Sociedade

Monte Macaco e a EMAE chegam a acordo

monte-macaco.jpgTerminou a revolta popular na comunidade agrícola de Monte Macaco, centro da ilha de São Tomé. Os moradores que se revoltaram na segunda – feira, por causa da alegada recusa da EMAE, em aceitar o patrocínio de 300 milhões de dobras para instalação de energia na comunidade, chegaram a acordo com a empresa de água e electricidade. O comando da polícia Do distrito de Mé-Zochi mediou o conflito, que provocou corte de fornecimento de água a várias localidades de São Tomé. A população de Monte Macaco tinha boicotado a capitação de água, como represália pelo facto da empresa de electricidade não ter aceitado a proposta de instalação da rede eléctrica na roça. Protesto que deixou várias localidades de São Tomé, sem acesso a água potável.

Recentemente

Topo