Termina hoje o encontro nacional da justiça

Publicado em 26 Nov 2009
Comentários; fechado

palacio-da-justica.jpgO evento que pretende identificar e eliminar os entraves que enfermam o sistema nacional de justiça, termina esta quinta-feira. Durante 3 dias os magistrados do ministério público e dos tribunais, os advogados, a sociedade civil e as organizações políticas, juntaram forças para limpar a imagem negativa do sistema judicial são-tomense. Uma iniciativa do Governo que conta com o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). O presidente da República Fradique de Menezes que abriu o evento, apresentou o caso do julgamento dos ex-búfalos como uma das provas de que o Chefe de Estado são-tomense, não interfere no sistema judiciário. Segundo Fradique de Menezes, apesar de o tribunal ter provado que grupo de cidadãos (búfalos), viviam aquartelados num sistema puramente militar, o «sistema judiciário fez o seu papel, absolvendo os suspeitos com a excepção de um apenas. Esta é mais uma prova de que este PR não interfere no sistema judiciário e que os tribunais estão independentes e julgam de acordo com a lei e os julgadores obedecem a lei e a sua consciência», disse o Presidente da República. O Téla Nón promete apresentar os resultados do importante evento que visa desentravar o sistema judiciário são-tomense.