Sociedade

Greve na EMAE paralisa São Tomé e Príncipe a partir das 7 horas desta sexta – feira

Mais de 300 trabalhadores da empresa de água e electricidade (EMAE), reuniram-se em Assembleia Geral na tarde de quinta – feira e decidiram paralisar todas as actividades a partir das 7 horas desta sexta – feira. Segundo o sindicato, a greve por tempo indeterminado, só será levantada quando o governo aceitar a proposta de aumento salarial que desde Abril último tem sido negociado com a administração da empresa.

O sindicato dos trabalhadores da EMAE, diz que as negociações que começaram em Abril último, com a administração da empresa fracassaram. Por isso, o anunciou da greve geral para esta sexta-feira.

Teotónio Monte Negro, secretário-geral do sindicato da EMAE, diz que por falta de consenso com a administração da EMAE, os trabalhadores não tiveram outra escolha. O ponto principal da reivindicação não foi satisfeito. «A principal reivindicação é o aumento do salário. A administração declarou que não está em condições de fazer qualquer aumento neste momento», afirmou o líder sindical, para depois apresentar as cifras da reivindicação salarial. «Temos uma proposta de aumento salarial na ordem de 60% para os trabalhadores de base, ou seja, os da letra C. Para os da letra B 30% e 20% para os da letra A», reforçou Teotónio Monte Negro.

Os trabalhadores decidiram avançar para greve, e serviços mínimos só serão garantidos para sectores sociais. Segundo o sindicato, o Hospital Ayres de Menezes, A Cadeia Central, o Quartel-general das Forças Armadas e o Comando Geral da Polícia serão as únicas instituições públicas que beneficiarão de luz e água a partir das 7 horas desta sexta-feira.

Adivinha-se um fim-de-semana negro em São Tomé e Príncipe.

Abel Veiga

    31 comentários

31 comentários

  1. Jorge Jordao

    3 de Junho de 2010 as 20:01

    Só desejo uma boa sorte tudo de bom . Merecem mais do ke uma greve, estes chulos naonao param de massacrar-vos em prol de uma vida dupla eumas ferias em portugal.Abri o teu olho preto

  2. yuelio

    3 de Junho de 2010 as 20:37

    FOCIS – A Revolução começa por ti
    Está criada as “FOCIS”: http://www.facebook.com/pages/FOCIS-Forcas-Civis-De-Sao-Tome-E-Principe/116108945099212?ref=ts

  3. Zovirax

    3 de Junho de 2010 as 21:29

    Força e coragem,
    No mundo actual há que lutar pelos nossos direitos e bem-estar. Façam as coisas dentro dos parâmetros legais, nada de violência. O povo de STP precisa de sair a rua e aclamar os seus direitos. Façam tudo dentro da lei, escrevem para os organismos internacionais, façam denúncias de fraude e corrupção. Escrevam, tenham medo de escrever, pois, só assim conseguem escorraçar os colonos pretos de fato e gravata. A luta continua e a vitoria não tardará!

  4. Zovirax

    3 de Junho de 2010 as 22:02

    Força e coragem,
    No mundo actual há que lutar pelos nossos direitos e bem-estar. Façam as coisas dentro dos parâmetros legais, nada de violência. O povo de STP precisa de sair a rua e aclamar os seus direitos. Façam tudo dentro da lei, escrevem para os organismos internacionais, façam denúncias de fraude e corrupção. Escrevam, não tenham medo de escrever, pois, só assim conseguem escorraçar os colonos pretos de fato e gravata. A luta continua e a vitoria não tardará

  5. Voz do povo

    4 de Junho de 2010 as 7:04

    Voz do Povo!

    Se isso vier a confirmar, entao o Povo de STP deve pegar esta oportunidade de se unir e bloquear a eleicao enquanto nao for lhes garantidos a necessidades basicas(agua, e sem agua nao ha saude). Ao fazer isso, estarao a ser solidario com os trabalhores de EMAE que reclama um aumento salarial justo, porque nao sao os trabalhadores de base de EMAE k sao culpados, mas sim propria a cupula governamental.

