FAÇAM ALGUMA COISA POR NÓS OS ESTUDANTES NO ESTRANGEIRO

Brasil, 20 de abril de 2010.

Excelentíssimo senhores membro de Governo da Nação São Tomense, Sr. Presidente da Republica, Sr. Primeiro Ministro, Sr.Ministro da Educação, Srª. Ministra de planos e finanças e Srs.Deputados entre outros.

Excelência,

É lamentável a situação dos estudantes cá no Brasil, o governo não nos paga aproximadamente oito meses e a situação continua se agravando muito mais, quando deparamos com muitas contas em atraso e principalmente o aluguer da casa e a refeição que temos de fazer diariamente.

Não conseguimos entender como o governo Pode fazer uma coisa dessas principalmente a quem de Direito, sendo que a nossa estada cá como estudantes tem um objectivo e não se trata de um emigrante que ausentou do país porque pretendia a qualquer custo buscar soluções que minimizassem seus constrangimentos, mas sim alguém que assinou um protocolo com seu governo no que concernem ao pagamento de uma bolsa de estudo pelo menos no prazo de três em três meses.

Mas do que obvio isso nunca se sucedeu, encontra partida levamos seis, sete oito meses depois para receber um valor ínfimo que acima de tudo contribui para nos penalizar muito mais do que já estamos.

Não pretendemos com este artigo tecer qualquer critica aos Governantes de São Tomé e Príncipe, o principal objetivo é tentar buscar juntamente com o Governo uma solução que possa viabilizar duma vez por toda a irresponsabilidade e falta de humanismo. Temos a plena convicção de que a vossa excelência Sr.Ministro da Educação o responsável pelo controle da nossa manutenção, sabe perfeitamente a nossa situação cá no Brasil, a vossa Excelência esteve no Brasil no mês passado e averiguou quais a realidade, mas mesmo assim prefere fazer de conta que está tudo certinho…isso é cruel, isso não se faz, que tal vossa excelência se posicionar como um estudante contemporâneo e fazer uma viagem ao seu interior?

Porque vossa Excelência não siga exemplo de alguns países do PALOP que assumem a responsabilidade com seus estudantes e mostram patriotismo. É dessa forma que esperemos ver um São Tomé e Príncipe melhor?

Agora vejamos. Uma pessoa que paga aluguel no valor de 300 reais e, recebem a bolsa de 900 USD, depois de seus oito meses, tendo em conta que esse valor corresponde aproximadamente 1.500 reais, não esquecendo de materiais didáticos, transporte, saúde e alimentação.

Ao mesmo tempo reconhecendo que o salário auferido pelos nossos pais em São Tomé e Príncipe não corresponde com a realidade que lhes permitissem nos enviar algum trocado e, Vossa Excelência sabe perfeitamente, creio que o Governo deveria ser mais solidário, principalmente a quem de Direito, pelo menos nos manter informado e nos dar total atenção, quer moral, quer financeiro porque a final seremos também o servidor dessa pátria que um dia nos viu nascer… Mas pelo que pareasse, temos pessoas desumanas no comando do nosso País, não são gentes, ferem-nos e ficamos sem reputação. Bandos de arrogantes e prepotentes pensam que o país é vosso e façam que quiser. Será que o governo não consegue regularizar este subsidio e passar a nos pagar mensalmente duma vez por toda, de forma a evitar diversos constrangimentos?

Nos estudantes no Brasil não podemos trabalhar, o nível de vida tem estado a complicar a cada dia que passa e como estrangeiro não é muito bom para nos, queremos terminar o nosso curso e regressar logo, precisamos o mais breve possível que a vossa excelência Sr.Ministro da tutela faça alguma coisa em nosso favor.

Não podemos ter falta de auto-estima, isso prejudica nos estudos, mas o certo é que as coisas não têm sido fáceis, somos obrigados a atrasar no curso por não ter condições socioeconômicas financeiras suficientes para arcar com as despesas tendo em conta que um universitário precisa se reunir mínimas condições que lhe permita ter um bom desempenho acadêmico, algumas universidades ainda entra em greve, isso nos complica a vida, a situação é melancólica, Por favor, façam alguma coisa.

Sem qualquer outro assunto, aguardamos de imediato a mais alta decisão da vossa excelência.

Estudantes de São Tomé e Príncipe no Brasil

Autores:
Mateus D´alvaro
Bobe Valentin
Laura Boa Morte
Eliza de Assunção
Silmara Nunis
Mateus Abrão
Flavio Oliveira
João Botelho
Cleonice Lima

<!–[if !supportLineBreakNewLine]–>
<!–[endif]–>

  1. img
    Helves Santola Responder

    A situação é mesmo má. Muitas dívidas de aluguel, muitas dividas pra não se passar fome, é lamentável…..tem gente que só está aqui ainda porque não tem como pagar a passagem de volta…..! A minha pergunta é se o ministério teve acesso a essas informações e se a situação já está a ser resolvida…??

Deixe um comentario

*