Sociedade

Radiação de telefones celulares pode causar câncer, diz braço da OMS

Não há, no entanto, casos confirmados ligados ao uso do aparelho. Anúncio foi feito a partir de análises de estudos científicos.

A radiação eletromagnética vinda de telefones celulares pode causar um tipo de câncer no cérebro, de acordo com anúncio feito nesta terça-feira (31), na França, pela Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (Iarc, na sigla em inglês), um braço da Organização Mundial de Saúde (OMS). A agência, no entanto, ressaltou que, até agora, não foram registrados casos de problemas de saúde ligados ao uso do aparelho.

Segundo estimativas da agência, há mais de 5 bilhões de aparelhos celulares em operação no mundo.

O anúncio foi feito a partir da revisão de estudos médicos sobre o tema, feita por um grupo de 31 cientistas de 14 países. Os pesquisadores colocaram a radiação dos telefones móveis no mesmo nível de perigo que a emissão de gases vinda de automóveis, o chumbo e o clorofórmio, o “grupo 2-B”, “possivelmente carcinogênico para humanos”.

Os detalhes do levantamento serão publicados na edição de julho da revista médica “Lancet”.

Em resumo: embora não haja até agora nenhum caso de câncer ligado ao uso de celulares, isso pode ocorrer no futuro, de acordo com a organização.

No ano passado, um estudo encomendado pela própria OMS não havia encontrado elos o bastante para justificar o risco aumentado para tumores entre usuários de telefones celulares.

Segundo a agência, não há estudos suficientes para garantir que a radiação de celulares é segura e há dados o bastante sobre os riscos para que os consumidores sejam alertados.

Conclusões

O grupo afirma que há evidências “limitadas” de aumento de risco para gliomas e neuromas — o suficiente para a classificação no grupo 2-B, segundo o cientista Jonathan Samet, da Universidade do Sul da Califórnia, presidente do grupo de trabalho da Iarc.

“A conclusão é de que pode haver algum risco e portanto precisamos ficar atentos para um elo entre celulares e câncer”, afirmou ele em nota.

Os cientistas não quantificaram o risco, mas Samet informou que um dos estudos analisados apresentou um risco aumentado de 40% para gliomas entre as pessoas que usavam celulares em média por 30 minutos por dia ao longo de 10 anos.

Fonte: do G1, em São Paulo

Por: Leonardo Barreto

    5 comentários

5 comentários

  1. Mé-Zocheano

    2 de Junho de 2011 as 11:06

    (Este comentário foi escrito tendo em conta o novo acordo hortográfico)
    Pois é, todos estes equipamentos eletrónicos são radioativos, mas o mais radioativo ainda são os transmissores de alta frequência que utilizam a onda eletromagnética como o canal de comunicação. Si tivermos expostos por mto tempo, o que é inevitavel, pode causarnos problemas sérios. E quem assume??? Assim como não devemos fazer varias vezes as “chapas” é como quem diz: RAIO X.

  2. Pobresa.

    2 de Junho de 2011 as 16:01

    Um gajo copia um texto, envia para um jornal e põem logo a foto dele ao lado do artigo…O que as pessoas não fazem para aparecer….Oh rapaz, se queres aparecer, escreve algo teu…original…

  3. COSTA

    2 de Junho de 2011 as 17:27

    Olha so senhor Pobresa claro que texto é tirado da fonte é so vc ver em baixo vc ver a fonte, este texto tem em todos os jornais de mundo por isso nao tem como fazer outro sao informaçao da OMS vc quer que unventa informação que OMS nao deu pra por no texto.Se vc esta com inveja pk nao esta aparcer faça alguma coisa pra vc aparecer e deixa rapz dar informaçao pra toda a sociedade de s.tomé pk nos sabemos que essa noticias nao passa em s.tome

  4. delete

    3 de Junho de 2011 as 10:15

    mais porque nao dar só noticia, tem que meter foto pq querem sempre aparecer , jornalecos …..

  5. Sonhador

    3 de Junho de 2011 as 15:46

    Lol A noticia deveria ser acompanha de uma imagens relacionada ao tema e não a do jovem visto que não foi ele o criador do mesmo. É raro ver sites citar noticias de outras fontes e fazer-se acompanhar da foto da pessoa que facultou a noticia lol só mesmo em STP.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo