Agente da ONG Médicos do Mundo atingida por disparos da PIC

Publicado em 15 Jan 2009
Comentários; fechado

A organização não governamental, que na noite de 9 de janeiro estava a sensibilizar a população da Ribeira Palma , na luta contra a SIDA, confirmou que uma das suas agentes de campanha, foi atingida no tiroteio para captura do recluso foragido. Na altura os Médicos do Mundo estavam a projectar um filme de sensibilização sobre a doença que não tem cura. Um filme com final turbulento, uma vez que a polícia teve que disparar para deter o recluso considerado como sendo perigoso. Os Médicos do Mundo, criticam a actuação dos agentes da Polícia de Investigação Criminal, que segundo a ONG abriram fogo num espaço fechado onde que estava cheio de gente. O comunicado dos médicos do mundo, indicia que os tiros poderiam ter atingido muita gente, incluído crianças que se encontravam no local. A ONG pede moderação da polícia quando tem que agir no meio da multidão.