Sociedade

Afinal não aconteceu Milagre no Hospital Ayres de Menezes

Foi um alarme falso dado por Zé Luís Director Geral do Hospital. No passado dia 10 de Junho, o Director Geral anunciou ao país e ao mundo que 80 a 90% das instalações do hospital tinha água a correr nas torneiras. Rumores de funcionários do Hospital diziam que era mentira. Na última sexta feira a verdade veio ao de cima.

O Hospital Central Ayres de Menezes, continua sem acesso a água canalizada. Como tem acontecido nos últimos meses, é a corporação dos bombeiros que tem levado alguns metros cúbicos de água para o centro de saúde de referência do país.

Na maior parte das vezes, os bombeiros não chegam a tempo de matar a sede no hospital Ayres de Menezes. Na última sexta – feira, o carro dos bombeiros voltou a atrasar. Os doentes internados tiveram que almoçar mais tarde. O cozinheiro do hospital, confirma a crise. «Ainda não pusemos grão-de-bico no fogo por falta de água», assegurou o cozinheiro, tendo acrescentado que tem sido assim. Nunca houve água a correr nas torneiras da cozinha. Tudo depende da chegada dos bombeiros.

No mesmo instante o carro de bombeiros estacionou na porta da cozinha para despejar água nas panelas.

Mas, no dia 10 de Junho o Director Geral do Hospital Ayres de Menezes, havia anunciado o fim da falta de água no centro hospitalar. «Com a intervenção mais séria do governo, tomou-se um ramal de água da doca de peixe para o hospital. Portanto água já é realidade em todos os pavilhões do hospital. Temos água em 80 a 90% das instalações do hospital», disse o Director Zé Luís no dia 10 de Junho.

Certo porém é que até a última sexta-feira, os serviços do hospital estavam a ser alimentados pelos bombeiros. «Todo doente está na enfermaria sem tomar banho. Vim buscar essa água para dar o meu filho banho e para beber, porque aqui não tem água», declarou uma mãe que está a acompanhar o seu filho internado.

Abel Viana, Administrador do Hospital Ayres de Menezes, surpreendido pela equipa de reportagem da RTP-África, fez uma declaração espantosa. «Água da Doca vem e entra no depósito e a água corrente também entra no depósito que está cheio. Agora para a utilização estamos a espera que a direcção dos recursos naturais faça análise a água», declarou.

No dia 10 de Junho o Director Geral Zé Luís, tinha explicado que a água abundante que estava a alimentar 80 a 90% da instalação hospitalar, tinha sido desviada a Doca de Peixe construída nos arredores do hospital.

Se desde 10 de Junho a água canalizada está a transbordar para o alegado depósito, que o administrador fez referência, talvez o depósito teria arrebentado por causa de tanta água.

Por outro lado, a administração do hospital, diz que está a espera que a água acumulada no depósito seja submetida a testes fitossanitários, para fdepois ser distribuída ao hospital. Surgem duas questões. De onde vem a água que os bombeiros têm levado para o hospital? Essa água está a ser testada antes de ser utilizada pelos serviços hospitalares?

Note-se que a água que foi exclusivamente canalizada para o hospital Ayres de Menezes, único hospital de referência do país, foi de forma anárquica desviada para o bairro de eleite do campo de milho. O centro de saúde que atende 160 mil habitantes de São Tomé e Príncipe, não tem água, mas até o momento não houve qualquer intervenção policial, para repor o fornecimento normal da água que foi desviada para o campo de milho.

Abel Veiga

    68 comentários

68 comentários

  1. cesarjesus

    20 de Junho de 2010 as 19:42

    Isto e no minimo vergonhoso e de muita falta de responsabilidade…onde para o Presidente da Republica, onde para os Orgaos compotentes de STP de forma a porem ordem nesta Brincadeira de uma vez por toda!!! ONDE ESTA O COMANDANTE GERAL DA POLICIA DE FORMA A REPOR A LIGACAO DE AGUA AO HOSPITAL…assim como fizeram na semana passada no MONTE MACACO!!! Estao a espera de nova manifestacao para de novo porem Policias armados em cima da Populacao!!! Onde anda o ministro de saude k a dias estava preocupado com DENGUE!!! E dificil acreditar tamanha irresponsabilidade…meus senhores trata-se de um Hospital Central do Pais, o unico k temos!!! Meus senhores com saude nao se brinca, trata-se de seres Humanos, criancas, homens, mulheres, jovens, idosos, etc…Os senhores estao a espera de uma epedemia ou mesmo que todo hospital
    fica contaminado com BATERIAS…o custo de desinfestacao e muito mais elevado do que repor a agua putavel…sei que todos Politicos sabem o que sao BATERIAS!!!
    Tenho 48 anos, nunca na minha vida Vi tamanha irresponsabilidade e desleixo!!!
    SERA QUE O POVO VAI A MESA DE VOTOS SEM ESTAS SITUACOES SEREM RESOLVIDAS!!!

    DEUS TENHA PIEDADE DE POVO STP…

    FORCA POVO STP…

    • Lupuie

      21 de Junho de 2010 as 21:12

      Sabes, a policia nao vai la por ordem nessa desgraca porque CAMPO DE MILHO e dos senhores graudos e ele nao tem coragem de mexer com essa gente. O que aconteceu em Monte Macaco foi so porque e Ze Povinho que la vive. Quem sabe o chefe da policia tb vive la no CAMPO DE MILHO. Que anarquia!! So se ve coisas desse tipo em STP.

    • Calanca blumático

      23 de Junho de 2010 as 22:14

      Este 1º ministro e o presidente Cumba ya cá, são são criaturas mais cruéis que aparecerão na cena política deste nobre país( S.Tomé e Príncepe).Custa acreditar que essa situação já vem alastrando a um bom par de tempo e que esses devassos não movem uma única palha. Este ….. quando esteve na oposição, sempre surgiu como salvador da Pátria, e agora k está no poder, nem mais um ui. Tenha caracter o rafa.O comandante coitado, é pau mandado, vem da era dos dinoussáros,por isso tem k fazer o k os barões lhe mandam, se não os putos lúcidos…ui.A EMAE está metida até ao pescoço no desvio de àgua para o campo de milho, isto não tenham dúvidas.Ninguém pode falar,uns com medo de serem baptizados de wêchaismo outros com medo de perderem o pão e assim a merda continua e fodasse para quem está a sofrer.Aqui é mundo.

  2. "Nós por cá e a nossa Maneira"

    20 de Junho de 2010 as 21:01

    ……..bom……espero que esta saga de falta de água se resolva o mais rapido possivel…………………..

    ….intervenção policial para repor a água desviada?????

    …isto é rediculo…….esta intervenção deve ser feita pelos tecnicos da ENAE….
    …….porque este trabalho de desviu……. foram feitos por eles e com assentimento dos demais ………………

  3. fiáfluta

    20 de Junho de 2010 as 21:12

    Meus senhores, demitam-se. Tudo isso perece uma novela.

  4. Mé Chinhó

    20 de Junho de 2010 as 23:08

    ISSO É QUE É MERDA. AGORA QUERO VER A INTERVENÇÃO PACIFICA DO SENHOR COMANDANTE DA POLÍCIA NACIONAL. SENHOR COMANDANTE TEM AGORA UMA BOA OPORTUNIDADE PARA MOSTRAR QUEM REALMENTE É. SE NÃO FIZER NADA, A HISTÓRIA IRÁ CONDENÁ-LO.

    Mé Chinhó
    Algures no inferno

  5. Assunção

    21 de Junho de 2010 as 0:43

    Se desde o passado dia 10 o Sr. Director disse k já havia água, dias depois vem a sua administração repiscar a declaração, agora desta feita, k o precioso líquido aguarda os devidos exames salubres!? è k andam mesmo a brincar com coisas muito sérias, k é a Saúde Pública, e o Estado é o prinipal garante deste direito fundamental. Assim, neste jogo de contradições ñ se pode reter com garantias e segurança de k a água ali consumida foi ou tem sido objecto de quaisquer análise prévia. Até percebe-se pk vem o Sr. Director anunciar o “milagre”, deve ter sido orientado para tal, de modo a fazer calar a opinião pública, sendo certo k está-se em campanhas eleitorais, e ñ convém muito estes alaridos. As pessoas são tão agarradas aos cargos k ocupam k ñ se familiarizam com a cultura de pedido de demissão.Nem as autoridades policiais, nem outras quaisquer de relevo para a causa, saemn a rua e vêm esclarecer a opinião pública desta verdadeira “trapalhada”que insiste em continuar, francamente!!!

  6. ime é tortura

    21 de Junho de 2010 as 1:46

    santomenses ja estão fartos de ver as coisas caminhando á passos largos pra burrrraco negro, e estão dando conta do erro que cometeram durante esses anos todos uma vez que n tem e quem confiar para eleger como representante do povo.

  7. cesário verde segundo

    21 de Junho de 2010 as 5:59

    pois bem. é pena!

  8. MORENO

    21 de Junho de 2010 as 7:21

    ENFIM NAO SE SABE EM QUEM SE PODE ACREDITAR. PENOSO,TRISTE. NAO BRINQUEM COM O POVO POR FAVOR

    • lau

      23 de Junho de 2010 as 13:52

      Concordo plenamente, é mto triste

  9. Gilberto

    21 de Junho de 2010 as 7:58

    Se fosse água ou energia desviada para população de Monte Macaco, a polícia era chamada a intervir!
    Como é para a “elite” tudo está bem! Infelizmente é este o S. Tomé e Príncipe que temos!

  10. Pleto

    21 de Junho de 2010 as 8:47

    Ministro da sáude ainda nao se demitiu?? O ministério da saúde existe para…!!! Melhor dizendo, quém nos desgoverna só está preocupado com a campanha e garantir mais tachos.Afinal somos um “País” ou um botiquin!!! Na minha humilde opniao,durante todos esses anos o nosso “País” foi e é desgovernado como se fosse um botequin,sem ordem nem lei.Cada um tira o seu sem prestar contas a ninguém e vivendo de aranjos.

  11. MÉ SOLO

    21 de Junho de 2010 as 9:55

    Senhor Director, com a saúde do povo não se brinca. Àgua é um bem essencial para a vida humana por isso mesmo é urgente q se resolva este episódio. Se fosse noutras paragem, o srº e a sua equipa seria demitido seria demitida devido a declaração feita em 10 de junho.Eu tinha a certeza que este MILAGRE duraria pouco pq n existe homem nenhum q faz milagres.
    Senhor Primeiro Ministro, Srª Ministra de Econ. e Finanças, deixam de comprar carros de luxo para o estado, vê o jeep do juiz garrido, será q ele precisa mesmo destes carros? para quê? para deixar de fazer barulho?, resolvam o problema de água p hospital. Srª Primeiro Ministro dar água ao bairro de elite é mais prioritário q dar ao hospital, o quê q o Srº Ministro de Recursos Naturais anda por aí a fazer q ainda n retirou ou mandou partilhar água desviada para bairro de elite. Peço mto encarrecidamente aos senhores q têm responsabilidades nesta questão q deixem a campanha e resolva este assunto. Meus senhores, se vocês n conseguem dar água, energia, educação e boa saúde as v/populações então n precisam estar no governo. ESTE É O BANHO QUE O POVO DE STP PRECISA.

  12. tagarela

    21 de Junho de 2010 as 10:09

    Francamente!!!
    Num país sério, tanto o Ministro da tutela como o director do Hospital já teriam sido demitidos ou postos os seus cargos à disposição. Não conseguem resolver um problema tão simples e vital como este, cuja causa está sobejamente identificada? Estamos a falar de um Hospital!!! De saúde e vida humana!!! É inconcebível!!!! Viva STP!!!

  13. Medeiros

    21 de Junho de 2010 as 10:11

    Não há palavras… ser santomense é ser triste infelizmente é assim … Não é normal que haja tanta falta de respeito e mentira numa nacção tão pequena.
    Onde todos podiamos viver bem e felizes ..

  14. Manuel Jorge

    21 de Junho de 2010 as 10:11

    Na semana passada a policia nacional espancou a população de Monte Macaco por se terem feixado a agua em protesto por falta da verdade do Sr. Primeiro ministro que prometeu electicidade a essa comunidade e não cumpriu, ontem no telejornal, o mesmo disse que o se governo levou agua a varios lugares, entre eles o Hosp. Ayres de Menezes. É uma pena que estejamos em um Is (país) de mentira e em presença de um governo Neo-colonial que só defende os intereses da clase burguesa em detriment do povo, mas é muito bem feito para nós, cada um colhe o que planta.

    • Colomba

      21 de Junho de 2010 as 22:08

      Neo-colonial?
      Ó sr. Manuel Jorge! diga por favor quando é que no hospital Oliveira Salazar (pessoa de tão má memória, bendita cadeira que o derrubou)houve falta de água? E era um hospital só para elites?

  15. QUINTINO

    21 de Junho de 2010 as 10:52

    É SOMENTE PRA DIZER, O SENHOR JOSÉ LUIS E SUA COMUTIVA, SANTO TOMÉ É VIVO TODO MUNDO QUE ESTA FAZENDO MA FÉ NESTE PAÍS VAI PAGAR, PORQUE AS 14 VIATURA QUE PCD COMPROU PELO MENOS DOIS DARIA PARA COLOCAR AGUA NO HOSPITAL, EMBORA NÃO SEI O REAL VALOR DO ORÇAMENTO, A CORRUPÇÃO ESTA DE UMA FORMA VERTICALIZADO QUE MENTIR FAZ PARTE DE PROFICIONALISMO DE CADA DIRIGENTE.

    OBRIGADO Abel viegas

  16. Alberto Nascimento

    21 de Junho de 2010 as 10:57

    A intervenção Policial é para masacrar os habitantes pobres a bicos e pontapés.

    mentir, mentir e mentir…

  17. Waity Mina Téla

    21 de Junho de 2010 as 11:21

    O Presidente da República não tem vergonha? Que estranho e engraçado! Se não se manifestou publicamente e nem tomou medidas, deve certamente fazer parte desse grupo de “saqueadores” ou possuir interesses comuns.
    É triste! Dá mesmo vergonha de vcs tds.
    Pois é, a polícia são-tomense só existe para intimidar os desfavorecidos. São a nova encarnação da PIDE.

  18. manuel fernandes da trindade

    21 de Junho de 2010 as 12:06

    Sr. Abel, duas coisas: 1 porque motivo não apresenta aos leitores o contador dos visitantes, como está é dificil acreditar-se que tem x ou y mil visiantes. Parece mais com propaganda do que seriedade jornalística. 2 – este espaço não enquadra nos pressuposto de um jornal sério, para além de ter efeito de propaganda parece mais um blog que um jornal sério.isso descareteriza o tela nom. faz como parvo, deixa a liberdade para quem queira escrever que escreva e dê cara e não utilizar nomes falsos. ou é um jornal ou é um blog

    • Téla Nón

      21 de Junho de 2010 as 12:14

      Veja os grandes jornais internacionais, e vai encontrar espaços de comentários como este e em que as pessoas se exprimem por pseudónimos. Veja ainda os jornais sérios e de referência mundial e procure neles o contador de audiências. Certmente não encontrará. O Téla Nón recebe mensalmente um relatório da Google que aponta o que é a audiência, e com todos os detalhes, incluindo o artigo mais lido. Será que não tem credibilidade o relatório de uma instituição de vreferência mundial como a Google? Terá mais credibilidade o contador afixado no Jornal e que pode ser adulterado a qualquer momento? Sinceramente fico sem saber o que é para si, ser sério.

    • alberto

      21 de Junho de 2010 as 14:59

      Este manuel fernandes deve ser o pseudo do cota dique Ou cota Branco!!!!

      Corragem Abel!!!

