Uma jornalista afastada do canal público: Repórteres sem Fronteiras escreve ao Governo para denunciar a sua “ingerência”

Instituições internacionais defensoras da liberdade de imprensa, continuam a denunciar o ataque a liberdade de expressão perpetrado pelo Governo de Patrice Trovoada em parceria com a Direcção da TVS, que provocou a morte do programa de debate de ideias, “EM DIRECTO”.

Repórteres sem Fronteiras (http://www.rsf.org)

Comunicado de imprensa

25.01.2011

São Tomé e Príncipe

Uma jornalista afastada do canal público: Repórteres sem Fronteiras escreve ao Governo para denunciar a sua “ingerência”

Repórteres sem Fronteiras escreveu, a 25 de Janeiro de 2011, ao Primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, o Dr. Patrice Emery Trovoada, assim como ao director da estação de televisão pública TVS, Óscar Medeiros, a fim de denunciar o afastamento da jornalista Maria da Conceição de Deus Lima e pedir-lhes mais explicações sobre o caso.

Repórteres sem Fronteiras solicita a Patrice Trovoada e a Óscar Medeiros que se empenhem em fazer da liberdade de imprensa uma prioridade no país e que reintegrem Conceição Lima na TVS.

No início de Dezembro passado, a jornalista havia preparado para o seu programa, com o acordo da direcção do canal, uma entrevista com Carlos Veiga, candidato às eleições presidenciais de Cabo Verde que terão lugar no próximo mês de Fevereiro. Esta entrevista foi subitamente anulada, sem razão aparente, pelo director do canal, pouco antes da sua transmissão. Em resposta, Conceição Lima denunciou esta medida de censura num artigo para o jornal digital Téla Nón. No dia seguinte, Óscar Medeiros convocou a jornalista e informou-a de que o seu contrato, que expirava no final do ano, não seria renovado. A única justificação apresentada por Óscar Medeiros explicava a decisão “por ordem do Governo”. O programa “Em Directo” foi então suspenso.

“Estamos chocados com a notícia do despedimento de Conceição Lima, tanto mais que o seu programa gozava de uma grande popularidade em São Tomé e Príncipe e que a sua trajectória profissional fora sempre reconhecida e apreciada pelos telespectadores e pelos seus colegas da comunicação social. Condenamos firmemente a ingerência do seu governo no funcionamento da TVS. Esta medida de censura vulnera seriamente a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa. A intervenção do governo que o senhor Primeiro-Ministro dirige na saída de Conceição Lima é arbitrária e lesa os fundamentos democráticos do seu país”, declara a organização na carta enviada ao Primeiro-ministro.

Repórteres sem Fronteiras também expressa a sua preocupação pelo facto de que, após a alternância política que levou ao poder Patrice Trovoada, em Agosto de 2010, o acesso dos jornalistas às fontes de informação oficiais se tenha complicado, dificultando o exercício da profissão.

Para apoiar Conceição Lima, pode assinar esta petição em linha – http://www.gopetition.com/petition/41648.html – em inglês.

—–

SAO TOME E PRINCIPE

Une journaliste évincée de la chaîne nationale : Reporters sans frontières écrit au gouvernement pour dénoncer son “ingérence”

Reporters sans frontières a écrit, le 25 janvier 2011, au Premier ministre de Sao Tome e Principe, le Dr. Patrice Emery Trovoada, ainsi qu’au directeur de la chaîne de télévision nationale TVS, Oscar Medeiros, pour dénoncer l’éviction de la journaliste Maria da Conceição de Deus Lima et leur demander davantage d’explications.

Reporters sans frontières demande à Messieurs Trovoada et Medeiros de faire du respect de la liberté de la presse une priorité et de réintégrer Madame Lima au sein de TVS.

