Coquetel anti-HIV podem ser usados para reduzir o risco de infecção entre os casais heterossexuais

Remédios usados no coquetel anti-HIV podem ser usados para reduzir o risco de infecção entre os casais heterossexuais. A conclusão é de estudo feita na África. Segundo a pesquisa da Universidade de Washington, EUA usar drogas anti- Sida diariamente reduz as taxas de infecção 70%, em comparação com placebo.

Medicamento reduz risco de infecção

Remédios usados no coquetel anti-HIV podem ser usados para reduzir o risco de infecção entre os casais heterossexuais. A conclusão é de estudo feita na África. Segundo a pesquisa da Universidade de Washington, EUA usar drogas anti- Sida diariamente reduz as taxas de infecção 70%, em comparação com placebo.

O primeiro estudo examinou 4.758 casais na Quênia e Uganda, onde um dos parceiros era HIV positivo e o outro, negativo. Os parceiros que não tinham a doença e tomaram uma média de 63% a menos de infecções. Para os casais que tomaram uma combinação de Tenofovir e Emtricitabine, o risco foi de 73% menor.

O estudo foi financiado pela Fundação Bill & Melinda Gates, da Microsoft. “Novos instrumentos eficazes contra HIV são urgentemente necessários e esses estudos podem ter um impacto enorme na prevenção da transmissão heterossexual”, – afirmou Margaret Chan, diretora- geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), por meio de um comunicado.

Bons resultados em casais heterossexuais

O benefício foi tão evidente que, por questões éticas, os pesquisadores suspenderam o uso de placebo e passaram a oferecer a todos os casais participantes os comprimidos antitrretrovirais.

- Este é um grande avanço científico. Esses estudos poderão nos ajudar a atingir o ponto de inflexão na epidemia de HIV – disse Michel Sidibé, diretor executivo do Programa das Nações Unidas sobre HIV/Aids.

Os resultados das pesquisas na África somam-se à evidência crescente de que os antirretrovirais, medicamentos receitados desde meados dos anos 90 para tratar pessoas já doentes, também podem ser um ótimo recurso para reduzir ou mesmo interromper a disseminação da Aids.

Nossos resultados demonstraram claramente que o tratamento é eficaz em casais heterossexuais – disse Jared Baeten, professor da Universidade de Washington.

Até recentemente, a prevenção da infecção por HIV era focada na mudança de comportamento, no incentivo ao uso de preservativos, na redução do número de parceiros sexuais e na abstinência sexual. No último ano, porém, o tratamento com drogas como Truvada mostrou que houve uma redução nas taxas de infecção em homens homossexuais, e o uso de um gel vaginal diminuiu a índice de contágio em mulheres heterossexuais. Além disso, uma vacina contra a Aids foi parcialmente eficaz num ensaio aplicado na Tailândia.
Fonte: Meia hora

Por : Leonardo Barreto

  1. img
    couve -flôr Responder

    sida doença criada para dizimar a raça negra… pk é k os testes tem k ser feitos com os negros e nunca com os brancos? hum?

    • img
      Fijalatao Responder

      È mesmo assim meu caro!

      Se o surto da doença que ultimamente dizimou 48 europeus de Alemanha , Suécia e França tivesse acontecido em África, eles eram os primeiros a aconselhar os seus compatriotas a não visitar África neste momento!
      E mais. Se os pepinos tivessem sido importados de África, ai…ai…ai…ai…ai.

      Se os países como Angola, Argélia ,África do Sul não começarem a ripostar, nós nunca seremos respeitados como ser humano!!!

  2. img
    edy Responder

    Amigo, le bem o ki escreves te,””63% a menos de infecções” ou les t isso em ingles e ainda nao estas preparado para fazer a traducao ou estas a usar google translation,. deixa o teu email ki t mando un scan do da pagina do jornal METRO ki tambem falou disso ontem.

    • img
      Maria Isabel Responder

      Qual a razão de fazeres críticas destrutivas? Se escreves com tantos erros ou melhor sentes preguisa em escrever correctamente.””” un scan do da (…)Jornal Metro ki também falou….””” pensas que estas a onde? Isto não é uma rede social,é um jornal o qual podes simplesmente fazer comentários lógicos….

  3. img
    couve -flôr Responder

    eu nao preciso de de inglês nenhum ,de translation nenhum para saber que muitos medicamentos vem para africa para serem testados …e os nossos irmãos negros são usados como escudos.

    • img
      peacocks Responder

      couve-flor tens toda razao este ai na sabe o q diz so ele n sabe q certas doencas foram criadas p faser desaparecer a raca negra e n e mentira nenhuma e tbm sabemos q sida tem cura mas olha…………….fica nos segredos de Deus.so aconselho previnem-se.

  4. img
    atento Responder

    granda busu….

  5. img
    sonhador Responder

    Lol para mim esta tudo bem mas um artigo a começar por remédios é um bocado estranho. “Medicamentos” se calhar ficava bem mais elegante

Deixe um comentario

*