    • "Nós por cá e a nossa Maneira"

      21 de Junho de 2010 as 18:09

      ……não lixe os outros…….crie o seu………

      …..se tem alguma coisa contra, não lê…….que “nós por cá e a nossa Maneira” vamos lendo e comentando…………..força Tela Nom…

    • PATRICIO E FODIDO

      21 de Junho de 2010 as 21:59

      MEU AMIGO SE NAO ESTA BEM AQUI POR FAVOR VAI A OUTRO LADO PORQUE PROBLEMA EM STP JA TEMOS MUITO. (DEIXA TELA NON EM PAZ)

    • Mé Chinhó

      21 de Junho de 2010 as 22:37

      QUEM FALA VERDADE NÃO MERECE CASTIGO. POR ISSO QUERO SABER SE O SENHOR VIVE NO BAIRRO DE ELITE QUE ROUBOU AGUA AO HOSPITAL. SE O SENHOR VIVE AÍ, CONSIDERE-SE UM LADRÃO. POIS ISTO É UM ROUBO AOS SANTOMENSES. E QUEM ROUBA NÃO DEVE PERSEGUIR AQUELES QUE FALAM E QUEREM A VERDADE. QUER SABER O MEU NOME? LIGA PRA INFERNO E PERGUNTA PELO CHEFE.
      Mé Chinhó
      Algures no inferno

    • Zovirax

      22 de Junho de 2010 as 16:10

      Sr. Manuel Fernandes,
      Estamos num mnudo democrático, acho que o senhor tem toda a liberdade para criar o seu jornal sério. Ninguem o obrigou a ler este. Deixa o Téla Nón ganhar o seu espaço como jornal dos santomenses. Temos que agradecer ao Abel Veiga pelo trabalho que tem desenvolvido. Bem haja Abel, STP precisa de pessoas como tu.

    • Adriano Lamartine

      22 de Junho de 2010 as 20:04

      manuel fernandes da trindade, não tem nenhum sentido colocar contador de audiencia para ser credivel. Tela-non com certeza que tem um contador de audencia para saber se a aderencia ao site aumenta ou diminui em função do tempo que passa. Mas para os leitores isso não faz sentido. Se um leitor visita o site e volta, quer dizer que o site conquistou o tal leitor. Tela Non é simplesmente o melhor jornal electronico do pais actualmente. E simplesmente é impossivel um jornal conseguir controlar nome verdadeiro ou falso. Imagine alguém de nome Antonio, se não quer utilizar um pseudonimo do tipo “gato-preto” pode utilizar um outro nome do tipo “Pedro”. Vais pedir BI a cada visitante? Simplesmente ridiculo e mal pensado.

    • jaka doxi

      24 de Junho de 2010 as 18:57

      O Manuel Fernandes é mais um dos xulos da nossa praça.
      Não trabalha,é preguiçoso,bandido e tem raiva de quem como Abel veiga faz alguma coisa pelo país.
      Fui

    • Moreno/att.sr.Manuel Fernandes

      24 de Junho de 2010 as 21:15

      nao entendo a sua preocupacao e aflicao porque porque se comenta usando pseudos.amigo meu usando pseudos ou nao a realidade e essa e esta a vista.nao quero nem pensar que tambem e “couve dessa horta”.na minha forma de ver penso que os saqueadores no poder nas nossas ilhas se fossem um bocado verticais , muitos ja se demetiam dos cargos . porque nao sei como se sente um mandante sabendo que sobre ele caem rotulos tao humilhantes tao baixos tao tristes… mas ha todo tipo de pessoas…mas como diz o velho dito “ha sempre um chinelo roto para um pe descalco”… havera uma mudanca de rumo para o pais qualquer dia. nao brinquem com o povo

  19. PATRICIO E FODIDO

    21 de Junho de 2010 as 12:25

    Isto e que da, quando TELA NON so ouve de um so lado e publica as noticias. Se for para contribuir com 5 euros anual de maneira a facilitar a deslocacao dos pessoais, apresenta o numero de helpline. or mesmo de conta bancaria no website.

  20. Bili Uê

    21 de Junho de 2010 as 12:58

    Sr. Manuel Fernandes da Trindade!

    Vejo que este espaço de comentários está direcionado para a problemática de água no hospital central.
    Não vejo até que ponto saber o meu nome ajudaria o Sr a contribuir de forma saudavel na resolução deste assunto.

    O sr está a brincar, pois só pode ser idiotice sua! Tenho acompanhado o trabalho desenvolvido pelo Tela Non nos últimos 7 e quase diariamente acesso esse portal. Acho que esse tipo de leitor não precisa dos seus comentários para continuar dando credibilidade ou não ao jornal e ao trabalho que é desenvolvido aquí.

    Uma pergunta, o sr tem alguma mansão no campo de milho, que diabos o sr quer saber o nome das pessoas, que mania, quer mandar assassinar alguém, por falar a verdade?…, pois não me custa crer que vcs políticos estejam a beira de feze-lo.

    Saudações e mantenha-se informado através do jornalismo do Tela Non

  21. tu podes saltar, tu podes pular...

    21 de Junho de 2010 as 14:10

    bom…agora os doentes deveriam tambem fazer a manifestação…será que seriam espancadado pelos policiais?
    Haja coração, que País é este?

  22. Jaquelino Thomas

    21 de Junho de 2010 as 14:57

    Santomenses no exterior vamos voltar ao país e ajudar a população santomense nesta luta.

    Somos os privilegiados de sair e conher como funciona outras culturas e por isso temos ponto de vista mais crítico e construtivo em relação a maioria da população que lá residem.

    Se que escrevendo estamos mostrando ao mundo nossas indignações, porém, podemos ser mais atuantes da realidade local.

  23. alberto

    21 de Junho de 2010 as 15:01

    Os ricos cortaram a agua do hospital, ta calado!! Ninguem diz nem faz nada!!

    Para os pobrinhos compra-se ramamentos alemaes para os massacrar.

    Parabens SAO TOME!

  24. Edson Neves

    21 de Junho de 2010 as 15:08

    Certamente, que se os doentes também reivindicassem seu direito à àgua também seriam punidos porque estariam pertubando a órdem pública segundo o entendimento nossa péssima Polícia que não sabe como agir.

    Saímos do regime ditatorial para o regime democrático mas infelizmente as pessoas não conseguiram absorver essa mudança.

    A nossa Polícia precisa de instrução, senão a população está perdida. Não poderá reinvindicar os seus direitos.

    Tomará cacetada sempre que manifestar pelo bom andamento das coisas. A Polícia só cumpre órdem. Seus subalternos não sabem pensar.

  25. alberto

    21 de Junho de 2010 as 15:10

    O senhor comandante da policia falou em repor a autoridade do estado!?

    Desafio-o a ir prender as pessoas que cortaram agua do Hospital e repor esta maldita autoridade do estado!!!

    Senhor Raposo deve ser uma raposa e esta ainda na mata de Madalena a procura de presa facil pra mandar pra cadeia. Para os nossos queridos delinquentezinhos nada é feito.

    Lei pra um lei pra todos!!!

  26. João Paulo

    21 de Junho de 2010 as 15:19

    Sr. Manuel Fernandes da Trindade,

    O Téla Non, não precisa de seus comentários para ter credibilidade.

    Certamente o sr.deve fazer parte daqueles que andam a massacrar o povo, por isso quer saber o nome dos leitores.

    Ajude a dignificar o país, ensine os seus amigos da Polícia a agir. Se quer punir alguém, inicie com os administradores publicos que estão no poder desde a independência e colocaram o país no Ranking dos mais miseráveis do mundo.
    João

  27. Élcio Tiny

    21 de Junho de 2010 as 15:37

    … A pois é!!!!!!

    Acham que Director Geral falava de água potável???

    Pois é, não foi, ele falava sim de Água,

    …potável é que não era, mas sim d Água ardente.

    água ardente para regar o milho, que do campo de milho, se pairava no estónago dos recidentes deste bairo a muitos anos.

    obrigado

    Élcio Tiny.

  28. Zovirax

    21 de Junho de 2010 as 16:43

    Infelizmente a história santomense vai-se fazendo de forma negativa, com dirigentes corruptos, cheios de má fé e ganância pelo poder. Eles, dirigentes não querem saber do POVO, querem que o POVO vá para inferno, usam todas as estratégias para por POVO na miséria extrema. Um governo digno que gosta do seu POVO e ama o seu país não permitir que o seu único hospital fique sem água canalizada por capricho de um grupo de indivíduos que vandalizaram a conduta que alimentava o referido hospital. Se fosse um João Coitado a desviar água para sua casa, horas depois a polícia estaria massacra-lo. Existe impunidade para os amigos e familiares dos dirigentes e injustiças para com o POVO miúdo. Os dirigentes de STP não têm vergonha, um bando de miseráveis que só se interessam pelo poder e nada mais. Não consigo perceber como é que um partido politico PCD gasta 300 mil euros para comprar jeeps para campanha eleitoral e o Hospital continua sem água.
    A culpa não é vossa! A culpa destas e outras situações é do POVO e da comunidade internacional. Ainda bem que quando chegar a hora da verdade, ninguém leva nada. Tudo fica e se transforma. A vossa hora vai chegar!

  29. manuel fernandes da trindade

    21 de Junho de 2010 as 17:49

    cencura aqui tb?

    • Mé Chinhó

      21 de Junho de 2010 as 22:43

      ABEL, EU EXIJO RESPEITO COMO SANTOMENSE. POR ISSO, SE O SENHOR MANUEL FERNANDES DA TRINDADE QUISER DESRESPEITAR O PESSOAL, PEÇO-LHE QUE NÃO DEIXE PASSAR O COMENTARIO DESSE SENHOR QUE DEVE VIVER NO CAMPO DE MILHO.
      Mé Chinhó
      Algures no inferno

  30. Téla Nón

    21 de Junho de 2010 as 18:18

    Por favor consulte na página ACERCA e verá que o seu comentário não pode ser publicado. As mormas que lá estão têm que ser respeitadas.

    • Flavio Moniz

      22 de Junho de 2010 as 19:23

      obrigo pela alerta, farei modificaçoes.
      ao menos tenho a certeza que neste mundo pequeno, alguém leu o meu comentario, aquele que saiu do meu coraçao.

  31. HUGO LIMA

    21 de Junho de 2010 as 18:23

    Zé Luís por ter mentido á um jornal devia ser demitido, até o conheço e reconheço que é um homem honesto mas se mentiu devia ser demitido isto não é casa é um país, quantas pessoas felicitou por saber que hospital já tinha água e agora não passa de um engodo francamente….
    Afinal de contas onde andam as autoridades do país? a matar os irmãos em monte macaco? a fazer campanhas? o povo e os doentes que se lixem.
    Só mesmo em STP, tenho tanto que dizer,nem sei a onde começar tudo isso não passa de uma incompetência generalizada. de topo a base.
    Meus senhores um estado de aproximadamente 170.000 habitantes com apenas um hospital não conseguem resolver o problema básico, o que conseguirão resolver meus caros governantes… tristeza… devíamos sair a rua todos os dias, comunidade internacional não sabe dessas situações isso é inadmissível.
    Que São Tomé poderoso tenha piedade de nós.

  32. ZUMBAKUÊ/JOFERLY

    21 de Junho de 2010 as 20:19

    Depois desta notícia, alguma medida deve ser tomada. Os leitores têm comentado acerca da falta de água. Mas há uma questão que está a ser esquecida por muitos e que está bem visivel no texto do jornalista. É a qualidade da água. Alguém já questionou da qualidade daquela que é transportada pelos bombeiros? De facto é preocupante. MAIS UMA VEZ ALÉM DA FALTA DE ÁGUA, MAS SIM UM PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA.Já pensaram que o raciocínio vai ao encontro do défice existente, mas quando se vê uma pinga esquece-se da sua proveniência? Inem nguê muê, se essa água não foi analisada de acordo com as normas, plugá muntu ôôô. Já pensaram no surto que ocorreu à algum tempo atrás? Foi identificado o agente causador? Caso afirmativo foi com o recurso aos países amigos. Não é tempo de s.tome e príncipe estar munido de bons laboratórios e não só?
    Bem, penso que estou a desviar da questão fulcral….ÁGUA SIM, MAS COM QUALIDADE.
    Fuiiiii

  33. NELSON NA MAIOR

    21 de Junho de 2010 as 20:40

    olha até k ponto São Tomé chegou. oh povo sãotomensse,antes de trocar o vosso voto por uma ou duas cervejas e viver nestas condições durante 4 ou 5 anos e esqueser o melhor para futuro de vossos filhos,é melhor acabar com a eleição em ´São Tomé e deixar esses senhores mandarêm até fim das suas vidas. Nunca vi isso em nmenhum país do mundo excepto São Tomé de RADIQUE MENEZES, RAFAEL BRANCO,DELFIN NEVES, ETC.

  34. ZUMBAKUÊ/JOFERLY

    21 de Junho de 2010 as 20:56

    Sem querer ser presunçoso, deixo aqui alguma informação para os leitores mais curiosos. Garanto que não fui eu que inventei.. Foi uma singela pesquisa, com base nos parcos conhecimentos que tenho na matéria:
    As águas destinadas ao consumo humano (p. ex. para beber ou para utilizar na produção, lavagem ou mesmo na cozedura de alimentos) estão muitas vezes sujeitas a contaminação, directa ou indirecta, por águas de esgotos ou por excrementos provenientes de outra origem (p. ex. de animais). A presença nas águas de microrganismos patogénicos provenientes de matérias fecais pode originar uma série de doenças infecciosas causadas por bactérias, protozoários ou vírus, representando um risco para a saúde humana. Esta é a principal causa da ocorrência de epidemias, principalmente em países onde as infra-estruturas e os cuidados sanitários e os cuidados de higiene pessoal são insuficientes ou inexistentes.
    Para proteger e salvaguardar a qualidade da água e, por conseguinte, a Saúde Pública, é essencial realizar quer a purificação das águas destinadas ao consumo humano quer o tratamento das águas residuais contidas em esgotos, antes da sua devolução ao ciclo natural da água. Para ser adequada para o consumo humano, a água deve respeitar um número elevado de exigências quer sensoriais ( ex. cor, turbidez, cheiro, sabor), quer químicas ( ex. ausência de produtos químicos potencialmente nocivos, como pesticidas, adubos, iões de metais pesados) quer biológicas ( ex. ausência de microrganismos patogénicos).

    A detecção de microrganismos patogénicos constitui a prova mais directa de uma contaminação perigosa das águas. Contudo, estes microrganismos, quando presentes, existem normalmente em escasso número e, frequentemente, encontram-se num estado viável mas não cultivável em meios laboratoriais conhecidos. Para além disso, são normalmente pouco estáveis fora do organismo hospedeiro. Assim, como indicação de poluição potencialmente perigosa, recorre-se à detecção individual de certos microrganismos comensais de origem intestinal, quer humana quer animal, designados microrganismos indicadores. É o caso de bactérias pertencentes aos grupos dos coliformes e dos enterococos fecais e do género Clostridium. Estas bactérias indicadoras não são, em si próprias, perigosas, mas revelam a existência de uma contaminação fecal da água e, consequentemente, a possibilidade de estarem presentes bactérias patogénicas. Assim, para uma água ser considerada potável do ponto de vista microbiológico, nenhuma destas bactérias indicadoras deve estar presente em 100 mililitros de água analisada, no caso de se tratar de água fornecida a partir de uma rede de distribuição, ou em 250 ml de água analisada, caso se trate de água engarrafada .

    Coliformes
    Aproximadamente 10% dos microrganismos presentes no intestino de mamíferos, incluindo a bactéria Escherichia coli, pertencem ao grupo dos coliformes, pelo que estes têm sido usados como microrganismos indicadores da qualidade bacteriológica da água. Este grupo é constituído por espécies bacterianas pertencentes à família Enterobacteriaceae. São bactérias Gram-negativas, em forma de bastonete, oxidase-negativas, não esporuladas, capazes de crescer em condições aeróbias ou anaeróbias facultativas, em meio de cultura selectivo contendo sais biliares. Sintetizam a enzima ß-galactosidase e têm a capacidade de fermentar a lactose, com produção de ácido e gás (pelo que são descritas como lactose-positivas), a 35 ± 2ºC. Os géneros principais que fazem parte do grupo dos coliformes são: Escherichia, Klebsiella, Enterobacter, Serratia, Citrobacter e Edwardsiella. Contudo, algumas bactérias coliformes são saprófitas no solo e podem também proliferar na superfície de plantas e passar depois para a água, sem ocorrência de contaminação fecal, sendo designados por essa razão por coliformes atípicos. É o caso da espécie Enterobacter aerogenes e de espécies pertencentes aos géneros Serratia e Citrobacter.
    Pelo contrário, outras espécies, como por exemplo a Escherichia coli, vivem exclusivamente no intestino de animais de sangue quente e estão incluidas no grupo dos coliformes fecais. Estes não permanecem viáveis na água ao fim de poucas semanas após terem abandonado o intestino, pelo que a sua presença pode ser indício de contaminação fecal recente da água. A maior parte das bactérias coliformes fecais apresentam as propriedades dos coliformes indicadas no parágrafo anterior e, além disso, são termotolerantes com capacidade para crescer e fermentar a lactose, com a produção de ácido e gás, quando incubadas à temperatura mais restritiva de 44,5 ± 0.5ºC.
    Assim, com vista à avaliação da qualidade bacteriológica de águas, cada amostra de água é sujeita inicialmente à análise presuntiva da presença de bactérias coliformes totais (onde estão incluídos tanto os coliformes fecais como os coliformes atípicos) com base na capacidade para fermentar a lactose, com produção de ácido e gás, a 35±2ºC. Sempre que sejam detectados coliformes totais, a água deve ser pesquisada relativamente à presença de coliformes termotolerantes. Contudo, a análise da qualidade da água com base na pesquisa de coliformes termotolerantes pode ser difícil de interpretar. Por exemplo, já foram isoladas bactérias coliformes termotolerantes a partir de amostras ambientais, mesmo na ausência aparentemente de contaminação fecal. A espécie Escherichia coli, que é o coliforme termotolerante predominante nas fezes de humanos e animais, constitui pois o indicador mais seguro de contaminação fecal das águas. Por isso, torna-se frequentemente necessário confirmar a presença de E. coli entre as bactérias lactose-positivas isoladas a 44,5 ± 0,5ºC a partir de uma dada amostra de água, o que é conseguido com base, por exemplo, na realização de testes bioquímicos, fisiológicos e/ou moleculares específicos.