    Carrega sobre eles os patos-bravos!

    Fui…………..

  6. Filho de Deus

    4 de Junho de 2010 as 8:27

    SE O PATOS BARVOS DISSEREM QUE ELES TÊM GERADOR EU TEMBEM QUERO SABER SE TÊM ALGUMA ESTAÇÃO DE TRACTAMENTO DE ÁGUA, E SE TÊM ME DIGAM AONDE ESTA PORK EU NÃO VOU MORRER COM SECURA DE ÁGUA……..
    EU QUERO ÁGUA ÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉ……….

    • Eliel T.

      4 de Junho de 2010 as 17:44

      o dinheiro dos trabalhadores e do povo chega p comprar água mineral. nós os chuguitos é q stamos mal.. merecem mesmo é uma xichilação armada, pois, a corragem de enfrentar o inferno ñ se compra.

  7. carlinho Tiny

    4 de Junho de 2010 as 8:49

    Este país,S.Tomé e Príncipe, cada dia k passa da mágoa de viver, aliás desculpa, o país não é culpado, queria dizer tenmos dirigentes ladrões e corruptos.
    Os chefes, querem ficar ricosss a todo custo, esquecendo-se que a terra é de todos. sou a favor da greve, e se possivel uma queda de governo, e que a governação caísse nas mãos do povo realmente, ou seja k fosse o povo a lucrara com o k temos e não uns senhores de gravata e casacos.

  8. ceita

    4 de Junho de 2010 as 8:50

    olha mas uma vez fica comprovado que estes senhores que estão no conselho de administração da EMAE, n entendem nada de gestão, so sabem passar perna a nos os verdadeiros trabalhador desta terra espero que vçs tenham vergonha e demitam-se..piratas de seculo XXI

  9. Bom Senso

    4 de Junho de 2010 as 9:00

    Não estou contra a reivindicação dos direitos dos trabalhadores da EMAE, nem de qualquer outro sector que esteja a lutar pela justiça no seu sector, ou social de uma maneira geral, mas contar o fornecimento de água e energia ao país, parece mais sabotagem do que a greve, pois trata-se de bens essenciais. Todo o País esta refém dos funcionários da EMAE. O País parece que perdeu definitivamente a ordem…

    • Mimi

      4 de Junho de 2010 as 15:01

      Finalmente um comentário que vai na minha linha de pensamento. Também acho que este acto é mais uma sabotagem do que uma greve pois já nos basta o fornecimento deficiente de energia… não se justifica agravar mais a situação.

      • Zovirax

        4 de Junho de 2010 as 22:13

        Os políticos que delapidam os bens públicos, não estão a praticar sabotagem? Os que desviam fundos, não estão a praticar sabotagem? Os que desviaram água do hospital, não estão a praticar sabotagem? Os que importaram alimentos estragados para o consumo, não estão a praticar sabotagem? O estado em que o país se encontra, não é sabotagem? Tas a beneficiar da sabotagem dos políticos………………..

    • jaka doxi

      4 de Junho de 2010 as 18:23

      Meu caro”Bom senso”.
      Sabotagem é o que os politicos e dirigentes SãoTomenses estão a fazer ao povo há ja 35 anos.
      Tenhamos todos a coragem de gritar alto e em bom som que basta de tanta incompetencia ao invez de estar-mos sempre a crucificar o zé povinho.

  10. Marla Monteiro

    4 de Junho de 2010 as 9:37

    Kerido povo de STP, é chegada a hora de gritarmos: basta! A EMAE entra em greve kando nós consumidores sofremos esta greve todos os dias, tanto a nivél de água como energa, kando honestamente assinamos o contrato com a Emae para fornecer os serviços os quais somos obrigados a pagar um balurdio mesmo sendo o serviço sem um pingo de qualidade.
    Se fossemos unidos fariamos a nossa greve de não pagar pois a EMAE não respeita o contrato k assinamos. Será k não há um tribunal onde se pode julgar a Emae?
    Sei k stão no direito de revendicar, mas façam da maneira k afecte os vossos superiores e não o povinho.

