Sociedade

Mais um carregamento de arroz e outros produtos alimentares naufragado ao largo de São Tomé

Pelo menos 10 contentores de mercadorias foram consumidos esta segunda feira pelo mar ao largo do porto de São Tomé. A baía de Ana Chaves que já se transformou num cemitério de barcos afundados com produtos alimentares, recebeu esta segunda feira mais um batelão carregado de arroz e açúcar.

O porto de São Tomé construído na era colonial, é mais comparável a um cais. Não é acostável, ou seja, nem os navios de médio porte podem acostar no betão armado que recebe as mercadorias.

Por isso os navios lançam a âncora ao largo da ilha. Os contentores, ou produtos transportados a granel, são transferidos para os batelões que depois são arrastados por um rebocador, até o cais de Ana Chaves. É assim desde a era colonial e continua a ser assim em pleno século XXI. Por isso os custos financeiros da operação de carga e descarga dos navios são enormes.

Os batelões que garantem o transbordo das mercadorias, foram construídos desde a década de 80, portanto no chamado tempo de partido único. Mais de 20 anos depois a água do mar corroeu os ferros dos batelões. Os desastres não param de acontecer, durante o processo de transbordo de mercadorias.

Cerca de 4 batelões já afundaram com mercadorias. Porque nada mudou em termos de melhoria da administração do porto de São Tomé, o desastre tinha que voltar a acontecer. Foi esta segunda – feira. Após a recepção de 10 contentores num navio ancorado ao largo da cidade de São Tomé, um dos batelões já calcinado terá sofrido um rombo no casco em consequência do choque normal provocado pelas ondas, com o navio cargueiro.

Água começou a inundar o batelão, que a poucos metros do porto de São Tomé, acabou por naufragar levando para o fundo do mar dezenas de toneladas de arroz, açúcar e outros produtos alimentares.

Um dos contentores, foi recuperado graças ao empenho e determinação dos operários do Porto de São Tomé. Quando abriram o contentor, uma grande pressão de água saiu da porta do contentor. Dezenas de sacos de arroz, estavam ensopados com água salgada.

No árduo trabalho braçal, para puxar o contentor do mar para junto do cais, os operários desabafavam a sua frustração. «Esse país não avança. Há cerca de 30 anos, que estamos a trabalhar com esses mesmo batelões. São batelões do tempo do partido único. Todos calcinados. Vêm para aqui falam e falam mas na prática nada é feito», referiu um dos operários.

O Governo através do Ministro das Obras Públicas, testemunhou mais um desastre de mercadorias ao largo do velho porto de São Tomé. Carlos Vila Nova não falou a imprensa. A Direcção da ENAPORT, empresa que gere o porto, também não prestou declarações a imprensa.

Com o afundamento de mais um batelão, a ENAPORT ficou com apenas dois batelões completamente enferrujados.

Certo é que para já não houve mudança. Tem havido sim coincidências no porto de São Tomé. Recorde-se que no ano passado, quando faltavam poucos dias para as eleições legislativas, uma embarcação de bandeira cabo-verdiana contratada para fazer o transbordo de arroz de um navio cargueiro para o porto de São Tomé, naufragou a pouca distância do porto com dezenas de toneladas de arroz.

A semelhança do ano passado o mercado nacional regista alguma escassez de produtos alimentares, nomeadamente o arroz.

Desastres com embarcações que fazem o transbordo de mercadorias no porto de São Tomé, sucedem-se sem cessar, ao ponto da zona da Baía de Ana Chaves, ser considerado como um cemitério de barcos, barcaças e de toneladas de arroz e outros produtos, que no fundo do mar, servem talvez de alimento para os peixes.

