Atenção aos leitores em Portugal

TRABALHO DE CAMPO”Diagnostico e Auscultação” Doentes em Junta Médica de STP. Uma iniciativa da Associação das mulheres de São Tomé e Príncipe em Portugal,(Mén Nón) que pretende acompanhar os doentes enviados para tratamento em Portugal. Isto numa parceria com organizações não governamentis portuguesas e a embaixada de São Tomé e Príncipe em Portugal.

Mén Non – Associação das Mulheres de São Tomé e Príncipe em Portugal, através do departamento S.O.S. Saúde, Social e do Banco do Tempo, em parceria com a Embaixada de S. Tomé e Príncipe em Portugal, pretendem acompanhar, os doentes evacuados de S. Tomé e Príncipe para Portugal em junta médica

Para o efeito, iremos realizar diagnóstico e auscultação dos doentes no terreno.

OBJECTIVO

-Fazer o levantamento das necessidades, contribuir para um melhor acompanhamento e enquadramento dos doentes evacuados para portugal, assim como da comunidade residente, através de sessões de informação e esclarecimento sobre diversas problemáticas.

- Colaborar com as entidades responsáveis (Embaixada de STP), de modo a criar condições para a orientação e acompanhamento dos responsáveis pelas crianças evacuadas, internadas nos hospitais em Lisboa, minimizando os problemas relacionados com a sua deslocação.

CALENDARIZAÇÃO

Dia 11 de Junho as 16:00h

Laranjeiro – Almada (Qta.Do Chegadinho Novo)

Rua José Alves da Cunha nº 16 – B

Galerias de Feijó.

Dia 18 de Junho de 2011 as 16:00h

Urbanização Terraço da Ponte

APOIO

AICA – Associação dos Imigrantes conselho de Almada

PROSAUDESC- Associações Promotores de Saúde, Ambiente Desenvolvimento sócio Cultural

ACOSP- Associação da Comunidade de S.Tomé e Príncipe  em Portugal

Organização:

Departamento de SOS.Saúde

Leonor Neto, Aldina Dias e Samila Gama

  1. img
    Horácio Will Responder

    Louvável iniciativa.
    Não sei quem são as pessoas que estarão a dar o corpo à iniciativa. Mas, se for necessário, procurem bons técnicos de saúde são-tomenses (já temos muitos) para terem umas orientações em relação ao acompanhamento de doentes no meio hospitalar, de modo a entrarem bem e granjear respeito pela causa.
    Por favor, deixem o vosso contacto telefónico ou o endereço electrónico. Acredito que mais pessoas irão apoiar de alguma maneira.

    • img
      Posser da Silva Responder

      Otima iniciativa.

    • img
      Mém Non Responder

      Caro Campatriota,
      Agradeço pela sugestão.Toda ajuda é bem vinda, sobretudo a dos profissionais de saúde.Juntos podemos fazer a diferença!
      o nosso e-mail é:
      mennon@hotmail.com

      Mén Non

  2. img
    J. Maria Cardoso Responder

    Grande Men Non,
    Oxalá a iniciativa vá em frente. É um sinal de que a sociedade civil na diáspora consegue, finalmente, trazer a prática aquilo que reside em mais cabeças.
    Façam um levantamento dos nossos médicos e demais técnicos de saúde em Portugal para que os mesmos possam pôr a disposição e ao serviço da comunidade um bocado dos seus conhecimentos dentro da legalidade portuguesa.
    Bem-haja!

  3. img
    T. Responder

    A embaixada nao fara nada, se eles é que desprezam os doentes nem pelo menos mandando uam representacao ou encarregado buscar no aeroporto, como é que essa auscultacao será fieto com a parceria deles?? isso é tudo fachada, caso a embaixada intervenha, pois eles na ofazem nenhum.aquilo é um desfilar de paleios, arrogancia e sobrenome. ainda me lembro dos tempos que o menino Didier branco lá andava a paisana e diambulando todo o dia dentro da embaixada e ganhando bom dinheiro, no papel falso dum suposto técnico de computacao….só mesmo os nossos politicos com esses truques….enquanto o menino do Rafael frequentava a universidade, a embaixada era um posto ficticio pra incrementar verbas ao bolso.

    nem falarei de outros casos.

    Perguntem a Pascoa, perguntem ao penetra, perguntem ao baixote que nem sei o nome….

    • img
      Nrstu Responder

      Não querendo fazer de advogado do demónio…acho essa afirmação apenas com intuito de ofender um quadro mt competente da embaixada….já fui a embaixada varias vezes e a vários anos e o menino do Rafael me pareceu mt competente…ele n e técnico de computação…chama-se informatico…deverias ter mais atenção antes de falar besteiras…e já agora sei se perguntarem as pessoas que referiste a resposta será q ele e competente….

  4. img
    Zumbakuê Responder

    Parabéns a “MEN NOM”,pela iniciativa.
    Felizmente, existem pessoas de boa vontade, com iniciativas para promover e ciudar dos doentes que são atirados em Portugal, sem um acompanhamento digno pelos representantes do país na diáspora.
    Força “MEN NOM”.

Deixe um comentario

*