  11. tagarela

    4 de Junho de 2010 as 9:57

    Na actual conjectura internacional, a greve não resolve os problemas. Pelo contrário poderá agravá-los. Não quero com isso dizer n ser legítima as reinvindicações desses trabalhadores cujo salário ignoro. No entanto, estando a EMAE e o Estado Santomense falidos ( independentemente dos causadores de tais situações)como poderá satisfazer as pretenções deles? Nisso tudo, a população que já não sabe o que é ter água corrente e luz eléctrica em casa, esquecerá, por completo o que é viver na era contemporânea. Quem responsabilizará pelos prejuízos e danos que a greve, seguramente causará? Viva STP!!!

  12. Nikilay

    4 de Junho de 2010 as 10:30

    salut!
    As coisas têm de ser feitas dentro do padrao.Ora bem,uma empresa de electricidade e agua é uma empresa em que ha sim custos,mas tambem ha grandes receitas,isto porque toda gente precisa de luz e agua.Si formos ver,é uma empresa que nao existe nunca o estoques,apesar dessa EMAE ter grandes dificuldades com grupos que la estao a funcionar.Si o capital da empresa cresce significativamente,é claro que os trabalhadores têm todo direito ao aumento salarial.Porque são eles q dão toda vida ao trablaho de grande perigo(risco).Eis a razão de eu como quadro concordar com as revendicaçoes que os mesmos estão a fazer.Eu trabalho numa empresa de electicidade e agua,sei minimamnete como as coisas funcionam.

  13. Camarada Raf

    4 de Junho de 2010 as 10:41

    ESTA GREVE DEVERIA SER DOS 3 E’S
    EMAE
    ENASA
    ENAPORT

  14. Mdomingos

    4 de Junho de 2010 as 10:57

    Força gente, eu preciso da energia, mas estou de vosso lado. Nós devemos conhecer os nossos direitos e lutar pelo mesmo. Teremos que lutar contra injustiça que reina no nosso país.

  15. "Nós por cá e a nossa Maneira"

    4 de Junho de 2010 as 11:25

    ….bom….só espero que no meio desta guerra toda…. tenham um minino de respeito pelos utentes cumpridores dos seus deveres….. nós pagamos agua e energia todos os meses e merecemos todo e o devido respeito….. porque quando não pagamos, cortam…. quando pagamos, não temos…….não estou a por em causa o direito a greve dos trabalhadores…..muito pelo contrario… quanda houver razões mais do que suficentes para tal…. façam grave quando bem entenderem…….. só espero que não se esqueçam que é com o dinheiro do povo/utente, que paga muito bem pelo pessimo serviço prestado, que vão aumentar os vosso salarios…….

  16. Elias

    4 de Junho de 2010 as 12:20

    Boa Sorte amigos da EMAE. Voces deveriam parar esta brincadeira de empresa a muito tempo. Aonde e k se viu? Gastam tanto dinheiro com viagens e uma vida a BOSS e os pequenos, nada. K Deus esteje do vosso lado. Forca e sigam em frente……..

  17. Realista, "nova mentalidade"

    4 de Junho de 2010 as 13:33

    isto é pais que nós temos, se não lutamos, não saimos neste forma de escravidão, onde negro escravissa um a outro, é pena, mas, é vida, força stp, queremos sempre melhorpara nosso pais!!

  18. brany cunha lisboa

    4 de Junho de 2010 as 14:32

    É a realidade do país que temos. Enquanto uns lutam pelo dereito a subsistência, outros insistem em afirmar que não têm dinheiro para aumentar o salário. É certo que os mais pobres serão os mais penalizados neste fim-de-semana negro, mas ainda assim eu apoio a luta, porque sem luta não se vai a lado nenhum, FORÇA…

  19. Golias

    4 de Junho de 2010 as 15:13

    Cambada de ignorantes! Voltem para escola e deixem-se merdas! Querem tudo dado, trabalhem para serem alguém. Mais de 80% dos São-Tomenses não conseguia trabalho em parte alguma do planeta, povo mole…não sabem o que é trabalhar e querem aumentos..pff é até ao dia em que deixam de novo esta terra ao abandono e depois quero ver, quem vos tira da pura miséria!