Abel Veiga

    39 comentários

39 comentários

  1. GOMES GOMES

    7 de Junho de 2011 as 19:37

    MEU DEUS …

    • jose costa

      7 de Junho de 2011 as 21:16

      meus senhores
      Nao temos porque nos preocupar com isso. Pois tratasse de algo normalíssimo em qualquer pais do mundo, ademais vamos assim alimentarmos os peixinhos. Agora o governo vai indemnizar a empresa que importou a mercadoria e tenho quase certeza que Delfim Neves tem alguma coisa a ver, e a população continua com fome, e assim não teremos problema com saúde publica por causa dos obesos….Que mais provas queremos da nossa evolução. Non sa ni leguela

    • Aua ué soooo

      7 de Junho de 2011 as 21:21

      Sabem o que é engraçado? O senhor oscar medeiros no ano passado quando foi o barco “micau” quase que gritava quidaleo ao governo do man Rafa na África. Agora isso acontece com o governo do seu padrinho Patrice e nada ouvimos na Rdpáfrica. Que escandalo. temos que tomar posição séria sobre as omissões do senhor oscar medeiros. Assim não pode ser.
      Povo bili ué.

    • Olavo

      7 de Junho de 2011 as 22:16

      Ninguem vai preso por isso continua do mesmo jeito!

    • Dos Santos

      8 de Junho de 2011 as 5:31

      Gomes nao admires, porque isto nunca foi novidade.Falta vez das pontes que nos temos no pais nunca fizeram uma nova desde do tempo colonial,isso nem mim fala do partido unico.

  2. Lagaia

    7 de Junho de 2011 as 19:56

    VERGONHA
    É preciso ser-se algum génio para saber que uma ilha deve investir nos transportes marítimos e aéreos para com bater o isolamento?
    Como pensam atrair investidores se não há condições para transportarem os seus bens?
    É o requisito básico para o nosso desenvolvimento.
    Acho que é caso para uma manifestação, e/ou greve geral.

    Quando é que o porto de aguas profundas ou alargamento do cais sai do papel?

    Está ai uma noticia que por vergonha devia ser abafada para a comunidade internacional.

    • Aua ué soooo

      7 de Junho de 2011 as 21:23

      Não te preocupes que o senhor oscar medeiros já tratou disso.

    • Celsio Junqueira

      8 de Junho de 2011 as 8:54

      Meu Caro Lagaia,

      Nem mais, a palavra certa é mesmo VERGONHA, subescrevo completamente o seu comentário quanto ao sentimento.

      Mas discordo na ideia de abafar. Isso tem de ser divulgado e muito. Só assim os nossos responsaveis politicos e não só, também os técnicos sentirão o que nós sentimos.

      Não é possivel Srº PM PT, tanta viagem e conversa que dá e nem um problemazinho de por um Porto como o nosso operacional consegue? Vai bater no “ceguinho” dos trabalhadores outra vez como fez com a EMAE?

      Saudações tristes,

  3. Virtual

    7 de Junho de 2011 as 20:12

    Só para terem uma ideia, a maioria dos primeiros operários desses batelões já descansam na paz do Senhor! Enquanto isso, os batelões estão cá apenas a aguardar os seus dias!
    Este país, conheceu recentemente um acidente com único avião que ligava as duas ilhas, até hoje temos o que temos…

    Os espanhóis “deram” de graça 9 navios pesqueiros à STP. Deixaram apodrecer e nenhum foi aproveitado!

    Para não ser extensos, fico por aqui…

  4. boca calada

    7 de Junho de 2011 as 20:16

    vocês nem imaginam como eu me sinto com estas noticias…uma caterva de incompitentis!!!

    • Observador

      7 de Junho de 2011 as 21:16

      «Esse país não avança. Há cerca de 30 anos, que estamos a trabalhar com esses mesmo batelões. São batelões do tempo do partido único. Todos calcinados. Vêm para aqui falam e falam mas na prática nada é feito», referiu um dos operários.
      Sintomático…

    • Dos Santos

      8 de Junho de 2011 as 5:37

      Incompitentis?como se nunca tiveram formacao neste ramo(estivadores)aquilo ai e so mandar cabos e estar andar( kua e da e da)e os senhores(as) de gravata chamado doutores(a) a ganhar dinheiro,sao tome poderoso fez muito ate que ja nao esta consiguir mas por isso result e este.kua eskabi.

  5. Paracetamol 500mg

    7 de Junho de 2011 as 20:51

    Para povo ver, que é preciso começar a responsabilizar os políticos, quando desviam dinheiro. Se houvesse mais controlo por parte das instituições e exigências de responsabilidades, hoje, não estaríamos com esses problemas. Não preocupa, comida de delfim e companhia vêm de avião! comida de povo vem estragada ou fora de prazo! Agora, acrescentaram mais um ingrediente, vem salgada… Arroz tem que saber nadar até chegar ao porto.

