Direcção dos Recursos Naturais prova que a mentira da Administração do Hospital Ayres de Menezes tem pernas curtas

No passado dia 19, o Administrador do Hospital Ayres de Menezes Abel Viana confrontado com a falta de água no Hospital, apesar de terem anunciado que o problema já estava resolvido, disse que o depósito de água estava cheio, e que apenas estavam a espera que o líquido fosse submetido a análises pela Direcção dos Recursos Naturais. Lígia Barros Directora do sector desmente.

No dia 10 de Junho a Direcção Geral do Hospital Ayres de Menezes, garantiu que «com a intervenção mais séria do governo, tomou-se um ramal de água da doca de peixe para o hospital. Portanto água já é realidade em todos os pavilhões do hospital. Temos água em 80 a 90% das instalações do hospital», palavras do Director Geral José Luís.

No dia 19 de Junho, a imprensa independente, constatou no hospital Ayres de Menezes que a crise de água não tinha sido resolvida. Ainda são os bombeiros que abastecem alguns serviços do hospital com água transportada algures no país. O Administrador do Hospital Abel Viana, confrontado com a imprensa, justificou que «água da Doca vem e entra no depósito e a água corrente também entra no depósito que está cheio. Agora para a utilização estamos a espera que a direcção dos recursos naturais faça análise a água», disse Abel Viana.

No dia anterior 18 de Junho, numa intervenção pública na Televisão São-tomense, o Primeiro-ministro Rafael Branco, disse que «Pusemos água no hospital Central». Talvez o chefe do governo terá feito tais declarações com base no anúncio de 10 de Junho do Director Geral do hospital Central.

No entanto a Directora dos Recursos Naturais, Lígia Barros, tomando conhecimento das declarações proferidas pelo administrador do Hospital Central, segundo as quais a água da Doca estava armazenada no depósito do hospital Central, aguardando apelas a realização de análises, trabalho que deveria ser feito pela direcção dos recursos naturais, Lígia Barros, chamou a imprensa par desmentir Abel Viana. «Do hospital Central a Direcção dos Recursos Naturais, não recebeu nenhum pedido para análise da qualidade da água. Temos uma estação montada a nível da capitação. É água tratada», declarou a directora dos recursos naturais.

Lígia Barros, explicou ainda que desde Maio passado, que a sua direcção em parceria com uma empresa privada de construção civil, realizou trabalhos no sistema de adopção de água da Doca de Peixe, desviando-a para o hospital central. O trabalho ficou concluído mesmo em Maio.  «Começou-se a bombear água da Doca para o Hospital de acordo a quantidade de água que tínhamos neste reservatório», precisou a directora dos recursos naturais.

Certo porém é que a água da Doca ainda não chegou as torneiras do hospital Ayres de Menezes. Direcção dos Recursos Naturais, considera que o problema poderá estar relacionado com a degradação do sistema interno de distribuição de água no hospital Ayres de Menezes.

Note-se que há cerca de 3 meses atrás, uma empresa privada são-tomense, a AFROTUBOS, contratada pelo estado para realizar obras de reabilitação de toda a rede de distribuição de água no hospital Ayres de Menezes, acabou por abandonar o trabalho, porque o estado não estava a pagar o custo da obra.

A tal empresa tinha recorrido a empréstimo bancário para avançar a obra, a contar que o estado iria pagar o que deve, e desta forma ajustar as contas com o banco. Certo é que o governo não estava a pagar o contrato, e a empresa estava a beira da falência, com o banco a exigir o pagamento do crédito, ou a penhora dos seus bens.

Água no hospital central, é uma novela que vai produzir ainda muitos episódios.

Abel Veiga

  1. img
    Mé Chinhó Responder

    É SEMPRE ASSIM…DIRECTOR DO HOSPITAL DEVIA PAGAR POR MENTIR AO POVO, MAS COMO ESTAMOS EM STP E SOMOS TODOS PRIMOS É QUE DÁ NISSO…GOVERNANTES SEM VERGONHA

    • img
      jaka doxi Responder

      Meus senhores o Abel Viana está mais preocupado com a sua farmácia situada na Trindade do que com o nosso Hospital Central.
      É esta a verdade que tem que ser dita.
      Fui.

