Sociedade

Peritos da ICAO levaram dados sobre a situação do aeroporto internacional para a administração da organização tomar a decisão final

aero.jpgApós uma semana de investigação sobre a situação do aeroporto internacional, a equipa da Organização Internacional da Aviação Civil(ICAO), deixou São Tomé, esta sexta – feira para apresentar a administração da instituição os dados recolhidos no arquipélago. Dados que reflectem a situação do aeroporto internacional, das companhias aéreas que usam a bandeira nacional, e sobre o funcionamento do instituto nacional de aviação civil.

Ao contrário do que tinha prometido ao Téla Nón, ou seja, fazer nesta quinta feira, o balanço da auditoria feita ao aeroporto internacional, o Chefe da Delegação da ICAO disse ao Téla Nón, que cabe ao Presidente do Conselho de Administração do Instituto Nacional de Aviação Civil(INAC), fazer o balanço dos trabalhos realizados no país. Explicou que não cabe a ele falar sobre o assunto.

Segundo a equipa da ICAO, os trabalhos realizados vão ser apresentados as autoridades competentes da organização. «Os dados por nós recolhidos vão ser apresentados as entidades competentes da ICAO, que vão analisa-los e decidir em conformidade», sublinhou o chefe da delegação.

 No entanto as tentativas do Téla Nón para ouvir o Presidente do Conselho de Administração do INAC, não tiveram sucesso.

Durante toda tarde de quinta – feira a equipa da ICAO esteve reunida com a administração do INAC.

Na quarta feira em declarações a TVS, o Primeiro-ministro Rafael Branco, garantiu que o aeroporto internacional de São Tomé, não vai ser encerrado. «A ICAO não pode fechar o aeroporto. A ICAO pode fazer recomendações as empresas que voam para São Tomé, ao público em geral sobre os problemas que existem no aeroporto de São Tomé e Príncipe. E essas empresas é que tomarão a decisão, se usam o aeroporto ou não», afirmou Rafael Branco.

Sem vedação, sem iluminação da pista o que impossibilita a realização de voos nocturnos, a situação do aeroporto internacional de São Tomé e Príncipe, está a deixar o governo e o INAC, tenso e com coração na mão.

Abel Veiga

Recentemente

Topo