Début décembre 2010, la journaliste, qui animait l’émission “Em Directo” sur la chaîne nationale depuis plus d’un an, avait prévu d’enregistrer, en accord avec la direction de TVS, un entretien avec Carlos Veiga, candidat à l’élection présidentielle qui se tiendra au Cap Vert en février prochain. Cet entretien a été brusquement annulé, sans raison, par le directeur de la chaîne, peu de temps avant l’horaire prévu. Madame Lima a alors dénoncé cette mesure de censure en signant un article pour le journal en ligne Tela Non. Le lendemain, le directeur de TVS l’a informée que son contrat, qui expirait à la fin du mois, ne serait pas reconduit. Carlos Medeiros n’a avancé aucune autre justification que celle d’agir “sur ordre du gouvernement”. L’émission “Em directo” a ensuite été suspendue.

“Alors que ce programme connaissait un succès important dans le pays et que le travail de Madame Lima a toujours été reconnu et apprécié par les téléspectateurs et les professionnels du monde des médias, nous sommes choqués d’apprendre son éviction de TVS. Nous condamnons fermement l’ingérence du gouvernement dans le fonctionnement de TVS. Cette mesure de censure porte gravement atteinte à la liberté d’expression et à la liberté de la presse. L’intervention de votre gouvernement en faveur du départ de Madame Lima est arbitraire et met à mal les fondements démocratiques de votre pays”, a écrit l’organisation dans le courrier adressé au Premier ministre.

Reporters sans frontières est inquiète de constater que depuis l’alternance politique qui a porté au pouvoir le Premier ministre Patrice Trovoada, en août 2010, l’accès des journalistes aux sources d’information officielles s’est compliqué, rendant difficile l’exercice de leur profession.

Pour soutenir Maria da Conceição de Deus Lima, veuillez signer cette pétition en ligne (http://www.gopetition.com/petition/41648.html en anglais).
—-
Ambroise PIERRE
Bureau Afrique / Africa Desk
Reporters sans frontières / Reporters Without Borders
47, rue Vivienne
75002 Paris, France
Tel : (33) 1 44 83 84 76
Fax : (33) 1 45 23 11 51
Email : afrique@rsf.org / africa@rsf.org
Web : www.rsf.org
Twitter : RSF_RWB

  1. img
    N.C Responder

    Ja estou farto de dessa m…..Sempre a mesma coisa?Isso ja comeca a enjoar.Semanas e mais semanas sempre a mesma novela?Quem afinal anda a ingerir nos assuntos internos de outrem?O governo a ingerir na cordenacao da TVS ou essa ONG e que anda a ingerir nos assuntos internos do Estado Santomense?A onde andava esta ONG quando casos semelhantes aconteceram no pais?Porque essa ONG na vai a China,Irao,Iraque,Pasquitao e outros paises averiguar se nao ha violacao da lei de imprensa?Francamente.Deveriam era unir forcas e assinar peticao e baixos assinados para donativos a Santa casa de misercodia,para criacao de emprego para milhares de jovens e inclusive para instalacao de uma TV Santomense privada,assim ja ninguem violava a liberdade de imprensa

    • img
      Oscar Santos Responder

      Caro compatriota N.C
      Esse assunto e crucial para a nossa democracia e e claro que tem que ser devidamente explicado e tudo quanto esta relacionado tem que ser publico.
      No entanto a censura sempre existiu em S.T.P e nao e agora que descobrimos a America. O facto de tela nom dar tanta enfase a esse assunto e que revela alguma dualidade de criterio, pois a censura sempre existiu mesmo nos nossos comentarios ai no tela nom quando esses nao sao de agrado da MODERACAO OU SEJA CENSURA. Falo por experiencia propria.

    • img
      Arnaldo Vera Cruz Responder

      Acho muito bem que todas as organizações venham pressionar o governo e a TVS para a resolução deste problema. Estou farto da ditadura do governo, da TVS e de outras ditaduras.
      Quem está farto vai ler outras notícias para outro lado. Eu quero que o “Téla Nóm” fale sobre todas as coisas inclusive sobre este caso. O povo não pode continuar a sofrer agora até com a prepotência da TVS.
      Fui
      Arnaldo Vera Cruz

    • img
      Burro de carga Responder

      N.C.

      Está cansado? Então não escreve. Está enjoado? Então enjoa. Está bem assim?

