Sociedade

Movimento de luta em preparação contra a exclusão de cerca de 150 estudantes são-tomenses do ensino superior em Portugal

Pais e encarregados de educação dos cerca de 150 estudantes são-tomenses, que foram excluídos do acesso ao ensino superior em Portugal, alegadamente por causa da burocracia do Ministério da Educação, Cultura e Formação de São Tomé e Príncipe, estão a organizar movimento de luta para exigir responsabilidades. Enquanto o silêncio reina no Ministério da Educação, Cultura e Formação, o Téla Nón divulga a lista completa dos estudantes que foram excluídos.

Para ler a lista CLIQUE – ALUNOS COLOCADOS

    15 comentários

15 comentários

  1. Templa Seco

    27 de Setembro de 2011 as 8:56

    De certeza que na lista dos alunos excluidos nao consta o nome de filho de Patrice Trovoada ou de qualquer um outro membro de Governo.
    Mas Deus nao dorme!

  2. lino

    27 de Setembro de 2011 as 12:06

    e agora , como é que fica?!!!!

  3. Hugo Menezes

    27 de Setembro de 2011 as 14:32

    Templa Seco

    Filhos dos ditos possuidores de poder financeiro da nossa praça nunca vão concorrer ao regime especial, regime especial é para pobre, eles vão directamente para Universidades Privadas onde pagam com dinheiro extraído do povo…

    • ghadafi

      29 de Setembro de 2011 as 8:39

      Meu caro,

      De qualquer forma, aconselho aos estudantes que quiserem seguir o ramo de economia a evitarem a universidade nova de lisboa faculdade de economia,simplesmente, porque irao perder tempo desnecessario, ali(na nova)o nivel de dificuldae que eles impoem na traduz o necessario, para terem uma ideia, chegam a fazer teste( intermedio) que mesmo os professores nao conseguem resolver no momento. Isto e ridiculo!Portanto, nao e que nao consigam terminar, mas, porque complicar a vossa vida se as outras faculdade tambem formas bons economistas.

  4. Paracetamol 500mg

    27 de Setembro de 2011 as 14:41

    Já agora, deviam publicar a lista dos alunos beneficiados de Bolsas 2011 2012.

  5. Ribeira Formiga(Principe)

    27 de Setembro de 2011 as 15:06

    As informações em STP,sempre foram muito escassas, existe um interesse em adiar as coisas. Eu ja tinha caido em armadilha. Queria fazer pilotagem, sempre colocava como a 1ª opção, mas certo é que este curso ja não ia ao M. Da educação. MAs nunca informaram-me. Uma senhora, depois de me ver tantas as vezes na mesma coisa, diz-me que não valia a pena continuar com pilotagem.
    Veja só?

  6. ADELINO DOS SANTOS

    27 de Setembro de 2011 as 16:20

    Quais são os documentos que estão em falta?Alguem tem que nos dar uma explicação.

    • Lévé-Léngue

      28 de Setembro de 2011 as 11:39

      Efectivamente, é necessário esclarecer bem a situação pq tenho um candidato na lista q conseguiu entregar atempadamente todos os documentos devidamente validados. Estranho ver q foi excluido por falta de documentos, mx até agora ñ fomos comunicados sobre os tais documentos em falta. Do que se sabe, o único documento em falta é a tal declaração do Ministério de Educação, algo fora do nosso alcance. POR FAVOR TÉLA NÓN acompanhe este caso na medida do possível e nos informe com mais precisão.

    • maiker

      29 de Setembro de 2011 as 9:51

      O documento é a Declaração que é emitida pelo Ministério de educação de S.tomé, fomos excluídos porque a referida declaração não foi enviada a tempo e hora pelo ministro de educação Olinto Daio e vez de original o ministério enviou a declaração via fax.

  7. sulila miranda

    27 de Setembro de 2011 as 18:16

    Vejam só! como se explica isso? Devem-se apurar as responsabilidades e punir o culpado, porque isso de ser ministro tem muita respomsabilidade!!!

  8. Emigrante

    27 de Setembro de 2011 as 20:21

    Eu sou estudante do ensino superior já sou finalista entrei também com o regime especial, naquela altura as coisas eram mais fácil e não avia tanta burocracia como agora, isso esta difícil entrar até para os que são portugueses , agora para entrar terra que ter uma media é mais alta salvo eu, isso era um dos projecto de antigo governo de Sócrates agora o governo é outro enfim muita pena

  9. manglolo

    28 de Setembro de 2011 as 10:27

    hey emigrante
    depois de graduares, tente estudar a lingua portuguesa pelo menos durante mais 1 ano.
    “Avia, terra”

  10. solidario

    28 de Setembro de 2011 as 18:30

    e agora? o que fazemos? ficara isso assim? me respondem por favor

  11. Da ilha

    28 de Setembro de 2011 as 22:36

    Depois reclamam que alunos não voltam para STP,temos todo motivo enviam alunos para estudar não dão apoio nenhum,e quando é para ajudar ao menos em algo tão simples não o fazem.
    E tambem gostaria de saber que historia é essa de pedirem certificado do 11º ano concluido em STP.Sabendo que andam a enviar muitos estudantes que so terminaram o 9º ano p Portugal para fazer curso profissional,e eu pergunto então todos esses alunos não vão ter direito de entrar para superior atraves da embaixada?

    • maiker

      29 de Setembro de 2011 as 12:54

      os alunos esses concluíram 12º ano em portugal.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo