1800 trabalhadores do GIME poderão cair no desemprego

Publicado em 14 Set 2009
Comentários; fechado

gime-1.jpgApesar do bom desempenho do GIME ( grupo de manutenção de estrada) a continuidade das acções deste grupo ainda é uma incógnita. Os 1800 trabalhadores poderão ficar desempregados caso o governo não resolva a actual situação deste grupo. A informação foi avançada pelo gestor do GIME, Joao Emidio no programa ponto informativo da Rádio Jubilar.

«A continuidade das actividades do GIME poderão estar em perigo. Em principio deveríamos ter um contrato para  um ano, mas fomos forçados a assinar um acordo de seis meses de acordo com a verba disponível pela União Europeia. A parte que cabe ao estado santomense ainda ficou interrogado. E o prazo termina neste mês de Setembro» sublinhou João Emidio.

Os funcionários estão a aguardar que o governo disponibilize a sua cota parte de verba para assegurar o futura de 1800 famílias» nós enviamos uma carta ao ministro de obras públicos com uma copia ao 1º ministro pedindo que o governo faça a sua parte para evitar o mal maior e neste sentido garantir a continuidade do GIME para os próximos seis meses»

As federações  regionais das associações de manutenção de estrada GIME irão realizar nos dias 12 e 13 retiro inter regional na roça monte forte. Uma forma de estreitar as relações existente entre as associações segundo João Emidio» o retiro surge numa iniciativa conjunta. Ao fim de três anos de existência das associações que fazem parte do GIME resolvemos fazer este retiro com o objectivo de fazer uma análise das actividades que já fizemos, e o caminho que temos a percorrer projectar acções futuras . Lá estará todos os presidentes das associações»

Dentro desta actividade destacam-se a distribuição de prémios para o melhor GIME op3, corrida de sacos, quebra de ovos, bisca 61, corrida cem metros, e passeio a  Santa Catarina.

Ectylsa Bastos