  2. img
    Ze Bimbi Responder

    So para enfatizar o cumentario do N.C.
    Gostaria de dizer que, indepemdentemente da China, Irao Iraq,e Pasquistao,existem muitos paises que violao a lei da imprensa.A Angola por exemplo e um pais onde nao existe liberdade da imprensa,os jornalista sao sempre perciguidos por vezes ate a morte. Ultimamente cerca de tres jornalista da Radio Nacional da Angla foram suspensos das suas actividades,acusados de desobediência e subversão, por violarem linha editorial da emissora,no ano passado um jornalista foi baleado a morte por alguem disconhecido, enfim, e muitos outros casos.Agora eu pergunto porque essa ONG nao vai a Angola para tentar averiguar o caso de violacao da lei da impresa?
    Portanto, essa ONG deveria ajudar o Governo na luta contra fome e pobreza,assim seria melhor contributo em prol do desenvolvimento dos povos e das nacoes.
    Um abraco!

    • img
      BARAO DE AGUA'-IZE' Responder

      La porque China, Angola, Irao, Iraque nao respeitam a liberdade de imprensa nao significa que tenhamos que seguir o exemplo deles.
      Se virmos alguem apanhar coisas no chao e comer, nao temos que fazer o mesmo so porque vimos alguem fazer.

  3. img
    BLAGA PENA Responder

    So estais farto porque nao tocou na tua pela, ou vives apala do governo.
    Isto é uma forma de chamar atençao ao governo de que esta errado e deve ser corrigido. Quem nao chora, nao mama

  4. img
    Chocolate-Biológico Responder

    Hipocrisia nas Areias ou…

    “Dívidá tê Ópé”…?

    Há gentes cá e fora da nossa “Santa Terrinha”, que não param de propalar trombetando – 24 sobre 24 – o atraso destas ilhas maravilhosas, em todos os campos possíveis e imaginários.

    Mais certo é que, se a hipocrisia e o cinismo pagassem impostos cá nas ilhas, e a classe privilegiada da nossa praça, não as lhe deitassem as mãos, não seríamos assim tão deficitários em todas as alíneas do nosso existir.

    Teríamos um serviço de saúde condigno para todos, um aparelho de administração estatal funcional, uma “justiça justa” e funcionante, um ensino capaz e “forjador de valores humanos” de qualidade, uma economia florescente, sim…, teríamos homens e mulheres capazes de ultrapassarem pequenas querelas em prol de todos, ao serviço do nosso desenvolver como Nação – onde cada qual no seu campo e consoante os seus valores, as suas capacidades e responsabilidades, qualidades e experiências – desprovidos daquela doentia desconfiança Nacional, se batessem pelo bem das Ilhas e do seu Povo.

    Na base do ditado nosso, “Dívidá tê Ópé”, quero demonstrar o nosso avanço e o seu bem acompanhar da dita globalização.

    No Mundo ocidental, sobretudo USA e na velha Europa, é comum, em gentes proeminentes da política, da escrita, da música, do cinema etc. …, provocativas agitações ou mesmo escandaloszinhos da treta, meses ou semanas antes das suas novas publicações.

    Tudo isto, como cálculos de Marketing, para um elevar – através das mídias em especial – o desempenho, ou o valor daquilo que pretendem postar no mercado. Digamos, como meio de valorização do seu produto a ser comercializado.

    A nossa São de Deus Lima – com um contrato limitado e improrrogável, por si assinado, como prestadora de serviços a TVS até ao dia 31.12.2010 – conhecedora dos seus meios e poderes das mídias, sobre tudo, no mundo mais desenvolvido, pensou por certo, porque não os utilizar também, provocando uma movimentação, um forcing de todo o aparelho publicitário ao meu alcance, com um “Tam-Tam”, Nacional e Internacional, para o meu novo produto – “ O País de Akendenguê ” – que iria estar no mercado para venda, cito a própria: “Já este mês, com lançamento previsto para o festival Correntes d’Escritas, na Póvoa de Varzim”, segundo uma entrevista, conduzida por Jorge Marmelo do Público.

    Bravo São Lima, até mesmo os grandes Forjadores dos “Oscar Winners”, sobretudo em “Hollywood”, se invejariam da tua “Encenação”.

    Com todo um respeito cara São, bravíssimo…, parafraseando o Nietzsche – “Nada é mais hipócrita, que a eliminação da hipocrisia”.

    Um salve a todos …!

    • img
      Maria Responder

      Bravo, choclocate biológico ou chocolate hipócrita, outro falso mascarado, dito perito em marketing. A nossa valiação dos outros é quase sempre uma projecção daquilo que somos, sabia? Saiba que o segundo livro de poesia de Conceição Lima, ‘A Dolorosa Raiz do Micondó’, se esgotou em menos de um ano e não precisou de qualquer marketing, nem da ajuda de um governo autoritário, imaturo e irresponsável. Foi traduzida para o alemão e para o espanhol e não precisou de marketing algum às custas de um acto bárbaro de censura e de humilhação pessoal como arma política.

      Não se esqueça: nas costas dos outros se vê o chicote que um dia rasgará as nossas costas. Passe muito bem, senhor.

      • img
        Chocolate-Biológico Responder

        Olá Maria,

        Ai, ai, ai, ai…!!! Pontó Pé dá ni Flída. Quidalêôôô…!!!

        Não te enerves minha cara.

        O dito perito em marketing, só postara uma constatação sua, como um livre leitor associador, que a Téla Nón, aceitará por certo aqui postar, sem “acto bárbaro de censura e de humilhação pessoal.

        Agradeço as advertências, e seguro que não me esquecerei de que, “a nossa valiação dos outros é quase sempre uma projecção daquilo que somos“, por isso nunca faço a utilização de insultos, para com aqueles que por uma ou outra razão, não vejam as coisas como eu as pretendo, que eles as vejam.

        Sem os praguejos do “chicote que um dia rasgará as minhas costas”, espero passar muito bem, como por ti desejado, deixando aqui sempre que possa…,

        um salve a todos.

  5. img
    José Silva Responder

    Por isso é que este Pais não avança, ao longo de tantos anos muitos andaram a fazer m… nunca houve baixos assinado, estão a fazer de tudo para pertubar este governo. Isto refletesse ao wuêcheismo e por ser os amigos desta jornalista no poder. Muito triste a mentalidade malfeitora dessas pessoas e eu apelo ao governo para não ceder a estas baixarias e pessoas de mau caracter, isto é um grupo organizado a querer pertubar o governo.

    • img
      José Silva Responder

      “por não ser amigos deta jornalista no poder” quiz eu dizer

  6. img
    Zumbakuê Responder

    Meus caros na minha perspectiva, não se trata de ingerência coisa nenhuma.
    Penso que era um programa que tinha como objectivo informar a população de um modo geral, o que poderia fragilizar a hegemonia de alguns senhores. Um programa com as características do que fazia a jornalista, tinha como objectivo tirar uma camada significativa da população do obscurantismo. Hoje em qualquer canto existe uma televisão, mesmo a preto e branco. Sabe que um povo informado, dificilmente será enganado. Lanço um apelo.
    Já que não querem a jornalista em causa, que lancem outro programa similar na TVS.

  7. img
    zeme almeida Responder

    Gostaria que a senhora jornalista Sao Deus Lima fizesse passar este contracto na integra neste Jornal Tela-Non para se saber o conteudo do mesmo.Segundo o contracto passado pelo governo,dizia que e removavel como e este governo vem assumir os erros dos outros!Este governo e de mudanca tem que se mudar tudo nao estejemos sempre a bater na mesma tecla e facam de melhor para este povo e evitemos desta guerra em torno so de uma pessoa.Ate parece que o mundo acabou para esta jornalista sera que e S.Tome ja nao ha mais nada para fazer a nao ser trabalhar na T.V.S?Estavamos a dar como ultrapassado este caso SAO-TVS.Eu acho que esta ONG nao sabe o que se passa em todos estes processos, voces deveriam dar uma explicacao correcta.Espero que eu nao tenha violado a vossa regra senhores do TELA-NON,a verdade tem que ser dita.Viva S.Tome e Principe.