    • img
      Tomé Nado Responder

      Afinal o que é que esta passando com a água do nosso único hospital que temos? A água foi ou não roubada para o bairro do campo de milho? E fácil encontrar-se bode expiatório para os verdadeiros problemas desse povo que se encontra desesperado. Isso foi uma táctica muito utilizada durante o tempo da velha senhora. Porque é que agora o hospital exige análise da água quando sabe de antemão que não reabilitou a rede interna de conducta da água? O sr administrador do hospital, Abel Viana, sabe muito! O sr dr Zé Luis e o seu ministro Arlindo Carvalho são uns cambadas de mentirosos e incompetentes. E pos isso que o sr Rafael Branco quer que este povo vote mais uma vez no seu partido MLSTP para continuarmos sem água, sem luz, sem junta médica, sem emprego, etc, etc. Queremos outra cara. Queremos sim agora uma mulher como a enga. Ligia Barros para Primeira Ministra. Ela tem coragem, da cara e esta pronta para enfrentar esses mafiosos.

  2. img
    ZUMBAKUÊ Responder

    Ainda bem que a srª tem a coragem de dar a cara e desmitificar tal mentira. É uma atitude corajosa, pois como deve saber as responsabilidades de garantia poderão cair sobre sí e a instituição que dirige.Não tenha medo.Alicerce-se em documentações que lhe permita defender que a hipotética água não respeita as premissas que garantam a sua utilização. Pode ser que tenham mais cuidado e deixem de mentiras. Quanto ao srº1º minstro, antes de proferir declarações enganosas, deverá consultar entendidos na matéria e não cingir-se em factos de “boca-boca”.
    Essas coisas têm que ter validade cintífica e não meros palpites. Aonde andam os entendidos na matéria. Ou não são ouvidos!. Já é altura de começarmos a fazer coisas sérias e deixarmos de brincar ao faz de conta.
    MUNGUUU ÊÊÊÊ…………KUAIIIII?????

  3. img
    Zé Cangôlo Responder

    ACHO QUE A QUESTÃO NÃO ESTÁ NO DIRECTOR QUE É MAIS UM PEÃO, ESTÁ NO TABULEIRO QUE JÁ ESTÁ CADUCO E DEVE SER MUDADO. ACHO QUE NESTA FARSA EXISTE MATÉRIA SUFICIENTE PARA O MINISTÉRIO PÚBLICO, EM NOME DO POVO, DEDUZIR UMA ACUSAÇÃO CONTRA O ESTADO E NÃO DEIXAR QUE OS BASTARDOS QUE SE APODERARAM DO NOSSO PAÍS APROVEITEM-SE DA NOSSA DESGRAÇA COLECTIVA PARA ENGANAR-NOS.
    NÃO TENHAMOS ILUSÕES, ISTO SÓ MUDA QUANDO NÓS EXERCERMOS O NOSSO PAPEL, CONVIDO-VOS A QUE O FAÇAMOS.

    • img
      Zé Piqueno Responder

      Pô Zé Cangôlo.
      Çê deve estar de Brincadeira neh…

      como queres que o Ministério Publico acuse o governo, se a nossa democraçia é meio fantoche???

      Própio governo manda em tudo…..

      Quando tivermos uma democraçia verdadeira, quem sabe as coisas mudem

  4. img
    fiáfluta Responder

    Abel Viana! O individuo sempre foi preguiçoso comodista. tem muito jogo de cintura.

    Mandem o homem para reforma.

    • img
      jaka doxi Responder

      Meu caro “folha de fruta” não se esqueça que o Abel Viana estudou na escola dos preguiçosos dirigida por Pinto da Costa.
      É nesta dita escola que muitos dos seus amigos aprenderam a ser preguiçosos e a viver a custa dos outros.
      Admira-me como é que o senhor critica Abel Viana e Apoia o regresso ao poder do chefe da quadrilha dos preguiçosos.
      Fui.

  5. img
    "Nós por cá e a nossa Maneira" Responder

    ….bom….isto tudo é uma saldanhada……….agora entramos na fase do …disse que não disse….do fez que não fez……… e o que é que isso nos interessa??????

    ……..o povo não quer saber disso para nada……..queremos é o problema das águas resolvido………os utentes do hospital ainda continuam a não ver a cor da água em algumas torneiras………………

    …….. queremos uma solução urgente, urgentissima……..se fosse eu a mandar(graça a deus que não sou)……. e num pais serio……já estariam todos dimitidos, por incompetencia absoluta…………

    ………..meus senhores, resolvam o problema de uma vez por todas, deixem-se lá de justificações………!!!!!!

  6. img
    Assuncao Responder

    Pois ‘e pois ‘e, j’a repararam k so poderia ser uma Sra para dar a cara e desmentir esse facto!? Nota 10 para Eng Ligia Barros, ‘e certo k ha mais gente ai capaz do zeloso e exemplar acto, ‘e preciso ter coragem e firmeza para estes desafios.
    Sr. Director do hospital ainda nao se demitiu?
    Sr. 1 Ministro, estamos desapontados, entao ha dinheiro para viagens e muitas vezes para pagar subsidios de deslocacoes ja subsidiadas, e nao ha dinheiro para pagar obras la dos canos e das coisas no hospital!? Vamos ser mais rigorosos com a gestao da coisa publica, so lhe fica bem se inteirar bem deste vergonhoso episodio e chamar a imprensa e dizer algo acerca. At’e parece k andam todos nas nuvens!!?
    Com cumprimentos.

  7. img
    socrates Responder

    se os mentirosos pagasem imposto por mentir, o estado teria dinheiro soficiente para resolver todos os problemas do pais

    • img
      jaka doxi Responder

      Obrigado Socrates.
      O problema é que os nossos dirigentes esquecem que a mentira tem perna curta.

  8. img
    JACADOXI Responder

    É INACEITAVEL , QUE ATE A PRESENTE DATA AINDA SE OUVE FALAR SOBRE ESSE ASSUNTO QUE DEVERIA TER SIDO RESOLVIDO, DESDE A PRIMEIRA SEMANA. É CASO PARA DIZER QUE O SR.RAFAEL BRANCO E SEUS COMPARSAS ESTÃO MAIS PREOCUPADOS EM COMO IR PARA ESTADOS UNIDOS LEILOAR OS BLOCOS, EM COMO PEDIR DINHEIRO EMPRESTADO AO BRASIL E CAMUFLAR, EM COMO VENDER A ENCO SEM CONCURSO PUBLICO,SÓ PRA CITAR ALGUNS ASPECTOS MAIS CALAMITOSOS AINDA MAIS QUANDO O GOVERNO NÃO É LIGITIMO TDO MUNDO SABE. É UMA PENA MEU POVO MINHA GENTE, É UMA PENA.
    UM PRIMEIRO MINISTRO QUE VEM PRA MICROFONE PUBLICO FALAR DE UM ASSUNTO TAO PROPALADO, AINDA MAIS PRA DAR UMA INFORMAÇÃO INFUNDADA , É CASO PARA DIZER QUE ELE NÃO ESTA NADA PREOCUPADO COM A QUESTÃO. O UNICO HOSPITAL DO PAÍS!!!? ATÉ QD ESSE POVO VAI CONTINUAR SOFRENDO NAS MAOS DESSE HOMEM, HA 35 ANOS QUE ELE É DIRIGENTE NO PAIS. E ESSES IDIOTAS DE MLSTP NÃO CONSEGUEM ALGUEM MAIS COMPETENTE ALI!!!. AONDE QUE FOI O POSSER , E OS OUTROS DÊM CARA E SALVEM ESSE POVO MINHA GENTE , FAÇAM ALGO. PORQUE ESSE SENHOR SÓ PODE SER PHD EM IMCOPETENCIA,
    BILI UÊ POVO, BILI UÊ, PORQUE AXI FÁ NÓN ÇA LUMADU

  9. img
    Cacau Responder

    Parabéns a Dr Ligia Barros pela coragem. Abel Viana? Nao vale a pena, este também faz parte da quadrilha do Anastacio. 1 dia a quadrilha vai ser desmantelada. Agora vejam só, ao invés do estado nos ajudar, ainda piora tudo, sacrificando as empresas, como é o caso do Afrotubos, deixando-o a beira de falência, porquê? Porque nao pagam como consta no contracto? Quantas empresas estado esta dever? Devemos fiar ao estado? Aproveitem e vejam as dividas com as empresas, são elas responsáveis pelo crescimento do pais. Empresas com capital, é sinônimo de mais investimentos e empregos. Paguem o q devem.

  10. img
    fiáfluta Responder

    Meus irmãos, Ligia teve berço.

  11. img
    Jose Duarte Responder

    Santomenses, o maior problema desta grande nacao e o facto dos politicos pensarem que sabe tudo e apostam em abafar os entendidos na materia. Este e mais um exemplo classico. O man Rafa ja foi ministro de “tudo” e por onde passou deixou marcas de incompetencia, cinismo,aldrabice, malabarice etc. Oh Abel Veiga essas palavras nao sao ofensas, mas sim pura realidade.
    Ze Duarte

  12. img
    Gilberto Responder

    Caro Abel Veiga, será que a Sra. Engª disse mesmo “capitação” porque esse termo nada tem a ver com distribuição nem condução de água!? E, não se trata de adopção de água mas sim adução!

    Já estamos fartos de disse que não disse nessa história, só não entendo o que a sociedade civil organizada nesse país está a espera para pressionar o Ministério Público ou a Assembleia Nacional de modo a enquadrar o governo ou a própria EMAE no seu devido lugar quanto a essa questão, porque esse “lengá lengá” todo não resolve o problema, vai é prolongar a situação.

    Queremos é pratica ou seja acções para resolver isso de uma vez por todas!

    Abel Veiga, porque você como Jornalista e são-tomense não reúne provas e enfrenta esse bando de “carrascos” junto ao Ministério Público, já vi vários casos de jornalistas que reuniram provas através de jornalismo investigativo e apresentaram queixas junto ao MP. Porquê isso não ocorre em STP!!? Queiram ou não, estamos num país democrático!

  13. img
    Leopardo Responder

    Sr. Ligia Barros … Se a Senhora fosse competente deveria fazer análise da água antes de colocar no Hospital …. portanto deixa de critica e faça o seu trabalho…

  14. img
    Moreno Responder

    pessoalmente nao acredito em nenhum deles.tanto o diector do hospital , tanto esta senhora. resumindo tudo isso, sao todos uns fracos inuteis.ha gente no pais com mais garras porque nao deixar-los. nao brinquem com o povo por favor e nao venham aqui buscar protagonismos porque nao ha

    • img
      jaquelino Thomas Responder

      Está senhora faz parte deste tabuleiro que precisa ser mudado. Ela é diretora vitalissa. Adsministra’há anos este setor ela é deus ninguem pode falar nada. Por isso Não vejo nada de mais que ela está fazendo em desmentir, fez a sua obrigação como servidora pública. Já está na hora da Lija deixar o cargo já está podre de dinheiro.

  15. img
    Pleto Responder

    Bem Bem se um governo/Camara municipal(se é que existe) nao consegue solucionar o problema de “uns canos de água” entao vao resolver o que no país!!!!! Parece que é mais fácil o governo lidar com blocos de petroleo porque é so vender e ter cash no bolso, agora resolver problemas tecnicos e mais profundos que um País precisa isso ja vimos que nao conseguem.

  16. img
    YOAVI LADY DOS SANTOS Responder

    OS santólas são muito egocentricos,é mesmo assim são erros da história,todos ficamos marcados tanto por termos feito ou mal, o tempo encaregará de marcar diferença na história santomense porque considero um disrespeito totalpor parte dos diregentes santomenses, o paiz está a deuz dará sem norte sem rumo, porque diregentes que não se apercebem que sem luz, sem uma boa rede de saúde não havera disenvolvimento então, estamos a construir edificios sem os alicersses. mesmo mau.

  17. img
    YOAVI LADY DOS SANTOS Responder

    É muito engraçado haver provas pra tudo neste, mas nunca é feita a justiça palhaçada total no pais onde todos são doutores néh?ganhem juizo pah!

  18. img
    Jeka Responder

    Investiguem também sobre os equipamentos que se encontram nas gavetas e armários do Hospital Dr. Ayres de Menezes.
    Investiguem sobre o processo de aquisição de medicamentos, reagentes e acessórios. Os protagonistas dessas compras têm relações muito duvidosas com fornecedores no estrangeiro, que numa área tão sensível como equipamentos hospitalares, não dão formação ao pessoal santomense. mas em contrapartida pagam comissões e luvas chorudas aos responsáveis do hostipal.
    Quando os responsáveis do hospital reclamam falta de condições é uma falsa questão. Investiguem por favor. O ministério público devia investigar. Há claro conflito de interesses relativamente aos proprietários e gestores da farmácia do Hospital e a farmácia Irmãos Viana na Trindade. Afinal de contas nós pagamos impostos e não podemos aceitar que meia dúzia de pessoas se vão enriquecendo às custas de todo um povo.

Deixe um comentario

*