. O estado de satisfação da população do Príncipe dos governantes do Príncipe não poderia ser maior», conclui o Presidente do Governo Regional José Cassandra.

Avanços no sector da saúde a contribuírem para o desenvolvimento da ilha do Príncipe.

Abel Veiga

Recentemente

Topo