    • img
      Gika Responder

      Zemé Almeida,

      Este governo está, evidentemente, a mudar tudo. Plenamente de acordo.

  8. img
    zeme almeida Responder

    Quero dizer(nao e renovavel)desculpe do erro

  9. img
    O Esperançoso Responder

    Pensamentos e comentários como esses é que tornam a maioria dos são-tomenses completamente tapados.
    Esse caso que aconteceu com essa jornalista é muito grave e tem que ser esclarecida até ao ultimo pormenor, porque não se trata só de uma pessoa, mas sim, de toda a liberdade de imprensa nesse país. Não entendo o porquê da vossa indignação. Não querem ler, não leiam, não são obrigados.

  10. img
    baga Responder

    Voces deveriao parar de ver Sao Deus Lima pelo nome,mas sim como povo,porque e povo que sempre sofre.voces achao o que Primeiro Ministro fez e trabalhar bem?E mesmo que Quem nao esta comigo esta contra mim.N.C esta farto vai plantar matabala ou banana quem sabe assim ajudas na enconomia ou o povo que esta passando fome.fui….

  11. img
    zeme almeida Responder

    As verdades tem que ser ditas o que esta em causa nao e de maneira alguma violacao da lie de imprensa o que esta ca e o afastamento da jornalista da TVS.TUDO ISTO JA NOS DEU A ENTENDER ESTA FUSTRACAO.

    • img
      Fernanda Alegre Responder

      Apoio o povo santomense, a liberdade de expressão e como santomense que sou quero que seja esclarecido isso tudo!! E mais, acho muito bem que o telá non acompanhe tudo de perto!! Deus seja connosco.
      As coisas vão andar com ajuda de todos nós!

  12. img
    Filho da Terra Responder

    Caro Abel;
    São eleições legislativas o que faz de Carlos Veiga candidato a primeiro ministro
    Merci

  13. img
    SPC Responder

    Como somos hipocritas!!!
    Neste palco já li coisas que me deixaram indignado por perceber que muitos irmãos meus santomenses que aqui residem ou residem no estrangeiro criticavam coisas que entendo de pouca relevancia. Agora quando se trata de um caso de abuso de poder, de violação da LIBERDADE de imprensa alguns veem dizer que estão cansados desse assunto?!!! Credo povo, credo raça!!!
    Entendo que devemos bater neste assunto sempre e sempre até que esses despotas reconsiderem a posição que tomaram.
    Pra quem vê a TVS percebe facilmente que a programação ficou muito mais pobre.
    Viva STP!
    Que a São volte o mais breve possivel!
    Que Deus abençõe S. Tomé e Príncipe!

  14. img
    Carlos Timoteo Responder

    Bom dia a todos …
    Chateado e triste por ver esse povo a meter bico aonde não é chamado, é verdade sim que temos defender a liberdade de expressão , já si debateu muito cada um já deu o seu parecer , já si fez inclusive abaixo assinados , neste momento ainda decorre na pagina do tela nom a sondagens , mas eu acho que esta na altura para colocar um ponto final , porque isso não nada mais nada menos, pessoas comprando briga para o seu lado , porque cada vez que o caso amortece o tela nom lança mais uma noticia acerca do assunto e todos os inocentes corem atrás para fazer o barulho , isso é como si fosse, o pescador lançando isca para biquinha. Então povo de stp coloquem na vossa cabeça que o que esta a passar é o tem o seu porque e estão a usar agente para fazer o barulho , é interesse pessoal, político e mais nada , eu conheço colegas que hoje já deu mal empregado depois de descobrir a verdade , tomem bem atenção, não de deixam levar pelos textos lindos e bem escritos antes de fazer qualquer comentário tentam averiguar o máximo o assunto abordado de forma ter uma posição consciente .
    Por outro lado nós temos varios assuntos , e muitos outros assuntos que poderiam ser destacado , e que mexe muito coma nossa sociedade e que poderia receber mesmo tratamento a atenção mobilizar até o abaixo assinado mas que ninguém faz nada, vem ai a subida dos preços do combustível, conseqüentemente subida dos gênero alimentícios, subibida dos preço do transporte eu quero ver oquê que vão fazer com esta situação, eu quero ver o comportamento dos estudantes , profissionais que estão na diásporas e em geral, si vão dar a mesma atenção , por que isso é caso muito grave , si de facto isso acontecer. Vou ficar ai e espiando sempre.