    • Vindô

      9 de Junho de 2011 as 3:46

      Acho que estão a testar novo tipo de pesca na ilha….
      Há q aprendem a 1ª vez, outros a 2ª e uns tantos 150 mil que n aprendem…

  6. zeca diabo

    7 de Junho de 2011 as 21:08

    Isto e uma situacao que tem afligido o nosso Pais e que ninguem de direito ou dever procurou resolver esta situacao!!!
    Pois acontece que talvez os nossos governantes gostam destes desastres que so afectam as populacoes mais carentes porque vem ai as inflacoes nos precos dos produtos das primeiras necessidades. quantas toneladas de produtos ja perdemos em semelhantes situacoes!!! E preciso ser ignorante,ninguem aceita ser tramado mais do que uma vez…alguem esta a gostar deste cenario que coincide sempre nos periodos Eleitorais…haja paciencia!!!

    Forca Povo STP…

  7. luisó

    7 de Junho de 2011 as 23:02

    agora é que se deve perguntar: para onde foi o dinheiro dos doadores de 37 anos de independência?
    nem aeroporto, nem porto, nem electricidade, nem água, nem transportes públicos, nem estradas nacionais, nem, nem …
    uma grande tristeza isso sim…
    agora além do que falei em cima também vai começando a faltar a liberdade de imprensa…
    que mais se seguirá?
    triste sina de um povo que não pediu a independência e que esta só serviu para trazer mais escravatura e encher os bolsos de alguns que não eram nada há 37 anos e hoje estão cheios de dinheiro roubado a STP e que vêm isto acontecer e não fazem mais nada senão rir…

  8. Dos Santos

    7 de Junho de 2011 as 23:51

    Sera que nao tem haver com canidatura do Francisco Rita?(sao bateloes do partido unico ,se o Pinto ganhar teras novos bateloes )Achas?

  9. priscipiano

    8 de Junho de 2011 as 3:00

    A onde k esta pinto da Costa, Amando vaz, Miguel Trovoada, Antonio quintas de espirito santo, Antonia aguiar quintas, Carlos Borboleta, Zé Manuel Noronha, Zé veigas, Amauro couto, Fiinto costa Alegre, Francisco Rita, Evaristo Carvalho k acham k sao donos de santomé, andaram todo tempo a delipidar país. 36 anos de indepedencia país continua como um cimiterio. Mesmo assim kerem voto de povo. cartao vermleho geral

  10. Sofrimento Neto

    8 de Junho de 2011 as 8:07

    Ai meu Deus,com isso que aconteçe nos nosso paiz,com Desena de arroz afundado somente nas epuca das campanha,mais o que é isso!sem reparar doque aconteça vé a frente existe um buraco enorme mais tarde ou mais sedo somos todos empurado la dentro.

  11. santa catarina

    8 de Junho de 2011 as 8:46

    Temos é que acabar com a imponidade. As pessoas devem ser responsabilizadas. A culpa não poderá a continuar a morrer solteira.
    Tudo isto tambem é causa da instabilidade no País. As legislaturas que não chegam ao fim.

  12. Macabeu FM

    8 de Junho de 2011 as 8:50

    francamente, vejo Improficiência nos governantes de STP, falta de visão e potencialidade nas estratégias para proporcionar um crescimento sustentável aos todos os níveis socioeconómico.
    Para uma boa administração de STP, não é necessário muita experiência política, mas sim, um pouco de visão.
    Ora vejamos, quantos carros os governantes não abdicariam em benefício de compra de uma ou dois batelões, isso sem falar de algumas viagens desnecessárias efectuados por alguns governantes. Meus caros governantes haja paciência… vamos deixar de muita burocracia, e partimos para acções concretas. Espero que o presente governo faça diferença, essa diferença que é urgente.

  13. ôssobó

    8 de Junho de 2011 as 9:56

    Meu Caro Amingo priscipiano.

    Nao se diz, delipidar, mas sim delapidar. espero ter contribuido.

    os santomenses têm que tomar consciência to País e exigir responsabelidade criminal aos Politicos.Assim poderemos melhorar o nosso lindo e querido São Tomé.se foi possivel trazer a Indipendêcia, é possivel trazer o desenvolvimento.