    Os enterococos fecais são espécies bacterianas normalmente presentes no intestino dos mamíferos. Resistem somente alguns dias fora do habitat intestinal. Servem pois como indicadores de poluição fecal muito recente de origem animal ou humana. Estão incluídas neste grupo as espécies Enterococcus faecalis e Enterococcus faecium (encontram-se normalmente nas fezes de origem humana), assim como as espécies Enterococcus gallinarium, Streptococcus bovis e Streptococcus equinus (estas últimas ocorrem predominantemente nas fezes de aves e de animais). São bactérias Gram-positivas, não-esporulantes, capazes de crescer em condições aeróbias ou anaeróbias facultativas, em meio de cultura selectivo, contendo maltose ou lactose como fonte de Carbono e energia, e a azida de sódio para inibir o crescimento de bactérias Gram-negativas (como é o caso dos coliformes). Têm a capacidade específica de fermentar a maltose e lactose, com produção de ácidos orgânicos e acidificação do meio de cultura, a 37ºC. Esta propriedade é usada na sua detecção.

    Clostridium perfringens
    As bactérias pertencentes à espécie Clostridium perfringens são anaeróbias obrigatórias, realizando a redução de sulfito a sulfureto. São, por isso, também conhecidas por clostrídios sulfito-redutores. Esta espécie é importante como indicadora de contaminação fecal da água, pois está normalmente presente nas fezes humanas e de animais e, na forma de endósporos, apresenta uma resistência muito elevada aos tratamentos de potabilização da água baseados na desinfecção pelo cloro. Os endósporos produzidos por estas bactérias podem sobreviver na água por um período muito mais longo do que as bactérias não-esporulantes de origem fecal (por exemplo, coliformes ou enterococos fecais). O interesse da sua pesquisa reside, pois, na identificação de uma poluição fecal antiga ou intermitente na água. Outras espécies pertencentes ao género Clostridium são agentes de doenças infecciosas muito graves (p.ex., o tétano é causado por C. tetanis e o botulismo por C. botulinum).

    Espero não ter dado uma grande seca….
    Fuiiiii

    • Mé Chinhó

      22 de Junho de 2010 as 22:20

      NEM IMAGINAS A SECA QUE APANHEI, MAS TA SE BEM.SO NÃO ENTENDI OS TERMOS QUE SÃO DEMASIADOS TECNICOS

  35. fiáfluta

    21 de Junho de 2010 as 21:12

    Boa noite senhores, acabo de abrir a pagína tela non. Esperava encontrar na primeira pagina om pedido de dimissão da dierecção do hospital e o senhor Ministro.

    Deixo um recado aos meus compatriotas perante tamenha vergonha. Atenção, se tomarem banho durante a campanha é melhor não ficarem doentes para não baixarem no Aires de Menezes.
    Eles assim que ganharem o hospital ficara sem água.

  36. Adilson Pinto

    22 de Junho de 2010 as 1:31

    nao passo por ca para fazer comentarios a essa pouca vergonha. porque realmente nao ha nome que se pode atribuir a essa calamidade. so quero fazer uma pergunta.
    ” As armas alemas compradas pela policia nacional, seriam elas realmente uma prioridade?” por favor dirigentes, governam com cabeca e coracao e nao com olhos e bolsos.

  37. Fernanda Alegre

    22 de Junho de 2010 as 10:26

    fogo é demais e muito vergonhoso, o hospital nacional sem água é desumano. Que coisa até parece filme de cinema, isto é bom demais eu n sei o que mais os santomenses vão ficar a espera que aconteça para tomarem uma atitude.

  38. lvingada

    22 de Junho de 2010 as 11:00

    Afinal,quem diz a verdade.O sr.rafael,o jose luis,ou a realidade/

  39. Zoze love

    22 de Junho de 2010 as 12:06

    Tudo se confirma.

    Como dizia, estamos no “Pais dos Brinquedos” e verdade que cada um vem fazer de conta que esta a trazer soluc. para os problemas de S.Tome.

    Acho que ha muitos seguidores de Nodi e Sempre em Pe e os outros personagens. Estamos a aproximar campanha, teremos que mudar esse estado de coisas. Chega de fazer de conta que estamos a Governar o Pais.

