Sociedade

Sindicato da Função Pública vai se transformar em Confederação dos Trabalhadores do Estado

O projecto constitutivo vai ser aprovado na Assembleia Geral dos Trabalhadores a ter lugar em Novembro próximo. A organização sindical pretende com a nova estrutura reforçar o seu papel na defesa da classe trabalhadora.

O sindicato da Função Pública de São Tomé e Príncipe, sob a liderança de Aurélio Silva, tem sido protagonista de várias batalhas em prol da melhoria das condições de vida dos trabalhadores. Greves e manifestações públicas, caracterizaram as acções de luta do sindicato nos últimos anos, tendo contribuído até para a queda de alguns governos.

A partir de Novembro próximo a organização sindical projecta intervenção mais forte na defesa da causa dos trabalhadores. Vai organizar um congresso onde o Sindicato se tranformar numa confederação que une núcleos sindicais de toda a administração pública.

Amaro Gaudêncio Secretário Geral Ajunto do sindicato, avisou que a injustiça salarial domina o sector. Deu exemplo de sectores onde os trabalhadores ganham mais de 20 milhões de dobras por mês, e outros em que o salário não ultrapassa 2 milhões de dobras. Segundo Amaro Gaudêncio, através da confederação a ser criada, um inquérito será feito em todos os sectores da administração pública, para registar as irregularidades e injustiças e depois agir em conformidade. «Poderemos fazer uma reivindicação ao governo e se os trabalhadores assim decidirem, avançaremos para greve», rematou.

Com mais de 3 mil membros, o sindicato pretende com a nova estrutura a ser constituída em Novembro, ser o principal interlocutor dos trabalhadores da Função Pública, no âmbito do Conselho de Concertação Social, onde até agora não tem assento.

Abel Veiga

    5 comentários

5 comentários

  1. HLN

    15 de Setembro de 2011 as 18:45

    Qual o valor de salário mínimo aplicado pelo estado em São Tome? Alguém pode me dizer. Pk os 20 milhões ainda acho pouco dado o custo de vida com isso quero dizer que a baixo de 2 milhões é péssimo. Mas a verdade é k cada pássaro tem k contentar com a sua asa e saber até onde pode voar.

  2. lino

    15 de Setembro de 2011 as 21:12

    desde que seja dentro da lei, façam tudo que estiver ao vosso alcançe.
    quem trabalha deve ser recompensado como deve ser, de acordo com a sua actividade..

  3. Pedro Novais

    16 de Setembro de 2011 as 20:37

    Alguém ai pode dizer se 20 milhões convertidos em dólar quanto dá?

    Faz tempo que não acompanho o cambio de stp, em virtude de estar no exterior.

    Abcs

  4. Isidoro Porto

    17 de Setembro de 2011 as 17:25

    Vi no REPORTER AFRICA da RTP Africa a mesa e as cadeiras usadas durante a reunião e confesso que não gostei.

    Seria bom que os dirigentes das nossas instituições comecassem a criar mais. Com pouquíssimos recursos pode-se-ia ornamentar a mesa e as cadeiras com panos baratíssimos, e a sala de reuniões com ramos de bonitas flores locais o que uma outra imagem aquela sala projectada para todo mundo pelas RTP Africa e RTP Internacional.

    Quero enfatizar que isto não retira valor nenhum a boa intenção dos Sindicalistas. Os meus parabéns e sucessos no futuro.

    19/SET/2011

  5. Isidoro Porto

    17 de Setembro de 2011 as 17:29

    Errata:
    o que daria outra imagem aquela sala.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo