Os melhores do ano 2010 escolhidos pelo auditório da Rádio Nacional de São Tomé e Príncipe

A única estação de rádio que cobre todo o país e chega aos emigrantes são-tomenses na costa africana, foi eleita a melhor instituição pública no ano 2010. Com diferença de oito votos, o deputado do MLSTP/PSD Aurélio Martins, que desde 2007 vem sendo eleito figura do ano pelo auditório da Rádio Nacional, cedeu o lugar ao Primeiro-ministro Patrice Trovoada.

O Primeiro-ministro e Chefe do Governo, Patrice Trovoada foi escolhido pelos ouvintes da Rádio Nacional como sendo a figura do ano 2010 com 157 votos. No segundo lugar ficou o deputado Aurélio Martins, com 149 votos. Desde 2007 que este último tem sido eleito figura do ano em São Tomé e Príncipe. Desta vez foi destronado pelo homem que liderou a vitória histórica do partido ADI nas eleições legislativas de Agosto passado.

A Rádio Nacional foi eleita como a melhor instituição do ano com 207 votos. A Fundação FAMA de Aurélio Martins ficou na segunda posição com 77 votos.

Haylton Dias, o jovem músico nascido na Roça Milagrosa, foi escolhido pelos são-tomenses como o melhor cantor do ano, com 214 votos. Tobias Vaina, outro jovem promissor ficou no segundo lugar com 135 votos.

Na escolha da melhor música do ano, os são-tomenses não tiveram dúvidas. A música “Doutor” de Haylton Dias, foi consagrada como a melhor de 2010, com 206 votos. Uma música que reflecte um pouco a arrogância da maioria dos são-tomenses em serem considerados ou tratados como “DOUTORES”.  A composição Zig –Zag, de Tobias Vaina, ficou no segundo lugar com 111 votos.

O grande auditório da Rádio Nacional de São Tomé e Príncipe, reservou para Pedro Lima, vulgo Pêpê Lima, o galardão de melhor compositor do ano com 142 votos. Kalu Mendes foi a segunda opção dos são-tomenses com 46 votos.

No desporto, os são-tomenses escolheram o futebolista Adilson do Vitória do Riboque como o melhor desportista do ano com 61 votos. O xadrezista Vava Kasparov ficou na segunda posição com 7 votos.

A selecção dos melhores do ano pela Rádio Nacional, foi feita com base nas chamadas telefónicas. Foram registadas 1111 chamadas, e a escolha dos ouvintes foi transmitida em directo ao longo da última semana de 2010.

Abel Veiga

  1. img
    visão de domingo Responder

    Não considero essa eleição isenta, imparcial e credivel…mas pronto.

  2. img
    Ely Responder

    Espero que as figuras que foram eleitas façam algo para que possamos sair do buraco en que encontramos !!!!!!!!!!!!!

  3. img
    MAIKER Responder

    a escoljha foi justa.
    a nossa música está em ponto alto.
    e o HAYLTON Dias cada dia com mais notoriedade e popularidade.
    continua haylton.força ai.

  4. img
    BLAGA PENA Responder

    A Sociedade Nacional da Cruz Vermelha de S.Tomé e Príncipe ja fez e tem feito muito mais que a Fundaçao FAMA, e nunca foi pontuada pela população em S.Tomé

    • img
      Fundá Responder

      Jovem, eles n tem dinheiro pra pagar as pessoas pra votar neles. Como achas que oo aurelio ganhou nos ultimos anos?
      Como achas que o patrice ganhou agora? budo tem força sócio. o banho em s~~ao tome abrange todas as areas, até votaçao vagim.

    • img
      Berna Responder

      Isto de escolha tem que se diga. Será, de facto, essa uma escolha em directo, sem intromissões que se conhece em stp. Por tudo e por nada em stp o tal fenómeno banho funciona.
      A CVCTSP- Cruz vermelha onde está nisto tudo? Tem razão BLAGA PENA. Fundação FAMA é uma espécie de rampa de lançamento do seu titular. E sem dúvida que apoia-se nessa fundação para muito fazer e dizer. É pena que a nossa população ainda não deu conta disso. Não é só este Sr.Há muitos por aí.

  5. img
    Pata cu pogi Responder

    Bom ano a todos.Uma coisa é certa,com toda a nossa pobreza,essa votaçao sempre foi feita a mais de cinco anos,e é feita apenas no solo santomense,portanto meus manos,bem ou mal valorisamos o que é nosso.bom feriado

  6. img
    S. Tomé no coração Responder

    FORÇA RADIO NACIONAL mas olha melhor figura do ano em S. Tomé é O “DEUS”que esta no céu pk se Ñ fosse ele s.tomé já poderia esta na mão desses poderoso mas só ele nós livra dessa força s.tomé eu te amo

  7. img
    Digno de Respeito Responder

    Atendendo que foram “1111 chamadas” realizadas, estatísticamente, quais foram as condições técnicas realizadas para chegar a esse resultado? Qual a margem de erro desse resultado e o respectivo nível de confiança?

  8. img
    Bombástico Responder

    Quando o futebol clube do Porto foi tetra campeã falaram da arbitragem hoje Benfica é campeã para quem lhe é conviniete ele é o maior força sr Aurélio Martins você tem mais títulos que os outros você fez história, para os que falam de ti faz lembrar as palavras do grande Platão que diz pessoas normais falam sobre coisas, Pessoas inteligentes falam sobre ideias, Pessoas mesquinhas falam sobre pessoas

    • img
      Arnaldo Santiago Responder

      Mas vocês acham que num país normal, de gente normal, estas pessoas que ouço que ganham prémios de popularidade mereceriam ganhar alguma coisa? Nós estamos num país anormal, de gente anormal, e que só os anormais ganham prémios. Estes prémios reflectem a anormalidade da nossa vida colectiva, social, económica, cultural, etc. Vocês acham que estes prémios têm aguma credibilidade ou alguma justificação meritória? Tudo isto é forjado com objectivos privados bem definidos. Só que esta gente anda entretida que esquece-se que estas coisas de prémios não tem qualquer valor na hora de votar nem serve para nada. A única utilidade destes prémios é gratificar alguns jornalistas corruptos que se predispoem a fazer este trabalho e, em troca, receberem uma esmola para sobreviverem. Coitados! Se quisessem, de facto, fazer uma coisa com alguma credibilidade, fariam de outra forma, com transparência e rigor. Isto é uma fantochada para enganar os próprios promotores desta iniciativa. Ninguém dá qualquer valor a esta brincadeira. Quem quiser saber a popularidade dos políticos Sãotomenses ande com eles, em três ou quatro dias, nos vários distritos e localidades do país. Ai é que veremos quem tem popularidade. O resto é conversa para fazer boi dormir. Se estas pessoas fossem tão populares assim ganhariam eleições. Porquê que Aurélio Martins corre o risco de nem sequer conseguir ganhar a presidência do seu próprio partido? Porquê que Fradique era considerado popular, por este próprio método, e o seu partido sofreu uma tremenda derrota eleitoral?
      Fui
      Arnaldo Santiago

      • img
        João Santiago Responder

        Assino por baixo tudo que Arnaldo Santiago escreveu. Pura verdade. Parabéns pela sua curta mas objectiva análise.

  9. img
    Olavo Responder

    A votação pode até ser justa mas o modelo que eleição se se escolheu é que não é justo. Esse modelo sempre elege como melhor aqueles que ganham notoriedade nos últimos meses do ano ou pelo menos se destacam nessa época. Se algum artista fizesse sucesso em Janeiro e fevereiro mais do que o Haylton perdia na mesma pra ele nesse modelo de eleição. Bom este é meu ponto de vista.

  10. img
    Tentado a ler Responder

    Qual o significado destes votos? Ora vejamos: A qualquer voto liga-se um sentido/significado. Este sentido/significado traduz-se pelas realizacoes, conquistas e outros pressupostos que facam ou fizeram com que alguem ou alguma instituicao se notificasse.

    Que a radio nacional seja a instituicao do ano, e bom sinal. No entanto melhor seria, se sabessemos em que esta instituicao notificou-se, para reflectir com maior coerencia aos votos. Assim sendo que os proximos concursos traduzam bem a relacao entre o sucesso na realizacao das responsabildiades e os votos.

    Agora votar as cegas, sem mesmo ter valores de comparacao ou de referencia nao parece refletir a realidade.

    • img
      Tentado a ler Responder

      correcao

      …soubessemos
      os votos

Deixe um comentario

*