  40. Sousa

    22 de Junho de 2010 as 15:36

    Façam referendo e optem por ser regiao autonoma Portuguesa, talvez ajudasse e cá entre nós ..os portugueses amam Sao Tome e Principe. Mantenham autonomia e tornem-se membros da uniao europeia. Ao MENOS AJUDAVA O POVO !

  41. jaka doxi

    22 de Junho de 2010 as 17:43

    Afinal andaram a mentir o povo? Que vergonha.
    Por este andar só me resta dizer o seguinte.
    Tanto o director do hospital como o Ministro da tutela deveriam demitir-se e pedir desculpas aos Santomenses.
    Tenham uma vez na vida vergonha pelo mal que estão a fazer a este povo.

  42. Flavio Moniz

    22 de Junho de 2010 as 19:15

    Antes de tudo, quero pedir desculpas àqueles que no meu comentario offender.

    Eu, Flavio Moniz, fico indignado, injustiçado estupefado quando vejo, e encaro essa situaçao do pais que me viu nascer.
    Sinceramente, é de chorar de tristeza. Agora entendo o porquê que Deus nao deu poder aos homens, porque se eu tivesse o poder… Eles ”os da elite” nao durmiriam nem uma noite… Ao menos se pudesse ser feiticeiro…. ai meu Deus, por vezes tenho vergonha do meu pais, por causa dos dirigentes incompetentes e falsos que temos…para por aqui, para que ninguém saiba que os meus colegas nao vejam esta noticia… Amem

    • Mina tlindaje

      24 de Junho de 2010 as 10:11

      Flávio, não é estupefado, mas sim estupefacto! Entendeste?

  43. Flavio Moniz

    22 de Junho de 2010 as 19:32

    Depois, de ter feito um comentario, que respeitava as normas estabelecidas pelo tela non, decidi fazer um comentario mais ao nivel, para o tal, tive que tomar dois calmantes, porque depois de ter lido a noticia sai do meu estado normal…
    Mas desta vez so tenho uma coisa a dizer, Homé ca manda cu tempo, dêçu so ca manda pa semple. Amem

  44. Helves santola

    22 de Junho de 2010 as 21:25

    ahahahaha, só pra rir mesmo, que vergonha de governo hein!!! Muita coragem minha gente!!!! É preciso muita vergonha na cara pra andar a fazer essas coisas……….!!

  45. Bili Uê

    23 de Junho de 2010 as 5:08

    Interromper o fornecimento de água potável ao Campo de Milho já!

    (Deixe sua avaliação positiva como forma de manifesto)

    Saudações

  46. Bili Uê

    23 de Junho de 2010 as 5:14

    Interromper o fornecimento de água potável ao Campo de Milho já!

    (Deixe sua avaliação positiva como forma de manifesto.)

    Saudações

  47. elnis

    23 de Junho de 2010 as 8:53

    Mais uma obrigado por esta oportunidade para poder comentar algo sobre o meu país.
    Digo isto que seria uma falta de respecto por parte dos nossos dirigentes que estao a aproveitar da pacividade do povo santomense. Mesmo chefe do governo anda aqui a dizer nas suas campanha que o Hospital ja tem agua, agora pregunto onde estão os deputados que o povo elegeu, a sociedade civil e outros mais?
    Os santomense tem que ganhar conciencia e tentar inverter esta cituação atravez das eleições.

  48. tiago

    23 de Junho de 2010 as 12:51

    NAO SEI NEM O QUE DEZER SOBRE ESSE ASSUMTO,SO SEI QUE ESTAMOS MINTO MAL SE CONTINUARMOS ASSIM

  49. catarina

    23 de Junho de 2010 as 13:40

    Humbah volta pra S.Tome precisamos de ti em S.Tome, porque os que estao aqui n dao a cara pra nada…Afinal o Hospital n tem agua e o nosso povo vai votar nesses sem vergonha…

  50. jose soares de barros

    23 de Junho de 2010 as 14:27

    Oh povo abra bem os olhos estamos fartos de mentira,gente sem escrupulo aproveitando da pobreza do povo vendendo gato por lebre enganando todo o mundo,com falsas garantias da exitência da água canalizada no hospital,sabendo que água é fundamental na higiene, limpeza cozedura de alimentação.
    Vem um incompetente dizer que já água no hospital quando é mentira ponha lugar á disposição(diretor geral,e diretor de serviço de hospital).
    Sr 1º Ministro tome medidas para repor a ordem de corte de água no hospital,envie polícia ou militares de modo que a água siga o seu caminho normal tal e qual como fez no Monte Macaco.
    Mas estou solidário com individuos do Monte Macaco porque teem direito a este liquido precioso e a electricidade.
    Só os pobres é que são penalizados e agredidos pela força bruta da polícia mal preparados esquecendo-se que os seus familiares encontra-se em pé igualdade como os outros.
    Sr 1º MInistro se é incomptente ponha também o seu lugar a disposição não fique agarrado ao poder que a partida não tenho nenhuma dúvida.

  51. Faustino

    25 de Junho de 2010 as 0:57

    Fico constrangido quando me deparo com noticias como esta.O unico hospital do pais nao tem agua. Meus caros, a culpa ja nao e dos governantes, a culpa e do povo santomense, penso que ja esta na altura do povo abrir os olhos e punir estes terroristas que tem governado o nosso pais. Ate onde isto vai chegar….

    Bem haja.

    Nota: A falta de acentuacao deve se ao facto de uso de um PC com sistema britanico.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo