Gripe A já matou 2 pessoas e a Direcção dos Cuidados de Saúde diz que existem mais 32 casos suspeitos

Publicado em 23 Out 2009
Comentários; fechado

criancas-internadas.jpgO vírus H1N1, entrou com força em São Tomé e Príncipe. No início de Outubro o Ministério da Saúde anunciou a existência de 6 casos, após a recepção dos exames das amostras enviadas ao laboratório regional de referência nos Camarões. Esta semana o Director dos Cuidados de Saúde, Eduardo Neto, deu conta de duas mortes causadas pela doença, sendo uma criança de 5 anos e um homem. Segundo Eduardo Neto este domingo seguem para os Camarões mais 32 amostras de doentes suspeitos de ter a gripe A.

O surto gripal sazonal que habitualmente ocorre nesta altura do não, está a revelar casos de pessoas infectadas com o vírus H1N1. Segundo a Direcção dos Cuidados de Saúde, no início de Outubro o sistema nacional de saúde registou diariamente 100 casos de gripe. «Na semana passada tínhamos uma média de 100 casos diários de gripe. Nesse momento reduziu para 20 casos diários. São gripes normais, mas dentre eles temos casos suspeitos de Gripe A», afirmou o director Eduardo Neto.

No grupo de casos suspeitos cujas amostras serão enviadas esta semana para o laboratório regional de referência nos Camarões, apenas 2 adultos e 1 criança continuam internados sob vigilância médica. «Temos recolhidas 32 amostras de casos suspeitos que vão ser enviados este domingo para os Camarões», precisou.

Para tentar evitar a propagação do vírus da gripe no hospital de referência o Ayres de Menezes, foi criado um centro de urgência só para atender pessoas doentes de gripe. Ao mesmo tempo em todo o país foi desenvolvido uma campanha de formação de todos os profissionais de saúde, para garantir o melhor tratamento dos sintomas gripais, e a despistagem da Gripe A, explicou o Director dos Cuidados de Saúde.

A sensibilização da população sobre as medidas preventivas é outra acção em curso para estancar o avanço da doença que já matou 2 pessoas no país. «Temos registo de duas mortes. Uma é criança que estava internada no hospital. E quando os resultados chegaram dos Camarões, ficou confirmada a Gripe A. A criança já tinha falecido alguns dias antes. Também temos outro caso suspeito, um adulto que faleceu», declarou o Director dos Cuidados de Saúde.

Eduardo neto disse ao Téla Nón que o sispema nacional de saúde tem mais de 2 mil doses de tamiflu, medicamente recomendado para o tratamento da gripe A. Um stock garantido com o apoio da OMS.

A mesma organização internacional, que já disponibilizou 75 mil dólares, para dar ao sistema nacional de saúde capacidade técnico-laboratorial para fazer o despiste da Gripe A. Segundo Eduardo Neto já nos príximos dias, deverá chegar ao país um perito internacional que vai começar a formar os quadros nacionais no domínio de exame laboratorial da Gripe A.

Abel Veiga