Jovens de Monta Alegre apoiam crianças carenciadas

Pelo menos 3 crianças de famílias sem recurso da localidade de Monta Alegre, vão poder concluir o nível básico. A União dos Jovens da localidade garante a bolsa de estudo que inclui materiais escolares, e subsídios de alimentação. O Projecto bolsa de Estudos da organização juvenil de Monta Alegre, visa combater a pobreza na localidade. A União dos Jovens matriculou as 3 crianças carenciais, e para além dos materiais didácticos, assegura todos os outros custos nomeadamente os uniformes escolares. Os fundos da organização juvenil de Monte Alegre, resultam da contribuição voluntária dos próprios moradores da localidade.

  1. img
    sr Responder

    grande iniciativa
    e de louvar

  2. img
    Matabala Responder

    Quando nós colocarmos na nossa mente que o pouco que podemos dar e sem esperar nada em troca, é muito para quem não tem nada, vamos ver o nosso país dar um grande salto rumo ao desenvolvimento, este é um grande exemplo. Força Jovens.
    Procurem divulgar a vossa Associação que vocês terão certamente apoio de muitos…

  3. img
    Madalena Responder

    Iniciativa louvavel
    Qual será a proxima, se calhar um trabalho de saneamento na nascente de Agua André, esta nascente ja serviu de apoioa a comunidade em tempos de crise de agua no chafariz. Se tiverem duvidas, perguntam ao Alvim.

  4. img
    Hugolima Responder

    Exemplos que deviam ser seguidos por todos STP.

  5. img
    Ribamato Responder

    Isto é prova de que ainda existem gentes com iniciativas. Força jovens. Divulguem a vossa organização, publiquem o numero de comta da organização, dêem cara para que gentes de boa vontade possam fazer bons« gestos». Punda xi óvo quebla clôçô sa pa budo tê vlegonha.

  6. img
    Digno de Respeito Responder

    Realmente o tempo nos ensina a caminhar. E, com as nossas próprias mãos vamos produzir muitas maravilhas. Este gesto dos jovens é uma entre muitas maravilhas que poderão surgir.

    Sugiro que esses jovens a disponibilizar a nº da conta através da BISTP para todos quantos pudessem colaborar (nem que fosse com a moeda mais pequena) porque segunda a Lei Divina: “trabalhai que Eu vos ajudarei” e esses jovens revelam sinal de humildade, solidariedade e responsabilidade.

  7. img
    Alecas Fernandes Responder

    Valeu pela ineciativa , estão todos de parabens.

  8. img
    lambuco Responder

    Sinceramente é mais uma iniciativa a seguir, que tenham coragem para continuar.

  9. img
    Edson Moniz Responder

    força!isto é que significa o verdadeiro espírito de solidariedade social, sair das palavras as acções.parabens!

  10. img
    Elba Baguide Responder

    Sem palavras para congratular o tão nobre gesto, motivo bastante para se dizer que em nosso País há pessoas com carácter e ainda mais, se todos tivesse-mos que contribuir do mesmo jeito neste tipo de acção solidária poderia-mos prevêr e saber o quão importante isto ajuda no desenvolvimento do nosso País, visto que é tarefa nossa ajuadr este nosso S.Tomé e Prícipe.

  11. img
    Justiça, apenas um IDEAL! Responder

    Acho k a iniciativa tem algo de muito interssante especial(exemplo a seguir), k a todos níveis devemos prestar atenção, tratou-se de um grupo organizado local k promoveu a ideia k foi abraçada pelos residentes locais, fascinante! Minhas sinceras felicitações.
    Sabendo k a tendência enraizada dos santomenses é mais de receber do que dar, é de coragem, muita determinação e amor, pessoa ou grupo k pensa em projectos com este caracter sem nada em troca e mais do k tudo, k conseguem convencer e mobilizar a população, isto é uma conquista, de certeza k há transparência aí. Por outro lado, demonstra k existem pequenos analistas não governamentais, que de facto, estão promovendo o Desenvolvimento Local, que é justamente envolver as pessoas na resolução de problemas k fazem parte do seu meio, que deve-se tomar como exemplo no nosso país, de que as coisas são possiveis. Os Santomenses tornaram-se cépticos na mudança e na melhoria do estado de coisas e demonstram quase sempre alguma resistencia a mudança, é natural no processo de mudança, e mais do tudo tornaram-se individualista, isto é que querem tudo só pra ele, sua família e suas geranções, sem pensar nos outros, sem pensar no país. Há muito k se diga sobre esta iniciativa local mas, o apelo que faço ao poder camarário e ao governo, é k deem a orientação e subsídio necessários para k ñ se percam (a organização em referência)e que progridam. E ainda para k outros grupos possam organizar-se e contribuir junto do seu público alvo e todos juntos de mãos dadas, k possamos concorrer para o Desenvolvimento sustentável do nosso país.
    Orgulhosamente Santomense.

Deixe um comentario

*