Vítimas do primeiro recenseamento geral da população e da habitação exigem indemnização

Tudo aconteceu em Agosto de 1979. Alguns cidadãos nacionais foram detidos e espancados por não concordarem com o processo de recenseamento geral da população. Talvez por falta de esclarecimento, populares de algumas localidades consideravam o recenseamento como mais uma tentativa de contrato dos nativos para alguma empreitada.

A história do primeiro recenseamento geral da população e da habitação realizado em 1979, demonstra como é que recalcamentos do passado podem influenciar negativamente no presente dos povos. Um processo importante para qualquer país, mas que acabou por gerar contenda e intervenção forte das forças de segurança em São Tomé e Príncipe.

Em Agosto de 1979, deu-se início pela primeira vez ao recenseamento da população e da habitação no país que tinha sido independente em Julho de 1975. T-shirt de sensibilização da população foi distribuída mas, o esclarecimento não terá sido suficiente. Populares de algumas localidades como Santana, Otótó, Cabalu Môlê-Trindade, António Soares, etc, decidiram que não seriam recenseados, porque consideravam que trata-se de mais uma tentativa de contratar os nativos para algum trabalho forçado.

Recalcamentos que têm origem no massacre de 1953. Os são-tomenses não aceitaram trabalhar como contratados e por isso mesmo foram barbaramente torturados pelo regime colonial. Aliás até os dias de hoje o termo “contrato”, não é bem recebido por muitos são-tomenses. Mesmo quando se fala por exemplo de contrato de trabalho.

Certo é que em 1979, o tal estigma do contrato, provocou rebuliços em São Tomé, quando estava em causa a implementação de um processo fundamental para o jovem estado, o recenseamento da população.

Populares resistiram ao senso da população, e o regime da altura reagiu de forma musculada. Muitos populares foram detidos e espancados. Senhor Bento uma das vítimas do senso disse segunda-feira numa reunião das vítimas em Santana, que ficou detido durante 12 meses.

Foi espancado pela antiga polícia política, designada Segurança do Estado. A semelhança do senhor Bento outros cidadãos actualmente com idade superior a 60 anos, têm cicatrizes provocadas pela acção do corpo de Segurança de Estado em 1979. Em Santana uma das vítimas explicou que em Agosto de 1979 quando se deu a confusão o então Presidente Manuel Pinto da Costa, estava ausente do país.

Desde 1995 que as chamadas vítimas do senso avançaram com um processo judicial contra o estado são-tomense, mas até agora sem qualquer solução. Ao assinalar mais um aniversário sobre o primeiro recenseamento geral da população e da habitação no dia 16 de Agosto, as vítimas reuniram-se em Santana, para exigir indemnização pelos maus tratos a que foram submetidos em 1979.

Abel Veiga

  1. img
    Zovirax Responder

    A justiça deve ser feita, custe o que custar! Lamento as vidas pedidas.

    • img
      Zovirax Responder

      perdidas

  2. img
    Alberto Nascimento Responder

    O Pint devia apanhar pau agora como fizeram ao Pinta-Cabra.

  3. img
    Budobaxana Responder

    Recordo bem do que aconteceu:

    Na altura alguns cidadaos(sobretudo os mais velhos) nao bem informados rejeitaram serem recenseados.

    O Pinto Da Costa autorizou aos militares da entao guarda presidencial e a seguranca de estado comandada pelo Sr. Antonio Amado Vaz, pai do Gege Amado Vaz,Ilza Amado Vaz ( ex directora das alfandegas) a prenderem os cidadaos envolvidos nos incidentes relacionados com a tal rejeicao de recenseamento.

    As pessoas foram brutalmente espancadas sem piedade.Algumas sofreram lesoes corporais graves e possivelmente perda de capacidade fisica(olhos,fracturas,etc…)

    Nao estou a referir-me a politica.

    Estes sao factos de um incidente lamentavel e as vitimas que se pode ver na foto do Abel sao evidencias.

    Espero que coisas como estas nunca voltem a acontecer no nosso pais.

  4. img
    Andrade Catanhede Responder

    Foi um erro cometido pelo Estado de então. Esta questão, como muitas outras do género, já deveriam ter sido resolvidas, há muito, por anteriores governos.
    Pela lei da natureza, esses velhos e velhas têm poucos anos de vida. Apesar de terem muitas outras prioridades, o novo Governo deve ajuntar a sua agenda mais esta. Pelo menos assim, esses lesados e seus familiares morreriam, sentindo que alguém os considerou, fazendo justiça.

  5. img
    FC Responder

    Não sabia que coisas destas aconteceram em STP.
    Indemnizem lá as pessoas, pá. Aproveitem os valores da 2ª fase das indemnizações dos trabalhadores licenciados das empresas estatais.
    E um pedido de desculpas da parte dos responsáveis de então, não ficaria nada mal.

  6. img
    Mé-Zochi Responder

    Caro Abel veiga
    Eu fiquei feliz com a sua matéria, contudo discordo do título. Para mim estas pessoas não foram vítimas do Recenseamento, mas sim vítimas de um sistema incompetente gerido pela ditadura do “eu mandei então cumpra-se”.
    Senão vejamos, o INE está a preparar o IV recenseamento geral da população e da habitação, para os técnicos desta instituição ver este assunto tratado desta forma, é como se os mesmos fossem algum tipo de carrasco, ou compactuassem com algo que faz mal ao povo, o que pode ainda gerar certo receio, por parte do povo, para este evento que se avizinha.
    A sua matéria está fantástica mas o título, um tanto inadequado.
    Obrigado pela oportunidade de dar a minha opinião.

  7. img
    Adriano Málé Bobo Responder

    concordo plenamente com todos estes comentário, anilisando as revendicações deste compatriotas têm razão, na aquela altura faltava esclarecimento dos agentes no terreno, só espero que assunto deste genero jamais acontecerão no nosso pais,por isso povo de Me-zochi e Cantagalo têm muita raiva do Sr.Dr.Manuel Pinto da Costa, o que deve fazer pedir desculpas pública destas gentinhas que odio ainda mantem no coração,haver vamos
    obrigado,
    fui,

  8. img
    Mario Pinto Responder

    Vítimas do primeiro recenseamento

    http://www.youtube.com/watch?v=O2xGeeIDME0

    • img
      kiki Responder

      ISSO FOI BOM VER O VIDEO … JA ASSIM EU TIREI AS MINHA DUVIDAS O MALE PINTO NAO ESTAVA NO PAIS DO MOMENTO KE ISSO ACONTECEU … MAS SIM OS CULPADOS FORAM AKELES DE NAO SOBERAM EXPLICAR ISSO EM 1979 PARA 2010 MUITAS JA ENTRARAM E SAIRAM … O NOVO GOVERNO MAL ENTRO JA TENHEM KE LER O KE PASSAOU A 31ANOS ATRAS … MAIS A JUSTICA TEM KE SER FEITA PK AINDA TENHEM MUITAS PESSOAS KE AINDA ESTAO DE VIDA E TEM KE CUIDAREM DELES NAO SO A INDIMISACAO COMO O BEM ESTAR DELES NESTE MOMENTO … PK UNS TEM 82 ANOS DE VIDA … SE ELES FORAM ANALFABETOS OU NAO O CULPADO TEM KE PAGAR PELO SEU ERRO SEJA O PAI DE JUIZ OU ADVOGADAS TEM KE SER PUNIDOS…..

  9. img
    Para o bem do povo.... Responder

    Na minha simples e humilde opinião, penso que este facto trata-se uma acção maliciosa perpetrada por alguns elementos do MLSTP com vista a denegrir a popularidade actual do Dr. Manuel Pinto Costa. Se não, pergunta-se porque so agora ??? Se calhar o Sr. Rafael Branco ou Carlos Tiny terão resposta disso…..

  10. img
    Domingos Boa Morte Responder

    Budobaxana…não sei tua idade,acertaste no responsável pelo massacre… ajudo-te,relebrando os jovens que as pessoas foram espancadas para desaparecerem meses depois …é assim que desapareceram em santana, Senhora Pelegrina,Sr.Françês,Isa,Virgílio e o Sr.Gué.Antes de serem presos foram humilhados com as seguintes palavras!”O povo de santana é atrasado como relógio sem cabeça”…não sei se o senhor é françês…Alemão,português ou inglês! sombando do nome do senhor françês de Santana…”esses carros são meus ” referindo aos Mercedes do Palácio…Agora dizem vocês aqueles carros foram do Sr. Malé Pinto?”o saco vazio não fica de pé…enchemo-lhe com porcarias?Eu tinha 15 anos estive no dito comício ouví esses todos insultos…por isso jovens não há desculpa que apaga isso na minha memória(…)

  11. img
    A Voz do Povo -Karspov Responder

    Na minha humilde opnião, acho que todo povo tem uma historia e essa faz parte da nossa hitoria, pergunto porquê só agora que a comunicação social publica essa materia acabaram os facto a serem publicados, por favor minha gente se n querem o Dr. M.Pinto da Costa no poder é outra coisa , agora denegrir a imagem do camarada é triste pá, ele é único em STP que fez mal a este povo , pq que não falam dos outros , eu nem quero citar o nome , vamos dar uma oportunidade ao Dr. se calhar para currigir os seus erros………

  12. img
    lino Responder

    nova oportunidade!???…só se estas a brincar pá..!! ele teve muitos anos nisso pá. naquele tempo se andasses enquanto o homem passava ias de cana..ok?
    ele ,,esse sr pinto da costa e os escumalhas do MLSTP engataram o pais e os que se lhes seguiram fizeram o resto. Deixem o homem descansar se é que esta reformado. por mim nem a isso tinha direito. sacana dum raio.!

  13. img
    Boca com SEGURO Responder

    A explicação dada na TV por estes “lesados”, não me esclareceu em nada!
    Mas deduzi que isto aconteceu devido a informação incorrecta dada pelos senhores recenseadores na altura, e também devido ao índice de analfabetos que existiam no país!
    Mas que a justiça seja feita, e que a indeminização seja de facto paga!

  14. img
    Boca do Mundo Responder

    UM PESO DUAS MEDIDAS

    Como acreditar na justiça são-tomense quando os cidadãos submetem as suas acções nos tribunais e não vêem respostas as suas indagações.
    Pergunta-se:
    Quando surge uma notícia dessa nos órgãos de Comunicação social, leva a crer que são Tome e Príncipe é um Estado de Direito Democrático como consta no artigo 6ª da CRSTP?
    Será que uma notícia dessa leva a crer que em STP, vigora o princípio de igualdade, onde a constituição da república prevê que todos os cidadãos são iguais perante a lei? Não será que Governo está a dar boa vida aos magistrados judicias e do ministério Publico? Será que o PGR não tem conhecimento dessa violação desses direitos? Não será que os juízes em geral e os conselheiro do STP tem conhecimento dessa violação de direito? Admira-me como pessoas que dizem ser competentes não conseguem resolver questões que à elas competem resolver.
    Será que uma notícia dessa leva os cidadãos crerem que tem direito a justiças como a Constituição faz referência nos termos do artigo 20º da CRSTP, no qual prevê que “todo o cidadão tem direito de recorrer aos tribunais contra os actos que violem os seus direitos reconhecidos pela Constituição e pela lei, não podendo a justiça ser denegada por insuficiência de meios económicos”?
    Será que uma notícia dessa leva a crer os cidadãos que os tribunais de facto são órgãos de soberania com competência para administrar a justiça em nome do povo?
    Onde está a justiça?
    Onde estão os juízes?
    Onde estão os procuradores da Republica?
    Onde está a Ordem dos Advogados, os advogados?
    Sou de opinião que esses ilustres cidadãos têm direito a resposta, muito mais do que a resposta, merecem ver os seus problemas resolvidos. São pessoas que sofreram agressões dos homens do estado, como não bastasse, por causa disso ficaram isolados do sistema. Ainda, por causa disso, viram muito dos seus direitos a ser violado a cada dia até 2010. São vítimas de represália tanto no sistema de 1979, como do actual sistema porque continua a ver os seus direitos violados.
    Tudo leva crer que são STP tem duas/três justiças, quando o Zé Povinho rouba banana, é punido na primeira. Não é que ele não dava ser punido, é que cada um deve ser responsabilizado pelos seus actos. Se Zé Povinho é punido, de igual modo quem tem processo de STP-triding e muito outros devem ser punidos pelos seus actos.
    A justiça stp não é cega, é cego quem faz justiça. Meus senhores as vitimas já somam + de 60 anos, eles precisam de resposta.

  15. img
    Fernando Magalhaes Santana Responder

    Ao meu amigo que vem aqui com mome: Domingos Boa Morte

    1) mencionou nome de pessoas com pura ma intencao para denegrir imagem do Pinto. Voce tem sempre bebficiado com MLSTP

    2)Houve gentes que voce mencionou que viajou em 1976 para fora de Stome muito antes de insidente de recenciamente 1979.

    3) porque que esta’ a utilizar nome falso??? tenha coragem e descamufla-se.
    Pinto na altura fez tudo para bem de povo, so que as nossas gentes sao tambem muito engratas. Comem e cuspem na mao que lhes serviu. E’ o caso do nosso amigo intitulado d Domingos Boa Morte agora.

    4) atraz da manifestacao contra o resenciamento estava uma tentativa de golpe do estado liderado por Miguel Trovoada. Porque que nao falam isto tambem??? E o meu amigo sabe isto muito bem.

    So com Cristo.

    • img
      FC Responder

      Senhor Santana,

      Sou um pouco novo para saber destes episódios, mas isto de tentativa de golpe de estado liderado por Miguel Trovoada, é realidade ou ficção?
      Conta lá para a gente saber.

  16. img
    Pleto Responder

    Pinto da Costa nao disse uma palavra sobre isso porque!!? Alguém tem que ser responsável por esses actos,como em STP tudo é impunidade….

  17. img
    Madalena Responder

    Estamos a levantar o finado. Pinto tem cupa no cartorio.
    Ha mais, os que invadiram o país em 8 de março, foram enterrados de madrugada, os corpos estão aonde?
    Os familiares se reclamarem os corpos para enterro normal e acto funebre com clareza como reza a tradição.
    Bolo Bolo

Deixe um comentario

*