    Carlos Timoteo

    São Tomé e Príncipe

  15. img
    Carlos Timoteo Responder

    Desculpa- me pelos erros ortográfico , eu escrevi esse testo no Telemovél e foi uma coisa muito corrida.

    GRATO

  16. img
    Carlos Timoteo Responder

    QUERIA EU DIZER TEXTO

  17. img
    Underdôglas Responder

    A emissao em português da BBC para a Africa lusofona encerra portas. Ha 5 anos que se vinha falando no fecho dos programas em português para Africa.

    http://www.expressodasilhas.sapo.cv/pt/noticias/detail/id/22624

  18. img
    O estado a que o Estado chegou Responder

    Nunca comentei este jornal, nem pretendia o fazer, mas perante tanto alarido,quis fazê-lo. Um contrato de trabalho a prazo como o da jornalista São, isto é, com data para terminar,exige que quem contratou o renove, senão caduca, termina. E simplesmente (por motivos políticos ou não, mas não importa),não renovaram o contrato da jornalista. Onde está violação de liberdade de imprensa??? Se ela não tivesse o currículo que tem, haveria o mesmo interesse? Possivelemente haverá violação á liberdade de imprensa, quanto ao fecho do programa “Em Directo”, mas legalmente não há represssão á liberdade de pensamento e expressão da jornalista, nem tão pouco de imprensa, quanto a “não renovação” (e não é despedimento, que acontece, quando quem emprega manda embora um empregado antes do termino do contrato de trabalho). Isto porque, as razões de quem contrata alguém ou não quer renovar o contrato com determinada pessoa pertencem unica e exclusivamente a essa pessoa que pretende contratar, nem a ONG, nem a mais ninguém!!! Entendam! E essa ONG corre riscos de violar um principio de Direito Internacional, que é a “não ingerência nos assuntos internos de um Estado”. Se a jornalista São Deus Lima quer reinvindicar qualquer coisa, dirija-se a um tribunal, e como em STP não sei se há um Tribunal do Trabalho, vá a um tribunal comum e faça valer os seus direitos de cidadã santomense que “se acha injustiçada”. Ganhemos maturidade e dêmos importância a assuntos de “relevância nacional”, não “relevância particular”, e assuntos de sentido obscuro, não se percebe a intenção da discussão. Fiquem bem, e espero não ver mais notícias sobre o caso.

    • img
      Chocolate-Biológico Responder

      E é Gooooolo…!!!

      Até parece seres do Olhão meu caro – já dizia o outro.

      Bingo…, digo eu, fazendo das tuas as minhas palavras. Para reivindicações laborais existem pois Tribunais como os de Trabalho, onde a cidadã São Lima que “se acha injustiçada”, poderá fazer valer os seus direitos.

      Mais nada…!!!

      Um salve a todos

  19. img
    Blaga pena Responder

    Que a São, Patrice,Abel Veiga, Oscar Medeiros, Reporter Sem Fronteiras, fosem todos resolver esta questão lá no bar “passante”porque todos eles têm recursos para agar os preços que por lá é praticado, e que alguém pense na vida do zé povinho que malcon segue ter uma refeição condigna diária…Não ha coisas mais séria nesta terra para ser debatida???? Só mesmo em São Tome….

    • img
      Blaga Pena Responder

      Este nao e cometario do Blaga pena, alguem a usar o meu heteromino para fazer os seus comentarios, nao deve ser aciete esse ma conduta

  20. img
    Tonga Responder

    Gostaria de dizer a São Deus Lima q ninguém atira pedras à árvores q dão maus frutos-Força miuda…………………..

Deixe um comentario

*