Sociedade

Estudantes em Cuba também gritam por socorro

Numa carta enviada ao Téla Nón os estudantes em Cuba dizem que desde Novembro do ano passado que o ministro da Educação Olinto Daio foi informado da penúria em que vivem, por causa da falta de pagamento da bolsa de estudo há mais de 9 meses. “Vimos por este meio manisfestar nossa decepção e indignação ante nosso governo, pois, estamos há 9 meses abandonados pelos nossos dirigentes e todos nossos gritos até o momento tem sido infrutíferos“. Para ler a carta na íntegra Clique …….carta final-STP 1

    16 comentários

16 comentários

  1. Tela

    11 de Fevereiro de 2011 as 11:16

    Então, pelos visto é sempre necessário que os estudantes Bolseiros reclamam, o ministro quando falou dos outros estudantes bolseiro nao sabia que os de cuba tambem estão com bolsa de estudo por pagar, uma vergonha

    • kwatela

      14 de Fevereiro de 2011 as 11:23

      casa que nao tem pao td mundo chora e ninguem tem razao

  2. Politico da Elite Corrupta de STP

    11 de Fevereiro de 2011 as 12:35

    Senhor Padre, isso é pecado, os meninos precisam de alimentar!
    E se fosse filho de senhor Padre?!! De certeza que teria dinheiro todos os meses na conta!!
    Senhor Padre siga os ensinamentos da igreja… “Enterrar os morto e cuidar dos vivos” ou seja cuida desses meninos que não têm culpa de ter nascido em STP e ainda por cima, merecem todo respeito, porque estão no estrangeiro a estudar para um dia representarem STP como o senhor representa hoje!! Cuida deles antes que eles morram a fome na terra alheia!! Por favor senhor Padre manda dinheiro para os nossos meninos, dê esses meninos um pão nosso de cada dia senhor Padre, em nome do menino Jesus Amém……

    Por ultimo Senhor Padre não deixe Satanás invadir a sua alma, eu sei que politica torna um homem bom em homem mau, mais pelo amor do sacramento que o senhor recebeu na Santa Igreja Católica em que todos nós acreditamos, não deixe que os demónio da politica invada a sua alma, cuide dos nossos rapazitos e rapariguitas eles merecem, estão longe da terra a procura do conhecimento, tudo em nome de STP.

    Que o amor Deus esteja consigo, em nome do Pai e do Espírito Santo Amém.

    Viva Senhor Padre Politico!!!

    • Parlamento de STP

      11 de Fevereiro de 2011 as 15:12

      Lindo comentario, espetacular… Realmente como diz o Gama “Só com Cristo”.

      “Politica transforma homem bom em homem mau” essa tua frase é linda…. aaaaaaaaaaaaaaah, então senhor Padre ficou mau???…aaaaaaaaaah kua li… bilindeua pia……..

      • Parlamento de STP

        11 de Fevereiro de 2011 as 16:44

        “Gapa” queria eu dizer

  3. Helves Santola

    11 de Fevereiro de 2011 as 14:36

    Hum….uma situação mesmo caótica, eu agora digo com toda a certeza: FORA DE STP, É VERGONHOSO SER SÃO-TOMENSE. ESTE PAÍS TEM ALGUM TIPO DE MALDIÇÃO QUE IMPEDE NOSSOS (SEMPRE OS MESMOS) DIRIGENTE DE RACIOCINAR COMO GENTE E QUE IMPEDE QUE O POVO SE REVOLTE E EXIJA MUDANÇAS. MEU DEUS…..ESTUDO NO BRASIL E SINTO MUITO TAMBÉM PELA SITUAÇÃO DOS ESTUDANTES EM CUBA, ISTO É TRÁGICO.

  4. NANDO VAZ (ROÇA AGOSTINHO NETO)

    11 de Fevereiro de 2011 as 18:16

    NOSSO GOVERNO, EU TE IMPLORO, APOSTA NA AGRICULTURA, DÁ UM OUTRO DINAMISMO A ROÇAS ABANDONADA,ELAS SÃO O SECTOR DE ACTIVIDADE ECONÓMICA, PORÉM SÃO ELAS QUE DESDE ERA COLONIAL TIVESSEM GRANDES RECEITAS PARA AS DESPESAS DO PAGAMENTO QUER INTERNO E EXTERNO. ESTOU SOLIDÁRIO COM A SITUAÇÃO DOS MEUS COLEGAS ESTUDANTES,CABO-VERDE, CUBA, BRASIL!..

    • Pessoa Certa

      17 de Fevereiro de 2011 as 14:00

      Meu caro Nando Vaz.

      espero que nunca mais voltes a falar da roça em S.Tomé e principe ,porque nunca mais conheci as Roças cá neste país.
      Se referes a estas roças que todos os governantes tomaram, eles somentes as tenhem e estão a plantar capins, para darem frutos de miseria no arquipélago.
      Então meu cara
      Já estamos neste sofrimento, e agora é so esperarmos o tempo que Deus nos chamar.

      Burro somos nós todos que na altura das campanhas não sabemos dizer-los todos os nossos maiores problemas, e ficamos a traz dos chamados banhos esquecendo as deficuldades futuras.

      calar boca a todos.

      até um dia

  5. Alguém que não é de S.T.P

    12 de Fevereiro de 2011 as 3:51

    CABO VERDE NÃO TEM NEM PETROLEO NEM CHUVA, MAS MESMO ASSIM SEM PERDER A ESPERANÇA COMO SE FALA EM CRIOULO: ” HORA TA TCHOBE TUD GENTE TA PTA ENXADA NA COSTA PA BA SEMIA”.

    IMAGINA SE TIVESSE CHUVA E PETROLEO, SERIAM MELHORES AINDA…. O POVO SAOTOMENSE DEVIA TER A ESSÊNCIA DO POVO CABOVERDIANO… NÃO HÁ COMO O PAIS MELHORAR SE O POVO NÃO UNE FORÇAS, AÇOES E PENSAMENTOS PARA RESGUARDAR A PRÓPRIA NAÇÃO E EXIGIR O MELHOR PARA O PAIS.
    DEVIDO À SITUAÇÃO QUE O PAIS SE ENCONTRA , JÁ OUVI MUITOS ESTUDANTES A DIZEREM QUE SE FOR PRA IR A S.T.P E FICAR AI PREFEREM FICAR AONDE ESTÃO A ESTUDAR RECEBENDO A BOLSA…. MAS PELOS VISTO VÃO TER K IR ANTES DE TERMINAREM O CURSO JÁ QUE A SITUAÇÃO É CAÓTICA …
    S.T.P AINDA NÃO AFUNDOU POIS NÃO?

    • Helves Santola

      12 de Fevereiro de 2011 as 23:32

      Se isso ñ é o fundo do poço é pk esse poço ñ tem fundo!!

  6. BARAO DE AGUA'-IZE'

    13 de Fevereiro de 2011 as 10:11

    Como e’ que estes jovens teem sobrevivido sem dinheiro tanto tempo ? Estendendo as maos a outros colegas doutros paises ? Consseguem ter algum proveito escolar ?
    E’muito triste, humilhante e revoltante.
    Tera valido a pena mexer no petroleo ?
    Nao me venham dizer que o dinheiro de petroleo ainda nao entrou. Porque ja gente a lambuzar-se com dolar.
    DEUS E’ GRANDE.

  7. COCO NZUCU

    13 de Fevereiro de 2011 as 12:07

    E o nosso Banco Central estoirou com duas caixas multibanco e ja mandou pedir outros tantos. Com que dinheiro?
    Enquanto voces vivem a minguas, e’ assim malbaratado o dinheiro em STP.
    E’ preciso mais para ser demitido ?

  8. N.C

    13 de Fevereiro de 2011 as 17:46

    Meus carros estudantes nao adiantam reclamarem e choramingarem.Essa questao da Bolsa e uma questao que abrange todos os estudantes santomenses no exterior e nao e de hoje.So ha uma coisa a fazerem.Pedir aos vossos pais que se organizem e juntos vao reclamar ao Ministerio da Educacao,Gabinete do 1 Ministro e Palacio do povo.Isso e uma vergonha e um abuso.Os estudantes nao podem nem devem esperar com fome a te que o ministerio consiga extruturar e alterar o processo da Bolsa de Estudo.Isso e uma questao de urgencia.Sera que os pais destes estudantes andam satisfeitos e felizes que o sonho dos seus educandos se transformam em pesadelos?Sera que esses mesmos pais querem que suas filhas sejam prostitutas intelectuais estudando de dia e vendendo-se por meias duzias de moedas a noite?Querem que os seus filhos regressam fustrados e psicopatas ao contrarios de formados e tecnicos?So ha um caminho.Se associam e facam valer as suas vozes Pais e Encaregados de Educacao.Se fizerem isso de certeza que nao faltara apoio da Sociedade Civil em geral nesta justa causa

  9. rapaz de riboquel

    13 de Fevereiro de 2011 as 21:23

    quem brinca com fogo queima deixem os cubanos da mao

  10. Carlos Ceita

    14 de Fevereiro de 2011 as 14:18

    Caros
    Se não estivermos perante governos demagogos e populistas então temos de ser
    ser realista. Vamos supor que o país tem 3000 estudantes no exterior e que cada um deles recebe 500 euros mensais. Num ano o estado gastaria 18 Milhões. Em cinco anos de formação 90 Milhões de dólares. É só fazer as contas meus amigos seguindo o raciocínio pragmatico do compatriota Leoter Viegas. Regras de três simples. Ora um pais que é financiado em cerca de 80% no seu orçamento e que só produz 4 milhões de euros onde é que vai buscar esse dinheiro.
    Se for o dinheiro do petróleo é grave porque estaria ser gerido sem qualquer transparecia e isso cheira a corrupção.
    Leoter Viegas diz e muito bem há que reflectir sobre tudo neste país e no caso em concreto ( formação no superior) o país tem de criar condições de absolver 80 % de formação no país. Fazendo apenas no exterior cursos que implicam recursos a laboratórios sofisticados. Refiro-me por exemplo a cursos como medicina e as especialidades associadas a esta área de conhecimento.
    Mais o pais pode criar condições para formar quadros na área de direito, economia, jornalismo, comunicação social, gestão, psicologia, sociologia, historia matemática, física etc. Com a vantagem de ai criar postos de trabalhos para aqueles que estão neste momento licenciados e sem trabalho.
    Se me permitem eu daria um conselho a futuros candidatos a bolsa no exterior antes mesmo de saírem do país criem uma associação e encarreguem alguém de confiança e levem o dinheiro dos cincos anos de formação convosco e depositem no banco do país de destino. Essa reivindicação tem de ser feita no país junto ao ministério da educação.

  11. mariana salvaterra

    16 de Fevereiro de 2011 as 15:17

    nao conheco a modalidade portuguesa,mas nos outros,paises europeus,mais avancados,a decisao de prosseguir os estudos universitários,tem o apoio de um departamento de financas,Estatal,chamado csn,mediante,a média exigidas,ao aluno pode estudar em qualquer unv. do mundo!
    e logo que acabar a formacao,e arranjar emprego,comeca a pagar uma quantia mensal até a aposentacao,com este metodo filhos dos pais pobres podem também seguir estudos superiores. talvéz seria uma opcao segura para o futuro,pois é uma lástima os sofrimentos dos estudantes em terra estranha!..

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo