Exército promete pôr ordem na Praia Lagarto

Publicado em 27 Abr 2009
Comentários; fechado

Cerca de 10alexandre.jpg0 militares entre soldados, sargentos e oficiais superiores, arregaçaram as mangas na última semana e realizaram um árduo trabalho de limpeza na praia Lagarto. Um cartão de visitas do país, a praia Lagarto contorna a estrada que liga o aeroporto internacional a capital – São Tomé. Centenas de quilos de lixo diverso foram removidas do local, ficando apenas a areia bronzeada e os coqueiros de folhas verdes fazendo sombra na praia limpa. Os militares prometem patrulhar a zona para sancionar as pessoas que contribuem para destruir o ambiente.

Há vários anos que a praia lagarto é alvo de uma intensa campanha de sensibilização dos banhistas para preservação da mesma. Cartazes com mensagens de sensibilização estão afixados nos coqueiros, e contentores de lixo foram colocados ao longo da praia. Mas não teve sucesso.

Banhistas de fim-de-semana inundam a areia bronzeada com garrafas de cerveja, latas de sumo e outros detritos. Jovens vendedores de água de côco, conhecida em São Tomé por dáua, depositam toda a casca do Côco na berma da estrada e na areia, limpeza.jpg apesar da existência de contentores de lixo local.

A praia que é porta de entrada do país, fica sempre suja criando mau aspecto para quem visita São Tomé. Com o fracasso das múltiplas campanhas de sensibilização da população em geral e dos banhistas em particular, as forças armadas decidiram lançar uma operação para preservar o ambiente na praia Lagarto.

Na última semana cerca de 100 militares retiraram todo lixo acumulado na praia, e capinaram toda zona. Um esforço para a preservação do ambiente, que desta vez não poderá ser alvo de acções anárquicas. O exército promete por ordem na praia lagarto. «Nós junto as outras instituições nomeadamente a polícia nacional, vamos fazer patrulhamento da praia e junto ao governo tomar a decisão de estarmos atentos em relação a aqueles que querem destruir o nosso meio ambiente e o país lindo que temos», declarou o Major Alexandre Segundo.

Comandados pelo Tenente-coronel Eugénio Guadalupe, os militares transportaram centenas de quilos de lixo. A praia lagarto está limpa e linda, e os militares dizem ter cumprido mais uma missão no quadro da política de protecção do meio ambiente. «A questão do meio ambiente é fundamental para o desenvolvimento sustentado de qualquer sociedade, e quando se fala do desenvolvimento do turismo, as forças armadas no quadro das suas acções entendeu levar a cabo acções desse género», acrescentou o Major Alexandre Segundo.

Não é a ppraia-lagarto.jpgrimeira vez que os militares lançam operações para sanear o meio ambiente. Recentemente tiveram que intervir no cemitério de Gongá, onde o matagal tinha engolido quase tudo, nem a vedação do cemitério era visto.

Iniciativas autónomas das forças armadas, sem qualquer apoio das câmaras distritais, que nem se quer têm conseguido capinar os cemitérios.

Num país onde o vandalismo e acções anárquicas tendem a aumentar, pondo em causa o bem comum, o exército começa a dar sinais de preocupação e a agir para sensibilizar e ao mesmo tempo impor ordem.

Abel Veiga