Fauna de São Tomé e Príncipe é uma das mais ricas do mundo

É uma verdade provada cientificamente. A Bird Life International, instituição norte americana vocacionada para preservação das aves, é quem o diz, após a realização de um estudo detalhado que provou existir nas duas ilhas aves únicas no mundo.

O dia em São Tomé e Príncipe nasce ao som do cântico das aves. Na capital do país a música das aves é branda, mas no interior é mais forte. O Tluqui Sun Deçu, é a designação vulgar de uma das aves que bem cedo anuncia aos são-tomenses o nascimento do novo dia.

É um dos exemplos da riqueza da fauna são-tomense, agora comprovada cientificamente pela Bird Life International. Estudos realizados pela Associação dos Estados Unidos de América, vocacionada para preservação das Aves, confirmam que a fauna são-tomense é rica e singular no mundo. «São Tomé tem número de aves endémicas na verdade única que só existe em São-Tomé, que é muito elevado tendo em conta que é uma área tão pequena não se previa que existiam aqui tantas espécies únicas», assegurou a Bird Life International.

O arquipélago de 1001 quilómetros quadrados é dos poucos países do mundo com mais aves por Km2. A instituição norte americana, decidiu por isso, formar técnicos são-tomenses na preservação das espécies, sobretudo as endémicas, ou seja, que no mundo só existem em São Tomé e Príncipe. «Nós fizemos um inventário para conhecer as espécies endémicas, as espécies vulneráveis e muitas outras espécies, não só as ameaçadas pelos homens, mas as que são ameaçadas pela própria natureza», sublinhou a Bird Life International.

São Tome e Príncipe, tem 32 espécies de aves únicas em todo o mundo. Neste conjunto existem pelo menos quatro espécies mais ameaçadas no mundo. «O Anjolo, o Picasso, a galinhola ou a íris», são espécies únicas no país e que estão em vias de extinção.

A preservação torna-se fundamental, para manter viva a música ritmada das aves nas florestas de São Tomé e Príncipe.

Abel Veiga

  1. img
    lupuye Responder

    Que bom, é bom proteger mesmo antes que aconteça como aconteceu com os pombos que voavam livremente na nossa capital. Simplesmente desapareceram (ou desapareceram porque não suportaram o cheiro nauseabundo e a sujeira da capital?). Parece-me que nesse país as coisas estão de tal forma que até cães e gatos nao escapam. Comem tudo. Nao sei onde vamos parar com isso.

  2. img
    Conheça a verdade Responder

    Sim é bom ser revelado o que temos. Mesmo sendo de lamentar que tem que ser os outros a nos diserem que somos ricos. Ja é momento de aporveitomos o que temos e usa-lo para o benecicio do nosso País. Aproveitemos ja as formaçoes prometidas e enriqueçamos mais o nosso putencial turístico.

  3. img
    Emilio Pontes Responder

    Meus caros, não só a fauna como também a flora. Existe uma biodiversidade muito rica em espécies esotica endemicas.

  4. img
    Alberto Nascimento Responder

    Optimo!

  5. img
    Medeiros Responder

    Grande motivo de orgulho

  6. img
    jaka doxi Responder

    FICO ORGULHOSO EM SABER QUE NO MEU PAÍS TAMBÉM EXISTEM COISAS BOAS.
    QUE DEUS ABENÇOE ESTA TERRA E O SEU POVO HUMILDE E FAÇA JUSTIÇA CONTRA OS MALFEITORES E CORRUPTOS.

  7. img
    Madalena Responder

    Os tecnicos da Bird Life, não podem negar as evidencias, por outro lado, a ocorrencia das especies em espaços pequenos é explicada pela Teoria a BIOGEOGRAFIA das Ilhas.
    Os tecnicos de ecologia sabem isso e muito bem.

  8. img
    zuntabaué Responder

    Obrigado por este artigo. Ha muitas coisas de extrema importancia na nossa biodiversidade, e é sempre bom falar disto de vez em quando. Ora, acho que este artigo contem alguns erros que gostaria de esclarecer. Primeiro, a Birdlife International não é uma organização norte americana, mas sim (como o seu nome indica) um oganização “internacional” (ver http://www.birdlife.org). Depois, acho que o jornalista enganou quando escreveu “Associação dos Estados Unidos da America”(!)… neste caso, tal vez estava a referir-se a Associação dos Biologos Santomenses (ABS), que se dedica ao estudo destas espécies com zelo e professionalismo ha muitos anos. Logo, se estamos a falar de aves, então porque colocar a foto de um Buzio d’Obô? porque é endémico também? Finalmente, se não me engano, não são 32 especies de aves endémicas, mas sim 28 (até a data). Por favor conferir estas informações com a ABS. Não levem mal essas contribuições minhas.. é só para ajudar. Mas uma vez, obrigado por ter falado deste patrimonio. Mais artigos sobre isto são bemvindos!

  9. img
    Costa e Sousa Responder

    NAO ADMIRA QUE ALGUMAS DAS ESPECIES ESTEJAM EM VIAS DE EXTINCAO. ACONTECE QUE AS ARVORES DE GRANDE PORTE ESTAO A SER DIZIMADAS A UM RITMO ASSUSTADOR EM STP E O HABITAT NATURAL DOS PASSAROS NECESSITA DE TAIS ARVORES. A BARBARIE FOI ATE A CICADE CAPITAL COM A ELIMINACAO DOS NOSSOS “CAROCEIROS” QUANDO O QUE ELAS PRECISAVAM ERA DE PODAS PERIODICAS PARA SE EQUILIBRAREM, ALIAS COMO SEMPRE ERA FEITO ANTES DA INDEPENDENCIA, SO QUE O MAIS GRAVE E QUE NAO SE PODE DIZER NADA E APARECE LOGO ALGUM CHICO ESPERTO COM EXPLICOES ESTAPAFURDIAS. SEI QUE HA ALGUMA INDUSTRIA A VOLTA DA MADEIRA, GANHA PAO DE MUITA GENTE MAS, QUANDO JA NAO HOUVER MADEIRAS DE GRANDE PORTE? O GOVERNO TEM QUE PENSAR NA IMPORTACAO DE MADEIRA COMO MUITOS PAIZES FAZEM, POIS ESTAMOS RODEADOS DE PAISES COM GRANDES FORESTAS E QUE VENDEM MADEIRA. TENHAMOS COMPAIXAO DESTE NOSSO PEQUENO PARAIZO, SENAO, BREVEMENTE SERA TRANSFORMADO NUM INFERNO COM CONSEQUENCIAS, NAO SO PARA OS PASSAROS, MAS INCLUSIVE OS HUMANOS, SOBRETUDO AQUELES QUE NAO TERAO MEIOS PARA FUGIREM. URGE MUDARMOS DE MENTALIDADE. SAUDACOES CORDIAIS.

  10. img
    Costa e Sousa Responder

    NAO ADMIRA QUE ALGUMAS DAS ESPECIES ESTEJAM EM VIAS DE EXTINCAO. ACONTECE QUE AS ARVORES DE GRANDE PORTE ESTAO A SER DIZIMADAS A UM RITMO ASSUSTADOR EM STP E O HABITAT NATURAL DOS PASSAROS NECESSITA DE TAIS ARVORES. A BARBARIE FOI ATE A CICADE CAPITAL COM A ELIMINACAO DOS NOSSOS “CAROCEIROS” QUANDO O QUE ELES PRECISAVAM ERA DE PODAS PERIODICAS PARA SE EQUILIBRAREM, ALIAS COMO SEMPRE ERA FEITO ANTES DA INDEPENDENCIA, SO QUE O MAIS GRAVE E QUE NAO SE PODE DIZER NADA E APARECE LOGO ALGUM CHICO ESPERTO COM EXPLICOES ESTAPAFURDIAS. SEI QUE HA ALGUMA INDUSTRIA A VOLTA DA MADEIRA, GANHA PAO DE MUITA GENTE MAS, QUANDO JA NAO HOUVER MADEIRAS DE GRANDE PORTE? O GOVERNO TEM QUE PENSAR NA IMPORTACAO DE MADEIRA COMO MUITOS PAIZES FAZEM, POIS ESTAMOS RODEADOS DE PAISES COM GRANDES FORESTAS E QUE VENDEM MADEIRA. TENHAMOS COMPAIXAO DESTE NOSSO PEQUENO PARAIZO, SENAO, BREVEMENTE SERA TRANSFORMADO NUM INFERNO COM CONSEQUENCIAS, NAO SO PARA OS PASSAROS, MAS INCLUSIVE OS HUMANOS, SOBRETUDO AQUELES QUE NAO TERAO MEIOS PARA FUGIREM. URGE MUDARMOS DE MENTALIDADE. SAUDACOES CORDIAIS.

Deixe um comentario

*