Nova lei base do sistema judiciário ajudou a arrefecer a luta pelo Supremo no Tribunal de STP

A nova lei base do sistema judiciário em vigor, exige que o número de Juízes Conselheiros do Supremo Tribunal de Justiça passe a ser de 5, ao contrário de 3. Desta forma o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, anunciou que já enviou para a Assembleia Nacional os nomes dos dois magistrados do Tribunal da Primeira Instância que perderam a oportunidade de serem eleitos para o cargo na disputa com José Bandeira. Tratam-se dos Juízes Frederico da Glória e Manuel Silva Gomes Cravid. «Esperamos a qualquer momento que sejam integrados no Supremo Tribunal de Justiça», referiu o Juiz Presidente Silvestre Leite.

  1. img
    Ildo Responder

    o frederico da glória não deve ir ao supremo. os processos que ele andou a julgar mal na 1ª instância ainda vão lhe parar nas maõs. que justiça temos neste país? este juíz é mediocre.

    • img
      Franz K Responder

      Mais tachos desnecessários e dinheiro público para uma justiça que não funciona e só envergonha…

  2. img
    Cremilde Bastos Responder

    acho isso desnecessário porque o que não funciona mesmo em são tomé é a justiça melhor so funcina é pra os Ricos deverian é preocupar com a imagem do pais

  3. img
    Santosku Responder

    Frederico para Tribunal Supremo da Justiça que desgraça e vergonha.Ele estudou a onde ele fez curso de direito a onde e enquanto tempo. Ele é pior dos juízes em São Tomé e Principe. É pobre e rancoroso, Só porque um homem tinha-lhe tirado uma mulher ele até este condena inclusive o amigo do outro. Este só serve para escrivão.

Deixe um comentario

*