    Falam do governo mas gananciosos como são…no lugar deles faziam o mesmo! Tivessem iniciativa própria, criassem empresas, fossem civilizados e veriam com certeza um país em constante evolução!

    O que estão a fazer é comportarem-se como autênticos primatas…

    • Gilberto

      4 de Junho de 2010 as 16:51

      Existe alguém a tirar o povo da miséria!? Desculpe, mas não entendi.

    • candjá petróli

      4 de Junho de 2010 as 21:12

      Mas ó golias! pk non te callas êêê pk non te callas êêê pk non te callas êêê! Te lembras? Foi a réplica k o Rei de Espanha deu ao Hugo Caves.E agora é um tk de telemovel.E é para ti. Falar desse geito até parece k és um bom trabalhador.Tranca lá essa fuça homem.

  20. Gilberto

    4 de Junho de 2010 as 15:16

    Greve justa! Porém, os utentes da EMAE nada têm a ver com isso! Não vão deixar de fornecer a electricidade ao país porque a Administração da empresa não aceitou as vossas reivindicações! Se bem que o povo já está habituado a ficar nas escuras!
    Abel, o povo vive dias negros há alguns anos para cá!
    Enfim…

  21. o Santola

    4 de Junho de 2010 as 16:25

    Concordo plenamente com esta greve é inadimissivel o estado em que a EMAE chegou, uma empresa em falencia tecnica e com divida não se admite que o seu director geral aufere pouco mais de 5000 (cinco mil) dólares principalmente a um individou arrogante e sem escrúpulo, sem condições básica para gerir muito menos negocear… este director da EMAE pensa que tem o Rei na barriga..” maxi tudu quá quentxi cá fiá…djá djá mé deçu cá fé justiça”

  22. lvingada

    4 de Junho de 2010 as 16:45

    Fazer greve nao significa parar os motores e fechar valvula de agua,significa nao trabalhar.
    alias esta greve so vai afectar os mais carentes,pois os tubaroes todos tem geradores e podem tomar banho com agua mineral.Os fracos continuam a tomar banho nos rios poluidos.

  23. Maguita glandji

    4 de Junho de 2010 as 18:29

    Caros Compatriotas
    Que tirem a energia e agua do sr Oscarito e demais Governantes…E não ao povo que ja está farto!
    Façam a vossa greve, é vosso direito mas com moderação e sobretudo humanismo.
    Eu preciso de tomar “banho”!

  24. jaka doxi

    4 de Junho de 2010 as 18:33

    Há pessoas no país que esta greve não vai afectar.
    O PR está ausente e já me disseram que parte do governo prepara-se para ausentar-se do país por alguns dias.
    Não acreditei no que me disseram,mas alguém que esteve no aeroporto de São Tomé confirma que o Ministro Celestino Andrade”Cêlê” viajou hoje com destino a Africa do Sul para assistir a abertura do mundial de futebol.Ele e o”Dêndê” o tal Presidente da Federação são-Tomense de Futebol.
    Pelo menos nos próximos dias ambos terão banho e energia electrica garantidas.

  25. "Ausente mas sempre presente"

    5 de Junho de 2010 as 2:08

    CONCORDO PLENAMENTE CONTIGO….AONDE NÓS VAMOS PARAR COM ISSO…É O FIM DA PICADA..PENA SOMOS NÓS OS MAIS PEQUENOS, FRACOS E POBRES DE DINHEIRO, QUE SOFREMOS SEMPRE COM FALTA DE ENERGIA, ÁGUA E ALIMENTO EM CONDIÇOES….AFLIÇON, NON POBLE CA PADIÇE..

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo