Funcionários da ENAPORT pedem peritagem internacional

Publicado em 13 Jan 2010
Comentários; fechado

enaport.jpgDescontentes com as recentes declarações do Director da Polícia de Investigação Criminal, Lázaro Afonso, segundo as quais houve mãos criminosas nos incêndios das duas gruas no final do ano passado, os funcionários da ENAPORT exigem um perito para investigar o que realmente se passou com as máquinas.

“Ele disse que a primeira máquina ardeu. O que eu tenho a dizer é que o que ardeu foi o motor e não a máquina toda. E temos a segunda máquina que ele também disse que ardeu quando a máquina não ardeu. O que aconteceu foi um curto circuito. Aliás só um técnico poderá realmente dizer que se passou.” – afirmou o representante do Sindicato dos trabalhadores da ENAPORT, Juvêncio Oliveira.

Juvêncio Oliveira disse ainda que não houve sabotagem, tendo-se tratado de incidentes, uma vez que as gruas estavam obsoletas e cansadas. Acrescentou ainda que as máquinas apesar de estarem num estado deplorável, estavam a ser utilizadas durante dias seguidos e trabalhavam sem parar.

Os funcionários da ENAPORT declararam que estão isentos da politica. Assim sendo, entendem que quem quer fazer a sua politica que a faça de forma limpa e transparente de modo a não comprometer a vida dos outros.

Katya Aragão