  14. Nando Vaz (Roça Agostinho Neto)

    8 de Junho de 2011 as 11:49

    Meus camaradas do “Estado Falhado” pode e deve esperar tudo!..

  15. Carlos Ceita

    8 de Junho de 2011 as 12:38

    Meus caros amigos

    Já não era sem tempo definitivamente este país bateu no fundo. O pior que nos pode acontecer e não aprendermos com os nossos erros.
    Parece que não basta somente mudar de governos e de presidente. É necessária mudança de atitude comportamentos e sobretudo de mentalidade da classe política dos gestores públicos dos diferentes ministérios departamentos e sectores e do mais comum do cidadão. É necessário a descentralização e articulação dos serviços a nível nacional.
    Nenhum homem sozinho ainda que fosse um ditador com a mão de ferro pode impedir que estas pequenas tragédias acontecem.
    Se neste país as responsabilidades civis e criminais não forem tomadas a serio para evitar que esta pouca vergonha acontecem não vamos la.

    Abraços e coragem aos meus compatriotas

  16. Anca

    8 de Junho de 2011 as 12:43

    Falta de Competência associada a desleixo.

    A falta de planeamento e previsão, estado dos equipamentos.

    Basta cruzar os dados numéricos e estatística, para percebemos tanta incompetência e desleixo, à trinta e seis anos, neste caso os números de navios que foram a pique, por falta de Previsão,Planeamento, falta de gestão adequada, falta de revisão.

    A dias li numa notícia que o Carro que fazia transporte de Resíduos Urbanos, tinha avariado por falta de manutenção e operacionalidade(vários anos ao serviço de carga e descarga,sem revisão).

    Hora todos sabemos, que quando adquirimos um equipamento, seja ele um radio, uma televisão, um telemóvel, um carro, etc, etc…, que esses mesmo equipamento trazem um livro de manuseamento e o tempo de vida e revisão dos mesmos, que seja ele um simples relógio de pulso e neste caso o cais e os batelões.

    Hora se se tem entidade, empresas pessoas, que estão a gerir um determinado organismo, se essas pessoas não tem competência e ainda por cima são desleixados, por qualquer acidente que põem em causa a vidas e bem estar das pessoas e das populações, essas pessoas devem ser chamadas a responder moral e criminalmente perante, instância competentes, perante a sociedade que os paga com os seus descontos logo seus impostos.

    Pergunto a esses senhores,

    Quando adquirem ou constroem um equipamento, em vossa casa, que vos custou caro, e algum dos seus filhos, o destroem por desleixo, os senhores não o castigam?

    Hora a falta de conhecimento e incompetência ligada a desleixo, só pode originar uma sociedade onde ninguém é punido pelos seus actos perante a justiça, porque essa justiça também é incompetente.

    Como quem diz

    O habito faz o monge.

    É altura, é chegado o momento que temos que começar a exigir, que cada entidade no país cumpra o seu papel.

    Começar a punir severamente actos de incompetência e desleixo que ponham em causa a vida,direito e bem estar das pessoas e das populações.

    Devem ser responsabilizado de alguma forma aqueles que pratiquem tais actos, porque o Estado, que neste casos somos todos nós saiu prejudicado, então os responsáveis, têm que repor os prejuízo, causado, ao Estado que somos todos nós,custear ao Estado, porque quando é o estado a causar prejuízo a privado ele também paga, e que ironia, os tribunais ai são tão rápidos a agir, é pena que não sejam tão ágeis para o bem comum.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Como?

    Exercitando e agindo em conformidade, para o bem comum dos SãoTomenses.

    Porque assim também agimos com os nossos filhos em casa, para o bem futuro deles.

    Bem Haja

    Deus Abençoe São Tomé e Príncipe

  17. Anca

    8 de Junho de 2011 as 12:52

    Os responsáveis, devem ser chamados e punidos a repor, o prejuízo causados ao Estado que somos todos nós.

    Devem pagar o Estado, o custo do prejuízo em causa, dez contentores com mercadorias para abastecer o mercados interno.

    Se não estaremos a passar exemplo de impunidade,incompetência e desleixo a geração seguinte, mesmo que ela seja formada e instruída.

    É urgente e necessário moralizar a sociedade São Tomense.

    Para o bem de todos

    Acabar com as más praticas.

  18. de angola

    8 de Junho de 2011 as 14:37

    meus sentementos,mais uma perda para o Pais que precisa muito

  19. ovo de bode

    8 de Junho de 2011 as 16:47

    Pinto da Costa é culpado de toda essa tragedia. Isto é o resulatado da impunidade resultante da má governação que vem desde tempo do primeiro presidente da RDSTP. Não aceitavel coisa de genero ter vindo acontecer sem que os seus responsaveis fossem punidos.
    Não é aceitavel que pessoas que mais tem lezado esse país serem os mesmos a serem constantemente promovidos, e beneficiando das regalias da parte do Estado. É o tempo de pormos as coisas nos seus respectivos lugares. Neste momento o povo tem como pedir contar a esses malfeitores. Um já foi sancionado com o naufragio do navio MICAU. Acreditou tanto que seria chefe xiv governo constitucional mas o povo soube fazer justiça. O povo fez-lhe fazer que o seu corpo está limpo, que o banho é uma lenda e que as pessoas sabem votar.
    Espero, também, que com essas eleições presidenciais, candidato com Pinto da Costa, Maria das Neves, Delfim Neves, Elsa Pinto verso Alcino Pinto, Evaristo Carvalho (que não tem feito nada como presidente da Assembleia Nacional – não tem posto ordem na assembleia nacional,) sejam severamente punidos pelas ilegalidades e prejuizos que causaram a esse País.
    Este é o tempo do povo.
    De momento o povo tem poder nas suas mãos e acredito que a lista acima mencionada não merecerá o voto da vitória.
    Que amigo que nunca trabalhou irá morrer sem trabalhar.
    Felá de bé ça tlexi veê, nó çá i ka guadá sum. Bicho uitchi.

  20. h silva

    8 de Junho de 2011 as 18:02

    falam sempre das mudancas mas estamos no tempo do partido unico,isso sim.so usam sucatas do tempo colinial e nada de inovacao para o pais!mas afinal existiu mudanca algum dia em STP?respondam isso ao povo senhores,enganadores do povo.fui

  21. ê bôbô ê!!!!!!!!!!!

    8 de Junho de 2011 as 18:06

    é uma vergonha o que se passa nesse país.Gastam tanto dinheiro com porcarias e almoços e campanhas (banho)para além de outros que vão aos bolsos de muitos corruptos e depois da nisso . É de lamentar , tantos anos que os batelões nunca são substituidos ou reparados e depois vêm esses senhores tentar tapar o sol com a peneira querendo dar lição de politica as pessoas. Eu tenho é vergonha de ter nascido em Sao tomé.Querem é tacho!

  22. Fardo

    8 de Junho de 2011 as 21:52

    Governo ainda a pouco tempo comprou 4 viaturas para chefias…………

  23. E.Santos

    8 de Junho de 2011 as 22:51

    “Os batelões que garantem o transbordo das mercadorias, foram construídos desde a década de 80, portanto no chamado tempo de partido único. Mais de 20 anos depois a água do mar corroeu os ferros dos batelões. Os desastres não param de acontecer, durante o processo de transbordo de mercadorias.”

    Em 20 anos, construiram-se grandes chalés, criaram o campo de milho, há quem tenha comprado quarteirões em Lisboa, mas nin´guém conseguiu melhorar o trnasbordo no porto de Ana Chaves.

    Só me admira é calhar ser sempre arroz a “ir a pique”.
    Não duvidaria nada se me viessem dizer que isto é uma máfia com dois objectivos. Receber dinheiro de indemnização e fazer encarecer os produtos em STP gerando lucros maiores a custa da desgraça alheia.

    Para estas maldades São-tomense tem inteligência, não duvido nada.

  24. ceita

    9 de Junho de 2011 as 10:50

    mas que pais é esse ,estamos a falar dos produtos alimentar naufragado,se paramos pensamos veremos que isso ñ é nada diante daquilo k esta acontecer no nosso pais.
    N.B-O nosso pais é que esta afundando cada vez mas, todo por culpa dos povos pequenos que quando chega no momento de mudança engana- os com banho, dinheiro para um mês e depois fica por cinco anos na miséria .
    se ñ abrirmos os olhos nosso filhos ,neto e mas as novas geração que vier mas alem vão passar por mesma miséria .temos que mudar a nossa mentalida e aprender com os erros para que coisas dessas ñ voltem a acontecer.~

  25. Diogo Darnen

    9 de Junho de 2011 as 11:10

    Caros Senhores,

    Isto é a prova de que o Governo do Patrice Trovoada é um fracasso, tudo o que foi dito por ele e os respectivos Ministros durante a campanha legislativa esta a cair por terra, o aeroporto continua sem a iluminação e as barcaças da ENAPORT, uma das empresas que mais contribui para o OGE estão podres de velha e reclamam manutenção/substituição. Se fosse a SONANGOL pediria uma revisão do acordo assinado com o Governo para o controlo da empresa, porque poderemos estar perante actos de negligência grosseira na gestão da ENAPORT, pelo simples facto de se saber que haverá uma nova empresa a assumir a gestão dentro em breve.

    Não vaticino a queda do Governo, mas acho que após as eleições deverá haver uma profunda remodelação governamental sob pena do Primeiro-ministro e o partido que o sustenta ficarem seriamente comprometidos.

    Saudações,
    DD

  26. ddv

    9 de Junho de 2011 as 11:12

    o problema que está em STP é o seguente, a moeda não tem valor,custo de vida está alto com uma inflação seria, balança de pagamento não respeita a ordem internacional,o pais vive como se fosse uma selva ninguém com coisa diferente todos iguais não pode tens se que fazer alguma coisa responsabilizar quem é de direito isto não pode, já torna um abandono das instituição quando colocamos pessoas sem responsabilidade algum nas diferentes pastas só para nome e feio ter um pais como este, todos são tomenses são maltratados no estrangeiro por causa das más governação em STP. devemos ser mais responsável povos de são Tome.um dia acredito que vamos privatizar são Tomé e Principe, isto vai acontecer, porque ate então não apareceu ninguém que deu prova de uma boa governação

  27. LUIS COELHO

    19 de Junho de 2011 as 9:51

    CAROS IRMAOS perguntem a quem de direito, porque? Todos os navios registados em Sao Tome e Principe vao trabalhar para outros Paises. Tentem saber a verdade!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  28. Helmader

    22 de Junho de 2011 as 19:08

    Mais uma vez a culpa irá morrer solteira

  29. Amanda Souza Seara

    14 de Fevereiro de 2012 as 17:19

    Pois é! Coisas dessas acontencem e ninguém nunca é responsabilizado. Só poluição ambiental.

  30. Jose Carlos C. Moreira

    9 de Junho de 2013 as 20:35

    Caros compatriotas Sao Tome Poderoso e Sao Antonio de Principe e muitos outros santos que adoram Sao Tome e Principe estao a nos dizer(todos os dias), que devemos agir. os corsarios estao a saquear o pais e estamos a bater palmas. Sao os corsarios que estao a frente do pais desde a indepencia(ou troca de colonos). Nada fizeram nem fazem e perante a situacao podemos verificar que e mais uma manobra para saquearem o pais. Nao tem conhecimentos de estudos feitos sobre a materia em questao? Porque nao apoiar nos estudos feitos e actualiza-los para a sua implementacao. So querem dinheiro para engordar as suas contas, pais e o povo esta a minguar. Vamos dizer de viva voz que ja basta. Seguimos o exemplo dos que estao a lutar contra os derrubes de arvores no sul do pais. Famos correr com os piratas para fora do pais. Nao merecem a nossa compreencao. Os seus valores todos conhecem e todos os dias que ouvimos noticias da terra so verificamos ma acoes feitos pelos corsarios. Eles estao a corromper a mente do povo como prova disto a mais gentes a roubar a mais gentes a fazerem justicas pelas suas proprias maos. E este estado que que queremos? Acho que nao por isso vamos nos levantar, a mobilizacao popular ja comecou com os defensores das nossas florestas, vamos dar continuidade nas outras areas. A LUTA CONTINUA E A VICTORIA E CERTA.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo